Notícias Especial: Chuva e Trovoada 18 Fevereiro de 2008

Tópico em 'Media' iniciado por J.Crisóstomo 18 Fev 2008 às 08:40.

  1. J.Crisóstomo

    J.Crisóstomo
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    18 Nov 2007
    Mensagens:
    179
    Local:
    Queluz (166m)
    Mau Tempo: Túneis do Campo Grande e Campo Pequeno cortados devido inundações - PSP Lisboa
    18 de Fevereiro de 2008, 07:38

    Lisboa, 18 Fev (Lusa) - O trânsito está hoje cortado nos túneis do Campo Grande e do Campo Pequeno devido às inundações provocadas pelas chuvas que caíram na região de Lisboa, disse à Lusa fonte da Divisão de Trânsito da PSP.

    "O túnel no sentido Saldanha/Campo Grande e Campo Grande/Saldanha bem como o do Campo Pequeno estão cortados devido a inundações e lamas", adiantou a mesma fonte, salientando que no local estão também algumas viaturas avariadas.

    De acordo com a Divisão de Trânsito da PSP, houve também uma derrocada de pedras no sentido Praça de Espanha/Alcântara, não havendo vítimas a registar.

    "Estão lá duas viaturas imobilizadas. O trânsito não está cortado", adiantou, alertando ainda os condutores para terem cuidado com lençóis de água no acesso do Eixo Norte/Sul à Segunda Circular.

    Também na zona baixa de Alcântara circula-se com menor intensidade devido aos lençóis de água.

    A PSP, que tem recebido muitos pedidos de ajuda, adiantou ainda que não há registo de acidentes graves, apenas "pequenos toques" originados pelo mau tempo.

    As fortes chuvas que caíram sobre a região de Lisboa provocaram quase duas centenas de pedidos de socorro para os Sapadores de Bombeiros, esgotando a capacidade de resposta da corporação.

    De acordo com a PSP de Lisboa, a inundação que se regista na zona de acesso à Encarnação, no sentido Sul/Norte à entrada da Auto-Estrada Lisboa-Porto, está a provocar filas de trânsito devido à extrema lentidão com que se circula naquela zona.

    António Vinagre, responsável do turno da madrugada no regimento de Sapadores de Bombeiros, disse à Lusa que a tiveram 180 pedidos de socorro, tendo conseguido responder a 150.

    Fonte do Serviço Nacional de Protecção Civil disse à Lusa que está a ser feito um levantamento de todos os casos registados, prevendo-se que cerca das 08:00 seja distribuído um comunicado com os dados obtidos.

    Os concelhos de Lisboa, Almada e Sintra foram os mais fustigados pelas chuvas intensas que se registaram desde a noite de domingo, disse à Lusa uma fonte do Instituto de Meteorologia.

    DD/JPA

    Lusa/Fim
     
  2. J.Crisóstomo

    J.Crisóstomo
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    18 Nov 2007
    Mensagens:
    179
    Local:
    Queluz (166m)
    Re: Seg. Especial Chuva, Trovoada, Vento de 16 a ??? Fevereiro de 2008 - Noticias

    Mau Tempo: Bombeiros de Algés receberam cerca de 50 chamadas de socorro devido a inudações na zona baixa
    18 de Fevereiro de 2008, 07:25

    Lisboa, 18 Fev (Lusa) - Os Bombeiros Voluntários de Algés registaram hoje de madrugada cerca de 50 pedidos de socorro relacionados com inundações na zona baixa da zona, na sequência da chuva forte que tem caído.

    De acordo com uma fonte dos bombeiros, os casos de inundações que têm surgido são em habitações e em algumas lojas.

    A mesma fonte ressalvou também que muitas lojas ainda não abriram, pelo que poderá vir a haver mais pedidos de auxílio.

    "Trata-se de inundações, infiltrações e algerozes entupidos", adiantou.

    As vias rodoviárias de Algés e Dafundo são normalmente cenários de cheias quando chove demasiado, mas até agora os Bombeiros Voluntários de Algés não foram alertados para qualquer situação.

