Mares de Portugal

Tópico em 'Biosfera e Atmosfera' iniciado por belem 22 Ago 2010 às 18:16.

  1. belem

    belem
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    10 Out 2007
    Mensagens:
    3,262
    Local:
    Sintra
    Segundo o Jornal de Defesa e Relações Internacionais (edição de 30 de Setembro de 2003), a ZEE portuguesa tem 1.727.408 quilômetros quadrados de extensão geográfica, o que corresponde a 1,25% de toda a área oceânica sob jurisdição de países.

    Os estudos de extensão da plataforma continental irão atribuir a Portugal a jurisdição de novo território marítimo, acrescentando de 240 000 quilómetros quadrados a 1,3 milhões de quilómetros quadrados, isto é, 14,9 vezes a área de Portugal Continental (segundo a reportagem do Telejornal da RTP1 gravado a 26 de Julho 2006).

    Com este acréscimo Portugal passará a ter um área total de 3.027.408 km², o que fará saltar de 11.ª maior ZEE do mundo para 10.ª, imediatamente atrás do Brasil com 3.660.955 km².
    Veremos o que acontece em 2014 quando a decisão for tomada.
    Isto sem invadir a geografia de outros países ou «roubar» territórios marítimos além fronteiras, limitando a respeitar a área que pretence geograficamente a Portugal.
    Seja qual for essa decisão, estamos na mesma perante uma área de tamanho colossal, com inúmeros diferentes tipos de habitat ( recifes de coral, fendas abissais, pequenos ilhéus, fontes geotérmicas, fundos arenosos, rochosos, planos ou escarpados,etc...), diferentes condições ( temperatura, indo da zona tropical à temperada, luminosidade ( indo da zona árida das Selvagens à zona húmida do Norte dos Açores), das profundezas «eternamente» escuras à superfície luminosa, com 3 placas continentais diferentes ( europeia,americana e africana) separando mundos faunísticos diferentes, com correntes marítimas de diferentes direcções ( tanto frias como quentes), com fenómenos de upwelling na costa ocidental, com uma fauna vastíssima ( descobrem-se espécies novas em várias pesquisas que se fazem, acontecem explosões planctonicas frequentemente, uma extraordinária variedade de seres bioluminescentes iluminam estes mares, numerosos cetáceos, tubarões, tartarugas marinhas e lulas gigantes ainda perduram) fazem esta verdadeira jóia azul fervilhar de vida e recursos.
    O fundo do nosso mar, tem condições muito estáveis de temperatura, escuridão e salinidade já ao longo de milhões de anos, permitindo a permanência de formas bizarras de vida e uma variedade de vida surpreendente para tal zona.
    É mundo extenso, pouco explorado, produtor de oxigénio e chuva, que certamente influencia o clima europeu.
    Nos Açores, os pescadores protegem a sua zona de pesca, criando épocas de defeso, para evitar a sobrepesca, sendo um exemplo interessante de gestão dos recursos marinhos.
    Mas sabe-se que a pesca de arrasto ainda é praticada em Portugal, sendo um acto gravíssimo para a base da cadeia dos ecossistemas marinhos.
    Felizmente que Portugal, ironicamente, não tem actualmente um sector de pescas bem desenvolvido e assim não destroe estas jóias naturais ao exemplo de tantos outros países ( isto tendo em conta a forma como pratica a pouca pesca que faz).





    [​IMG]

    Foca Monge


    [​IMG]

    Ilhas Desertas


    [​IMG]

    Ilhas Desertas



    http://www.yourtravelchoice.org/200...vation-in-parque-natural-da-madeira-portugal/

    Parque Marinho na Madeira


    http://seapics.com/feature-subject/pinnipeds/seals/monk-seal-pictures.html

    Fotos de foca monge nas Ilhas Desertas


    [​IMG]

    Ilhas Desertas


    [​IMG]

    Mar dos Açores


    [​IMG]

    Ilha do Pico ( Açores)
     
    Collapse Signature Expand Signature
  2. Agreste

    Agreste
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    29 Out 2007
    Mensagens:
    8,048
    Local:
    Aljezur (48m) - Faro (11m)
    Não diria amazónia azul mas uma verdadeira atlântida. É uma área enorme e uma porta aberta ao interesse nacional.
     
