Berlim

Tópico em 'Natureza e Viagens' iniciado por David sf 6 Set 2013 às 23:44.

  1. David sf

    David sf
    Expand Collapse
    Staff

    Registo:
    8 Jan 2009
    Mensagens:
    3,514
    Local:
    Oeiras / Portel
    Tomei o gosto pela Alemanha, e escolhi Berlim para passar as minhas férias deste ano. Uma semana em Berlim até acabou por não ser suficiente para se visitar e fazer tudo aquilo que tinha planeado, tal é a variedade de atracções que esta cidade tem. Se acrescentarmos as variadas "pérolas" existentes nas suas proximidades (das quais só visitei Dresden e Potsdam), diria que poderia até passar mais uma semana em Berlim e manter-me-ia sempre ocupado.

    Os pontos altos de uma viagem a Berlim não se limitam à extraordinária variedade monumental da cidade, nem a todos os marcos da sua história recente. O ambiente da cidade, cheia de vida, variedade cultural, extensos espaços verdes e o sempre presente rio Spree tornam Berlim uma cidade também bastante agradável para se estar, simplesmente contemplar, uma tarde inteira sem fazer nada, numa esplanada a olhar para as pessoas que passam, ou a apanhar sol deitado nas margens do Spree enquanto dois artistas de rua cantam.

    Tanta coisa tenho para escrever, que vou dividir este relatório em vários. Seguem neste post as fotografias mais gerais da cidade, para depois dedicar um post a cada uma das atracções/ pontos de interesse/ especificidades da cidade.

    Começo então pela Porta de Bradenburgo, a par do muro a atracção mais conhecida da cidade:

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    Situada junto à Pariser Platz, onde se situam as embaixadas americana e francesa, bem como o hotel Adlon, o mais conhecido e caro da cidade (famoso por ter sido aí que o Michael Jackson "pendurou" um dos filhos à janela):

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    Desde a Porta de Bradenburgo até à Coluna da Vitória (que comemora vitórias prussianas em diversas batalhas durante o séc XIX), segue a Strasse 17 Juni que atravessa o Tiergarten:

    [​IMG]

    Onde se situa o monumento ao soldado desconhecido soviético:

    [​IMG]

    Coluna da Vitória:

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    O Berliner Dom (Catedral) visto desde o Lustgarten:

    [​IMG]

    [​IMG]

    Também desde o Lustgarten, o Altes Museum:

    [​IMG]

    Algumas imagens da parte mais "antiga" (entre aspas pois foi reconstruída - fielmente ao original - após a II Guerra Mundial):

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    A Igreja da Memória, parcialmente destruída durante a II Guerra, foi mantida em ruína:

    [​IMG]

    Monumento aos judeus mortos durante o Holocausto, situado entre a Porta de Bradenburgo e a Potsdamer Platz:

    [​IMG]

    [​IMG]

    O rio Spree sob a estação de Friderichstrasse, de dia e de noite:

    [​IMG]

    [​IMG]

    Arquitectura moderna na Potsdamer Platz:

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    O Rathaus de Berlim (edifício da câmara municipal):

    [​IMG]

    E o de Lichtenberg:

    [​IMG]

    Palácio de Charlottenburg:

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    Palácio de Bellevue, residência oficial do presidente alemão:

    [​IMG]

    O famoso currywurst, aqui numa versão mais formal, mas pode ser encontrado em vários vendedores de rua,:

    [​IMG]

    A Alemanha terá eleição para o parlamento federal dentro de duas semanas, e havia vários cartazes de propaganda política. Na parte oriental da cidade, onde a esquerda tem forte implantação, uma grande parte dos cartazes de Angela Merkel estão assim:

    [​IMG]

    Outras fotografias de Berlim:

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]
     
  2. David sf

    David sf
    Expand Collapse
    Staff

    Registo:
    8 Jan 2009
    Mensagens:
    3,514
    Local:
    Oeiras / Portel
    MURO DE BERLIM

    Durante quase 30 anos, como todos sabem, Berlim foi dividida em duas pelo muro. Construído pelas autoridades comunistas da RDA de modo a travar o êxodo massivo de habitantes para o lado ocidental, ainda hoje marca fortemente a cidade.

