O Estado do País 2016

Tópico em 'Off-Topic' iniciado por algarvio1980 1 Jan 2016 às 21:42.

  1. algarvio1980

    algarvio1980
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    21 Mai 2007
    Mensagens:
    7,149
    Local:
    Olhão (24 m)
    http://www.cmjornal.xl.pt/nacional/economia/detalhe/aumento_de_5_centimos.html

    Afinal, as portagens vão aumentar 5 cêntimos, embora não sejam na classe I, mas nas classes daqueles que trabalham.

    Então, agora, o BE e o PCP não dizem nada, ah pois é, eles queriam é o pote mas são todos iguais. Se fosse a direita a aumentar as portagens eram manif's atrás de manif's contra o roubo. Até a A22 não escapará a aumentos. :rolleyes: Prometeram eles, o fim das portagens na A22. :lmao::lmao:

    Aumentam 25 € do salário mínimo, mas como aumenta tudo, fica-se na mesma ou pior. Mas, o importante é que vai o SMN aumentar 25 €, porque os outros aumentos não importam. Viva 2016 e que os aumentos sejam maiores, sempre no lado da despesa. :huhlmao:
     
    Collapse Signature Expand Signature
    Daniel Vilão gostou disto.
  2. Agreste

    Agreste
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    29 Out 2007
    Mensagens:
    8,047
    Local:
    Aljezur (48m) - Faro (11m)
    Sampaio da Nóvoa já levou uma ensaboadela da Marisa Matias... um choque de realidade.
    Marcelo que anda a fingir que faz campanha, é o próximo.
    A esquerda está ao ataque e os debates são os debates, não são sessões de beijos e abraços.
     
  3. Paulo H

    Paulo H
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    2 Jan 2008
    Mensagens:
    2,844
    Local:
    Castelo Branco 386m(489/366m)
    Não ouvi todo o debate, mas o que registei é que são os 2 uns totós sem jeito nenhum!

    Marisa:
    O jornalista perguntou-lhe 2 vezes qual a sua solução perante o problema da banca. Por 2 vezes respondeu, demitir o governador. Ou seja, é como um burro a olhar para um palácio. A solução é demitir, em vez de dizer, qual a solução específica em cada caso. É fugir ao assunto, disparando para os outros!

    Sampaio:
    O jornalista pergunta-lhe o que faria se de repente a maioria dos deputados deixa de apoiar o costa. Este responde-lhe que procuraria o consenso, de forma a respeitar o sentido de voto dos portugueses (que lata..). Parece-me que como bom totó não compreendeu o que lhe foi perguntado: na falta de consenso o que faria? Nada!

    Marcelo:
    O povo conhece-o muito bem, as virtudes e os espalhanços, e ainda assim reúne a maioria. Estamos a falar de um dos autores da constituição da república, não é um qualquer candidato! A meu ver, a maioria dos candidatos tem-se espalhado ao comprido imitando o freitas vs soares, quando entram em ataques pessoais, já estão perdidos! Ele é hiperativo, ele é comentador, ele é isto e é aquilo. Foi o erro do freitas no passado.. Um presidente não deve defender a esquerda nem a direita, deve esclarecer os portugueses e não entrar em ataques pessoais! Isso é do mais mesquinho que há, para um candidato a presidente da república.
     
    Collapse Signature Expand Signature
  4. Agreste

    Agreste
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    29 Out 2007
    Mensagens:
    8,047
    Local:
    Aljezur (48m) - Faro (11m)
    Estamos em 2016... neste momento o estado portugues pouco ou nada decide sobre bancos em dificuldades. Essa competência passou para a europa.
     
  5. Agreste

    Agreste
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    29 Out 2007
    Mensagens:
    8,047
    Local:
    Aljezur (48m) - Faro (11m)
    Marcelo fez campanha pelo anterior presidente nas 2 eleições. Não é preciso acrescentar mais nada.
     
  6. Orion

    Orion
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    5 Jul 2011
    Mensagens:
    8,856
    Local:
    Ponta Delgada, Açores
  7. Paulo H

    Paulo H
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    2 Jan 2008
    Mensagens:
    2,844
    Local:
    Castelo Branco 386m(489/366m)
    E..?! Todos os candidatos são obviamente mais de esquerda ou mais de direita. Aquilo que eu referi até é incorreto, o que pretendia dizer é que um candidato deve defender o povo no seu todo, tanto a esquerda como a direita. Não pode, ou não deve, partir logo com divisões. O presidente é de todos e para todos!