    SB

    Lusa/Fim
     
  3. J.Crisóstomo

    J.Crisóstomo
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    18 Nov 2007
    Mensagens:
    179
    Local:
    Queluz (166m)
    Re: Seg. Especial Chuva, Trovoada, Vento de 16 a ??? Fevereiro de 2008 - Noticias

    Mau Tempo: Circulação cortada na Marginal de Lisboa e no acesso a Frielas (A8)
    18 de Fevereiro de 2008, 06:53

    Lisboa, 18 Fev (Lusa) - O trânsito está hoje cortado na Estrada Marginal Lisboa-Cascais, na zona de Caixas, bem como no nó de acesso a Frielas, na Auto-Estrada 8 (Torres Vedras-Lisboa) devido às inundações provocadas pelas chuvas, disse à Lusa fonte da GNR.

    Na zona de Caxias o trânsito está a ser desviado para o interior, via estádio Nacional, enquanto no nó de Frielas não há por enquanto qualquer circulação.

    As fortes chuvas que caíram sobre a região de Lisboa provocaram quase duas centenas de pedidos de socorro para os Sapadores Bombeiros, esgotando a capacidade de resposta da corporação.

    Até agora não há notícia de vítimas nem de danos avultados, mas em muitas zonas de Lisboa, sobretudo nos túneis e nas zonas mais baixas, a circulação automóvel faz-se com muita dificuldade, segundo fonte da PSP da capital.

    A inundação que se regista na zona de acesso à Encarnação, no sentido Sul-Norte, à entrada da Auto-Estrada Lisboa-Porto, está a provocar filas de trânsito devido à extrema lentidão com que se circula naquela zona.

    "Nunca vi uma coisa destas em tão pouco tempo. Tivemos 180 pedidos de socorro, conseguimos responder a 150 e temos 30 outros ainda a aguardar, com as viaturas e equipas a responderem a vários casos ao mesmo tempo", comentou António Vinagre, responsável do turno de madrugada no Regimento de Sapadores Bombeiros.

    "Foi uma coisa anormal. A partir das 04:30 desatou a chover intensamente e desde então tem sido um fluxo impressionante de telefonemas para acudir a pedidos de socorro por causa de telhados e habitações danificadas, inundações de ruas e problemas nas vias", referiu.

    Fonte do Serviço Nacional de Protecção Civil disse à Lusa que está a ser feito um levantamento de todos os casos registados, prevendo-se que cerca das 08:00 seja distribuído um comunicado com os dados obtidos.

    Os concelhos de Lisboa, Almada e Sintra foram os mais fustigados pelas chuvas intensas que se registaram desde a noite de domingo, disse à Lusa uma fonte do Instituto de Meteorologia.

    No observatório do Aeroporto de Lisboa, registou-se entre as 00:00 e as 05:00 uma precipitação de 65 milímetros (65 litros de água por metro quadrado), com 35 milímetros entre as 04:00 e as 05:00.

    No observatório do Jardim Botânico registaram-se, no mesmo período, 66 milímetros, com 36 milímetros entre as 04:00 e as 05:00.

    O concelho de Almada registou uma precipitação de 35 milímetros, com 17 milímetros na hora de mais intensidade, disse a fonte do Instituto de Meteorologia.

    Segundo uma porta-voz da Protecção Civil, no concelho de Almada as zonas mais inundadas forma a Trafaria (bairro do Torrão), Cacilhas e Costa da Caparica, havendo ainda muitos pedidos de socorro por atender às 06:00.

    No concelho de Sintra, a precipitação acumulada foi de 44 milímetros, com 17,7 milímetros entre as 03:00 e as 06:00, segundo o Instituto de Meteorologia.

    JPA/OM

    Lusa/fim
     
  4. J.Crisóstomo

    J.Crisóstomo
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    18 Nov 2007
    Mensagens:
    179
    Local:
    Queluz (166m)
    Re: Seg. Especial Chuva, Trovoada, Vento de 16 a ??? Fevereiro de 2008 - Noticias

    Mau Tempo: Cascais, Oeiras, Loures e Sintra foram os concelhos mais afectados no distrito de Lisboa
    18 de Fevereiro de 2008, 07:39

    Lisboa, 18 Fev (Lusa) - Os concelhos de Cascais, Oeiras, Loures e Sintra foram os mais afectados pelo mau tempo de hoje de madrugada no distrito de Lisboa, de acordo com o Comando Distrital de Socorro de Lisboa (CDOS).

    As inundações registadas ocorreram na via pública e em caves e subcaves de habitações, adiantou a mesma fonte.