    Há 3 pontos essenciais para quem quer ver o Muro e verificar a sua influência no passado e no presente de Berlim.

    1. Bernauer Strasse: Uma visão mais séria e menos popular do muro. Aqui, aquando da construção do muro, foram demolidas várias casas e inclusive uma igreja. Uma série de pilares em aço mostram o local por onde passava o muro, havendo apenas uma pequena porção do original:

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    O limite das casas demolidas aquando da construção do muro:

    [​IMG]

    O traçado de alguns túneis construídos sob o muro, por habitantes de Berlim Oriental, está marcado por placas metálicas:

    [​IMG]

    E o local de algumas fugas:

    [​IMG]

    Imagens do muro pintadas na fachada de edifícios:

    [​IMG]

    [​IMG]

    A nova igreja construída no local onde se erigia a anterior, destruída pela construção do muro:

    [​IMG]

    2. Checkpoint Charlie: Uma versão mais popular, cheia de turistas, no local onde em 1961, e durante 16 horas, tanques soviéticos e americanos estiveram frente a frente. Um só movimento mais descuidado poderia ter provocado uma III Guerra Mundial, mas felizmente o impasse persistiu e ao fim de 16 horas os tanques recuaram:

    [​IMG]

    Hoje existe um museu do muro e uma réplica do antigo posto fronteiriço, onde actores assumem o papel de soldados para que os turistas tirem fotografias:

    [​IMG]

    [​IMG]

    3. East Side Gallery: Após a queda do muro, vários artistas da antiga RDA foram convidados a pintar uma secção de cerca de 1 km do muro. Hoje, esta parte do muro está ameaçada por uma urbanização (já cortaram cerca de 6 m do muro) e por alguns vândalos que enchem o muro de graffitis. O pedaço do muro cortado:

    [​IMG]

    Alguns desenhos, este o mais famoso, o Trabi (carro fabricado na RDA) a furar o muro:

    [​IMG]

    E uma alusão ao album "The Wall" dos Pink Floyd:

    [​IMG]
     
  3. David sf

    David sf
    Expand Collapse
    Staff

    Registo:
    8 Jan 2009
    Mensagens:
    3,514
    Local:
    Oeiras / Portel
    SOZIALISMUS

    [​IMG]

    [​IMG]

    Há várias marcas e legados da "ocupação" soviética de parte da cidade. Da arquitectura falarei num post seguinte, aqui tentarei descrever o modo de vida na Berlim Oriental e a forma como a vida dos cidadãos era condicionada pelo Estado. O legado da RDA em Berlim ainda é vasto. Algumas ruas mudaram de nome após 1989 (Staline Alee, por exemplo), mas a maioria das ruas mantiveram o seu nome original (Karl Marx, Simon Bolívar, Rosa Luxemburgo, etc.).

    As imagens acima são do museu da Stasi, situado num dos inúmeros edifícios que compunham a sede das forças de segurança da RDA. A volumetria dos edifícios impressiona:

    [​IMG]

    A parte mais interessante da visita está no primeiro andar, onde se mostram os elementos de propaganda, essencialmente dirigida aos mais novos, através da introdução de componentes lectivas de introdução ao socialismo e às suas grandes virtudes. Uma composição de um miúdo na escola:

    [​IMG]

    Cartas de jogar:

    [​IMG]

    Carrinha para o transporte de presos:

    [​IMG]

    Algum material usado para espionagem, quer de interesses estrangeiros, quer de simples cidadãos "desalinhados":

    [​IMG]

    O gabinete do todo poderoso Erich Mielke, Ministro para a Segurança do Estado durante vários anos:

    [​IMG]

    E gabinetes contíguos:

    [​IMG]

    [​IMG]

    Outra visita imperdível (e a preços interessantes, tanto aqui como no Museu da Stasi paguei cerca de 5€), é o museu da RDA situado nas margens do rio Spree. Aqui pode-se ter ideia de como se vivia quotidianamente na antiga RDA:

    [​IMG]

    [​IMG]

    Um dos aspectos mais interessantes, o "Potty-Break", todos os miúdos iam juntos à casa de banho e só saíam quando todos acabassem, parvoíces colectivistas:

    [​IMG]

    [​IMG]

    Junto ao museu, o Restaurante da RDA:

    [​IMG]

    Onde comi pratos típicos da RDA, uma sopa de lentilhas da Turíngia:

    [​IMG]

    E um pork escalope au four:

    [​IMG]

    Outro local interessante, a prisão de Hohenschönhausen. A guia, familiar de um antigo prisioneiro, conta cenas do quotidiano dos prisioneiros, mas como perdi a visita em inglês por meia hora, tive de ir à visita em alemão e não percebi quase nada. Apenas percebi que os prisioneiros eram trazidos com olhos vendados e davam umas voltas enormes pela cidade, de modo que pensassem que estavam noutra cidade longínqua:

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    Na Platz des Volksaufstandes, onde uma manifestação em 1953, contra o aumento do imposto sobre o salário (hoje IRS) para "acelerar a implementação do socialismo" acabou violentamente reprimida pela polícia política. Morreram várias pessoas, que são recordadas hoje nesta praça:

    [​IMG]

    [​IMG]

    Mural socialista nesta mesma praça:

    [​IMG]

    [​IMG]

    A estátua de Karl Marx e Friederich Engels:

    [​IMG]
     
  4. Dan

    Dan
    Expand Collapse
    Staff

    Registo:
    26 Ago 2005
    Mensagens:
    8,531
    Local:
    Bragança (675m)
    Um excelente registo de uma cidade interessante e cheia de história, nomeadamente no passado recente.
     
    Collapse Signature Expand Signature
  5. David sf

    David sf
    Expand Collapse
    Staff

    Registo:
    8 Jan 2009
    Mensagens:
    3,514
    Local:
    Oeiras / Portel
    NAZISMO E II GUERRA MUNDIAL

    [​IMG]

    Há poucos vestígios do período Nazi em Berlim. Não só a cidade foi continuamente bombardeada durante os dois últimos anos de guerra, como o pouco que sobrou e que tivesse alguma ligação com o governo de Hitler foi destruído pelos aliados no pós-guerra, dado que na Conferência de Potsdam ficou acordada a desmilitarização total da Alemanha.

    Berlim, primavera de 1945, completamente destroçada:

    [​IMG]

    Provavelmente, as duas únicas construções onde se nota claramente a arquitectura do tempo do Nacional Socialismo (e do arquitecto do regime, Albert Speer) são o Estádio Olímpico e o Terminal do Aeroporto de Tempelhoff. Algumas fotografias do Estádio Olímpico, onde Hitler sofreu uma das maiores humilhações do período pré-guerra, quando o americano negro Jesse Owens derrotou em pista os arianos puros, representantes da "raça superior":

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    Por dentro, hora e meia antes do concerto do "The Wall" do Roger Waters:

    [​IMG]

    [​IMG]

    As piscinas do complexo olímpico:

    [​IMG]

    [​IMG]

    No local onde se erguia o quartel general da GESTAPO e das SS, existe hoje um museu que conta a história da ascenção dos Nazis ao poder e do seu governo:

    [​IMG]

    [​IMG]

    Fotografia de propaganda nazi, sobre as férias ideais, na praia:

    [​IMG]

