Pergunta - Processo Adiabático

Tópico em 'Aprendizagem e Formação' iniciado por G.Ivo 6 Abr 2010 às 01:04.

  1. G.Ivo

    G.Ivo
    Expand Collapse
    Cirrus

    Registo:
    24 Mar 2010
    Mensagens:
    9
    Local:
    Brasil
    Segundo o processo adiabático, a variação térmica para o ar SATURADO, é de:
    a) 0,6⁰C/100m

    b) 1,0⁰C/100m

    c) 0,8⁰C/100m

    d) 1,2⁰C/100m


    Entendo como correta: a) 0,6⁰C/100m
    No entanto, não seria mais correto dizer ar ÚMIDO?
    O que puderem esclarecer mais a respeito disso, fiquem a vontade!
    Se puderem me ajudar, agradeço! :thumbsup:
    Abraços! Boa semana!
     
  2. AndréFrade

    AndréFrade
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    6 Jun 2009
    Mensagens:
    4,500
    Local:
    Montijo
    G.Ivo, A humidade , ou umidade do ar é a quantidade de vapor d'água que existe em suspensão na atmosfera formando nuvens e precipitações, ou seja, descreve a quantidade de vapor de água contida numa dada porção de atmosfera.

    • Pressão de Saturação (es) - quantidade máxima de vapor de água que o ar pode conter, a uma determinada temperatura.

    Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Humidade

    Corrigam-me se tiver errado e espero ter ajudado;)
     
    Collapse Signature Expand Signature
  3. rozzo

    rozzo
    Expand Collapse
    Staff

    Registo:
    11 Dez 2006
    Mensagens:
    1,902
    Local:
    Lisboa
    São duas coisas distintas!

    Na prática todo o ar é húmido.. Mas usa-se ou refere-se o gradiente adiabático seco, para ar muito seco, e esse é bastante maior, pode passar os 10º/km. É útil em situações de descida de ar seco, e explica o efeito de Fohen, e alguns aquecimentos "marados" às vezes em zonas junto a montanhas.

    Depois o que falaste é de facto o gradiente adiabático para ar saturado, ou seja, para quando o ar já saturou, já estamos nos 100% de Humidade Relativa, e sim é perto desse valor, claro não necessariamente constante, depende de vários factores, mas anda aí nesses valores.

    Agora ao falares em ar húmido, estás a abarcar todos os casos, desde ar pouco húmido, até ao ar saturado!
     
  4. G.Ivo

    G.Ivo
    Expand Collapse
    Cirrus

    Registo:
    24 Mar 2010
    Mensagens:
    9
    Local:
    Brasil
    Rozzo,
    Obrigado pela atenção novamente.
    Mas o que to pensando aqui é o seguinte: podemos usar o 0,6C/100m tanto para aturado quanto para úmido? Porque eu entendo o 0,6C/100m como valor para do gradiente térmico "dentro da nuvem". E se efetivamente o gradiente térmico umido é uma coisa e o saturado é outra...
    Abraço!
     
  5. rozzo

    rozzo
    Expand Collapse
    Staff

    Registo:
    11 Dez 2006
    Mensagens:
    1,902
    Local:
    Lisboa
    Volto a referir, que ao falar em húmido, estamos só a dizer que o ar contém vapor de água. Tanto pode ter 1% de Humidade relativa, como 90% ou 100%. É sempre ar húmido. E para cada proporção de humidade e condições diferentes do perfil da atmosfera o gradiente não será exactamente igual..
    Em norma será maior quanto mais seca claro, a física simples dá isso.
    E dessa física "directa" o gradiente que referes "dentro da nuvem" é o gradiente adiabático saturado!
     
  6. Chingula

    Chingula
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    16 Abr 2009
    Mensagens:
    326
    Local:
    Lisboa
    O gradiente vertical (decréscimo em altitude) da temperatura do ar é de cerca de 6,5 ºC/km para o ar húmido e de cerca de 9 ºC/km para o ar seco.
    Na realidade, existem inumeros factores que alteram estes parâmetros...
    Junto à superfície o aquecimento diurno pode provocar uma variação superior...diz-se que estamos com um gradiente superadiabático que terá consequências - normalmente vento. Se pelo contrário existir uma inversão da temperatura em altitude, pode ser provocada por efeito radiativo (junto à superfície) durante a noite, por subsidência ou por advecção em altitude de ar mais quente...estaremos perante inversões da temperatura que serão associadas às suas causas...por ex: Inversão de radiação, inversão de subsidência, inversão frontal...no topo da troposfera a inversão da temperatura é devida a ar estratosférico.
    Não esquecer que a condensação do vapor de água liberta o calor latente...factor importantíssimo em todo o ciclo da água (retenção e libertação de calor nas mudanças de fase).
    Cumpts
     

Partilhar esta Página