Avião de Hollande atingido por um raio

Tópico em 'Media' iniciado por Gerofil 15 Mai 2012 às 20:45.

  1. Gerofil

    Gerofil
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    21 Mar 2007
    Mensagens:
    8,554
    Local:
    Estremoz (401 metros)
    Avião de Hollande atingido por um raio e obrigado a regressar

    O avião que transportava o novo presidente francês, François Hollande, para Berlim foi obrigado a regressar a Paris devido ao mau tempo, divulgou hoje o Ministério da Defesa francês.
    "O avião terá sido atingido por um raio. Regressou por motivos de segurança. Neste momento, o presidente já deixou novamente" o aeroporto, afirmou um porta-voz do Ministério, citado pela agência noticiosa francesa AFP.
    O chefe de Estado francês deixou o aeroporto militar de Paris a bordo de outro aparelho, que deverá chegar à capital alemã às 20:30 (hora de Lisboa).

    Fonte: DESTAK
     
  2. 1337

    1337
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    26 Jun 2010
    Mensagens:
    1,534
    Local:
    Ponte de Lima (centro)
    Estranho, quantos aviões são atingidos por raios, se fosse assim quantos não tinham de parar :lol:
     
  3. Knyght

    Knyght
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    10 Mai 2009
    Mensagens:
    2,013
    Local:
    Madeira - Funchal
    É comum...

    http://www.scientificamerican.com/article.cfm?id=what-happens-when-lightni
     
    Collapse Signature Expand Signature
  4. Vince

    Vince
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jan 2007
    Mensagens:
    10,624
    Local:
    Braga
    Há duas possíveis explicações. Ou a Merkel vociferou raios parta o Hollande, ou foi trabalho da Bruni, pois o avião em questão tinha até aqui a alcunha de "Carla One" :D

    É uma "não história", como já foi afirmado, todos os dias há aviões a ser atingidos por raios, esta só foi notícia porque era com alguém importante, tretas para entreter a imprensa...
    De qualquer forma, só fazer um esclarecimento. De facto o design dos aviões nas últimas décadas é feito de modo a sobreviverem a um raio (Gaiola de Faraday e outros pormaiores nos circuitos eléctricos/combustível, etc).
    Mas apesar dos aviões sobreviverem, não significa que não sofram danos, aliás, raramente não devem ter algum tipo de dano mesmo que muito ligeiro, na maior parte das vezes é ligeiro. Os raios tendem a atingir as extremidades, nariz, cauda, extremidade das asas, e geralmente entram por uma extremidade e saem por outra, por vezes deixando buracos numa e noutra.
    Existe uma lista de procedimento (check-list) que a tripulação tem que seguir, e se alguma coisa falhar, tem que divergir para o aeroporto mais próximo.

    Por exemplo:


    O comandante depois da check-list, mesmo que pareça estar tudo ok, fica ao critério dele decidir o que fazer a seguir, muitas vezes opta por aterrar logo que possa. Apesar de haver umas descargas em que quase nem dão por nada, na maioria dos casos é um pouco assustador, e no geral estes eventos são muito stressantes para todos os envolvidos, sejam tripulantes seja passageiros, e todos ficam mais aliviados depois de aterrar.
    Como em cruzeiro é suposto nem sequer se meterem numa trovoada, a maioria dos eventos ocorre depois de descolar ou quase a aterrar, pelo que geralmente se foi descolagem decidam retornar de imediato, ou apressar a aterragem. Se as coisas foram mesmo más e/ou suspeitas, declaram uma emergência, para terem prioridade sobre o restante tráfego. Embora todos os dias aconteça, não é propriamente uma experiência agradável para quem passou por ela.


    Exemplo de danos provocados por raios:

    [​IMG]

    [​IMG]


    No passado houve quedas de aviões atribuídas a raios:
    http://aviation-safety.net/database/dblist.php?Event=WXL
     
  5. camrov8

    camrov8
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    14 Set 2008
    Mensagens:
    2,036
    Local:
    Oliveira de Azeméis(278m)
    o problema é o uso de compostos não metalicos
     

Partilhar esta Página