    É mais do que um erro de casting, um candidato defender em campanha a esquerda ou a direita, é no mínimo não perceber a sua função. O povo vota na esquerda e na direita, cabe ao governo governar e cabe ao presidente zelar pela constituição da república.
     
    Collapse Signature Expand Signature
  8. Daniel Vilão

    Daniel Vilão
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    22 Mar 2007
    Mensagens:
    6,966
    Local:
    Moscavide / Degracia
    Aqui já entramos noutro nível... Até nem são discriminados, se analisarmos bem... Só se podem queixar por serem brutalmente beneficiados.

    Esses fazem questão de se auto-discriminar, não se misturar com ninguém, não trabalhar para conseguir nada (porque trabalhar é vergonhoso e não faz parte de tal cultura). Acham que por serem uma minoria «coitadinha» deve ser-lhes tudo entregue de bandeja, que devem ter todo o tipo de apoios e pagar menos por tudo do que os restantes pagam. Enquanto continuarem a ser seres-humanos primitivos, que vivem na idade das cavernas e não tomam banho ou aprendem a falar, devem ser forçados a aceitar que as regras a aplicar são as PORTUGUESAS e não as anárquicas.

    Regras são para os outros... Nunca vi nenhum que tivesse mais do que o ensino primário e... em muitos casos incompleto.
    Qual ensino obrigatório ? Pôr as crianças a trabalhar aos 8 anos a vender é que é correcto.


    Em Portugal as regras são iguais para todos:

    -Leis cegas
    -Não deve haver discriminações positivas
    -Obrigações são para todos


    Mas há aqueles que acham que as Leis não são para eles. E para esses, não há cá demagogias nem falsas-solidariedades, quando até sofrem de uma discriminação positiva, se olharmos bem. Não há nada de que se possam queixar.

    Disse.
     
    Collapse Signature Expand Signature
  9. Paulo H

    Paulo H
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    2 Jan 2008
    Mensagens:
    2,844
    Local:
    Castelo Branco 386m(489/366m)
    Nem todos.. Há presidentes de câmara, jogadores de futebol, etc.. Depois há aqueles que vão de mercedes slk pedir o rsi, mas isso é outra história. Há ciganos trabalhadores dentro do seu ramo (comércio). A sua sociedade está organizada em famílias, clãs chefiados pelo patriarca e clero (pastores de igreja). Culturalmente mantém as suas próprias regras e tradições: usar o luto até à morte (vestir de preto, usar barba), casamento entre ciganos, casamentos combinados desde criança, expulsão em caso de conflitos (divórcios, homicídios). É uma sociedade machista, no que toca a consequências no divórcio e têm um pseudo-idioma próprio composto de palavras ou expressões transmitido entre gerações, para comunicar na presença de "estranhos", embora não o considere um idioma "romani", sendo mais um conjunto de palavras ou expressões de código. Exemplo: bonachon (parvo), lumia (prostituta),.. Um povo com os seus próprios mitos, por exemplo a repulsa aos sapos deve-se a uma história com origens seculares, relacionada com um acidente de carroça motivada por um sapo que assustou os cavalos.
     
    Collapse Signature Expand Signature
  10. james

    james
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    16 Set 2011
    Mensagens:
    4,076
    Local:
    Viana Castelo(35 m)/Guimarães (150 m)
    Relativamente às presidenciais, estamos a ver uma campanha lastimável, com alguns candidatos à procura dos seus 15 minutos de fama.

    De futuro, convém mudar algumas regras, talvez duplicar ou triplicar o número de assinaturas necessárias para poder concorrer, por exemplo.

    Talvez assim tenhamos de futuro menos candidatos que tenham mais predisposição para entertainers ( para não dizer algo pior) .
     
  11. Orion

    Orion
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    5 Jul 2011
    Mensagens:
    8,856
    Local:
    Ponta Delgada, Açores
    O Presidente da Federação Agrícola dos Açores, Jorge Rita, afirma que 2015 foi um dos piores anos para a agricultura na Região que, só no sector do leite, perdeu 30 milhões de euros. As verbas que vieram de Bruxelas e da República foram “paliativos” e a nível regional se não se melhorarem os transportes marítimos e não se apostar em produtos de maior valor acrescentado, Jorge Rita não augura nada de bom e acredita que 50% das explorações na região entrarão em falência técnica.

