Avião da Air France com 231 pessoas a bordo desaparece dos radares

Tópico em 'Off-Topic' iniciado por Gerofil 1 Jun 2009 às 12:24.

  1. Gerofil

    Gerofil
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    21 Mar 2007
    Mensagens:
    8,554
    Local:
    Estremoz (401 metros)
    A Air France confirmou à AFP "estar sem notícias" do seu voo AF 447, que assegurava a ligação entre o Rio de Janeiro e Paris. A bordo do aparelho estão 216 passageiros e 15 membros da tripulação. O Brasil já iniciou buscas na sua costa. Já não há "nenhuma esperança" para o voo Rio-Paris, disse à agência de notícias francesa um responsável aeroportuário em Paris. A Força Aérea do Brasil confirmou entretanto que já começou à procura do avião. Henry Wilson, um porta-voz, disse à Reuters que aviões tinham partido da ilha de Fernando de Noronha, ao largo da costa nordeste do país.
    O Airbus 330-200 desapareceu dos radares quando sobrevoava o oceano Atlântico - o avião deveria ter chegado ao aeroporto Roissy Charles de Gaulle pelas 11h00 (10h00 em Lisboa). Terá sido na zona da ilha Fernando de Noronha que desapareceu dos radares, pelas 7h00 (hora portuguesa). “A Air France lamenta anunciar que está sem notícias do voo AF 447 que efectua a ligação Rio-Paris com 216 passageiros a bordo e partilha a emoção e a inquietação das famílias envolvidas”, disse à AFP uma porta-voz da companhia aérea.
    Foi já aberto um gabinete de crise no aeroporto de Roissy, em Paris, onde está o secretário de Estado dos Transportes, Dominique Bussereau. E a secretaria de Estado das Comunidades portuguesa informou entretanto que já está em contacto com as autoridades brasileiras e francesas para averiguar se estariam portugueses a bordo. Foram abertos dois números de telefone de urgência para as famílias: um número verde para ligar a partir de França (0 800 800 812) e outro para o estrangeiro (00 33 1 57 02 10 55). Cinco italianos estavam a bordo, noticiou já a agência italiana Ansa.

    PÚBLICO
     
  2. Brunomc

    Brunomc
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    7 Abr 2008
    Mensagens:
    1,946
    Local:
    Vendas Novas - Alto Alentejo (132m)
    outra noticia mais actualizada

    Avião desparecido poderá ter sido atingido por um raio

    01 de Junho de 2009, 13:49

    O avião desaparecido que fazia a ligação Rio de Janeiro-Paris sofreu uma avaria eléctrica às 2H14 GMT (3h14 hora de Lisboa), avança a AFP. Segundo fonte da Air France, pensa-se que o avião poderá ter sido atingido por um raio, o que terá provocado a falha eléctrica.

    "O mais provável é que o avião tenha sido atingido por um raio" afirmou Francois Brousse, director de Comunicação da companhia aérea francesa.

    "O avião entrou numa zona de tempestades com fortes turbulências, que provocaram falhas", acrescentou.

    Fonte do aeroporto parisiense, que pediu anonimato, indicou que na "sua última comunicação, o capitão de bordo afirmou que aconteceram turbulências e depois o contacto foi perdido".

    De acordo com fontes aeroportuárias em Paris, "Não há nenhuma esperança para o voo da Air France" que fazia a ligação Rio de Janeiro-Paris e que desapareceu na manhã desta segunda-feira dos monitores de radar quando sobrevoava o Oceano Atlântico.

    O Airbus 330 da Air France com 216 passageiros, 12 membros da tripulação e 3 técnicos da companhia aérea, desapareceu dos monitores dos radares esta segunda-feira na costa do Brasil, pelas 8h00 francesas (7h00 em Lisboa) e deveria ter aterrado no aeroporto Roissy - Charles de Gaulle de Paris às 11h15 locais (10h15 em Lisboa).

    Para já não há indicação de portugueses a bordo do avião mas a secretaria de Estado das comunidades já reuniu o gabinete de emergência.


    Segundo as fontes, o aeroporto parisiense criou uma célula de crise durante a manhã.

