Meteorologia de montanha e polémica dos resgastes

Tópico em 'Meteorologia Geral' iniciado por Snifa 24 Fev 2016 às 18:17.

  1. Snifa

    Snifa
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    16 Abr 2008
    Mensagens:
    7,149
    Local:
    Porto-Marquês:145 m Mogadouro:749 m
    Concordo plenamente com a medida, uma coisa é um acidente, outra é inconsciência, aliás não devia ser só no Gerês...

    Quem se perder no Gerês poderá ter de pagar o resgate

    Municípios, Proteção Civil e GNR estão a preparar um pacote de medidas para prevenir os casos de resgate no Parque Peneda-Gerês, que passam pelo reforço da sinalização, da rede de telemóvel e até pelo pagamento dos custos.

    Entre janeiro e fevereiro, ocorreram duas situações em que foi necessário mobilizar bombeiros e militares da GNR para socorrer grupos de caminheiros que sentiram dificuldades no Parque Nacional da Peneda-Gerês. Nos dois casos estava mau tempo, chuva intensa e frio.

    Estas situações levaram David Teixeira, vice-presidente da Câmara de Montalegre, no distrito de Vila Real, a convocar uma reunião que juntou à mesma mesa representantes do município de Terras de Bouro, elementos da Proteção Civil, bombeiros, INEM e ainda militares do Grupo de Intervenção Proteção e Socorro (GIPS) da GNR.

    "Ficou claro para toda a gente que é preciso fazer um plano de coordenação das ações de socorro no parque nacional", afirmou hoje à agência Lusa David Teixeira.

    A ideia é minorar riscos e proteger quem trabalha, no socorro a quem necessita. David Teixeira lembrou que "a maioria dos incidentes é pura inconsciência dos praticantes".

    O autarca referiu que foi distribuído "um conjunto de tarefas pelas várias entidades para que na próxima reunião, que irá realizar-se dentro de um mês e com mais intervenientes, já haja trabalho feito".

    David Teixeira salientou que o pacote de medidas, que está em preparação e que se quer implementar "rapidamente", contempla iniciativas como o pagamento do resgate por parte de quem pede o socorro.

    "Sim, vai acontecer. Tudo o que seja resgate por inconsciência será atribuído o custo do resgate a quem o pede", frisou.

    O autarca referiu que o Parque da Peneda-Gerês deve criar uma plataforma digital que permita que os visitantes "se registem e informem onde estão e para onde vão".

    "As câmaras irão fazer um projeto de melhoramento das redes para telemóveis para dentro da área do parque e também fazer a sinalização dos abrigos com números, nomes e coordenadas, e ficou decidido que o GIPS irá ver o enquadramento legal para quem anda fora da área que é permitida também ser multado e ser mais célere o processo", acrescentou.

    Neste parque nacional existem áreas de reserva integral, onde a visitação é proibida ou limitada.

    No entanto, segundo David Teixeira, no terreno estas áreas não assinaladas. "Lá no terreno não há nenhuma placa que diga que a partir daqui é reserva integral, só há no plano de ordenamento do parque esse zonamento e que pouca gente conhece", sustentou.

    Na opinião do autarca, são várias as razões que têm estado na origem dos casos de necessidade de resgate, nomeadamente o facto de em Portugal não ser usual recorrer a empresas de guias para que se faça a visitação em locais com mais riscos.

    Depois, o responsável criticou ainda o parque dizendo que "não faz gestão nenhuma" deste território, salientou a inexistência de uma plataforma de registo ou de informação que informe a proteção civil de onde é que as pessoas andam e sublinhou a falta de cuidado de alguns visitantes.

    "Para o próximo fim de semana há previsões de mau tempo e neve. Só um inconsciente é que vai meter pessoas com idade, pessoas que nunca foram à serra, miúdos, pessoas mal equipadas num território daqueles", frisou.

    O autarca lamentou ainda que o parque não aceite criar corredores de emergência, ou seja acessos que estariam vedados exceto quando ocorrerem situações em que seja necessária a passagem dos meios para um socorro mais rápido e seguro.

