Estrelas em movimento e a piscarem.

Tópico em 'Astronomia' iniciado por Andre Barbosa 7 Jun 2015 às 03:53.

  1. Andre Barbosa

    Andre Barbosa
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    9 Dez 2011
    Mensagens:
    157
    Local:
    Braga
    Olá. O título pode não ser o mais correcto, mas hoje vi uma coisa que nunca tinha visto.
    Estava em Vila Verde por volta da meia noite, com os meus Pais e um casal amigo, quando reparamos que ao fundo vinham centenas de estrelas em movimento considerado lento, e a piscarem abundantemente. Foi-se aproximando, até que passou mesmo por cima de nós. Eram centenas de pontos (ao que eu chamo estrelas), que se foram separando e cada vez mais lentas. O mais estranho foi que depois, as estrelas voltaram-se a juntar e foram desaparecendo, mas sempre em constante festival luminoso. Tentamos filmar de todas as maneiras, mas só tínhamos os telemóveis e não conseguimos registar o momento. Tudo isto demorou cerca de 5 minutos, e ficamos todos fascinados pelo fenómeno.
    Vieram-me logo dizer que estava tolinho ou que eram balões como se usam agora nas festas. Mas não sou ignorante e também já vi desses balões e sei perfeitamente que isto foi um fenómeno da natureza.
    Além disso, não estava sozinho. Perguntei a vários amigos meus de Braga se viram algo, mas nada feito.

    Alguém sabe do que se poderá tratar?

    Obrigado.
     
  2. StormRic

    StormRic
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jun 2014
    Mensagens:
    10,151
    Local:
    Carcavelos (praia) alt.20m / Póvoa de Sta.Iria
    O céu estava limpo? Viam-se as estrelas (as verdadeiras)? Qual a direcção do movimento das luzinhas? Eram mesmo "centenas"? Pareciam que estavam muito altas ou baixas? Como é que apareceram e desapareceram, por se ocultarem no horizonte (qual era o horizonte que limitava a vista do céu?) ou por diminuirem de luminosidade? O que significa "separando", lateralmente e continuando em trajectórias paralelas ou com movimentos erráticos? Talvez um desenho, um esboço mesmo simples permita perceber melhor.
     
  3. Duarte Sousa

    Duarte Sousa
    Expand Collapse
    Staff

    Registo:
    8 Mar 2011
    Mensagens:
    3,456
    Local:
    Loures/Campo Grande (Lisboa)
    Eu inicialmente diria que eram esses tais balões de festas, mas se dizes que não eram... Talvez um bando de pirilampos :p
     
    Collapse Signature Expand Signature
    StormRic gostou disto.
  4. Andre Barbosa

    Andre Barbosa
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    9 Dez 2011
    Mensagens:
    157
    Local:
    Braga
    O céu estava limpo e viam-se todas as estrelas.
    Estavam muito altas. Os pontos eram do tamanho das estrelas e luz também, só que piscando. Quando as vimos estavam ao longe, mas a virem na nossa direcção muito devagar. Eram centenas sim, que depois foram continuando o caminho e desapareceram, mas todos reparamos que parece que se aproximaram, e foram ficando vez mais longe, ao ponto de não conseguirmos ver mais a piscar.
    Não eram balões. Eu já vi esses balões e não tem nada a ver. Via-se perfeitamente que eram estrelas, algo diferente a que nunca assistimos.
     