    Em 2015 o fim das quotas leiteiras pôs muitos agricultores a fazer contas à vida, apesar de ser uma decisão que já se sabia que ia acabar por acontecer…
    Jorge Rita (Presidente da Federação Agrícola dos Açores) – Constatou-se o que há muitos anos prevíamos. Não nos preparámos convenientemente, nem nós nem os outros países, para essa situação que foi um pouco antecipada por causa do embargo russo. Juntando a isso alguma retracção económica e alguma retracção do consumo na China, fez com que o preço do leite se tenha delapidado de tal forma que não é compatível, nem tão pouco é suficiente, para fazer face às despesas que temos numa exploração. Sabíamos que a abolição das quotas leiteiras iria ser um problema, não sabíamos é que iria ser tão antecipado, como foi.

    O ano de 2015 foi dramático para a produção de leite, derivado às descidas substanciais do preço do leite pago à produção. Há muito tempo que disse que nos Açores iríamos ter menos 30 milhões de euros de receita, e se calhar quando fizermos as contas finais até poderá ultrapassar isso. Nada disto foi colmatado com outra situação, nem com a redução de custos de produção porque embora se tenha conseguido fazer algum esforço para sermos mais eficientes nas explorações, nada faz compensar a perda de 30 milhões de euros. Muito menos as ajudas anunciadas pela União Europeia, que são residuais, as ajudas nacionais, que foram temporárias, e as ajudas regionais não são as necessárias para o que pretendemos que seja o razoável para mantermos um rendimento digno nesta situação.

    http://www.correiodosacores.info/in...-de-ser-criado-um-gabinete-de-crise-na-regiao
     
  12. Paulo H

    Paulo H
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    2 Jan 2008
    Mensagens:
    2,844
    Local:
    Castelo Branco 386m(489/366m)
    O que aconteceu ontem no debate entre marcelo, tino, psicólogo e outro, foi um não debate. Um foi lá para manifestar repulsa e ir embora, outro o psicólogo mais parece saído daqueles reclames de pacotes à borla esquisitos (não é moche, é outro que não me lembro..), o tino sem sede nem site foi lá gaguejar 2 ou 3 palavras, e o marcelo foi lá concordar com os restantes..
     
    Collapse Signature Expand Signature
  13. Paulo H

    Paulo H
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    2 Jan 2008
    Mensagens:
    2,844
    Local:
    Castelo Branco 386m(489/366m)
    Quando não é possível concorrer com o sector do leite, porque não concorrer com o sector do queijo ou da carne?!

    Sei que não é assim tão simples, mas..
     
    Collapse Signature Expand Signature
  14. Orion

    Orion
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    5 Jul 2011
    Mensagens:
    8,856
    Local:
    Ponta Delgada, Açores
    [​IMG]

    http://www.telegraph.co.uk/finance/...-spot-of-2016-before-the-reflation-storm.html

    Arábia Saudita não é grande coisa. Na Indonésia há muito estrangeiro raptado e/ou assassinado. No México o cenário é semelhante. Na Rússia as pessoas não são muito simpáticas. Resta a Argentina onde os calotes são periódicos. Não convém é depositar dinheiro nos bancos deles. Eles têm a infeliz tendência para fecharem e reabrirem com as contas em moedas diferentes. Uma opção para uma vida tranquila é ter um rancho no meio de nenhures e de soja transgénica. A moeda deles está em promoção:

    [​IMG]

    Outra opção é o Chile:

    [​IMG]

    Mas parece-me que é um país muito menos desenvolvido que a Argentina. Os terramotos são um grande problema também. Tem a vantagem de ser um bom destino para aumentar a fortuna em termos nominais (já em termos de poder de compra...):

    [​IMG]

    Na Europa... fala-se muito da Noruega. Já não há assim tanto petróleo e o que falta explorar não é muito barato (águas profundas e ártico). Numa grande crise bolsista/económica o fundo deles leva uma monumental mossa e está sujeito a variações cambiais que também podem ser bruscas. Os noruegueses, particulares, também vão a caminho da falência:

    http://www.thelocal.no/20141104/high-household-debt-in-norway-shaking-economy

    Como curiosidade, é possível depositar grandes fortunas junto do Banco Central da Noruega. Infelizmente tem que ser em coroas norueguesas. Esta possibilidade deve ficar disponível lá para o meio/final do ano.

    http://www.sdbn.com/index.html
     
    #14 Orion, 3 Jan 2016 às 22:03
    Última edição: 3 Jan 2016 às 22:18
  15. Agreste

    Agreste
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    29 Out 2007
    Mensagens:
    8,047
    Local:
    Aljezur (48m) - Faro (11m)
    nenhum país entrará em falência se usar a sua própria moeda... isso é do princípio da economia.

    Só os estados unidos possuem uma vantagem que é o seu dólar ser considerado uma moeda padrão, vantagem que os vencedores da 2ª guerra mundial concederam aquele país... mas não será por muito tempo.
     

Partilhar esta Página