    David Teixeira lembrou que a área do parque se estende por cinco municípios de três distrito e, por isso mesmo, defendeu que é preciso criar um documento, um plano, "que esclareça como é que as operações de socorro se desenvolvem".

    http://www.jn.pt/paginainicial/pais/concelho.aspx?Distrito=Vila Real&Concelho=Montalegre&Option=Interior&content_id=5045823&page=3
     
    Collapse Signature Expand Signature
  2. dopedagain

    dopedagain
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    2 Jan 2016
    Mensagens:
    288
    Local:
    Corno de Bico - P.Coura(883m) Arca - P.Lima(125m)
    Só comentários ridículos nesse post é só experts em montanha, que nunca saíram de casa e o maior divertimento deles foi subir o vão de escadas do prédio da vizinha ou ir ao shopping e descer nas escadas rolantes!! Será que também vão começar a dar aos policias pagamentos extra, quando são chamados para situações de risco. E aos bombeiros que são chamados para situações de incêndio. Neste pais já ninguém quer mas é trabalhar! nem as próprias equipas de resgate. claro que é bem melhor estar no quartel a jogar a sueca e a beber minis a 50 cêntimos. Estamos a falar do Gerês e não do Anapurna ou do Evereste! parece que os salvamentos tem que ser feitos de helicópteros e mascaras de oxigénio ou que alguém gosta de ser resgatado. ridículo. para alem disso as condições meteorológicas mudam de um momento para outro em montanha facilmente principalmente o nevoeiro, quem vamos autuar? o IPMA? o melhor mesmo é continuar a denegrir quem gosta da montanha, e incentivar a obesidade e o tricot na lareira.
     
    #2 dopedagain, 24 Fev 2016 às 18:26
    Última edição: 24 Fev 2016 às 19:01
  3. actioman

    actioman
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    15 Fev 2008
    Mensagens:
    2,050
    Local:
    Elvas (~300m)
    Em Espanha em várias zonas e outros países já é assim! ;)
    Esperemos é que as leis sejam bem feitas e bem aplicadas, para que não pague o justo pelo pecador! Que seja bem claro o que se considere irresponsável. Porque estas medidas podem também ter um efeito contrário e levar as pessoas a desistir dos seus hobbies...

    Um bom exemplo disto mesmo: https://mayayo.wordpress.com/2011/1...montana-madrid-factura-5-452e-por-un-rescate/
     
    Collapse Signature Expand Signature
  4. Stinger

    Stinger
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    22 Mar 2008
    Mensagens:
    903
    Local:
    Gondomar (188m)
    Para nao levar as pessoas a desistir de vez da serra do geres , deviam ser mais rapidos a emitir a licensa e mais barato ! Assim como infraestruturas de comunicaçoes e demarcaçao dos respectivos trilhos para que pudessem ser bem visiveis e evitar "perdas"
     
    4ESTAÇÕES e dopedagain gostaram disto.
  5. james

    james
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    16 Set 2011
    Mensagens:
    4,051
    Local:
    Viana Castelo(35 m)/Guimarães (150 m)
    Isto de pôr a pagar os resgates cá ou em qualquer país não faz qualquer sentido . Suponho que também vão pôr quem fuma , consome alccol , tem uma alimentação incorreta ou um mau comportamento na estrada , etc. a pagar os cuidados de saúde ou de socorro quando precisar , devido ao seu comportamento irresponsável .

    A serra devia era estar mais sinalizada . E com zonas de acesso controlado , quem fosse para uma zona proibida , pagava a multa respetiva . Tão simples como isso . Tudo o resto são politiquices , que o nosso país é fértil .
     
