Espécies Animais Endémicas dos Açores

Tópico em 'Biosfera e Atmosfera' iniciado por S.Miguel-Azores 9 Jul 2010 às 21:58.

  1. S.Miguel-Azores

    S.Miguel-Azores
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    14 Ago 2009
    Mensagens:
    716
    Local:
    Ginetes - Zona Oeste de São Miguel. 350-400 m
    As condições climatéricas associadas ao isolamento geográfico, ao relevo e às características geológicas das ilhas dos Açores, deram origem a uma grande variedade de biótopos, ecossistemas e paisagens que propiciam a existência de um elevado número de habitats que albergam uma grande diversidade de espécies animais e vegetais.

    A vegetação natural das ilhas açorianas compreende um vasto número de espécies originadas do Período Terceário, na sua maioria endémicas e com estatuto de protecção. A Laurissilva, cuja origem está relacionada com as florestas húmidas do Terceário, é uma floresta com um índice de endemismos muito elevado.

    Encontram-se em todas as ilhas açorianas cerca de 300 espécies endémicas de artrópodes, distribuídas em habitats muito diversificados, tais como cavidades vulcânicas, campos de lava, florestas naturais, etc.

    Em relação aos mamíferos, ocorrem nos Açores de forma natural, 25 espécies, maioritariamente marinhas, 24 das quais correspondem a cetáceos (baleias e golfinhos) além de 460 espécies de peixes distribuídas por 142 famílias. Na região açoriana ocorrem ainda 5 das 7 espécies de tartarugas existentes no mundo entre as quais a mais abundante, a tartaruga careta (Caretta caretta) e duas outras que consistem numa espécie endémica terrestre, que são os únicos dois mamíferos autóctones do arquipélago: O Morcego-dos-Açores (Nyctalus azoreum) e o Priôlo (Pyrrhula murina)



    Alguns animais endémicos dos Açores:


    Nos Açores são conhecidas um total de 35 espécies de aranhas endémicas. Aqui vão apenas seis das 35 espécies de aranhas endémicas e nativas dos Açores:

    Araneae, Linyphiidae (Acorigone acoreensis)

    [​IMG]


    Aranha das Turfeiras (Agyneta depigmentata)

    [​IMG]


    Tegenaria domestica


    [​IMG]


    Tegenaria parietina




    [​IMG]


    Filistata insidiatrix azorensis



    [​IMG]



    Aranha Creche dos Açores (Pisaura acoreensis ) cujo nome se deve ao facto de fazer um ninho de teias para proteger as crias, é uma ocupante frequente das turfeiras, turfeiras florestadas, e copas de cedro-do-mato, fazendo muitas vezes os ninhos, entre os ramos de rapa (Calluna vulgaris) que crescem por entre a turfeira. Trata-se da aranha endémica dos Açores de maiores dimensões. É uma espécie caçadora e fácil de observar a correr entre as ervas e outras plantas.

    [​IMG]

    Nos Açores, regista-se a presença de uma espécie de morcego endémica: o Morcego-dos-Açores
    (Nyctalus azoreum) QUE tem a honrosa distinção de ser o único mamífero endémico do arquipélago.


    [​IMG]

    Entre as colónias de aves marinhas com relevância, contam-se os frulhos (Puffinus baroli baroli), os cagarros (Calonectris diomedea borealis), os estapagados (Puffinus puffinus), os garajaus-comuns (Sterna hirundo) e os garajaus-rosados (Sterna dougallii).

    Frulho

    [​IMG]


    Cagarro

    [​IMG]


    Estapagado


    [​IMG]


    Garajau Comum


    [​IMG]


    Garajau Rosado


    [​IMG]


    Outras aves são:

    Alma Negra (Bulweria bulwerii)

    [​IMG]


    Mocho dos Açores (Asio otus)


    [​IMG]



    Milhafre dos Açores (Buteo buteo rothschildi)


    [​IMG]


    Tentilhão dos Açores (Fringilla coelebs moreletti)

    [​IMG]


    Estorninho dos Açores (Sturnus vulgaris azorensis)


    [​IMG]



    Melro negro dos Açores (Turdus merula azorensis )

    [​IMG]


    Pombo Torcaz dos Açores (Columba palumbus azorica)


    [​IMG]


    Carapuço dos Açores ou Avinagreira Sylvia atricapilla azorensis


    [​IMG]





    Garça Real dos Açores (Ardea Cinerea)


    [​IMG]


    Narceja dos Açores (Scolopax rusticola azorina)


    [​IMG]


    Codorniz dos Açores (Coturnix coturnix Conturbans)


    [​IMG]


    Álveola dos Açores (Motacilla cinerea azorensis)

    [​IMG]



    Canário da terra Serinus canaria


    [​IMG]



    Santo Antoninho dos Açores (Erithacus rubecula )


    [​IMG]



    Borrelho dos Açores (Charadrius alexandrinus)

    [​IMG]


    Rabo de Palha dos Açores (Phaethon aethereus)


    [​IMG]



    Priôlo (Pyrrhula murina) - Ave única no mundo e só confinada à floresta da Laurissilva dos Açores, mais propriamente na ilha de São Miguel