  3. belem

    belem
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    10 Out 2007
    Mensagens:
    3,262
    Local:
    Sintra
    Amazónia azul no sentido da biodiversidade, vasta área por explorar e pelo facto de produzir oxigénio e chuva em grandes quantidades.

    Arrábida a surpreender a nível de biodiversidade marinha:

    http://www.unesco.pt/antigo/arrabida.htm

    E os registos vão aumentando:

    http://margov.isegi.unl.pt/index.php?ID_DONDE=0603


    Na zona de Comporta/Sesimbra/Cabo Espichel, convergem muitos tubarões, golfinhos, espadartes e até atuns de grandes dimensões.
    Não sei bem qual a causa, mas talvez seja a combinação de uma riqueza de nutrientes provocada pelo «upwelling», de pelo menos 2 fendas abissais e boas correntes marinhas para misturar esta sopa! :)


    http://www.naval-sesimbra.pt/work/historico/2008/merlin_azul.htm


    http://www.naval-sesimbra.pt/work/historico/2008/atum_rab.htm



    [​IMG]


    [​IMG]
     
    Collapse Signature Expand Signature
  4. belem

    belem
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    10 Out 2007
    Mensagens:
    3,262
    Local:
    Sintra
    [​IMG]



    Quase 100% dos fundos marinhos ainda estão por explorar e no entanto do que se conhece já se sabe algumas coisas interessantes:







    Espécie de lula luminescente presente em Portugal
     
    Collapse Signature Expand Signature
    #4 belem, 22 Ago 2010 às 19:49
    Editado por um moderador: 21 Set 2014 às 03:52
  5. belem

    belem
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    10 Out 2007
    Mensagens:
    3,262
    Local:
    Sintra
    Collapse Signature Expand Signature
  6. belem

    belem
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    10 Out 2007
    Mensagens:
    3,262
    Local:
    Sintra
    Collapse Signature Expand Signature
    #6 belem, 30 Ago 2010 às 18:56
    Editado por um moderador: 21 Set 2014 às 03:52
  7. belem

    belem
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    10 Out 2007
    Mensagens:
    3,262
    Local:
    Sintra
    Collapse Signature Expand Signature
  8. belem

    belem
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    10 Out 2007
    Mensagens:
    3,262
    Local:
    Sintra
    Collapse Signature Expand Signature
  9. belem

    belem
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    10 Out 2007
    Mensagens:
    3,262
    Local:
    Sintra


    No Faial





    Na Baixa do Terceirense ( Graciosa).





    Na Baixa do Ferreiro de Fora ( excelentes condições de luminosidade).
     
    Collapse Signature Expand Signature
    #9 belem, 30 Ago 2010 às 20:56
    Editado por um moderador: 21 Set 2014 às 03:52
  10. belem

    belem
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    10 Out 2007
    Mensagens:
    3,262
    Local:
    Sintra
    [​IMG]

    Fundo marinho em Ferreiro de Fora ( Açores).

    Em: http://mergulhoazores.blogspot.com/

    5 estrelas este blog! :)


    [​IMG]

    Lesma do mar ( Tambja ceutae) no Faial

    Em: http://br.olhares.com/lesma_do_mar___macro_tambja_ceutae_foto130058.html


    [​IMG]

    Uploaded with ImageShack.us

    E um bom registo: Tubarão-baleia ao largo de Santa Maria.

    Foto de Nuno Sá

    Com mais fotos em: http://circul0vici0s0.blogspot.com/2009/01/tubaro-baleia-no-mar-dos-aores-ilha-de.html

    Só conhecia tubarões baleia da Madeira, são uma espécie muito exigente na temperatura de água ( sobretudo da zona tropical).
    Não esperava vê-los no lado Leste dos Açores, mas no Oeste, que é claramente mais quente.
     
    Collapse Signature Expand Signature
  11. belem

    belem
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    10 Out 2007
    Mensagens:
    3,262
    Local:
    Sintra
  12. belem

    belem
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    10 Out 2007
    Mensagens:
    3,262
    Local:
    Sintra
    Collapse Signature Expand Signature
    #12 belem, 19 Set 2010 às 16:55
    Editado por um moderador: 21 Set 2014 às 03:52
  13. belem

    belem
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    10 Out 2007
    Mensagens:
    3,262
    Local:
    Sintra
    Açores: faias e urzes para criar “santuários” de aves marinhas
    27.10.2010
    Helena Geraldes

    Milhares de faias e urzes já começaram a ser plantadas no ilhéu de Vila Franca do Campo, Açores, para recuperar habitats e fazer do arquipélago um “santuário” para aves marinhas, anunciou hoje a Spea (Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves).

