Modelos de Previsão Numérica, Entidades, Novidades

Tópico em 'Meteorologia Geral' iniciado por mirones 7 Set 2007 às 09:25.

  1. mirones

    mirones
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    24 Nov 2006
    Mensagens:
    918
    Local:
    Setúbal
    Dos modelos a que temos acesso, qual (quais) pensam ser os mais acertados? Porque motivo referenciamos sempre o GFS e o ECMWF em deterimento de outro modelos? Qual o factor que deve determinar a nossa escolha? Porque razão não recorremos tão regularmente ao JMA, ao GEM, ao NOGAPS, ao UKMO, etc?
     
  2. Vince

    Vince
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jan 2007
    Mensagens:
    10,624
    Local:
    Braga
    Porque o americano GFS é um dos principais, tem 4 run's diárias, e sobretudo porque é o único que tem todo o output disponível gratuitamente para todos. O europeu ECMWF é considerado o melhor (por estudos/verificação e não simples opinião), os próprios americanos fazem-lhe muitos elogios e até tem pedido ajuda para melhorar o deles. O UKMO também é bastante respeitado, provavelmente o 2º melhor global. O CMC e NOGAPS são aceitáveis.

    Mas todos os modelos são necessários, mesmo sendo uns melhores que outros. As diferenças ou mesmo as "manias" de cada um são positivas. Um meteorologista experiente sabe tirar partido dessas especificidades e comportamentos e conforme a situação tirar partido do que uns e outros dizem.


    Não te esqueças também dos modelos de mesoescala como o Hirlam, Aladin, WRF, MM5, etc que também são fundamentais.


    Alguns links sobre modelos, história e evolução:

    http://en.wikipedia.org/wiki/Numerical_weather_prediction
    http://en.wikipedia.org/wiki/Ensemble_forecasting
     
  3. mirones

    mirones
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    24 Nov 2006
    Mensagens:
    918
    Local:
    Setúbal
    Muito obrigado pela explicação Vince. Fiquei esclarecido. Realmente é pena o que acontece com o ECMWF e com outros modelos que não temos hipótese de visualizar todo o conteúdo.

    Tenho a ideia que a média dos modelos é dos melhores apontamentos desde que não haja uma grande disparidade de resultados. Neste caso penso (não sei se estou correcto, corrige-me se estiver errado) que a curto prazo (3/4 dias) o ideal será olhar mais à média do que apenas a um dado de um modelo específico seja qual ele for.
     
  4. rozzo

    rozzo
    Expand Collapse
    Staff

    Registo:
    11 Dez 2006
    Mensagens:
    1,902
    Local:
    Lisboa
    A curto prazo ajuda muito olhar para modelos de pequena escala.. modelos regionais, tipo ALADIN, MM5.. problema é que não há muitos destes disponíveis ao publico.. apesar de o MM5 ser disponivel por muitas entidades, a mim parece-me pelo que tenho visto, que não será o melhor.. ou pelo menos que será muito sensível as opções utilizadas por quem o corre, e tenho visto bastantes maus resultados.. para curto prazo e boas resoluções o modelo ALADIN (por ter trabalhado com ele) parece-me bastante aceitável, mas não é mt acessível ao publico infelizmente.. na pagina do IM há alguns produtos, mas poucos...

    como disse o Vince, para maior escala, e portanto já para também médio prazo, o ECMWF e o GFS parecem ser realmente bastante razoáveis, tendo o GFS a vantagem de ter tudo disponivel ao publico
     
  5. Vince

    Vince
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jan 2007
    Mensagens:
    10,624
    Local:
    Braga
    Sim, eu sigo modelos há pouco mais de que um ano, com o tempo tenho olhado cada vez mais para os ensembles, e para o conjunto dos 4 run's do GFS por exemplo, em vez de ficar muito entusiasmado com uma run isolado. A mais do que 3 ou 4 dias o ensemble é fundamental. Comparo também com outros modelos. Uma grande limitação que eu encontro em sites como o wetterzentrale e outros é não disponibilizar os mapas das 4 run's, a mais recente e as 3 anteriores, para seguirmos e compararmos a evolução. Alguns sites americanos fazem isso e é bastante útil.