    Cerca das 07:00, as operações de socorro estavam ainda a decorrer, indicou a fonte do CDOS contactada pela Lusa.

    Oito distritos de Portugal continental estão hoje sob aviso Amarelo, cinco deles - Santarém, Lisboa, Setúbal, Beja e Faro - devido à previsão de chuva por vezes forte e trovoadas frequentes e dispersas.

    O distrito de Faro está também sob aviso Amarelo, o segundo de uma escala que vai até quatro, devido à ondulação forte, entre 2 a 3 metros.

    Os distritos de Viseu, Guarda e Castelo Branco estão igualmente sob aviso Amarelo, onde o vento deverá soprar forte com rajadas na ordem dos 90 quilómetros por hora.

    O Instituto de Meteorologia prevê para hoje períodos de chuva ou aguaceiros, temporariamente fortes nas regiões Centro e Sul, com condições favoráveis à ocorrência de trovoadas.

    Prevê-se também vento forte, sobretudo nas terras altas, e queda de neve nos pontos mais altos da Serra da Estrela.

    SB

    Lusa/Fim
     
  5. J.Crisóstomo

    J.Crisóstomo
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    18 Nov 2007
    Mensagens:
    179
    Local:
    Queluz (166m)
    Re: Seg. Especial Chuva, Trovoada, Vento de 16 a ??? Fevereiro de 2008 - Noticias

    Mau tempo: Lisboa, Almada e Sintra registaram maior precipitação na madrugada
    18 de Fevereiro de 2008, 06:29

    Lisboa, 18 Fev (Lusa) - Os concelhos de Lisboa, Almada e Sintra foram os mais fustigados pelas chuvas intensas que se registaram desde a noite de domingo, disse à Lusa uma fonte do Instituto de Meteorologia.

    No observatório do Aeroporto de Lisboa, registou-se entre as 00:00 e as 05:00 uma precipitação de 65 milímetros (65 litros de água por metro quadrado), com 35 milímetros entre as 04:00 e as 05:00.

    No observatório do Jardim Botânico registaram-se, no mesmo período, 66 milímetros, com 36 milímetros entre as 04:00 e as 05:00.

    O concelho de Almada registou uma precipitação de 35 milímetros, com 17 milímetros na hora de mais intensidade, disse a fonte do Instituto de Meteorologia.

    Segundo uma porta-voz da Protecção Civil, no concelho de Almada as zonas mais inundadas forma a Trafaria (bairro do Torrão), Cacilhas e Costa da Caparica, havendo ainda muitos pedidos de socorro por atender às 06:00.

    No concelho de Sintra, a precipitação acumulada foi de 44 milímetros, com 17,7 milímetros entre as 03:00 e as 06:00, segundo o Instituto de Meteorologia.

    OM.

    Lusa/fim.
     
  6. J.Crisóstomo

    J.Crisóstomo
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    18 Nov 2007
    Mensagens:
    179
    Local:
    Queluz (166m)
    Re: Seg. Especial Chuva, Trovoada, Vento de 16 a ??? Fevereiro de 2008 - Noticias

    Mau tempo: Chuvas diluvianas deixam Sapadores de Lisboa "sem capacidade de resposta"
    18 de Fevereiro de 2008, 06:19

    Lisboa, 18 Fev (Lusa) - O Regimento de Sapadores Bombeiros recebeu quase duas centenas de pedidos de socorro a partir das 04:30 de hoje, numa situação que o deixou "sem capacidade de resposta", disse à Lusa António Vinagre, responsável no turno da madrugada.

    As chuvas diluvianas que se abateram sobre a região de Lisboa, acompanhadas de fortes trovoadas centradas sobre a capital, provocaram cheias nas ruas, túneis e zonas mais baixas em pouco mais de uma hora, mas até agora não há notícía de vítimas ou de danos avultados.

    "Nunca vi uma coisa destas em tão pouco tempo. Tivemos 180 pedidos de socorro, conseguimos responder a 150 e temos 30 outros ainda a aguardar, com as viaturas e equipas a responderem a vários casos ao mesmo tempo", comentou António Vinagre.

    "Foi uma coisa anormal. A partir das 04:30 desatou a chover intensamente e desde então tem sido um fluxo impressionante de telefonemas para acudir a pedidos de socorro por causa de telhados e habitações danificadas, inundações de ruas e problemas nas vias", referiu.