    "A preocupação é muito grande. O avião desapareceu dos monitores de controlo há várias horas. Pode ser uma falha técnica dos radares, mas este tipo de avaria é pouco comum e o avião não aterrou à hora que eshtava prevista", declarou uma fonte aeroportuária.


    A companhia aérea francesa já se pronunciou. Em declarações à agência AFP, uma porta-voz afirmou: "A Air France lamenta anunciar que não tem notícias do voo AF 447 que fazia a viagem Rio-Paris com 216 passageiros a bordo e compartilha a emoção e a preocupação das famílias afectadas".

    As autoridades francesas disponibilizaram dois números de emergência para as famílias dos passageiros e tripulantes: 0800800812 (número verde para França) e 0033157021055 (número para o estrangeiro).

    De acordo com fonte militar brasileira, o avião desapareceu a cerca de 300 quilómetros a nordeste da cidade de Natal e próximo da ilha de Fernando Noronha. A Força Aérea do Brasil iniciou as buscas a partir desta ilha, informou a Aeronáutica.

    O Airbus A330 é o avião comercial de passageiros com maior capacidade de operação em médias e longas distâncias, fabricada pela Airbus.

    FONTE : SAPO
     
    Collapse Signature Expand Signature
  3. Snifa

    Snifa
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    16 Abr 2008
    Mensagens:
    7,153
    Local:
    Porto-Marquês:145 m Mogadouro:749 m
    É possivel um raio provocar a queda de uma avião destes?

    eles não são desenhados para conduzir a descarga pela fuselagem em total segurança?:confused:

    É uma hipótesse que está a ser equacionada mas a ser a causa do acidente é uma situação extremamente rara...

    Infelizmente penso que estamos perante mais uma tragédia aérea ....:(
     
    Collapse Signature Expand Signature
  4. Brunomc

    Brunomc
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    7 Abr 2008
    Mensagens:
    1,946
    Local:
    Vendas Novas - Alto Alentejo (132m)
    ja vi videos no youtube com raios a cairem em cima dos aviões e não há qualquer problema com isso..estranho :huh:
     
    Collapse Signature Expand Signature
  5. Snifa

    Snifa
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    16 Abr 2008
    Mensagens:
    7,153
    Local:
    Porto-Marquês:145 m Mogadouro:749 m

    Exacto ,o desenho e material do avião já são feitos para minimizar ou eliminar os efeitos de um raio.. se assim não fosse haveria muitos mais acidentes fatais causados por raios que atingem aviões....

    acredito mais em forte turbulência a desgovernar o avião ou a causar qualquer avaria e mesmo assim penso que o equipamento que estes aparelhos teem permite localizar as áreas de maior turbulência e tempestades e assim evitá-las....
     
    Collapse Signature Expand Signature
  6. Gerofil

    Gerofil
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    21 Mar 2007
    Mensagens:
    8,554
    Local:
    Estremoz (401 metros)
    Paris, 01 juin 2009 - 14h31 heure locale

    Communiqué N° 2

    Air France a le regret d’annoncer la disparition du vol AF 447 effectuant la liaison Rio de Janeiro – Paris-Charles de Gaulle, arrivée prévue ce matin à 11h10 locales, comme vient de l’annoncer à la presse le Directeur général d’Air France, Pierre-Henri Gourgeon. L’appareil de type Airbus A330-200, immatriculé F-GZCP, a quitté Rio le 31 mai à 19h03 heure locale (00h03 heure de Paris).
    L’appareil a traversé une zone orageuse avec fortes turbulences à 2 heures du matin (heure universelle), soit 4h00 heure de Paris. Un message automatique a été reçu à 2h14 (4h14 heure de Paris) indiquant une panne de circuit électrique dans une zone éloignée de la côte. L’ensemble des contrôles aériens civils brésilien, africain, espagnol et français ont tenté en vain d’établir le contact avec le vol AF447. Le contrôle aérien militaire français a essayé de détecter l’avion, sans succès. 216 passagers sont à bord : 126 hommes, 82 femmes, 7 enfants et un bébé.
    L’équipage est composé de 12 navigants : 3 navigants techniques et 9 navigants commerciaux. Le commandant de bord a 11 000 heures de vol et déjà effectué 1 700 heures sur Airbus A330/A340. Les deux copilotes ont 3 000 heures de vol pour l’un (dont 800 sur Airbus A330/A340) et 6 600 pour l’autre (dont 2 600 sur Airbus A330/A340).
    L’appareil est équipé de moteurs General Electric CF6-80E. L’avion totalise 18 870 heures de vol et a été mis en service le 18 avril 2005. Sa dernière visite d’entretien en hangar date du 16 avril 2009.
    Air France partage l’émotion et l’inquiétude des familles concernées. Les proches sont reçus dans un endroit spécialement réservé à l’aérogare de Paris-Charles de Gaulle 2. Un numéro vert est ouvert 0800 800 812 pour la France, et + 33 1 57 02 10 55 pour l’étranger.
    NB : Nous demandons aux journalistes de ne pas appeler ce numéro réservé aux familles et aux proches.
    Air France
     