    Uma visita extremamente interessante, aos abrigos subterrâneos onde a população berlinense se albergava durante os bombardeamentos aéreos. Estas visitas são organizadas por uma associação, Berliner Unterwelten (http://berliner-unterwelten.de/home.1.1.html), com vários percursos guiados, em alemão, inglês e espanhol. Fui ao Tour 1 em espanhol, que percorria as galerias que serviram de apoio à construção do metro de Berlim, e que foram aproveitados para servir de abrigo durante a WWII. Segundo a guia, nunca aquela construção seria à prova de bomba, por não possuir a espessura de betão exigível, mas era algo irrelevante para os Nazis. Caso caísse lá uma bomba ninguém sobreviveria para reclamar, se não caísse bomba nenhuma, ninguém repararia que o abrigo não cumpria a sua função.

    Antes do início da guerra houve uma preocupação por parte do Ministério da Propaganda de Goebbels, de passar a ideia de segurança à população. Foi vendido a toda a gente (quem não comprasse ia preso) um kit de "protecção" contra bombardeamentos aéreos, que inclua lâmpadas azuis (para não se detectar a existência de casas desde o ar), máscaras anti-gás (que não ofereciam qualquer protecção), entre outros apetrechos. Mais tarde, veio-se a verificar que nada disto servia para nada, apenas para dar a falsa ideia de preocupação com a população civil, e de financiar, através de compras obrigatórias, o aparelho militar nazi.

    Como nunca foi grande preocupação do governo Nazi a segurança civil, havia muitos poucos abrigos na cidade, pelo que estes estavam largamente sobrelotados. Para verificar a existência de oxigénio, eram colocadas 3 velas, uma em baixo, uma a meia altura e outra à altura da cabeça das pessoas. Quando a vela de cima se apagava, as pessoas daquela sala eram "convidadas" a sair.

    Outro aspecto interessante, as salas eram pintadas com uma tinta fluorescente, de modo a haver ainda alguma luz em caso de apagão. A guia avisou que esta tinta, caso alguém tocasse nela e levasse as mão à boca ou ao nariz ficaria intoxicado, acabando por vomitar e ter uma valente "cagalera", mas acho que era aldrabice, apenas para evitar que as pessoas tocassem nas paredes e desgastassem ainda mais a pintura das salas.

    Como era proibido tirar fotografias, deixo aqui algumas fotos do site da associação que organiza as visitas guiadas: http://berliner-unterwelten.de/tour-1.13.1.html.

    O acesso a este "museu subterrâneo" era feito a partir da estação de metro de Gesundbrunnen:

    [​IMG]

    [​IMG]

    Outro bunker famoso em Berlim era o de Hitler, onde ele viveu os sues últimos dias, casando-se com Eva Braun e matando-se no dia seguinte. Hoje esse bunker já não existe, foi destruído pelos soviéticos. Existe o mito urbano que os soviéticos o destruíram (já na década de 60) porque havia vários túneis que de lá saíam e estariam a ser aproveitados para passar para o lado ocidental da cidade, e que esses túneis haviam sido utilizados por Hitler para fugir para a Argentina ou para... Portugal. Hoje, no local onde era o bunker de Hitler ergue-se um prédio com um restaurante chinês (ironia!) e um jardim infantil:

    [​IMG]

    [​IMG]

    Um pouco por toda a cidade, erguem-se memoriais a invocar o período nazi na Alemanha e suas vítimas. Um exemplo, junto ao Lustgarten, homenageando os artistas e escritores perseguidos pelos nazis:

    [​IMG]

    [​IMG]
     
  6. David sf

    David sf
    Expand Collapse
    Staff

    Registo:
    8 Jan 2009
    Mensagens:
    3,514
    Local:
    Oeiras / Portel
    ESPAÇOS VERDES

    [​IMG]

    Algo que me surpreendeu em Berlim, foi a enorme mancha verde da cidade. Todo o centro de Berlim é dominado pelo Tiergarten (foto acima), mas a quantidade de espaços de lazer existentes na cidade é absolutamente surpreendente. Mais algumas fotos do Tiergarten, que para além da mancha florestal, tem também vários lagos e é atravessado pelo Spree:

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    Outros espaços verdes que a população pode usufruir, gratuitamente e de forma segura (é impressionante a segurança destes espaços. Alguns deles, nos subúrbios, vazios e escuros, poderiam atrair ladrões, droga ou prostituição, mas não se vê nada disso. Andei durante cerca de uma hora junto ao Weisensee, num subúrbio em Berlim Oriental, sozinho no parque, e os únicos transeuntes que passaram por mim foram dois idosos de perto de 80 anos e um miúdo com cerca de 10 anos a andar de bicicleta. E todos os espaços muito arranjados, sem nenhum vestígio de vandalismo. Seria isto possível cá?).

    Jardins do Palácio de Charlottenbourg:

    [​IMG]

    Jardins junto ao Weisensee (lago Branco):

    [​IMG]

    [​IMG]

    Lustgarten:

    [​IMG]

    Estes bancos são uma delícia:

    [​IMG]

    [​IMG]

    O antigo aeroporto de Tempelhof, desactivado em 2008, convertido também num espaço verde, com reserva de aves (!):

    [​IMG]

    [​IMG]

    A existência de tantos espaços verdes tem várias razões. A primeira é cultural, as cidades da Europa Central costumam ter grandes manchas verdes. Outra prende-se com a existência do muro que criou na zona de fronteira uma área não edificável. A principal razão deve-se no entanto, ao pós-guerra e consequente limpeza da cidade. Como não havia possibilidade de remover tantos escombros, eles foram amontoados nalgumas zonas da cidade, criando-se assim algumas áreas verdes sobre elas, como esta junto à entrada do abrigo subterrâneo do metro de Gesundbrunnen (já se notam algumas cores outonais):

    [​IMG]

    Outros lugares bastante aprazíveis para se estar, são as esplanadas, que abundam em Berlim. Esta junto à estação de Hackescher Markt:

    [​IMG]

    As mantas roxas nas cadeiras servem para as pessoas se taparem, no caso de terem frio:

    [​IMG]

    Outra, junto à estação de Friderichstrasse, e junto ao rio Spree, com grande tráfego fluvial:

    [​IMG]

    [​IMG]

    Outro local ideal para apanhar sol, para além das várias esplanadas com cadeiras de praia existentes ao longo do Spree, é este passeio junto à East Side Gallery (estava deitado em cima do muro quando tirei a foto):

    [​IMG]
     
  7. David sf

    David sf
    Expand Collapse
    Staff

    Registo:
    8 Jan 2009
    Mensagens:
    3,514
    Local:
    Oeiras / Portel
    ALEXANDERPLATZ

    [​IMG]

    A praça mais "castiça" de Berlim, dominada pela torre de TV, que com os seus mais de 350 m de altura se torna omnipresente em quase toda a cidade.

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    Mensagens, de vários tipos, desde o amor à política, deixadas no chão, a giz:

    [​IMG]

    Ao fundo uma das várias manifestações de apoio à Iramandade Muçulmana do Egipto que assisti:

    [​IMG]

    [​IMG]

    O relógio mundial:

    [​IMG]

    [​IMG]

    Por 1,35€ estes senhores vendiam um cachorro quente. Por pouco mais, nas várias barracas que existem na praça se poderia comprar grande variedade de comida, desde o sempre presente currywurst a caixas de plástico com bocados de melância:

    [​IMG]

    E as pessoas iam comer para todos os lugares onde se pudessem sentar, e os pardais aproveitavam as migalhas:

    [​IMG]

    Mais imagens da Alexanderplatz:

    [​IMG]

    [​IMG]
     
  8. David sf

    David sf
    Expand Collapse
    Staff

    Registo:
    8 Jan 2009
    Mensagens:
    3,514
    Local:
    Oeiras / Portel
    REICHSTAG

    [​IMG]

    Um dos pontos fulcrais no clima de terror instalado pelos nazis durante a década de 30 foi o incêndio do Reichstag. Apesar de algumas dúvidas, é quase certo que foi um comunista holandês a atear o fogo, mas o regime nazi rapidamente conseguiu arranjar centenas de culpados por este incêndio, que acabou por levar ao golpe final na democracia de Weimar, com a prisão da maior parte dos políticos comunistas e de alguns sociais-democratas, e com a imposição do estado de emergência que durou até a 1945.

