Foguetes supressão de granizo

Tópico em 'Meteorologia Geral' iniciado por Pedro 12 Ago 2011 às 20:01.

  1. Pedro

    Pedro
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    15 Abr 2009
    Mensagens:
    4,574
    Local:
    Vila Chã de Sá - Viseu(441m)//Coimbra
    Hoje lançou-se a polémica sobre o uso de foguetes anti-cumulunimbus. pois bem, aqui fica a minha opinião mais sincera. Se quiser, a administração que encontre um local mais correcto e mova o tópico. Se alguém puder, arranje informação sobre os ditos cujos e participe na discussão.

    Por um lado é compreensível, porque a precipitação por ventura intensa iria estragar as vindimas e as campanhas da azeitona, mas não deixa de ser inadmissível. Cá em casa, não se produz muito, porque o terreno é pouco, mas o meu avô tem hectares e hectares de vinha e olival, e não sei até que ponto não seria melhor deixar chover à vontade e estragar o quase nada que sobra de cachos, e salvar muita oliveira, carvalho, azinheira e castanheiro que está a secar. Estes impotentes estão a violar direitos civis, sejam eles quais forem ao privar a chuva quem precisar. Isto é decerto CRIME!

    Esses incompetentes deveriam sofrer na pele os efeitos que porventura este acto que considero criminoso venha a provocar nos ecossistemas.:angry:
     
  2. MSantos

    MSantos
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    3 Out 2007
    Mensagens:
    6,688
    Local:
    Figueira de Castelo Rodrigo (650m)
    Já tinha ouvido falar destes foguetes, penso que o principal objectivo seja impedir a formação de granizo que causaria grandes danos às culturas, mas Pedro acho que estes foguetes não impedem a formação das nuvens nem a chuva, apenas a saraiva/granizo.

    Deixo aqui uma pergunta a quem perceba algo sobre o assunto:

    Esta técnica resulta mesmo, é eficaz??:huh:
     
    Collapse Signature Expand Signature
  3. Gerofil

    Gerofil
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    21 Mar 2007
    Mensagens:
    8,554
    Local:
    Estremoz (401 metros)
    Re: Seguimento Sul - Agosto 2011

    Vince, trata-se uma técnica muito utilizada no Alentejo, há várias dezenas de anos, em sítios onde haja por exemplo pomares. E podes crer que apresenta uma eficiência muitíssimo elevada, diluindo a formação de cumulunimbos e eliminando a queda de granizo quase por completo, uma vez que se transforma em água antes de chegar ao solo; claro está que só é utilizada nos períodos mais críticos das culturas, quando estão a pronto de serem apanhadas (geralmente a partir de Junho e até Setembro). Nestes dias propícios à queda de granizo, pasta uma deslocação até aos pomares do Monte Branco (arredores de Juromenha) para os ouvires constantemente.
     
  4. Mário Barros

    Mário Barros
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    18 Nov 2006
    Mensagens:
    12,479
    Local:
    Cavaleira (Sintra)
    :huh::huh::huh::huh:

    Já se fazem experiências com o clima desde a década de 50. Essencialmente "matar" e/ou enfraquecer furacões, os ditos cumulonimbus para não produzirem tornados e/ou precipitarem saraiva de consideráveis dimensões mas também o contrário, tentar fazer chover.

    A guerra do Vietname foi um dos campos de testes de tais experiências, tentando por tudo enfraquecer o inimigo pela via meteorológica, a verdade é que durante a guerra eles sofreram com muitas cheias, não prova que as experiências tenham resultado a verdade é que se andaram a fazer experiências com as nuvens e químicos. Muitos proprietários de vinhas no sul de França também lançam os ditos "foguetes" pra evitar a queda de saraiva ou a formação de trovoadas muito violentas.

    Em Portugal em 2005 também se andou a lançar pela força aérea (se a memória não me falha em relação ao químico) cloreto de prata na atmosfera pra tentar acelerar a condensação das nuvens e assim fazer chover, a verdade é que não mudou muito, mas talvez se tenham chegado a algumas conclusões.
     
  5. Gerofil

    Gerofil
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    21 Mar 2007
    Mensagens:
    8,554
    Local:
    Estremoz (401 metros)
  6. Agreste

    Agreste
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    29 Out 2007
    Mensagens:
    8,044
    Local:
    Aljezur (48m) - Faro (11m)
    Re: Seguimento Sul - Agosto 2011

    Artefactos pirotécnicos é demasiado abrangente. O que é que está a ser libertado nas explosões?
     
  7. Pedro

    Pedro
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    15 Abr 2009
    Mensagens:
    4,574
    Local:
    Vila Chã de Sá - Viseu(441m)//Coimbra
    Se realmente for só o impedimento da formação de granizo, menos mal, mas acho perigoso andar a manipular a atmosfera. Não sou uma mente conservadora, nem nada que se lhe pareça, mas...
     
