Degree Days - Tradução mais apropriada?

Tópico em 'Aprendizagem e Formação' iniciado por Werk_AG 26 Mar 2013 às 04:54.

  1. Werk_AG

    Werk_AG
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    12 Jan 2013
    Mensagens:
    230
    Local:
    Cercal CDV
    Qual a tradução mais apropriada para Português do termo "Degree Days" ?

    ...e já agora de "Wind Run" ?

    Compreendo o significado dos termos em Inglês, o que gostaria era de saber qual a melhor forma de os representar em Portugês.

    Desde já obrigado
     
    Collapse Signature Expand Signature
  2. fhff

    fhff
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    8 Jan 2010
    Mensagens:
    317
    Local:
    Alenquer/Colares, Sintra
    Na viticultura, minha área de trabalho, e também noutras culturas usa-se o termo "graus dia". Na viha a temperatura base considerada são os 10ºC. Em relação a "Wind run", desconheço.

    Cumprimentos,
     
    Collapse Signature Expand Signature
  3. Werk_AG

    Werk_AG
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    12 Jan 2013
    Mensagens:
    230
    Local:
    Cercal CDV
    Olá fhff

    Obrigado pelo esclarecimento, quer sobre o termo quer da temp. base para a vinha. Sabia que o valor da temp. base variava consoante a localização geográfica, mas nunca tinha pensado que poderia variar consoante o fim a que a observação se destina, normalmente é relativa ao aquecimento/arrefecimento de edificios. Sempre aprendendo...

    PS: Vi pela sua assinatura que utiliza uma estação Auriol, eu tambem! Tenho estado a desenvolver um soft para o Arduino, que permite receber por RF dados de outro sensor de temp/humidade que não os da estação base. Penso publicar em breve, se puder ajudar em alguma coisa, é só dizer.
     
    Collapse Signature Expand Signature
  4. fhff

    fhff
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    8 Jan 2010
    Mensagens:
    317
    Local:
    Alenquer/Colares, Sintra
    Ainda bem que foi útil. No caso da agricultura a temperatura base varia consoante a cultura e corresponde, geralmente ao zero vegetativo, i.e. a temperatura a partir da qual a planta "trabalha". Na vinha são os 10ºC. O somatório dos graus-dia permite-nos conhecer as exigências térmicas da cultura, prever a duração do ciclo, estados fenológicos, etc. O principio também se aplica a pragas e doenças das culturas.
    Em relação à auriol, é uma boa novidade. Por favor mantenha-nos a par. A minha estação anda com problemas no pluviómetro...tenho de averiguar o que se passa.

    Cumprimentos
     
    Collapse Signature Expand Signature

Partilhar esta Página