    Fonte do Serviço Nacional de Protecção Civil disse à Lusa que está a ser feito um levantamento de todos os casos registados, prevendo-se que cerca das 08:00 seja distribuído um comunicado com os dados obtidos.

    Em Lisboa, há notícias de inundações em várias zonas, com destaque o túnel do Campo Grande, bem como problemas na zona do Alto da Boa Viagem, na marginal Lisboa-Cascais, e no nó de Frielas, na saída da Auto-Estrada 8 (Torres Vedras-Lisboa).

    JPA

    Lusa/fim
     
  7. J.Crisóstomo

    J.Crisóstomo
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    18 Nov 2007
    Mensagens:
    179
    Local:
    Queluz (166m)
    Mau Tempo: Vias cortadas, ribeiras a transbordar e inundações domésticas no distrito de Lisboa
    18 de Fevereiro de 2008, 08:43

    Lisboa, 18 Fev (Lusa) - As chuvas de hoje de madrugada causaram inundações domésticas, corte de vias rodoviárias e fizeram transbordar ribeiras nos concelhos de Cascais, Oeiras e Loures, segundo o Comando Distrital de Operações de Socorro de Lisboa (CDOS).

    As zonas da Parede (no concelho de Cascais), Algés e Barcarena (concelho de Oeiras) e o concelho de Loures são as zonas mais afectadas.

    De acordo com a mesma fonte, as estradas nacionais 250, em Belas (concelho de Sintra), 249 em Trajouce, (concelho de Cascais), e 250 entre Talaíde e Barcarena (Concelho de Oeiras), estão cortadas.

    As chuvas fortes fizeram transbordar as ribeiras do Jamor, Laje e Barcarena, todas no concelho de Oeiras.

    Entre as 00:00 e as 08:30 de hoje, o CDOS atendeu 238 chamadas telefónicas de socorro.

    SB

    Lusa/Fim
     
  8. J.Crisóstomo

    J.Crisóstomo
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    18 Nov 2007
    Mensagens:
    179
    Local:
    Queluz (166m)
    Mau Tempo: Protecção Civil de Lisboa recebeu 70 chamadas, pelo menos duas pessoas foram retiradas de casa
    18 de Fevereiro de 2008, 08:50

    Lisboa, 18 Fev (Lusa) - O serviço de Protecção Civil da Câmara Municipal de Lisboa recebeu hoje de manhã cerca de 70 chamadas devido a inundações em casas e ruas, que obrigaram à retirada de casa de pelo menos duas pessoas.

    "Houve cerca de 70 participações para a protecção civil, na sua maioria devido a inundações em casas e na via pública", disse à agência Lusa Ana Lencastre, da Protecção Civil Municipal.

    Segundo a responsável, as várias inundações em Lisboa obrigaram à retirada de uma pessoa de uma casa municipal na rua Barão Sabrosa e de outra na Rua das Taipas, estando ainda os serviços a acompanhar uma situação semelhante na rua João Crisóstomo.

    Na via pública, Ana Lencastre adiantou que se encontram inundados e cortados ao trânsito os túneis do Campo Grande e Rego, a Calçada de Carriche e a Pimenteira, por baixo do Viaduto Duarte Pacheco, apelando aos automobilistas para evitarem estas zonas.

    Durante a madrugada, chegaram ainda à Protecção Civil vários informações sobre cortes no abastecimento de gás, principalmente na zona de Alvalade, disse a responsável, acrescentando que o piquete da Lisboa Gás está já na rua e dentro de cerca de uma hora deverá começar a ser reposto o fornecimento de gás.

    De acordo com a mesma fonte, o serviço de Protecção Civil Municipal tem dois técnicos na rua a acompanhar as situações e seis na sede.

    CFF

    Lusa/Fim
     
  9. J.Crisóstomo

    J.Crisóstomo
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    18 Nov 2007
    Mensagens:
    179
    Local:
    Queluz (166m)
    Mau Tempo: Calçada de Carrixe e nó de Frielas cortados ao trânsito, GNR
    18 de Fevereiro de 2008, 08:58

    Lisboa, 18 Fev (Lusa) - A calçada de Carriche e o acesso da A8 a Frielas continuam cortados ao trânsito devido às inundações provocadas pelas chuvas intensas de hoje de madrugada, segundo a Brigada de Trânsito da GNR.