    [​IMG]


    [​IMG]


    [​IMG]


    Outros Mamíferos terrestres dos Açores




    Ouriço Cacheiro dos Açores (Erinaceus europaeus )

    [​IMG]


    Murganho dos Açores (Mus musculus azorina)



    [​IMG]


    Furão dos Açores (Mustela furo azorensis)


    [​IMG]


    Doninha (Mustela nivalis)


    [​IMG]



    Coelho Bravo (Oryctolagus cunniculus)


    [​IMG]



    Tritão de Crista (Triturus cristatus)


    [​IMG]




    Outros artrópodes endémicos dos Açores:



    Caroucha das lagoas dos Açores (Agabus godmani)


    [​IMG]


    Agabus bipustulatus



    [​IMG]


    Joaninha de duas pintas Adalia bipunctata



    [​IMG]



    Borboleta caveira (Borboleta da morte) Acherontia atropos

    [​IMG]


    [​IMG]



    Fura-ouvidos ( Anax imperato)



    [​IMG]



    Borboleta-castanha-das-montanhas Hipparchia azorina occidentalis



    [​IMG]


    Borboleta da serra Papilionoidea azorina



    [​IMG]



    Centopeia cavernicola dos Açores (Lithobius obscurus azoreae)



    [​IMG]


    Cigarrinha das pastagens (Lepthyphantes acoreensis)


    [​IMG]



    Caroucha cavernícola (Trechus picoensis)

    [​IMG]

    Alguns dos muitos cetáceos, mamíferos e outros moluscos marinhos encontrados nos Açores


    Cachalote (Physeter macrocephalus)


    [​IMG]


    Toninha brava (Tursiops truncatus)


    [​IMG]


    Golfinho comum (Delphinus delphis)
    Estes golfinhos com o seu padrão em forma de ampulheta e as suas cores características são animais que facilmente se identificam no mar. É uma das espécies de cetáceos mais comuns nos Açores e podem ser vistos durante o ano inteiro.

    [​IMG]


    Golfinho-pintado (Stenella frontalis)

    Esta espécie, à semelhança da anterior, é de natureza gregária e é também comum ser encontrada em grupos compostos por centenas de animais. Caracteriza-o a distinta coloração, quando os animais são mais velhos.
    Nos Açores o golfinho-pintado é bastante comum durante os meses de verão, podendo ser visto com frequência perto da costa.



    [​IMG]



    Golfinho-riscado (Stenella coeruleoalba)

    O golfinho-riscado é caracterizado pela sua côr negra e por uma mancha clara, sob a forma de uma pincelada que vai desde os olhos até à barbatana dorsal (o que o tornam de fácil de distinção).


    [​IMG]


    Tubarão Tigre (Galeocerdo cuvier)


    [​IMG]


    Tubarão-de-pontas-brancas-oceânico (Carcharhinus longimanus)


    [​IMG]



    Tubarão Branco (Carcharodon carcharias)



    [​IMG]


    Tubarão baleia (Rhincodon typus)


    [​IMG]


    Espadarte (Xiphias gladius)


    [​IMG]



    Espadarte azul (Makaira nigricans)




    [​IMG]




    Tubarão raposo ( Alopias vulpinus)


    [​IMG]



    Lula Gigante ( Architeuthis dux)



    [​IMG]



    Peixe voador (Cheilopogon pinnatibarbatus pinnatibarbatus)



    [​IMG]




    Tartaruga-careta (Caretta caretta)



    [​IMG]





    Tartaruga verde (Chelonia mydas)



    [​IMG]




    Tartaruga-de-couro (Dermochelys coriacea)

    A tartaruga-de-couro é a maior de todas as tartarugas, com tamanho médio em torno de 2 m de comprimento por 1,5 m de largura e 700 kg de peso, embora já tenha sido encontrado um exemplar considerado o maior ja registrado, com 900 kg e 3 m de comprimento . Tem uma carapaça negra, constituída de tecido macio.

    [​IMG]


    [​IMG]




    Baleia-Piloto(Globicephala macrorhynchus)



    [​IMG]


    Tubarão Azul (Prionace glauca)


    [​IMG]


    Água-Viva (Physalia physalis)


    [​IMG]


    Plantas endémicas dos Açores


    Louro (Laurus azorica)

    [​IMG]

    Cedro-do-mato - (Juniperus brevifolia)



    [​IMG]



    Furalha, Malfurada - (Hypericum foliosum)


    [​IMG]



    Azevinho - Ilex perado ssp. azorica


    [​IMG]


    Sanguinho - Frangula azorica


    [​IMG]


    Folhado - Viburnum tinus ssp. subcordatum



    [​IMG]



    Uva-da-serra - Vaccinium cylind

    [​IMG]




    Urze - Erica scoparia ssp. azorica


    [​IMG]

    Ginjeira-brava - Prunus lusitanica ssp. azorica



    [​IMG]


    Faia-da-terra - Myrica faya


    [​IMG]



    Bracel-do-mato - Festuca jubata


    [​IMG]



    Vinhático - Persea indica



    [​IMG]


    Marsilea azorica



    [​IMG]


