A crise do Subprime!

Tópico em 'Off-Topic' iniciado por Agreste 15 Set 2008 às 16:23.

  1. Agreste

    Agreste
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    29 Out 2007
    Mensagens:
    8,031
    Local:
    Aljezur (48m) - Faro (11m)
    Só para deixar aqui um link para umas das formas mais simples que eu encontrei para entender a crise das hipotecas ninja. Está em castelhano mas entende-se bem! E o blog também não é nada mau...

    Quando será a nossa vez de pagar a factura deste lixo financeiro? Sinceramente não sei... :huh:
     
  2. Ike

    Ike
    Expand Collapse
    Cirrus

    Registo:
    6 Set 2008
    Mensagens:
    66
    Local:
    Terreiro - Tomar
    Na Europa não acredito que aconteça o mesmo, já que as instituições financeiras nunca praticaram as loucuras que se praticaram no outro lado do Atlântico. Vê o caso de Portugal, um banco a emprestar, empresta 80% do valor do imóvel, pode haver uma avaliação "por cima" para financiar a compra do mesmo a 100%...mas não mais que isso.

    Depois nenhum banco empresta sem garantias, se não tiveres rendimentos fixos, bons fiadores...não levas nada.

    O que aconteceu no Estados Unidos, foi que vendiam a qualquer pessoa, mesmo que não desse quaisquer garantias. Com as taxas de juros muito baixas houve um aumento da procura e muita especulação imobiliária, e os preços das casas dispararam.

    Os bancos ou os "vendedores" que os representavam financiavam não a 100% mas muitas vezes a um valor ainda superior. Dava para comprar a casa, mobilá-la, e ainda vir de férias para a Europa.

    Por exemplo uma casa que custasse na realidade diga-mos, 100.000 dólares, estava a ser vendida por 200.000 dada a especulação e o banco ainda emprestava 250.000.

    Com a subida das taxas de juro deram-se os incumprimentos em catadupa. No exemplo anterior e se houvesse incumprimento o banco ficaria com um bem que valeria 100.000, quando o cliente tinha uma responsabilidade de 250.000. Ou seja assumiria um prejuízo de 150.000, ora isto a multiplicar por centenas de milhar de situações idênticas, é só fazer as contas e resultou em milhões de prejuízo.

    A pagar indirectamente já tens vindo a pagar e vais continuar por algum tempo...

    A crise financeira que estalou há mais ou menos um ano, tem sido responsável pelo aumento das taxas de juro a que tens assistido mesmo num período de abrandamento económico em que habitualmente os bancos centrais baixam as taxas de juro para estimular a economia.

    Isso não aconteceu por duas razões. Primeiro há a falta de liquidez das instituições financeiras. A falência de algumas delas lançou o pânico nos mercados financeiros, e consequentemente houve muito dinheiro a sair do mesmos (vendas de acções, fundos etc.), noutros casos houve perdas directas nas relações que tinham com as instituições falidas. Resultou numa situação em que são mais os bancos a pedir emprestado do que aqueles que emprestam, já que para emprestarem aos seus clientes também eles têm que pedir emprestado. Aumenta a procura, diminuí a oferta, aumentam os preços, neste caso o preço do dinheiro. Por isso é que tens hoje uma Euribor a 3 meses de 5,2%, quando a taxa directora do BCE é de 4,25%. Os bancos compram o dinheiro mais caro, vendem-no mais caro ao cliente.

    Outra razão para as taxas de juro não baixarem foi a inflação. Com o dinheiro a sair dos mercados financeiros, quem detinha esse dinheiro procurou outras fontes de investimento e viraram-se paras as “commodities “, para os mercados de futuros, especulando com o preço do petróleo, ouro e matérias primas que estão cotadas nos mercados. O aumento do petróleo a que se assistiu também resultou de um problema estrutural, devido às economias emergentes com a China e a Índia à cabeça, há mais gente a consumir, os preços aumentam...mas houve também alguma especulação.

    Com os preços do petróleo e das matérias primas em alta, aumentam os produtos, e aumenta a inflação. E com a inflação em alta o BCE não baixa as taxas de juro. A ideia é que as pessoas com taxas de juro mais baixas consomem mais, mais procura, mais aumento de preços, agravamento da inflação.

    E por isso toda a gente que tem crédito à habitação tem pago dessa forma a crise, assim como as empresas que têm muitos dos seus empréstimos indexados à Euribor.