    StormRic e Brunomc gostaram disto.
  5. Brunomc

    Brunomc
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    7 Abr 2008
    Mensagens:
    1,946
    Local:
    Vendas Novas - Alto Alentejo (132m)
    Dá para meteres aqui os videos ? Só para ter uma ideia dessas estrelas :)
     
    Collapse Signature Expand Signature
  6. Andre Barbosa

    Andre Barbosa
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    9 Dez 2011
    Mensagens:
    157
    Local:
    Braga
    Não tenho vídeos. Tentámos filmar tudo mas com os telemóveis não conseguimos apanhar nada :/
     
    StormRic gostou disto.
  7. João Pedro

    João Pedro
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    14 Jun 2009
    Mensagens:
    2,504
    Local:
    Porto, Campo Alegre (50m)
    Collapse Signature Expand Signature
    Brunomc gostou disto.
  8. StormRic

    StormRic
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jun 2014
    Mensagens:
    10,151
    Local:
    Carcavelos (praia) alt.20m / Póvoa de Sta.Iria
    Comum mas inexplicado. Enquanto não houver um registo em imagem é difícil tirar conclusões tais como velocidades, altitudes, distâncias. Imaginemos um bando de aves cada uma com uma luzinha, penso que a dinâmica do conjunto será parecida com o que foi testemunhado. Portanto numa primeira abordagem aos observadores pede-se que tentem imaginar as condições da cena substituindo o ambiente nocturno por diurno e as luzes por aves, e então descrevam as diferenças nos movimentos observados e se poderá haver alguma semelhança apenas a nível do movimento. Não estou com isto a sugerir que sejam aves, luminosas, claro, mas é para ter um ponto de partida e comparação.
    E se fôr um enxame de pirilampos? Neste caso voariam muito mais baixo, mas num céu escuro de estrelas não seria possível distinguir as sua luzinhas das luz das estrelas, excepto porque estariam em movimento. Poderá haver migrações de enxames de pirilampos? A altura em que foi feita a observação coincide com uma situação meteorológica marcante com massas de ar bastante quente e seco que podem obrigar os insectos a mudarem de local para terem condições de sobrevivência, migrações, portanto.
    Talvez a opinião de um conhecedor de insectos com bio-luminescência seja útil.
    Inseri assim uma mensagem neste tópico:
    http://www.meteopt.com/forum/topico/vaga-lumes-de-portugal.2213/page-15#post-492251
     
    rafathunderstorm gostou disto.
  9. Andre Barbosa

    Andre Barbosa
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    9 Dez 2011
    Mensagens:
    157
    Local:
    Braga
    Não imaginam o meu desespero por não ter a minha máquina comigo. Tenho a certeza que teria conseguido registar o momento. Tentei com todos os telemóveis que ali tinha e nada feito, impossível.
    Como disse, eram pontos iguais às estrelas, mesma altitude (aparentemente), mas sempre em movimento como se fosse mesmo um enxame, piscando sucessivamente. Portanto, não seriam pirilampos. Estavam mesmo muito alto, percebendo-se perfeitamente os milhares de kms de distância.
     
  10. Ruipedroo

    Ruipedroo
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    6 Out 2010
    Mensagens:
    2,617
    Local:
    Braga, S. Pedro Merelim (60m)
    Já vi algo idêntico uma vez em 2012 e ainda por cima na noite das Perseidas (chuva de meteoros).

    Quando observava atentamente o céu deparei-me assim com um bando de luzes brancas a piscar e em movimento lento. Mais pequenas que as estrelas. Estavam muito alto mesmo e também eram bastantes.

    Como foi naquela noite, eu e quem estava comigo associamos logo a um fenómeno astronómico. Mas não deve passar de algo com mão humana, ainda por cima a piscar. Não me parece que hajam estrelas que se apaguem e acendam repetidamente. Mas de facto na hora isto mexe com uma pessoa e ficamos a pensar de tudo.
     
    Collapse Signature Expand Signature
    rafathunderstorm gostou disto.
  11. bluejay

    bluejay
    Expand Collapse
    Cirrus

    Registo:
    8 Jun 2007
    Mensagens:
    79
    Local:
    Leiria
    Possivelmente balões LED, em algum casamento nas redondezas. Cada vez estão mais na moda.
     
  12. StormRic

    StormRic
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jun 2014
    Mensagens:
    10,151
    Local:
    Carcavelos (praia) alt.20m / Póvoa de Sta.Iria
    "Milhares de kms de distância"? Como é que numa observação nocturna de luzes idênticas a estrelas pode ser avaliada a distância nessa ordem de grandeza? Porque não podem ser muito mais próximas?