    Mais de quatro mil faias e urzes, árvores e arbustos naturais dos Açores, estão a ser plantadas naquele ilhéu por técnicos ao serviço do projecto “Ilhas Santuário para as Aves Marinhas”, coordenado pela Spea e Secretaria Regional de Ambiente e do Mar.

    Hoje, as sementes de plantas nativas dos Açores que foram recolhidas desde 2009 e produzidas em viveiro já têm a dimensão adequada. As primeiras 1800 urzes e 2300 faias “foram plantadas nas zonas do ilhéu de onde tinha sido removida a vegetação exótica infestante”, explica a Spea em comunicado.

    Para ajudar a acelerar a recuperação destas áreas foram “espalhadas grandes quantidades de sementes recolhidas este ano”.

    A equipa vai monitorizar regularmente a vegetação, acrescentam os responsáveis. "Os trabalhos com aves marinhas, que são aves de vida longa, podendo chegar a viver mais de 40 anos, demoram muitas vezes a mostrar resultados. O mesmo se passa com as plantas endémicas, que são geralmente de crescimento mais lento, e tornam a recuperação de áreas com esta vegetação operações naturalmente demoradas”, lembrou Pedro Geraldes, coordenador do projecto.

    “Este é o primeiro passo de uma acção de recuperação dos habitats naturais do ilhéu que pretende diminuir a erosão das zonas altas e melhorar o habitat para a nidificação de aves marinhas”, explicam.

    Uma das espécies que beneficiam com a medida é o cagarro (Calonectris diomedea). No âmbito do projecto foram criados em Vila Franca 150 ninhos, uma colónia artificial para atrair as aves para uma zona livre de predadores e que já terá sido local de nidificação no passado.

    Os ovos foram postos no final de Maio e nesta altura do ano, os cagarros juvenis preparam-se para sair dos ninhos. Os técnicos da Spea visitaram as áreas de nidificação no Ilhéu de Vila Franca do Campo para avaliar como decorreu esta época de reprodução. Segundo a organização, "foi possível confirmar o bom estado dos novos ninhos, que foram ocupados em zonas que anteriormente se encontravam infestadas por canas”.

    Frederico Cardigos, director regional dos Assuntos do Mar, considera estas experiências “muito importantes” e cujos resultados “poderão, em breve, ser massificados para as zonas costeiras dos Açores, nomeadamente no Corvo”.

    O ilhéu de Vila Franca é uma das áreas principais de intervenção deste projecto financiado pelo Programa LIFE+ da Comissão Europeia e conta também com o apoio do Clube Naval de Vila Franca do Campo. O projecto termina no final de 2012 e terá sequência no futuro. “É apenas o tiro de partida para instalar novas colónias que, depois, atraiam mais aves”, salientou Pedro Geraldes.


    http://ecosfera.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1463078



    [​IMG]

    Ilhéu Vila Franca do Campo
     
    Collapse Signature Expand Signature
  14. belem

    belem
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    10 Out 2007
    Mensagens:
    3,262
    Local:
    Sintra
    Descoberta uma baleia nova para a fauna dos Açores:


    http://www.mba.ac.uk/jmba/pdf/5728.pdf


    Mais novos registos para os Açores:

    http://www.cm-funchal.pt/cmf/Default.aspx?ID=2424


    http://www.cienciahoje.pt/index.php?oid=37079&op=all


    Descoberta uma nova espécie de ave para a ciência nos Açores (!):


    http://www.azores.gov.pt/Portal/pt/...écie+de+ave.htm?mode=category&lang=pt&area=ct


    Descoberta mais uma fonte geotermal nos Açores:

    http://movv.org/2010/10/21/descoberta-mais-uma-fonte-geotermal-ao-largo-dos-acores/
     
    Collapse Signature Expand Signature
  15. belem

    belem
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    10 Out 2007
    Mensagens:
    3,262
    Local:
    Sintra
    Collapse Signature Expand Signature

Partilhar esta Página