    Em declarações à Lusa, fonte da GNR deu também conta de dois acidentes no IC19, um despiste de um pesado de mercadorias na zona da Amadora, sentido Lisboa-Sintra, e um acidente envolvendo feridos na zona de Rio de Mouro.

    O trânsito circula também com complicações na A5.

    Entretanto foi já restabelecido o trânsito na Estrada Marginal Lisboa-Cascais.

    As fortes chuvas que caíram sobre a região de Lisboa provocaram quase duas centenas de pedidos de socorro para os Sapadores Bombeiros, esgotando a capacidade de resposta da corporação, e provocaram o caos no trânsito nos acessos à capital.

    Os concelhos de Lisboa, Almada e Sintra foram os mais fustigados pelas chuvas intensas que se registaram desde a noite de domingo, disse à Lusa uma fonte do Instituto de Meteorologia.

    FZP/JPA

    Lusa/Fim
     
  10. J.Crisóstomo

    J.Crisóstomo
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    18 Nov 2007
    Mensagens:
    179
    Local:
    Queluz (166m)
    Mau Tempo: Linha do Norte cortada devido a inundação
    18 de Fevereiro de 2008, 09:00

    Lisboa, 18 Fev (Lusa) - A Linha do Norte está totalmente interrompida desde as 08:00 de hoje devido à inundação das vias na zona de Sacavém, disse Lusa fonte da Refer - Rede Ferroviária.

    "O troço entre Bobadela e Santa Iria, na região de Lisboa está totalmente inundado", adiantou a fonte.

    Às 07:00 estavam duas vias alagadas, mas a situação piorou, obrigando ao corte total da Linha do Norte cerca das 08:00, adiantou a fonte.

    "Nenhum comboio chega e parte de Lisboa", referiu.

    De acordo com a mesma fonte, os comboios ao longo da linha estão a ficar parados nas estações mais próximas.

    A Refer não consegue estimar quando será resolvida a situação.

    SB

    Lusa/Fim
     
  11. J.Crisóstomo

    J.Crisóstomo
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    18 Nov 2007
    Mensagens:
    179
    Local:
    Queluz (166m)
    Mau tempo: Cerca de 180 inundações no distrito de Lisboa - Protecção Civil
    18 de Fevereiro de 2008, 09:03

    Lisboa, 18 Fev (Lusa) - Cerca de 180 inundações, sete desabamentos de terras e quatro quedas de árvores é o balanço dos estragos causados pela chuva hoje de madrugada no distrito de Lisboa, disse à Lusa fonte da Autoridade Nacional de Protecção Civil.

    Os concelhos de Oeiras e Loures são, até ao momento, os mais afectados, disse a mesma fonte, sublinhando que este balanço não inclui os estragos na cidade de Lisboa.

    A fonte da Protecção Civil acrescentou que em Oeiras quatro pessoas foram retiradas das suas casas por estas apresentarem risco de derrocada iminente.

    Em rio de Mouro, concelho de Sintra, três veículos ficaram inundados, tendo sido resgatadas cinco pessoas do interior destas viaturas.

    Em Sacavém, concelho de Loures, a Praça da República, está com dois metros de altura de água.

    No concelho de Loures - onde o leito do rio Trancão já subiu muito acima da média -, a estrada que liga Santo António dos Cavaleiros a Frielas está cortada ao trânsito.

    Em Oeiras, o leito da ribeira de Barcarena, Lajes e Jamor também já ultrapassou as margens e a variante Oeiras-Marginal apresenta um metro de altura de água. Várias estradas em Barcarena estão também cortadas ao trânsito.

    Cortada ao trânsito está também a baixa de Algés, de onde foram evacuadas pessoas e veículos.

    Em Setúbal, o número de inundações ascende a 30.

    A fonte da Protecção Civil acrescentou que a governadora civil do distrito de Lisboa está a acompanhar a situação, juntamente com elementos da PSP, GNR, bombeiros e Cruz Vermelha Portuguesa.