    Tiagolco, 4ESTAÇÕES e dopedagain gostaram disto.
  6. Tiagolco

    Tiagolco
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    15 Jul 2015
    Mensagens:
    2,873
    Local:
    Carnaxide, Oeiras/Alvalade, Lisboa
    Então seguindo a tua lógica, quando uma pessoa se perde, ela está a fazer de propósito? Claro que é um acidente!
     
    dopedagain gostou disto.
  7. Snifa

    Snifa
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    16 Abr 2008
    Mensagens:
    7,149
    Local:
    Porto-Marquês:145 m Mogadouro:749 m
    Se se perder porque não acautelou/planeou a ida, porque não tem experiência nem equipamento, porque não se informou das condições meteorológicas, porque ignora os avisos... etc.. etc...sim, fez de "propósito"...ou terá sido um acidente? Eu acho que ainda existe uma fronteira entre o imprevisto e a irresponsabilidade, mas posso estar a ver mal.. :unsure:
     
    Collapse Signature Expand Signature
    #7 Snifa, 24 Fev 2016 às 21:51
    Última edição: 24 Fev 2016 às 22:02
    MSantos e dahon gostaram disto.
  8. Tiagolco

    Tiagolco
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    15 Jul 2015
    Mensagens:
    2,873
    Local:
    Carnaxide, Oeiras/Alvalade, Lisboa
    Eles se perderem foi um imprevisto não foi? A irresponsabilidade foi deles, claro.
    Se tivéssemos que pagar pelas nossas irresponsabilidades estaríamos todos falidos. As pessoas teriam que ser perfeitas para não errarem. Uma pessoa que escorregasse no chão por estar molhado, sabendo disso, teria que pagar porque não se preparou bem para sair à rua...
    Não faz sentido.
     
  9. Snifa

    Snifa
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    16 Abr 2008
    Mensagens:
    7,149
    Local:
    Porto-Marquês:145 m Mogadouro:749 m
    Foi a irresponsabilidade que levou à situação imprevista, claro que quem é irresponsável ( em princípio) não está à espera de nenhum imprevisto, acha que vai correr tudo bem que só acontece aos outros...etc.., um imprevisto existe por si só e mesmo com um comportamento correcto ocorrem imprevistos/acidentes.Ninguém tem que ser "perfeito", nem nunca o será, mas se tiver cuidado, certamente estará a evitar muitos imprevistos, não se livra deles, mas pelo menos terá menos chances de os ter.

    Eu se tiver um comportamento correcto na estrada, o carro estiver bem mantido e com revisões em ordem, adequar a velocidade ás condições meteorológicas e da estrada, manter distância de segurança etc... certamente terei menos chances de ter um acidente, no entanto não me livro de algum "maluco", irresponsável vir contra mim, neste caso eu sofri um imprevisto um acidente sem culpa...há uma grande diferença entre um imprevisto/acidente e algo provocado por incúria e irresponsabilidade..
     
    Collapse Signature Expand Signature
    #9 Snifa, 24 Fev 2016 às 22:13
    Última edição: 24 Fev 2016 às 22:27
    Mike26 e dahon gostaram disto.
  10. boneli

    boneli
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    12 Jan 2008
    Mensagens:
    833
    Local:
    Braga. Lomar
    Eu cá sou da opinião que os tribunais deveriam de fechar afinal de contas as pessoas não deviam de ser responsabilizadas pela borrada que fazem.
    O que faz isto é andarmos na républica das bananas onde todos pensam que podem fazer o que querem e lhes apetece.

    Como já disseram aqui e bem as coisas são simples...se querem ir vão, mesmo que seja de forma irresponsável. Seja para locais proibidos ou não mas se acontecer alguma coisas têm que ser responsabilizados.

    Eu fico parvo com a mentalidade de meia dúzia de artistas.
     
    Snifa e AnDré gostaram disto.
  11. Tiagolco

    Tiagolco
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    15 Jul 2015
    Mensagens:
    2,873
    Local:
    Carnaxide, Oeiras/Alvalade, Lisboa
    Mesmo assim, ter que pagar é ridículo. Toda a gente já foi irresponsável num determinado momento da sua vida, o que trouxe determinadas consequências, e provavelmente o será novamente. Todo o cuidado é pouco. Pagar não é solução e nunca será, só se estaria a complicar mais a situação só porque sim. Como disse: toda a gente estaria falida por ter cometido erros...
     
