Previsão e Seguimento Ciclones (Índico Norte 2008)

Tópico em 'Tempo Tropical' iniciado por Vince 8 Mar 2008 às 13:09.

  1. Vince

    Vince
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jan 2007
    Mensagens:
    10,624
    Local:
    Braga
    Tópico de seguimento da época ciclónica da região Indico norte.

    [​IMG]

    Época
    A época ciclónica desta região não tem datas oficiais. Os ciclones normalmente ocorrem entre Abril e Dezembro com a particularidade da época ter 2 picos, um a Maio e outro Novembro, antes e depois das Monções. Não é uma região muito activa em termos número de tempestades mas é a mais mortífera do mundo. A maioria das grandes tragédias provocadas por ciclones tropicais são desta região.


    Nomes

    - Nargis
    - Rashmi
    - Khai-Muk
    - Nisha
    - Bijli


    Trajectos

    [​IMG]



    Link's úteis:
    - Navy/NRL Tropical Cyclone Page
    - Cyclone Warnings RSMC New Delhi
    - Joint Typhoon Warning Center (JTWC)
     
  2. Vince

    Vince
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jan 2007
    Mensagens:
    10,624
    Local:
    Braga
    Ciclone Tropical NARGIS no Golfo de Bengala em rota para a Birmânia


    [​IMG]

    [​IMG]
     
  3. Gerofil

    Gerofil
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    21 Mar 2007
    Mensagens:
    8,554
    Local:
    Estremoz (401 metros)
    Ciclone mata 351 pessoas na Birmânia e dirige-se para Tailândia

    Um forte ciclone tropical no sul da Birmânia, denominado Nargis, provocou a morte a mais de 350 pessoas, segundo números divulgados pelas autoridades ao início da tarde. O Governo declarou como áreas de calamidade cinco regiões do país. As cidades do delta foram registaram avultados estragos em virtude das rajadas de vento que atingiram os 190 quilómetros por hora.
    A televisão nacional referia que foram destruídas 20 mil casas só na zona do país que foi sexta-feira atingida. Noventa mil pessoas ficaram sem abrigo, referiu ainda o órgão de comunicação social. A tempestade tropical, proveniente do golfo de Bengala, atingiu na tarde de sexta-feira a costa Sudoeste da Birmânia e prosseguiu sábado de manhã em direcção a Leste, causando também significativos danos materiais.
    A maior cidade do país, Rangun, foi uma das áreas mais afectadas pela intempérie. O governo birmanês declarou o estado de catástrofe natural para Rangum, Irrawaddy, Pegu, Mon e Karen.

    RTP
     
  4. Gerofil

    Gerofil
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    21 Mar 2007
    Mensagens:
    8,554
    Local:
    Estremoz (401 metros)
    Ciclone na Birmânia faz mais de dez mil mortos

    O ciclone Nargis que devastou este fim-de-semana a Birmânia (Myanmar) fez mais de 10 mil mortos, avançou o ministro dos Negócios Estrangeiros, Nyan Win. A Junta Militar que governa o país autorizou a entrada de ajuda internacional. “De acordo com as últimas informações, mais de dez mil pessoas morreram”, disse o ministro na televisão estatal. Há ainda cerca de três mil pessoas que continuam desaparecidas.
    A Junta Militar autorizou as Nações Unidas a intervir distribuindo ajuda por todo o país. Elementos do Programa de Ajuda Alimentar estiveram reunidos em Yangon com responsáveis do Governo e, no final, revelaram que receberam “luz verde”. “As Nações Unidas vão transportar e entregar ajuda o mais rápido possível”, disse o porta-voz Paul Risley. O país necessita com urgência de água potável, equipamentos para cozinhar, redes de mosquitos, kits de saúde e comida. A ajuda não deve demorar a chegar uma vez vários países garantiram assistência.
    O Nargis foi um ciclone de categoria três, com ventos na ordem dos 190 quilómetros por hora. Alguns relatos revelam a força da tempestade que assolou o país. “As luzes foram abaixo, não temos água”, disse à Reuters um homem que estava a tomar banho num lago em Yangon. “A tempestade destruiu tanta coisa que sou obrigado a tomar banho aqui”.
    O último grande temporal que assolou a Ásia foi em Novembro, no Bangladesh. O ciclone Sidr matou 3300 pessoas.

    Alexandre Brito, RTP
     
  5. MSantos

    MSantos
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    3 Out 2007
    Mensagens:
    6,688
    Local:
    Figueira de Castelo Rodrigo (650m)
    É muito frequente as tempestades nesta região da Asia, causarem perdas humanas muito elevadas:(. Provavelmente devido ao facto de a informação sobre a aproximação destas tempestades não chegar a tempo às populações:(.
     
