Ausência prolongada de precipitação Novembro/Dezembro 2013

Tópico em 'Meteorologia Geral' iniciado por Agreste 4 Dez 2013 às 17:20.

  1. Agreste

    Agreste
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    29 Out 2007
    Mensagens:
    8,044
    Local:
    Aljezur (48m) - Faro (11m)
    Não sei se não será altura da ministra da agricultura começar a juntar a papelada para declarar junto da UE a seca meteorológica. Meses centrais do inverno e isto não leva nada bom caminho. Não se prevê chuva nos próximos 10 dias. :(

     
    Blooder.PT gostou disto.
  2. Agreste

    Agreste
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    29 Out 2007
    Mensagens:
    8,044
    Local:
    Aljezur (48m) - Faro (11m)
    Re: Ausência prolongada de precipitação 2013-14.

    No continente porque nas ilhas a coisa até está muito entretida. :rain:
     
  3. Blooder.PT

    Blooder.PT
    Expand Collapse
    Cirrus

    Registo:
    8 Abr 2008
    Mensagens:
    46
    Local:
    Amora (19m)
    Re: Ausência prolongada de precipitação 2013-14.

    Farto deste tempo da treta sem precipitaçao, os campos ja começam a ficar secos em plena "Estaçao das chuvas" :angry::angry:
     
  4. 1337

    1337
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    26 Jun 2010
    Mensagens:
    1,538
    Local:
    Ponte de Lima (centro)
    Re: Ausência prolongada de precipitação 2013-14.

    Já não chove á 1 mês por aqui, 2005 está de volta, só pra isto é que este país é bom, efim :sad:
     
  5. Aristocrata

    Aristocrata
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    28 Dez 2008
    Mensagens:
    4,547
    Local:
    Paços de Ferreira, 292 mts
    Re: Ausência prolongada de precipitação 2013-14.

    Aqui pelo noroeste a situação está difícil.

    Fotografia tirada esta tarde aqui bem perto:

    [​IMG]

    :D:p
     
    Collapse Signature Expand Signature
  6. raposo_744

    raposo_744
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    14 Out 2008
    Mensagens:
    401
    Local:
    Lisboa(Graça)Coimbra(Alváres)
    Re: Ausência prolongada de precipitação 2013-14.

    a culpa é deste (des)governo anticiclonico!:bombar:

    este fds fui na aldeia e tive que regar o jardim,pouca ou nehuma humidade ,tudo seco.
     
    Collapse Signature Expand Signature
  7. Blooder.PT

    Blooder.PT
    Expand Collapse
    Cirrus

    Registo:
    8 Abr 2008
    Mensagens:
    46
    Local:
    Amora (19m)
    Re: Ausência prolongada de precipitação 2013-14.

    O que mais me irrita é a malta a dizer " Áh que sol tão bom! Sabe mesmo bem!" E de facto sabe mas esquecem-se que a comida que compram nos supermercados não é "inventada" nos armazéns dos mesmos, quando o preço das frutas/legumes/cereais um dia subirem a pique ai talvez raciocinem um pouco e pensem "Ah talvez a chuva faça falta"
     
    david 6 e Sanxito gostaram disto.
  8. camrov8

    camrov8
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    14 Set 2008
    Mensagens:
    2,046
    Local:
    Oliveira de Azeméis(278m)
    Re: Ausência prolongada de precipitação 2013-14.

    Graças a deus ninguem manda no tempo e reina a divina vontade da mama terra
     
  9. Flaviense21

    Flaviense21
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    28 Jan 2007
    Mensagens:
    3,690
    Local:
    Oeiras /Chaves / Vilardevós - GZ
    Re: Ausência prolongada de precipitação 2013-14.

    Como isto agora é ano sim ano sim...

    "Notícia" imprensa falsa 22/02/2012:

    Deviam começar já... que chuva pelo menos pra este ano está escasso! :calor:
     
    Collapse Signature Expand Signature
    Névoa gostou disto.
  10. Agreste

    Agreste
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    29 Out 2007
    Mensagens:
    8,044
    Local:
    Aljezur (48m) - Faro (11m)
    Re: Ausência prolongada de precipitação 2013-14.

    a minha frustração é andar a ver cartas de 0+240h para ver se descubro precipitação. Não há nada.

    Ainda que as cartas comecem a mostrar alguma cedência das altas pressões.

    Estou curioso para ver a média de pressão atmosférica por exemplo para bragança no mês que terminou...
     