  12. dopedagain

    dopedagain
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    2 Jan 2016
    Mensagens:
    288
    Local:
    Corno de Bico - P.Coura(883m) Arca - P.Lima(125m)
    Era o cumulo eu ter que pagar por algo que já estou a pagar! (Descontos) Os gips(GNR) tem o ordenado a tempo e horas, formação para este tipo de actividades e ainda se vai ter que pagar um extra para quando elas acontecem? é lógico que as pessoas vão para a montanha em condições não tão favoráveis, por exemplo ver a neve isso nunca ira mudar, alias tudo na vida implica riscos. Tal como ir para a praia e te poderes afogar. vais pagar por isso? são acidentes há sempre factores externos imprevisíveis que podem acontecer mesmo ao mais cauto.

    Mas agora vamos ter negociações de resgates tipo nos filmes do FBI? "montanhista: olhe se faz favor eu queria ser resgatado mas estou teso. em quanto vai ficar?" "gips: 200euros" "montanhista: olhe então eu fico aqui a morrer, obrigado" acho isto o cúmulo.

    A melhor medida a adoptar é a consciencialização do equipamento utilizado e uma sinalização adequada nos trilhos. Há trilhos no PNPG que não devem ser limpos há anos principalmente na serra amarela, pelo menos a ADERE peneda geres agora no seu site já coloca o aviso para os que estão em condições e os que não estão, mas isto nem toda a gente sabe. Afinal quem são os irresponsáveis as instituições do estado ( Instituto da conservação da natureza ) que não fazem o seu dever a colocar os trilhos em condições e bem sinalizados e limpos ou os montanhistas? nem todos os casos são de pessoas em problemas devido ao mau tempo, a maior parte são pessoas que se perdem devido á fraca sinalização/degradada, quem paga a essas pessoas quando isso acontece dado que aí não foi culpa delas mas sim das instituições ?
     
    Tiagolco e invent gostaram disto.
  13. james

    james
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    16 Set 2011
    Mensagens:
    4,051
    Local:
    Viana Castelo(35 m)/Guimarães (150 m)
    Então para muita boa gente pagar um plano de resgate e pagar uma multa vai dar ao mesmo.
    Se um grupo, por ignorância e mal preparado que não liga às condições meteorológicas, se mete ( irresponsavelmente, sem dúvida) pela serra fora, se se meter em sarilhos, tem que pagar o plano de resgate. Mas, pelo contrário, se um bêbado, que passa o tempo todo na tasca, um dia mete - se no carro e cai por uma ribanceira abaixo. E depois é montado um plano de socorro com bombeiros, gruas, desencarceramento e, se calhar, ainda é submetido no hospital a uma intervenção cirúrgica que custa umas dezenas de milhares de euros ao Estado.

    E eu pergunto aos experts na matéria: por que razão os montanhistas irresponsáveis têm que pagar o resgate, mas o bêbado não tem?
    Por que razão o bêbado é um cidadão de primeira e os montanhistas irresponsáveis cidadãos de segunda?
    Alguém que me esclareca isso, por favor...
     
    dopedagain e Tiagolco gostaram disto.
  14. Snifa

    Snifa
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    16 Abr 2008
    Mensagens:
    7,149
    Local:
    Porto-Marquês:145 m Mogadouro:749 m
    Se eu entrar no mar com bandeira vermelha, ignorar os avisos, então isto não é um acidente, é irresponsabilidade.

    Concordo com a parte da falta de sinalização da serra e limpeza dos trilhos, isto junto com a irresponsabilidade de alguns só potencia ainda mais estas situações, e sim também é uma irresponsabilidade ( grave) das entidades ditas responsáveis pelo parque.
     
    Collapse Signature Expand Signature
    Paelagius gostou disto.
  15. james

    james
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    16 Set 2011
    Mensagens:
    4,051
    Local:
    Viana Castelo(35 m)/Guimarães (150 m)
    Isso de pagar o plano de resgate é tão ridículo, que até dá para ficar de boca aberta.
     
    dopedagain, Tiagolco e invent gostaram disto.

Partilhar esta Página