Excelente vídeo de uma trovoada

Tópico em 'Internacional' iniciado por Relâmpago 23 Jul 2010 às 01:18.

  1. Relâmpago

    Relâmpago
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    19 Mai 2007
    Mensagens:
    584
    Local:
    Lisboa (80m)
    Vejam este excelente vídeo de uma trovoada em Kuala Lumpur, na Malásia. Se possível observem, também, em câmara lenta.




    Há várias descargas núvem-solo que só são perceptíveis em câmara (mais) lenta.
    Link do vídeo:

    URL=http://www.youtube.com/watch?v=YbMAJlkvuyQ
     
    #1 Relâmpago, 23 Jul 2010 às 01:18
    Editado por um moderador: 21 Set 2014 às 03:52
  2. AnDré

    AnDré
    Expand Collapse
    Staff

    Registo:
    22 Nov 2007
    Mensagens:
    10,244
    Local:
    Arroja, Odivelas (142m)
    Muito bom!
    Especialmente ao 1:40.
     
    Collapse Signature Expand Signature
  3. Minho

    Minho
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    6 Set 2005
    Mensagens:
    4,091
    Local:
    Melgaço
    Neste canal de Youtube têm montes de vídeos em câmaras de alta velocidade assim como vários timelapses

    Neste podem observar com todo o detalhe uma descarga terra-nuvem




    Este está muito bom:

    [ame="http://www.youtube.com/watch?v=-bvmEYxEYiA"]YouTube- Slow Motion Video of a Multiple Tower Upward Lightning Flash on 6/16/10[/ame]
     
    Collapse Signature Expand Signature
    #3 Minho, 23 Jul 2010 às 13:40
    Editado por um moderador: 21 Set 2014 às 03:52
  4. MSantos

    MSantos
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    3 Out 2007
    Mensagens:
    6,685
    Local:
    Figueira de Castelo Rodrigo (650m)
    Fantásticos vídeos de trovoada:w00t::surprise:
     
    Collapse Signature Expand Signature
  5. Pedro

    Pedro
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    15 Abr 2009
    Mensagens:
    4,574
    Local:
    Vila Chã de Sá - Viseu(441m)//Coimbra
    :DFantástico...

    O 1º ao 1:41 está espectacular...
     
  6. dahon

    dahon
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    1 Mar 2009
    Mensagens:
    799
    Local:
    Viseu(530m)/Coimbra
    Bem os vídeos são espectaculares, mas houve uma coisa que já algum tempo me intriga e que está bem patente nos vídeos do Minho que é o facto de no primeiro vídeo ocorrer uma descarga terra-nuvem e segundo vídeo são descargas nuvem-terra.
    Agora o que eu não percebo é como é possivel uma descarga terra-nuvem e quais os factores para ocorrer um tipo de descarga ou outro:huh:


    Cumps:thumbsup:
     
  7. joseoliveira

    joseoliveira
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    18 Abr 2009
    Mensagens:
    2,889
    Local:
    Loures (Moninhos) 128m
    Interessantes estes vídeos; visto não se apresentarem em tempo real dá para observar pormenores que de outro modo seria impossível.

    Quanto à tua dúvida dahon caso tenhas reparado, o que para nós parecem filamentos por onde percorre o feixe de luz correspondente à carga eléctrica pelos mesmos canalizada, se no início da descarga a mesma parte de um ponto que a emite, necessita de outro ponto que a atrai percorrendo uma secção composta por partículas electromagnéticas que dão pronta resposta a essa energia libertada e pode ser bidireccional! Tão rápido é este processo que só através de processamento muito lento da imagem é possível observar e desta forma percebê-lo.
     
    Collapse Signature Expand Signature
  8. dahon

    dahon
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    1 Mar 2009
    Mensagens:
    799
    Local:
    Viseu(530m)/Coimbra

    Então se bem percebi isso quer dizer que o feixe luminoso não depende do sentido da corrente eléctrica, ou seja se o sentido da corrente eléctrica for da nuvem para a solo o feixe de luz pode começar no solo em direcção à nuvem. Será:huh:
     
  9. joseoliveira

    joseoliveira
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    18 Abr 2009
    Mensagens:
    2,889
    Local:
    Loures (Moninhos) 128m
    Depende do ponto de partida quer seja do solo ou da nuvem, depende do ponto de onde se gera o campo magnético inverso que provoca atrito entre cargas.
    Peço desculpa se não fui muito explicito, mas o que tentei explicar tem como base esta informação que acho interessante:

    http://www.fisica.ufc.br/lfnm/relampagos/Elat_pf_data/Relampagos_p.html
     
    Collapse Signature Expand Signature
  10. Mário Barros

    Mário Barros
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    18 Nov 2006
    Mensagens:
    12,479
    Local:
    Cavaleira (Sintra)
    Bons vídeos pessoal, brutais mesmo :thumbsup:
     
  11. Gil_Algarvio

    Gil_Algarvio
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    23 Mar 2009
    Mensagens:
    1,475
    Local:
    Lisboa / Altura - Algarve
    Sem duvida!! Momentos espectaculares
     
    Collapse Signature Expand Signature
  12. Mário Barros

    Mário Barros
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    18 Nov 2006
    Mensagens:
    12,479
    Local:
    Cavaleira (Sintra)



    :rolleyes::rolleyes::rolleyes: :lmao:
     
    #12 Mário Barros, 20 Nov 2010 às 14:19
    Editado por um moderador: 21 Set 2014 às 03:58
  13. joseoliveira

    joseoliveira
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    18 Abr 2009
    Mensagens:
    2,889
    Local:
    Loures (Moninhos) 128m
    Excelente... :thumbsup:

    Segundo me recordo só tive a oportunidade de observar algo assim uma vez e tal como aqui o efeito sonoro quase não existe, os relâmpagos propagam-se a níveis altos com um grande efeito reflector e raramente penetram na camada gasosa entre a nuvem e o solo cuja forma extremamente brusca como muitas vezes ocorre provoca o inevitável e audível trovão.
     
    Collapse Signature Expand Signature
  14. PauloSR

    PauloSR
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    14 Dez 2009
    Mensagens:
    854
    Local:
    Póvoa de Lanhoso - Terra do Ouro e Maria da Fonte
    Eu tambem me recordo de uma unica vez, embora em menor escala.

    Isto sim, é trovoada :D
     
    Collapse Signature Expand Signature

Partilhar esta Página