  7. Snifa

    Snifa
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    16 Abr 2008
    Mensagens:
    7,153
    Local:
    Porto-Marquês:145 m Mogadouro:749 m
    A SIC está a noticiar agora que o avião despenhou-se no Atlântico.....
     
    Collapse Signature Expand Signature
  8. Gerofil

    Gerofil
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    21 Mar 2007
    Mensagens:
    8,554
    Local:
    Estremoz (401 metros)
    Passageiros enviaram SMS aos familiares

    13h45

    "Eu te amo" ou "Estou com medo" foram algumas das mensagens de telemóvel que os passageiros do avião da Air France desaparecido enviaram aos seus familiares quando se aperceberam que a aeronave estava com problemas. O presidente do sindicato das empresas aeronáuticas do Brasil, confirmou ao JN que as SMS foram enviadas quando o avião estaria a sobrevoar a ilha do Sal, em Cabo Verde.
    Dois aviões da Força Aérea brasileira estão a fazer a rota do airbus da Air France que está dado como desaparecido. Helicópteros e navios da Marinha estão também a patrulhar a zona de jurisdição brasileira. Mas ainda não há vestígios do avião que transportava 231 pessoas, incluindo um bebé. A Air France confirmou uma comunicação, às 2.14 horas, na qual o piloto referiu um curto-circuito no avião.
    De acordo com um especialista da Infraero, empresa que gere os aeroportos do Brasil, o avião terá desaparecido ao largo da costa da Ilha do Sal, em Cabo Verde, altura em que terá desaparecido o sinal de radar. O comandante da Aeronáutica do Brasil, George Henri, confirma, ao JN, o contacto do piloto com a torre de controlo, mas afirma que no último contacto estabelecido, às 2.33 horas, "não estava detectado nenhum problema técnico".

    JN
     
  9. Gerofil

    Gerofil
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    21 Mar 2007
    Mensagens:
    8,554
    Local:
    Estremoz (401 metros)
    Avião da Air France não se despenhou em Cabo Verde