    CP

    Lusa/Fim
     
  12. J.Crisóstomo

    J.Crisóstomo
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    18 Nov 2007
    Mensagens:
    179
    Local:
    Queluz (166m)
    Lisboa: Cerca de 70 agentes tentam auxiliar automobilistas - PSP trânsito
    18 de Fevereiro de 2008, 09:07

    Lisboa, 18 Fev (Lusa) - Cerca de 70 agentes da divisão de trânsito da PSP estão espalhados pela cidade de Lisboa para auxiliar os automobilistas que se encontram em dificuldades devido às inundações provocadas pela chuva que tem assolado a capital.

    "Temos entre 60 a 70 agentes nas estradas da capital para ajudar as pessoas. A chuva não dá tréguas e por isso não temos mãos a medir", referiu fonte da PSP.

    De acordo com a Divisão de Trânsito da PSP de Lisboa, a situação mantém-se caótica com dezenas de estradas encerradas ou condicionadas, lençóis de água, tampas de esgoto levantadas e muitos carros avariados.

    "Os túneis do Campo Grande e Campo Pequeno mantêm-se cortados ao trânsito. Temos registo de situações um pouco por toda a cidade", disse, salientando que "a chuva que continua a cair não está a ajudar a situação".

    A divisão de trânsito da PSP não consegue, por enquanto, quantificar o número de pedidos de auxílio que tem vindo a receber.

    "Nós queríamos aconselhar as pessoas a seguir vias alternativas mas o problema é que não há. As entradas e saídas de Lisboa estão inundadas ou condicionadas e com trânsito intenso", disse a fonte, aconselhando as pessoas a ter "calma, paciência e sobretudo muito cuidado".

    Até ao momento, não há registo de acidentes de aviação graves apenas "pequenos toques" sem grandes consequências.

    As fortes chuvas que caíram sobre a região de Lisboa provocaram quase duas centenas de pedidos de socorro para os Sapadores de Bombeiros, esgotando a capacidade de resposta da corporação.

    Os concelhos de Lisboa, Almada e Sintra foram os mais fustigados pelas chuvas intensas que se registaram desde a noite de domingo, disse à Lusa uma fonte do Instituto de Meteorologia.

    DD

    Lusa/Fim
     
  13. J.Crisóstomo

    J.Crisóstomo
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    18 Nov 2007
    Mensagens:
    179
    Local:
    Queluz (166m)
    Mau Tempo: Cerca de 15 mil pessoas sem electricidade nas zonas de Oeiras e Cascais
    18 de Fevereiro de 2008, 09:11

    Lisboa, 18 Fev (Lusa) - Cerca de 15 mil pessoas na zona de Oeiras e Cascais estão hoje sem electricidade devido à inundação da subestação da EDP na Abóboda, concelho de Cascais, disse à agência Lusa fonte da empresa.

    A trovoada e a forte chuva que começaram a cair ao início da madrugada de hoje na zona da Grande Lisboa e concelhos limítrofes provocaram a inundação de várias instalações da EDP, levando a cortes de abastecimento desde as 05:00 de hoje.

    "Os maiores problemas registaram-se na Lezíria do Ribatejo e a norte de Cascais, onde ainda se encontra inundada a subestação da Abóboda, estando cerca de 15 mil pessoas ainda sem electricidade", disse a fonte.

    Em várias zonas de Lisboa, os semáforos estão desligados ou a funcionar apenas com o sinal amarelo intermitente-

    A EDP espera repor em breve o abastecimento de electricidade.

    CFF

    Lusa/Fim
     
  14. J.Crisóstomo

    J.Crisóstomo
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    18 Nov 2007
    Mensagens:
    179
    Local:
    Queluz (166m)
    Mau Tempo: Estação do Jardim Zoológico fechada para limpeza - Metropolitano
    18 de Fevereiro de 2008, 09:13

    Lisboa, 18 Fev (Lusa) - A estação do Jardim Zoológico (Sete Rios), na Linha Azul, do Metropolitano de Lisboa foi encerrada cerca das 07:30 de hoje para limpeza, na sequência das chuvas, disse fonte do Metro.

    A chuva entrou na estação em grande quantidade pelas escadas de acesso ao metro, obrigando à limpeza da área, adiantou a fonte.

    A situação deverá ficar regularizada cerca das 09:30, referiu a fonte, acrescentando que não há qualquer outra situação anormal na rede do metropolitano.

    SB

    Lusa/Fim
     

Partilhar esta Página