  8. Geiras

    Geiras
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    16 Jun 2010
    Mensagens:
    4,235
    Local:
    Qta. do Conde / Sintra
    Apenas não estou de acordo porque, pelo que percebi, é ilegal este tipo de acções.
     
    Collapse Signature Expand Signature
  9. Vince

    Vince
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jan 2007
    Mensagens:
    10,624
    Local:
    Braga
    Re: Seguimento Sul - Agosto 2011

    Pois, pela conversa inicial falavam de foguetes, mas pelo esquema que o Gerofil pôs depreende-se que será o lançamento de um produto específico qualquer.
    Tratando-se de foguetes normais seria patético, ainda se fosse a explosão de uma bomba de várias toneladas em pleno Cb, aí sim acreditaria que uma explosão secaria parte da humidade e alteraria todo o equilíbrio da célula. Agora foguetes normais... Num Cb duma trovoada está envolvida muita energia, não são uns foguetezitos que alteram aquilo.

    De qualquer forma continuo muito céptico, penso que os tipos nos EUA para impedir aquele granizo extremo que eles tem (muito mais violento que aqui) então gastariam metade do arsenal militar em Oklahoma em vez de guerras espalhadas pelo mundo.

    Sendo um produto específico anti-granizo e que realmente funcionasse, então todos já o conheceríamos há muito, e até em Portugal seria usado em outros locais onde existe um maior historial de grandes devastações da agricultura por granizo, como em Trás os Montes.
     
  10. Agreste

    Agreste
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    29 Out 2007
    Mensagens:
    8,044
    Local:
    Aljezur (48m) - Faro (11m)
    Tinha conhecimento de uma técnica diferente. Um produto que acelera a produção de granizo. A velocidade com que se forma o granizo é inversamente proporcional ao tamanho dos grãos. Mais rápido, grãos mais pequenos.
     
  11. algarvio1980

    algarvio1980
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    21 Mai 2007
    Mensagens:
    7,149
    Local:
    Olhão (24 m)
    Se isso realmente funcionasse, porque não se usa, quando existem tempestades que causam estragos maiores do que na agricultura. Se isso funcionasse, não havia mortes em situação dessas. Disparavam contra a tempestade e ela morria.

    Como se diz quem semeia ventos colhe tempestades, mandam tudo para a atmosfera e depois não se queixem quando a natureza mandar tudo cá para abaixo.

    Vejam lá se os foguetes anti-cumulonimbus não são foguetes para pregar fogo à floresta. :D

    Eu acredito tanto nisso como no pai natal. :D
     
    Collapse Signature Expand Signature
  12. Agreste

    Agreste
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    29 Out 2007
    Mensagens:
    8,044
    Local:
    Aljezur (48m) - Faro (11m)
    Obviamente que não é uma técnica para aplicar num pós-frontal nem para dispersar maciçamente pela troposfera. O que se pretende é actuar no mecanismo convectivo da nuvem e acelerar a formação do granizo, tudo num evento isolado.
     
  13. stormy

    stormy
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    7 Ago 2008
    Mensagens:
    5,100
    Local:
    Lisboa-Encarnação // Lagoa de sto André
    A IPCC proibe a manipulação do clima/fenomenos meteorologicos pois sendo a atmosfera um sistema tão complexo e com um equilibrio tão precário, a manipulação significativa de fenomenos meteorologicos poderia levar a ocorrencia de fenomenos extremos ou de, em ultimo caso, um caos climatico.

    O ser humano mal compreende a complexidade da teia global, na qual todos os pequenos actos teem uma consequencia quase imprevisivel


    Um exemplo importante são os furacões...que são importantissimos para absorver a energia excessiva nos tropicos e recoloca-la nas latitudes mais elevadas.
    Se os contivessem, o desequilibrio causado poderia ter consequencias horriveis!
     
    Collapse Signature Expand Signature
  14. adiabático

    adiabático
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    19 Nov 2007
    Mensagens:
    304
    Local:
    Lumiar
    E não há direito nenhum que possa legitimar a qualquer particular a intervenção, em seu exclusivo benefício, sobre o tempo que o afecta a si e a todos os seus vizinhos.

    O Alentejo tem um déficit hídrico recorrente. Impedir a chuva porque calha numa altura inconveniente para alguém... Para mim, está tudo dito. Aqui em Nisa as charcas estão quase todas secas, mas esta até é uma região de aquíferos bons. Noutros sítios não há essa sorte.
     
  15. adiabático

    adiabático
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    19 Nov 2007
    Mensagens:
    304
    Local:
    Lumiar
    Caro Pedro, não tenha receio de dizer o que pensa só porque o "bem-pensismo" deste país tornou quase "deselegante" tomar uma posição. Ainda bem que isto é ilegal, Geiras. Só falta um pouco de exposição pública para este assunto ser condenado pela sociedade como o vandalismo que é...
     

Partilhar esta Página