    Com os bancos com falta de liquidez, há maior exigência por partes dos mesmos na concepção de crédito, afectando as empresas, muitas delas dependentes desse apoio para o desenvolvimento da sua actividade, e os particulares no crédito ao consumo. E uma crise financeira importada, torna-se uma crise económica real...
     
  3. José M. Sousa

    José M. Sousa
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    16 Mai 2008
    Mensagens:
    258
    Local:
    Lisboa
    Bom, a verdade é que os bancos do resto do mundo e, portanto, também europeus, engoliram o subprime através da sua "securitização", ou seja, a titularização desses empréstimos e posterior revenda, portanto há lixo tóxico espalhado por aí aos montes sem que muitos dos detentores se tenham ainda apercebido!

    «That situation set the stage for deep losses for all the countless investors and other entities that had entered into A.I.G.’s swap contracts. Of the $441 billion in credit default swaps that A.I.G. listed at midyear, more than three-quarters were held by European banks.»


    in
    http://www.nytimes.com/2008/09/17/business/17insure.html?partner=rssnyt&emc=rss

    Os americanos andaram a roubar o pessoal e agora chegou a hora da verdade!
     
  4. Agreste

    Agreste
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    29 Out 2007
    Mensagens:
    8,031
    Local:
    Aljezur (48m) - Faro (11m)
    Eu não tinha tanta certeza. As hipotecas do subprime foram vendidas várias vezes e pelo caminho mudaram várias vezes de nome. Com o nome original, ninguém sério as comprava. Mas muito mais grave do que aldrabice das hipotecas em sí, foi o rating que lhes foi dado. Isso transformou-os em mercadoria boa. E além do rating, o que andaram as auditoras internacionais a fazer neste tempo todo? :huh:

    Todos mantiveram viva a aldrabice enquanto todos ganhavam dinheiro. Isto não é economia de mercado. Isto é o mais parecido que há com a máfia... :disgust:
     
  5. henriquesillva

    henriquesillva
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    13 Dez 2007
    Mensagens:
    496
    Local:
    Guimarães

    :thumbsup: :lol: :thumbsup: :lol:
     
    Collapse Signature Expand Signature
  6. Minho

    Minho
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    6 Set 2005
    Mensagens:
    4,091
    Local:
    Melgaço
    Cito a minha assinatura :D

    When the capital development of a country becomes a by-product of activities of a casino, the job is likely to be ill-done [John Maynard Keynes ]
     
    Collapse Signature Expand Signature
  7. José M. Sousa

    José M. Sousa
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    16 Mai 2008
    Mensagens:
    258
    Local:
    Lisboa
    Nem mais!
     
  8. Ike

    Ike
    Expand Collapse
    Cirrus

    Registo:
    6 Set 2008
    Mensagens:
    66
    Local:
    Terreiro - Tomar
    Concordo e a extensão da crise ainda está por apurar e a sua duração é uma incerteza...

    Eu referia-me mesmo à génese da crise, que foi o resultado de um capitalismo desenfreado e especulativo, onde os órgãos de regulação efectivamente não funcionaram. E falava de como nos tem afectado a cada um de nós...

    Numa economia global todos sem excepção serão afectados, começando pelos agentes financeiros. Há neste momento muitas instituições em apuros, na Europa inclusive, (o Northem Rock é um exemplo, teve de ser nacionalizado) que mais que não fazem neste momento é tentar diferir as suas perdas na esperança de encontrarem uma solução milagrosa que evite a sua falência mais que inevitável. E a conta gotas iremos ter novos Bear Sterms, Lheman Brothers...até quando não se sabe.

    Quanto à AIG, a injecção de 85 mil milhões de USD por parte do FED, vai servir apenas para a companhia cumprir com as suas obrigações com os seus clientes. A inviabilidade económica e financeira da mesma é uma certeza. Se não falir dado que o estado norte americano ficou a deter penso que 80% da mesma, deixará pelos menos de existir como existiu até aqui.
     
  9. Ike

    Ike
    Expand Collapse
    Cirrus

    Registo:
    6 Set 2008
    Mensagens:
    66
    Local:
    Terreiro - Tomar
    Sem conseguir aprofundar muito o assunto, já que não trabalho no sector financeiro, mas abordando a situação do rating das hipotecas conforme as percebo e como as mesmas poderão ter obtido um bom ranting.

    Em termos de garantia para assegurar um financiamento o melhor que se pode dar é uma garantia real, no caso do crédito à habitação a garantia é o próprio imóvel como é óbvio. Os bancos utilizam essas mesmas garantias que os clientes lhe dão para servir de garantia a outros bancos quando eles próprios precisam.