    Algumas informações nos media internacionais avançaram esta manhã que o avião A330-200 da Air France, que desapareceu dos radares durante a madrugada, terá se despenhado em Cabo Verde. A asemanaonline contactou a ASA, que não confirma esta informação, dizendo que está a colaborar com as autoridades brasileiras mas pode avançar que o avião não caiu nem nas águas cabo-verdianas.
    “O avião deve ter-se despenhado no ’Atlântico brasileiro’”, disse ao asemanaonline uma fonte da ASA. Segundo a mesma, quando foi contactada pelas autoridades brasileiras, a ASA accionou os seus mecanismos de investigação e verificou que o avião desaparecido não chegou às águas cabo-verdianas.
    Segundo a imprensa internacional, a última comunicação do avião aconteceu às 2h14 (cerca das 4h da madrugada em Cabo Verde), quando indicou problemas eléctricos, após ter atravessado 15 minutos de turbulência. O aparelho levava 231 pessoas a bordo e fazia a ligação entre Rio de Janeiro e Paris.
    A esperança de que haja sobreviventes é nula. "Por esta altura, o avião já estará muito para além das reservas de querosene, por isso, infelizmente, temos de esperar o cenário mais trágico”, disse Jean-Louis Borloo, ministro adjunto do primeiro-ministro Francois Fillon. A confirmar-se, será a primeira vez que um Airbus A330-200 se despenha.
    O avião desapareceu dos radares ainda no Brasil, presumindo-se que se tenha despenhado ao largo da costa brasileira. Um porta-voz da Força Aérea do Brasil confirmou que já estão a ser feitas buscas no mar, perto da ilha de Fernando de Noronha, ao largo da costa nordeste do Brasil. A Infraero apontou a ilha do Sal como local provável do desaparecimento, mas a sua congénere cabo-verdiana, ASA, não confirma essa informação.
    O avião, um Airbus A330, era esperado em Paris cerca das 11h10 horas locais (8h10 em Cabo Verde), mas não há sinais do aparelho. “A preocupação é muito grande no Aeroporto de Charles de Gaulle. A aeronave desapareceu dos monitores há várias horas. Pode ser uma falha do identificador, mas esse tipo de avaria é pouco comum”, disse à Agência France Press uma fonte aeroportuária.
    Em França, foi criado um gabinete de crise, para ajudar os familiares dos passageiros. No Rio de Janeiro criaram o mesmo gabinete que começou já a receber os primeiros familiares dos passageiros desaparecidos.

    A Semana On Line
     
  10. Brunomc

    Brunomc
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    7 Abr 2008
    Mensagens:
    1,946
    Local:
    Vendas Novas - Alto Alentejo (132m)
    pois também acho..:confused:

    será que tinham rede no meio do oceano atlântico ?? se calhar as operadoras brasileiras ja instalaram antenas em boias...lol
    acho muito estranho a história dos Sms's porque no meio do atlantico so mesmo com telefone via satélite ou radio em altas frequências..
     
    Collapse Signature Expand Signature
  11. Snifa

    Snifa
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    16 Abr 2008
    Mensagens:
    7,153
    Local:
    Porto-Marquês:145 m Mogadouro:749 m
    Senegal localiza destroços de um avião

    09h00m

    O governo do Senegal anunciou que localizou nas suas águas territoriais destroços de um avião, que podem ser do Airbus A330 que desapareceu segunda-feira sobre o Atlântico, avança a edição online do jornal O Globo.

    Se a informação for confirmada, a responsabilidade nas investigações passa a ser da França, país que pertence a empresa aérea.

    Entratento, Barack Obama disse que os Estados Unidos darão "toda a ajuda necessária" para esclarecer o que aconteceu com o avião. "Os Estados Unidos concederão toda a assistência necessária para descobrir o que se passou", declarou o presidente norte-americano numa entrevista à estação de televisão francesa i-Tv.

    Vários países intensificam as buscas para localizar o avião. Dois aparelhos brasileiros dotados de equipamentos electrónicos, radares e infravermelhos prosseguiram durante a noite os esforços para tentar encontrar sinais do Airbus A330 a cerca de 1.100 quilómetros ao largo das costas brasileiras.

    Vários países participam nas operações de busca. Além do Brasil, a França enviou dois aviões de reconhecimento estacionados em Dakar, no Senegal, e que retomam esta manhã as operações interrompidas durante a noite.

    O Brasil mobilizou seis aviões, dois helicópteros e três navios que se dirigem para a zona onde o Airbus desapareceu, a cerca de 1.100 quilómetros da cidade de Natal, na costa nordeste do Brasil, e a 100 quilómetros do espaço aéreo do Senegal, segundo as autoridades brasileiras.

    Pelo menos um aparelho norte-americano deverá juntar-se hoje às operações de busca, depois de Paris ter solicitado a utilização dos recursos do Pentágono para ajudar a localizar o aparelho.

    As possibilidades de encontrar sobreviventes "são ínfimas", como admitiu na segunda-feira o presidente francês, Nicolas Sarkozy, no aeroporto de Roissy, em Paris, onde também sublinhou não existir "nenhum elemento preciso sobre o que se passou".

    No momento do seu desaparecimento, o avião tinha entrado numa zona de tempestade com fortes perturbações, onde se encontram massas de ar dos hemisférios norte e sul.