    Visitar a cúpula do edifício do Reichstag (é o nome do edifício que se mantém desde a era nazi, lá dentro funciona o Bundestag que é o parlamento alemão) é gratuito, mas requer marcação prévia. Essa marcação é simples e rápida, feita pela internet no site do parlamento alemão. Resolvi marcar a minha visita para um domingo ao final da tarde, pois seria o momento em que certamente não haveria qualquer confusão devida a trabalhos parlamentares.

    Para entrar no edifício, é necessário passar por um procedimento de segurança similar à entrada num avião. Revista das malas, detector de metais, confirmação da identificação,... Mas devido à marcação prévia e à habitual organização alemã, não houve fila nenhuma, e apesar de ter marcação para as 19h30, entrei na visita das 19h15.

    Seguem as fotografias tiradas na cúpula e no terraço do Reichstag:

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    A Porta de Bradenburgo, vista desde a cúpula do Reichstag:

    [​IMG]

    Um fim de dia a anunciar a chuva que cairia nos dois dias seguintes:

    [​IMG]

    Um centro cultural de arquitectura moderna em frente ao Reichstag, na outra margem do rio Spree:

    [​IMG]

    Onde, todos os dias ao início da noite se projecta um filme com a história do edifício:

    [​IMG]
     
  9. David sf

    David sf
    Expand Collapse
    Staff

    Registo:
    8 Jan 2009
    Mensagens:
    3,514
    Local:
    Oeiras / Portel
    BERLIM ORIENTAL

    Nota-se bem a diferença arquitectónica entre as duas partes de Berlim. A parte ocidental, uma cidade tipicamente europeia, a oriental com um urbanismo estilo soviético, prédios altos e de grande volumetria, ruas muito largas e espaçosas, mas neste caso com algumas nuances que tornam esta parte da cidade extremamente agradável para se estar, e presumo para se viver.

    Ao contrário do que vi em Bucareste (não sei se por iniciativa dos construtores logo na altura da construção, ou se por alterações pós-reunificação) os prédios não são todos iguais, têm algum colorido fugindo ao monocromatismo de algumas zonas de Bucareste e a largura das ruas e avenidas dão uma agradável frescura a esta zona de Berlim.

    O ex-libris de Berlim Oriental, local de residência das famílias mais importantes da RDA e onde se faziam as manifestações mais importantes do regime (1º de maio e aniversário da RDA) é o Karl Marx Alee:

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    O Café Moscovo, situado nesta avenida:

    [​IMG]

    [​IMG]

    O cinema principal da antiga RDA, também no Karl Marx Alee:

    [​IMG]

    Cujo filme em cartaz era "A Gaiola Dourada" (na versão alemã, "Portugal, mon amour"):

    [​IMG]

    A Porta de Frankfurt, onde termina a Karl Marx:

    [​IMG]

    [​IMG]

    A vista desde a janela do hotel onde fiquei, um pouco a norte da Alexanderplatz e do Karl Marx Alee:

    [​IMG]

    A Frankfurter Alee, onde se situa a fachada traseira do antigo quartel general do ministério da segurança da RDA (3ª foto):

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    Outras fotos, tiradas à noite nas imediações da Rosa Luxemburg Platz, com alguns edifícios interessantes:

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    Outro edifício interessante, ao estilo Gaudí, junto ao Weisensee:

    [​IMG]

    E o meio de transporte omnipresente na Berlim Oriental, o tram:

    [​IMG]
     
  10. David sf

    David sf
    Expand Collapse
    Staff

    Registo:
    8 Jan 2009
    Mensagens:
    3,514
    Local:
    Oeiras / Portel
    SPANDAU

    Situada na zona oeste da cidade está a cidade de Spandau, contígua a Berlim (tipo Lisboa-Amadora). Tem um mercado de rua, onde se vende de tudo, e umas cores engraçadas:

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    Vista geral sobre Spandau:

    [​IMG]

    [​IMG]

    O ex-libris de Spandau é a cidadela renascentista, segundo eles é a mais bem conservada do mundo. Para manter a sua fama, estava em obras, pelo que não deu para ver muito:

    [​IMG]

    [​IMG]

    O espelho de água que ladeia a cidadela:

    [​IMG]

    A água, sempre omnipresente em Berlim, tanto o rio Spree e seus canais artificiais, como vários lagos, permitem que seja muito complicado andar alguns metros em Berlim sem ver água.

    Aqui um hostel dentro de um barco ancorado perto da East Side Gallery:

    [​IMG]

    O fim de dia no mesmo local:

    [​IMG]

    O rio Spree nos jardins de Charlottenbourg, uma zona aparentemente mais nobre da cidade:

    [​IMG]

    [​IMG]

    O Weissensee, em Berlim Oriental, num dia ventoso e chuvoso:

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    O Wannsee, já a caminho de Potsdam, na saída ocidental de Berlim, no rio Havel:

    [​IMG]

    [​IMG]
     
  11. David sf

    David sf
    Expand Collapse
    Staff

    Registo:
    8 Jan 2009
    Mensagens:
    3,514
    Local:
    Oeiras / Portel
    Outras curiosidades:

    O símbolo de Berlim é um urso, estando no brasão da cidade representado. Por isso o vencedor do Festival de Cinema de Berlim recebe o Urso de Ouro. Passeando-se por Berlim podem-se encontrar vários ursos:

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    ___________________

    Condutas aéreas de água em ferro fundido um pouco por toda a cidade. Berlim foi construída sobre um pântano, pelo que sempre que se faz uma escavação para se implantar um edifício é necessário retirar de lá a água. Como tal, não sei se provisoriamente ou se algumas ficam lá definitivamente, vêem-se várias condutas 5,5 m acima do solo atravessando ruas, o que dá umas fotos interessantes:

    Na Unter den Linden, nas obras de ampliação da rede de Metro entre a Alexanderplatz e a Pora de Bradenburgo:

    [​IMG]

    [​IMG]

    Até ao rio Spree, ao longo da Neustadtische Kirchstrasse:

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    Outra nas proximidades:

    [​IMG]

    Na Potsdamer Platz:

    [​IMG]

    [​IMG]

    _____________

    O outro muro. Fotos (um pouco desfocadas) do concerto do "The Wall" do Roger Waters, no Estádio Olímpico:

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]
     
  12. MSantos

    MSantos
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    3 Out 2007
    Mensagens:
    6,688
    Local:
    Figueira de Castelo Rodrigo (650m)
    Espectacular reportagem!! :thumbsup: Nunca fui a Berlim, mas fui a Munique, alguma da arquitectura da cidade é semelhante, as fotos da parte Oriental que postaste fazem me lembrar os edifícios que vi em Varsóvia e em outras cidades polacas.
     
    Collapse Signature Expand Signature
  13. Vince

    Vince
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jan 2007
    Mensagens:
    10,624
    Local:
    Braga
    Fantástica reportagem. Adoro a forma como vais detalhando os pormenores das fotos, transmites e envolves quem lê, o teu grande interesse que tens pela história dos lugares que vais visitando. Dá vontade de apanhar um avião na primeira oportunidade.
     

Partilhar esta Página