Ondas gravíticas

Tópico em 'Internacional' iniciado por Vince 13 Mai 2007 às 17:42.

  1. Vince

    Vince
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jan 2007
    Mensagens:
    10,624
    Local:
    Braga
    Já alguma vez tinham ouvido falar de ondas gavíticas ?

    E já tinham visto ? Este video supostamente regista uma.
    Nunca tinha ouvido falar de tal coisa.



     
    #1 Vince, 13 Mai 2007 às 17:42
    Editado por um moderador: 21 Set 2014 às 04:03
  2. rossby

    rossby
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    10 Mar 2007
    Mensagens:
    158
    Local:
    Ponta Delgada - São Miguel
  3. rozzo

    rozzo
    Expand Collapse
    Staff

    Registo:
    11 Dez 2006
    Mensagens:
    1,902
    Local:
    Lisboa
    se olhares com atenção para as imagens de satelite, e para o ceu, elas tao em todo o lado, e a toda a hora :D :D
     
  4. Vince

    Vince
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jan 2007
    Mensagens:
    10,624
    Local:
    Braga
    Um texto do INM:

     
  5. Minho

    Minho
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    6 Set 2005
    Mensagens:
    4,091
    Local:
    Melgaço
    Gostei desta explicação:
    http://www.theweatherprediction.com/habyhints/64/

    Pelo que percebi o termo "ondas gravíticas" é um pouco enganador pois dá a entender que é um mecanismo causado só pela gravidade terrestre. Não. Este processo inicia-se quando uma parcela de ar estável (ou seja o ar que a rodeia está à mesma temperatura) é obrigada a subir violentamente. Ou por causa de uma montanha ou por causa dos movimentos ascendentes numa trovoada. Estes movimentos injectam essa parcela de ar na tropopausa onde a estabilidade é muito acusada. A parcela de ar devido ao momento de linear (vulgar inércia) continua a subir até determinado ponto. A partir desse ponto essa parcela de ar volta a descer para o seu ponto de equilíbrio mas com a aceleração que sofre durante a descida mais uma vez devido à inércia a parcela de ar vai descer abaixo do ponto de equilíbrio ou de estabilidade. E assim a parcela de ar volta a subir para atingir o ponto de equilibrio, mas mais uma vez devido ao momento vai ultrapassar o ponto de equilibrio e vai continuar a subir a desaceleração a parar. Então a parcela volta a descer neste vai-e-vem causando este efeito de onda que se vai diluindo à medida que se afasta do mecanismo causador da subida.

    (Nota: Explicação não dirigida a Físicos Razão: Calinadas a mais! :lmao: :lol: )
     
    Collapse Signature Expand Signature

Partilhar esta Página