    Faço a mesma pergunta: como é que se pode afirmar que estavam muito alto? "Mais pequenas que as estrelas"? A comparação é com estrelas de que magnitude? As estrelas observáveis, à excepção do sol, não têm dimensão, são pontos de luz mais ou menos brilhante medida numa escala de magnitudes, desde -2, -1 ou 0 para as mais brilhantes até valores 6, 7, etc que correspondem a brilhos para além do que a nossa visão permite distinguir. Tomando um mapa do céu nocturno pode ser útil comparar o brilho dessas luzes com o de estrelas facilmente referenciáveis e assim atribuir uma magnitude às luzes.

    Outro aspectos: havia pequenos grupos de algumas luzes que não variavam de distância entre si, mantinham uma posição relativa fixa? Eram todas de mesma côr? Qual a velocidade de deslocamento angular?

    Para a avaliação da velocidade pode-se usar um mapa de estrelas e apreciar em quanto tempo as luzes percorriam uma distância correspondente, por exemplo, ao comprimento aparente da Ursa Major.
    Ainda não foi referida a direcção do movimento geral das luzes, de oeste para leste, sul para norte?
    O facto de estes fenómenos nunca serem testemunhados simultâneamente de muitos lugares diferentes mostra que não ocorrem a grande altitude ou mesmo no espaço exterior.
    Só lançando as observações num mapa, localizando-as geograficamente, se pode avançar na investigação.

    Três hipóteses em aberto:
    - Balões LED
    - Enxame de insectos luminescentes
    - Esquadrilhas de aviões ou outras aeronaves a grande altitude.
     
  13. trepkos

    trepkos
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    10 Out 2008
    Mensagens:
    1,409
    Local:
    Eborae
    Isso é ovnis.

    Chama o tipo do canal história.
     
    Brunomc gostou disto.
  14. StormRic

    StormRic
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jun 2014
    Mensagens:
    10,151
    Local:
    Carcavelos (praia) alt.20m / Póvoa de Sta.Iria
    Que são Objectos Voadores Não Identificados, até aí todos concordamos... :rolleyes:
     
    CptRena gostou disto.
  15. Vince

    Vince
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jan 2007
    Mensagens:
    10,624
    Local:
    Braga
    Devem ser balões com leds. No link que o João Pedro colocou, se reparares nos muitos comentários de pessoas a dizer que viram o mesmo, é quase tudo ao sábado ou domingo. Casamentos... perto da meia noite mandam isso para o ar.

    Como o stormrick referiu, como consegues perceber a altitude de uma luz no céu ? É bastante complicado. É fácil reconhecer um avião em altitude de cruzeiro a 10km porque estamos habituados a vê-los, pela velocidade, intensidade da luz, a presença de luzes de cores distintas, ritmo do strobe, etc, ou perceber que ele voa mais baixo numa aproximação para Pedras Rubras por exemplo. Mas se vires o transito da ISS num dia de boa magnitude, muita gente acha que é um avião a voar muito alto, contudo a estação está a 400km de altitude. E a magnitude ser equivalente a um planeta a milhões de kms ou mesmo a uma estrela a anos-luz...

    Balões festivos com hélio podem subir até aos 2/3km até estoirarem ou esvaziarem, só percebes que são balões na fase inicial onde são largados, depois quando estão mais altos são um estranho enxame de luzes levado pelo vento. Nos casamentos geralmente a malta mais endinheirada disposta a enviar este lixo todo para o ar compram um balão por convidado, e há casamentos com centenas de convidados.

    De qualquer forma tens ideia da direcção ? Nesse dia e a essa hora havia pouco ou nenhum vento junto à superfície, mas mais acima até aonde chegam os balões a direcção era para noroeste.
     
    belem, StormRic, Brunomc e 1 outra pessoa gostaram disto.

Partilhar esta Página