    As pessoas a bordo pertenciam a 32 nacionalidades, contando-se nomeadamente 73 franceses, 58 brasileiros e 22 alemães, segundo o Ministério dos Transportes francês.

    O Presidente brasileiro, Lula da Silva, em visita a El Salvador, declarou segunda-feira que "não há nada a fazer, senão chorar profundamente e apoiar as famílias" das vítimas.

    "Em momentos como este, não há palavras", declarou Lula da Silva a jornalistas em São Salvador, onde se deslocou para assistir à cerimónia de posse do novo Presidente salvadorenho, Maurício Funes.


    http://jn.sapo.pt/PaginaInicial/Mundo/Interior.aspx?content_id=1251275
     
    Collapse Signature Expand Signature
  12. Gerofil

    Gerofil
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    21 Mar 2007
    Mensagens:
    8,554
    Local:
    Estremoz (401 metros)
  13. Snifa

    Snifa
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    16 Abr 2008
    Mensagens:
    7,153
    Local:
    Porto-Marquês:145 m Mogadouro:749 m
    Interessante a análise!

    Contudo ainda me custa a acreditar que a turbulência (ainda que severa) possa ter por si só causado o desaparecimento/queda do avião.

    Segundo uma entrevista ontem de um piloto da TAP, os aviões até podem passar uma viagem inteira em turbulência e com áreas de forte turbulência...é normal e rotineiro...

    a própria despresseurização não é suposto fazer despenhar um avião pois nesses casos os pilotos descem a altitude para zonas onde o ar seja menos rarefeito..

    O próprio sistema eléctrico mesmo que falhe em vários campos é sempre possivel à tripulação assumir o comando manual do aparelho..

    Algo de muito grave e rápido/inesperado/invulgar aconteceu e que não permitiu reacção da tripulação...inclusivé questiono-me se o avião ( por qualquer falha estrutural grave ) não se desfez/desintegrou em pleno voo caindo os destroços numa vasta área....contudo e dada a falta de informação isto é apenas "especulação" minha...
     
    Collapse Signature Expand Signature
  14. raposo_744

    raposo_744
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    14 Out 2008
    Mensagens:
    401
    Local:
    Lisboa(Graça)Coimbra(Alváres)
    As nuvens nessa região são comparáveis aos cúmulos nimbos, de "uma estrutura muito complicada com um vento vertical subindo a uma velocidade de até 100 metros por segundo e, ao lado, o vento baixando a essa mesma velocidade, o que provoca uma sucessão de movimentos brutais de cima para baixo para o avião", explicou Puempel.

    "A isso, soma-se a possibilidade de granizo e raios... Normalmente, os pilotos tentam evitar penetrar numa zona de tempestade como essa (...), mas, às vezes, é muito grande e representa para os pilotos um desafio para se encontrar o caminho correcto", prosseguiu.

    fonte:sapo
     
    Collapse Signature Expand Signature
  15. Snifa

    Snifa
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    16 Abr 2008
    Mensagens:
    7,153
    Local:
    Porto-Marquês:145 m Mogadouro:749 m
    Essa sucessão de fortes movimentos pode causar danos estruturais severos ao avião ( por exemplo nas asas ou corpo ) e junto com a velocidade levar a uma desmembração /desintegração do mesmo. Todas as estruturas teem um limite de resistência que nos casos dos aviões são testados até ao limite nas fábricas.Ouvi nas notícias que as aeronaves de busca localizaram destroços em pontos que distam 60 km uns dos outros ,a confirmar-se ,isto pode indiciar que o avião a determinada altura se desfez no ar e os destroços foram caindo bastante espaçados uns dos outros.Se o avião tivesse atingido a água intacto não me parece que haveria tempo para as correntes marítimas espalharem por 60 km os restos do aparelho...

    Uma tarefa imensa será concerteza a recuperação das caixas negras que provavelmente estarão a mais de 3000m de profundidade...( isto se não houver um mecanismo que prevenindo estas situações de queda no mar as faça flutuar e até emitir um sinal rádio para facil localização/recuperação)
     
    Collapse Signature Expand Signature

Partilhar esta Página