  11. trovoadas

    trovoadas
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    3 Out 2009
    Mensagens:
    1,739
    Local:
    loule-caldeirao
    Re: Ausência prolongada de precipitação 2013-14.

    Fazendo uma análise desde o final de Março/início de Abril relativamente às regiões do sul é impressionante constatar os dias em que tivemos precipitação igual ou superior a 1mm. Nas minhas contas não deve de ir muito além de 4. O impressionante é que os dias nublados também não são muito mais. Isto diz bem deste domínio anti-ciclónico que vemos vivendo desde a Primavera.

    Em 2009, por exemplo, tivemos uma quebra do AA a meados de Dezembro e a partir daí foi chuva até final de Março. Vamos ver se desta nos calha parecido:p
     
  12. vitamos

    vitamos
    Expand Collapse
    Staff

    Registo:
    11 Dez 2007
    Mensagens:
    4,562
    Local:
    Lisboa; Costa da Caparica
    Re: Ausência prolongada de precipitação 2013-14.

    Sim, nestas coisas convém ter alguma paciência...

    Longos periodos anticiclónicos são comuns na PI e ocasionalmente ocorrem no Inverno climático. Não deixa de ser preoocupante a ausência prolongada de chuva. Alguns anos secos começaram assim, a partir do momento em que a chuva marcou ausência na altura dita "certa". Por outro lado existem mais duas perspectivas. O anticiclone a impor-se cedo pode significar tal como referes a quebra a determinada a altura e uma mudança violenta de padrão, choques de massa de ar distintos, e por vezes abundante preciitação. Pode também dar origem a cenários que já vimos recentemente de entradas frias, eventos surpreendentes, mas que na beleza por vezes subjacente, acabam por não cntribuir muito para um saudável balanço hidrológico (então a Sul saberão bem o que estou a dizer).

    Veremos o que acontece... Mas sem tirar a gravidade que o título do tópico frisa, temos que ter a noção que este padrão não é, de todo, incomum por estas bandas.
     
  13. Snifa

    Snifa
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    16 Abr 2008
    Mensagens:
    7,154
    Local:
    Porto-Marquês:145 m Mogadouro:749 m
    Re: Ausência prolongada de precipitação 2013-14.

    O todo poderoso AA , Rei e Senhor,influenciando uma grande parte da Europa com pressões de 1045 hpa:

    [​IMG]

    Impressionante que mesmo a mais de 200 horas é só AA e mais AA...:assobio:
     
    Collapse Signature Expand Signature
  14. beachboy30

    beachboy30
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    29 Mai 2008
    Mensagens:
    402
    Local:
    Aroeira
    Re: Ausência prolongada de precipitação 2013-14.

    Como diz o Vitamos, não é de todo incomum este padrão nesta altura, mas não deixa de ser impressionante ver o AA todo poderoso, sempre com pressões ao centro acima dos 1035 hPa, ora mais a NW, ora mais a NE, mas sempre por perto da P.I., sempre a circundar as depressões, que se ficam para os lados dos Açores e Itália.

    Estivessemos nós no Verão e estaríamos aí com uma vaga de calor de proporções épicas... Tanta lestada junta... Até o mar parece mar de Verão (à parte da temperaturas): ondas quase nulas na costa ocidental...
     
    jonas_87 e CptRena gostaram disto.
  15. Agreste

    Agreste
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    29 Out 2007
    Mensagens:
    8,044
    Local:
    Aljezur (48m) - Faro (11m)
    Re: Ausência prolongada de precipitação 2013-14.

    o que caracteriza o nosso outono e inverno é um padrão de chuvas espaçadas, as superfícies frontais. Períodos secos seguidos de períodos muito chuvosos afectam a actividade económica.

    No meu ponto de vista a seca está lançada. Ainda não saiu o resumo do mês de novembro para confirmar.

    Antevisão: A previsão mensal do Centro Europeu de Previsão do Tempo a Médio Prazo (ECMWF) aponta para valores abaixo do normal, para as regiões centro e sul, na semana de 04/11 a 10/11 estendendo-se a todo o território na semana de 11/11 a 17/11. Nas semanas de 18/11 a 24/11 e de 25/11 a 01/12 não é possível identificar a existência de sinal estatisticamente significativo.

    Desta forma será mais provável um aumento da área do território em situação de seca fraca.
     

Partilhar esta Página