    Ora o crédito hipotecário por norma (sem aldrabices) deveria possuir sempre um bom rating, já que tem envolvido uma garantia real. E se calhar foi assim que estas hipotecas obtiveram um bom ranting, mudando simplesmente o nome.

    Uns criaram a aldrabice, muitos foram coniventes com ela, mas também a meio do percurso houve muita gente a ser enganada...por isso é que agora anda tudo desconfiado e ninguém quer emprestar dinheiro a ninguém...

    Parecido...foi mesmo máfia...

    EDIT: Encontrei isto mesmo agora...como inevitavelmente vai chegar "ao bolso" dos portugueses...

    http://diarioeconomico.com/edicion/...n_impresa/financas/pt/desarrollo/1166081.html
     
  10. José M. Sousa

    José M. Sousa
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    16 Mai 2008
    Mensagens:
    258
    Local:
    Lisboa
  11. Ike

    Ike
    Expand Collapse
    Cirrus

    Registo:
    6 Set 2008
    Mensagens:
    66
    Local:
    Terreiro - Tomar
    Para quem estiver interessado, a Visão desta semana dá especial destaque ao assunto. ;)
     
  12. José M. Sousa

    José M. Sousa
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    16 Mai 2008
    Mensagens:
    258
    Local:
    Lisboa
    Um texto cheio de ironia e muito revelador de mais um desastre do governo económico desta (des)administração americana :

    «The paradox is that this whole mess was created by a bunch of zealot fanatics who believed in the laissez faire ideology of free markets unbound by propers rules, regulation and supervision. As I wrote after the nationalization of Fannie and Freddie:

    This biggest bailout and nationalization in human history [Fannie and Freddie] comes from the most fanatically and ideologically zealot free-market laissez-faire administration in US history. These are the folks who for years spewed the rhetoric of free markets and cutting down government intervention in economic affairs. But they were so fanatically ideological about free markets that they did not realize that financial and other markets without proper rules, supervision and regulation are like a jungle where greed – untempered by fear of loss or of punishment – leads to credit bubbles and asset bubbles and manias and eventual bust and panics.

    The ideologue "regulators" who literally held a chain saw at a public event to smash "unnecessary regulations" are now communists nationalizing private firms and socializing their losses: the bailout of the Bear Stearns creditors, the bailout of Fannie and Freddie, the use of the Fed balance sheet (hundreds of billions of safe US Treasuries swapped for junk toxic illiquid private securities), the use of the other GSEs (the Federal Home Loan Bank system) to provide hundreds of billions of dollars of "liquidity" to distressed, illiquid and insolvent mortgage lenders, the use of the SEC to manipulate the stock market (restrictions on short sales), the use of the US Treasury to manipulate the mortgage market (Treasury will now for the first time outright buy agency MBS to manipulate and prop up this market), the creation of a whole host of new bailout facilities (TAF, TSLF, PDCF) to prop and rescue banks and, for the first time since the Great Depression, to bail out non-bank financial institutions, and a whole range of other executive and legislative actions (including the recent bill to provide a public guarantee to mortgage for banks willing to reduce their face value).

    This is the biggest and most socialist government intervention in economic affairs since the formation of the Soviet Union and Communist China. So foreign investors are now welcome to the USSRA (the United Socialist State Republic of America) where they can earn fat spreads relative to Treasuries on agency debt and never face any credit risks (not even the subordinated debt holders who made a fortune yesterday as those claims were also made whole).»

    In Nouriel Roubini http://www.rgemonitor.com/roubini-m...at_full_speed_with_the_nationalization_of_aig
     
  13. rijo

    rijo
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    19 Nov 2007
    Mensagens:
    252
    Local:
    Queluz
    Collapse Signature Expand Signature
    #14 rijo, 21 Set 2008 às 01:59
    Editado por um moderador: 21 Set 2014 às 04:03
  14. rijo

    rijo
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    19 Nov 2007
    Mensagens:
    252
    Local:
    Queluz
    O medo e a dúvida instalou-se nos Estados Unidos da América e isso está a fazer colapsar um sistema monetário baseado em dívida... (é o que contam estes vídeos)











     
    Collapse Signature Expand Signature
    #15 rijo, 21 Set 2008 às 03:18
    Editado por um moderador: 21 Set 2014 às 04:03

Partilhar esta Página