    Mas lá está, nós por exemplo de ensembles do europeu não temos acesso a nada .... Só um "Access denied" :)
    Já para não falar dum simples metograma para um determindo local... quanto mais dum ensemble para esse local.
     
  6. Vince

    Vince
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jan 2007
    Mensagens:
    10,624
    Local:
    Braga
    Sobre os modelos como o Hirlam e Aladin, é a minha opinião também. Eu infelizmente do Aladin quase nada conheço, o que está no site do IM mal olho para ele porque só tem temperatura e vento. Mas olho bastante para o HIRLAM que está no site do INM espanhol, gosto muito da previsão de precipitação dele. Penso que com o tempo o nosso IM é capaz de disponibilizar mais qualquer coisita do Aladin e com uns mapas mais bonitinhos :)

    Quanto ao MM5, curiosamente também tenho a mesma ideia que tu. Fiquei com má impressão dele precisamente aqui no forum, não costumo olhar para ele mas de vez em quando alguns foristas colocam uma animação do mesmo, e das últimas vezes que isso sucedeu falhou quase sempre de forma brutal. A última foi a quando daquela instabilidade provocada pela depressão em Marrocos que tinha um cheirinho tropical. Acho que fo o forista "Tornado" que pôs uma animação da precipitação do MM5 e aquilo era um diluvio no Algarve...

    Por outro lado, acho que foi o Rog que aqui há uns tempos me mostrou um output dum modelo qualquer para a Madeira, e penso que é baseado no MM5, e os resultados lá são interessantes, pois o output dum modelo global como o GFS na Madeira é muitas vezes quase irrelevante, não serve para nada, dado as muitas particularidades da Madeira. Mas agora não tenho aqui o link para esse output da Madeira. Deve depender muito da configuração do domínio do modelo, a assimilação de dados, etc, o modelo só por si não faz milagres.
     
  7. olheiro

    olheiro
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    18 Nov 2007
    Mensagens:
    138
    Local:
    Santo Estêvão - Santarém

    alguém me pode disponibilizar o endereço do site do GFS por favor?. Desde já
    obrigado.
     
  8. Minho

    Minho
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    6 Set 2005
    Mensagens:
    4,091
    Local:
    Melgaço
    Collapse Signature Expand Signature
  9. Gerofil

    Gerofil
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    21 Mar 2007
    Mensagens:
    8,554
    Local:
    Estremoz (401 metros)
    MASS - Mesoscale Atmospheric Simulation System