    Rumex azoricus



    [​IMG]




    Bracel-da-rocha - Festuca petraea


    [​IMG]


    Spergularia azorica



    [​IMG]


    Bafo-de-boi - Ranunculus cortusifolius



    [​IMG]



    Pau-branco - Picconia azorica



    [​IMG]




    Silvado manso - Rubus hochstetterorum



    [​IMG]



    Vidália - Azorina vidalii


    [​IMG]



    [​IMG]




    azoresbioportal
     
    Collapse Signature Expand Signature
  2. belem

    belem
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    10 Out 2007
    Mensagens:
    3,262
    Local:
    Sintra
    Espectacular e único, mais palavras para quê?
    Os Açores são um autêntico laboratório natural em evolução em que subespécies já estão a diferenciar-se para espécies diferentes, dado o grande isolamento destas ilhas, relativamente aos continentes.
    Gostava de estudar melhor os Açores e saber onde restam os últimos pedaços de laurissilva para serem protegidos.
    E certamente, ainda existem, várias espécies por descobrir nos Açores.
     
    Collapse Signature Expand Signature
  3. duero

    duero
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    23 Dez 2009
    Mensagens:
    1,038
    Local:
    valladolid
    Nao seir que acontece ao PC, nao fica ben, é por iso as mensagens foram repetidas.

    E eu conhezo una historia/lenda.


    Eu lei nun libro de CHARLES BERLITZ (nao lembro moito si escrive se mesmo asim) sobre A ATLANTIDA, que As Azores ja tiveram una poboaçao antes de chegar os portugueses.

    No libro estava a dizer que cando os portugueses chegaram, eles encontraram una estatua de un home, e baixo a estatua una inscripçao: CATI. O home estava a sinalar o Oeste.

    Esta fora levada ao rey e estaba no palacio mais desapareceu.

    Ha una lingua da América que CATI quer dizer ALLI/LI. A estatua sinalaba una direççao, a América.

    E un libro que chamase A ATLANTIDA O OCTAVO CONTINENTE.

    Nao sei si é verdade.

    Diz també que AZORES, MADEIRA E CANARIAS FORAM AS MONTANHAS DA ATLANTIDA, E POR ISO ELAS FICAN POR CIMA DO MAR.

    NAO SEI SI É VERDADE,........MAIS, HA EN AZORES LENDAS DISO, DA ATLANTIDA, O COISAS DE ANTES DE TER CHEGADO OS PORTUGUESES?
     
  4. stormy

    stormy
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    7 Ago 2008
    Mensagens:
    5,100
    Local:
    Lisboa-Encarnação // Lagoa de sto André
    Interessante que a laurissilva se desenvolve numa vasta gama de cotas, entre os 0m e s 1000-1300m ( açores e madeira), portanto em climas desde o subtropical com médias anuais de 18-20º, muita humidade e precipitações acima de 600-800mm e o clima oceanico, sem frios extremos mas com verões e invernos frescos e humidos e até registos de neve:)
     
    Collapse Signature Expand Signature
  5. duero

    duero
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    23 Dez 2009
    Mensagens:
    1,038
    Local:
    valladolid
    Cando eu perguntava por OS AZORES, referia me ao animal.

    En espanhol o animal é AZOR e o plural e LOS AZORES, é por iso eu perguntaba por OS AZORES. Eu si conhezo onde fican as ilhas, e que ha tres grupos, occidentai con locais de mais de 3000 mm de chuva, centrais con locais de 2000 mm e montanhas de mais de 2000 metros de altitude, e orientais con locais de 1000 mm e ainda 800 mm.

    A floresta é como as das ilhas occidentais das Canarias, mais a floresta que Canarias fica a 1000 metros de altitude, nas Azores fica na costa. Eu gosto do cedro do mato o cedro canario que nos dizemos. Un árvore que atingue 30 metros.

    Mais eu perguntava por OS AZORES, os animais que deran nome as ilhas, nao vi fotos de eles.

    Azor (accipiter gentilis).
     
  6. belem

    belem
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    10 Out 2007
    Mensagens:
    3,262
    Local:
    Sintra
    Os açores foi um erro de identificação, porque os Portugueses pensavam que o milhafre açoriano ( ave de rapina endémica abundante nas Ilhas dos Açores) era um açor ( porque apenas o avistavam a grande distância).



    Se tiveres a falar dos Açores, estás certo, porque na Madeira, o IM, colocou algumas zonas com temperaturas médias anuais acima de 20ºc na costa sul.
    Nos Açores em certos locais a precipitação ultrapassa os 6200 mm de média anual.
     
    Collapse Signature Expand Signature
  7. duero

    duero
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    23 Dez 2009
    Mensagens:
    1,038
    Local:
    valladolid
    Obrigado.
    Entao e moito melhor o erro, se nao agora as ilhas foram AS MILHAFRES, e nos diriamos LOS MILANOS.

    Acredito melhor asim, como hoje, AZORES/LAS AZORES.
     
  8. boneli

    boneli
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    12 Jan 2008
    Mensagens:
    833
    Local:
    Braga. Lomar

Partilhar esta Página