    El MASS es un modelo de área limitada desarrollado por Meso Inc. y Meteosim SL que permite predecir las circulaciones atmosféricas de mesoescala. Gran parte de los productos que ofrece Meteosim se basan en el modelo meteorológico MASS. El MASS (Mesoscale Atmospheric Simulation System) está disponible en versión hidrostática y no hidrostática, y permite la realización de predicciones meteorológicas de alta fiabilidad con un horizonte de predicción de hasta 72 horas. Al tratarse de un modelo de área limitada, el MASS necesita como condiciones iniciales y de contorno las salidas de modelos de escala global como el Global Forecast System (NCEP/NCAR) o bien el modelo del ECMWF. El modelo MASS resuelve las ecuaciones primitivas de la atmósfera basándose en los principios de conservación del momento, la masa, la energía y la ley de los gases ideales.
    El MASS está capacitado para realizar múltiples simulaciones anidadas en las que las salidas del modelo de las mallas de mayor escala son utilizadas como estimación previa y condiciones de contorno de las mallas de menor escala. Las escalas típicas de resolución espacial del MASS hidrostático son de entre 50 y 5 km, llegando a resoluciones de 1 km o inferiores en el caso de simulaciones con dinámica no hidrostática. Con el objetivo de modelizar los intercambios de energía, momento y masa entre la superficie de la tierra y la atmósfera, el MASS incorpora un conjunto de parametrizaciones que resuelven cuestiones como los intercambios de energía (radiación) con la superficie, la capa límite planetaria (turbulencia, difusión), la hidrología de la superficie, los cambios de fase del agua y la convección.
    La fiabilidad del modelo meteorológico MASS como herramienta de previsión del tiempo ha motivado su utilización de manera totalmente operativa por empresas nacionales como Televisió de Catalunya, el Servei Meteorològic de Catalunya, el Cuerpo de Bomberos de la Generalitat de Catalunya, Borrasca SL, ENCE y DESAFIO ESPAÑOL 2007, entre otros. Del mismo modo, el uso del MASS ha permitido a Meteosim desarrollar servicios específicos para el Institut Català de l'Energia, Iberdrola, Endesa Cogeneración y Renovables y otras empresas e instituciones internacionales como Aviabag Météorem, la NASA, la Armada de los EEUU o el Fondo Monetario Internacional.
    Varias universidades y centros de investigación utilizan Meteosim como fuente segura y fiable de datos meteorológicos, especialmente en lo referente a las salidas del modelo meteorológico MASS.

    Link: Meteosim Truevim
     
    #9 Gerofil, 24 Nov 2007 às 11:04
    Última edição: 30 Nov 2007 às 00:58
  10. vitamos

    vitamos
    Expand Collapse
    Staff

    Registo:
    11 Dez 2007
    Mensagens:
    4,558
    Local:
    Lisboa; Costa da Caparica
    Modelos, Entidades e Sites de Previsão

    Ultimamente têm surgido dúvidas quanto a algumas fontes de informação meteorológica. Por exemplo falou-se no fnmoc como modelo de previsão; no entanto, ao consultar a página do mesmo verifiquei a existência de mapas relativos a dois modelos: Um bem conhecido nosso o GFS e um outro NGP.
    Por outro lado e em vários tópicos se tem questionado onde vão os sites de previsão buscar as suas informações e quando fazem as actualizações à informação disponibilizada...

    O que pretendo neste tópico é que quem souber disponibilize a informação que souber relativamente aos modelos existentes, baseado se possível em informação confirmada:

    1 - Quais as entidades que gerem os diferentes modelos de previsão.

    2- Quais os modelos de previsão que o são EFECTIVAMENTE.

    3- De onde são retiradas as informações (sempre que tal for possível de fazer) dos principais sites de previsão meteorológica (ex: freemeteo, accuweather...)

    4- Quando são feitas as actualizações das entidades referidas em 3.

    Obrigado desde já a todos pela informação que consigam disponibilizar :)
     
  11. Pico

    Pico
    Expand Collapse
    Cirrus

    Registo:
    5 Jun 2008
    Mensagens:
    45
    Local:
    Açores
    Re: Modelos, Entidades e Sites de Previsão

    Bem no que se refere á minha casa posso dizer o seguinte :D

    "As previsões de tempo apresentadas nesta página são obtidas a partir de simulações realizadas por um modelo numérico de previsão de tempo, designado Weather Research and Forecasting (WRF). Este modelo é desenvolvido por um conjunto de entidades de índole operacional e de investigação nos Estados Unidos da América e é actualmente uma referência em termos de modelação numérica de mesoscala em muitos países. O WRF foi instalado e tornado operacional pelo Grupo de Meteorologia e Climatologia da Universidade de Aveiro (CliM@UA).

    O WRF é aplicado em três configurações diferentes, para Portugal continental, Açores e Madeira. Para Portugal Continental foi configurado com dois domínios aninhados (ver Figura), em que o primeiro domínio (D1) inclui grande parte da Península Ibérica e uma área considerável do oceano Atlântico e mar Mediterrâneo vizinhos. O segundo domínio (D2) cobre a totalidade do território de Portugal continental. As resoluções horizontais do D1 e D2 são 25 km e 5 km, respectivamente. A configuração para as previsões da Ilha da Madeira é feita também com dois domínios, com resoluções horizontais de 25 km e 5 km, para o domínio 1 e dopmínio 2, respectivamente. Devido à grande dispersão espacial do arquipelago dos Açores, a configuração é de um domínio pai, qua abrange toda a área do arquipelago, com um resolução espacial de 25 km, e três domínios nest, para os grupos ocidental, central e oriental, todos com uma resolução espacial de 5 km. Nestas três configurações todos os domínios estão configurados com 27 níveis verticais e "comunicam" entre si nos dois sentidos (two-way nesting). As condições iniciais e de fronteira utilizadas pelo WRF consistem nas previsões previamente realizadas pelo modelo global de previsão de tempo designado Global Forecasting System (GFS). O GFS opera com uma resolução horizontal elevada de 0.5° latitude X 0.5° longitude (aproximadamente 40 km na nossa região). As previsões meteorológicas são actualizadas quatro vezes por dia. "


    Sitio consultado:
    http://climetua.fis.ua.pt/main/notas_exp.htm
     
  12. Brigantia

    Brigantia
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    20 Jan 2007
    Mensagens:
    2,186
    Local:
    Norte de Portugal
  13. vitamos

    vitamos
    Expand Collapse
    Staff

    Registo:
    11 Dez 2007
    Mensagens:
    4,558
    Local:
    Lisboa; Costa da Caparica
  14. ct5iul

    ct5iul
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    27 Mar 2008
    Mensagens:
    771
    Local:
    Lisboa Ajuda (110m)
    Previsão Numérica

    A atmosfera é observada em locais distribuídos irregularmente por toda a Terra e, embora algumas das observações sejam sinópticas, muitas são realizadas a horas diferentes, ditadas pelos voos dos aviões e as órbitas dos satélites. Por contraste, os computadores de previsão do tempo têm que começar com valores sinópticos do vento, pressão, temperatura e humidade, numa malha regular de localizações horizontais, conhecida como rede de pontos, e num conjunto fixo de níveis na vertical. Exactamente o modo como os valores sinópticos da rede de pontos são calculados a partir das medições que foram reunidas – processo conhecido por análise – é a parte importante da história que vem a seguir.
    Desde que a análise tenha terminado torna-se possível aplicar equações matemáticas que representam todos os processos físicos que interessam, e assim, calcular a modificação que ocorrerá em cada valor de cada ponto da rede num intervalo de tempo curto chamado incremento de tempo. O cálculo, em cada ponto da rede, implicará em adições, subtracções e multiplicações, utilizando-se valores dos pontos da rede à volta. Logo que tenham sido calculados novos valores das variáveis (vento, pressão, temperatura e humidade), para todos os pontos da rede e a todos os níveis, todo o processo pode ser repetido para se avançar outro incremento temporal. Deste modo, pode, eventualmente, ser elaborada uma previsão para algumas horas, um dia ou alguns dias. Embora sejam feitos muitos cálculos, estes, na verdade, são aproximações da verdade.
    O sistema de equações, aproximações e cálculos é chamado modelo numérico da atmosfera. Os modelos numéricos da atmosfera para previsão global requerem um número muito grande de cálculos a serem realizados em tempo reduzido, para tanto utilizamos os chamados “super computadores’. Outra saída é reduzir o número de iterações numéricas o modelo pode ser diminuído, aumentando o espaço entre os pontos na rede.
     
    Collapse Signature Expand Signature
  15. Vince

    Vince
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jan 2007
    Mensagens:
    10,624
    Local:
    Braga
    A propósito deste prémio da OMM atribuído no passado mês de Junho a Eugenia Kalnay:




    Descobri no Meteored esta entrevista dada pela meteorologista à Revista espanhola RAM. A entrevista já tem uns anos (2005) mas mesmo assim é bastante interessante para este tópico:


     

Partilhar esta Página