    Collapse Signature Expand Signature
  6. Dan

    Dan
    Expand Collapse
    Staff

    Registo:
    26 Ago 2005
    Mensagens:
    8,530
    Local:
    Bragança (675m)
    A dimensão da devastação é brutal :(
     
    Collapse Signature Expand Signature
  7. Vince

    Vince
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jan 2007
    Mensagens:
    10,624
    Local:
    Braga
    Sim, é terrível isto acontecer nesta região de cada vez que há um ciclone tropical intenso, em que no mundo desenvolvido qualquer um de nós agarrado ao computador sabe muito mais do que as pessoas lá que não sabem o que as espera. A organização ou as pessoas que um dia resolverem este problema é que merecem um nobel da paz, não o Al Gore. Para além da responsabilidade dos países, penso que estas situações são também vergonhosas para a WMO, a Organização Mundial de Meteorologia da ONU que tem que fazer alguma coisa para que isto não se repita. É provável que há umas décadas não fossem 10 mil mas cem mil mortos (o Bhola matou meio milhão de pessoas em 1970), mas isto é um massacre que de certeza seria possível evitar.

    Já se fala em 15 mil mortos

    Myanmar: Death toll more than 15,000
    http://edition.cnn.com/2008/WORLD/asiapcf/05/05/myanmar.cyclone/index.html

    At least 15,000 killed by Myanmar cyclone
    http://www.spiegel.de/panorama/0,1518,551594,00.html


    Esta estação/metar no WU registou uma rajada de 222km/h e depois parou de transmitir pois os dados são sempre os mesmos nas horas que se seguiram. Mas o que mata mais nesta região é o storm surge (sobreelevação do nível do mar provocada pelo ciclone) que foi de pelo menos 4 metros.

    [​IMG]
    http://www.wunderground.com/history...eq_city=NA&req_state=NA&req_statename=NA&MR=1
     
  8. Luis França

    Luis França
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    23 Mai 2006
    Mensagens:
    1,467
    Local:
    Hades
    Re: Seguimento Ásia - 2008

    1st KILLER Storm 2008 - Death toll tops >10,000<. Labeled Worst disaster since Sumatra Tsunami

     
    #9 Luis França, 5 Mai 2008 às 23:20
    Editado por um moderador: 21 Set 2014 às 04:03
  9. Pedro Afonso

    Pedro Afonso
    Expand Collapse
    Cirrus

    Registo:
    22 Abr 2008
    Mensagens:
    4
    Local:
    Amadora
    Re: Há mesmo aquecimento Global?

    Será o Nargis o primeiro F 6 da História, independentemente de ser um ciclone, em vez de tufão ou furacão?? Sei que não é das áreas mais activas em termos de tempestades, mas é das mais mortíferas...mesmo assim...pelo que sei o death tool está em 15.000 vítimas...:shocking:
     
  10. Vince

    Vince
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jan 2007
    Mensagens:
    10,624
    Local:
    Braga
    Re: Há mesmo aquecimento Global?

    Olá,
    A escala F ou EF (Fujita ou Enhanced Fujita) é para Tornados e não para ciclones.
    Ciclone tropical, furacão ou tufão são tudo o mesmo fenónomo, são ciclones tropicais, o nome varia conforme a região.
    E nos furacões existe a escala Saffir-Simpson, Categoria 1 a Categoria 5, mas não é usada nesta região do mundo, é usado um esquema de classificação do género "Severo", "Muito Severo", etc.

    Em termos de equivalência o ciclone Nargis não foi dos mais intensos, foi um Categoria 3 forte ou mesmo Categoria 4 na escala de Saffir-Simpson. A tragédia deve-se a outros factores para além do ciclone. País pobre, delta plano e baixa altitude, muita população que vive nos terrenos ferteis do delta do rio Irrawaddy, storm surge, construção precária, governo de junta militar, população desinformada, etc,etc.

    Infelizmente nada que surpreenda nesta regiao que tem muitos ciclones na lista dos mais trágicos.

    500,000 Bhola cyclone Bangladesh 1970
    300,000 1839 Coringa cyclone India 1839
    300,000 cyclone Vietnam 1881
    300,000 1737 Calcutta cyclone India 1737
    229,000 Super Typhoon Nina - contributed to Banqiao Dam failure China 1975
    200,000 1876 Bengal cyclone present day Bangladesh 1876
    138,866 1991 Bangladesh cyclone Bangladesh 1991
    060,000 1922 Swatow Typhoon China 1922
    060,000 1864 Calcutta cyclone India 1864
    050,000 1912 Wenzhou typhoon China 1912
    040,000 1942 Bengal Calcutta cyclone India 1942
    022,000 Great Hurricane of 1780 Barbados, Martinique, Sint Eustatius 1780
    017,000 1965 East Pakistan cyclone Bangladesh (East Pakistan) 1965
    018,277 Hurricane Mitch Honduras, Nicaragua 1998
    014,202 1977 Andhra Pradesh cyclone India 1977


    Altitude
    [​IMG]


    15 de Abril vs. 5 Maio
    [​IMG]
     
  11. Gerofil

    Gerofil
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    21 Mar 2007
    Mensagens:
    8,554
    Local:
    Estremoz (401 metros)
    15 mil mortos, 30 mil desaparecidos e votações adiadas na Birmânia

    O último balanço do trágico ciclone que devastou Myanmar, antiga Birmânia, cifra-se em 15 mil mortos e mais de 30 mil desaparecidos, levando a junta militar que governa este país a adiar o referendo, marcado para este sábado, nas 47 localidades mais atingidas pelo ciclone Nargis.As autoridades birmanesas reviram em alta o balanço das vítimas do ciclone “Nargis” que devastou aquele país asiático. Neste momento são já 15 mil os mortos já confirmados da tragédia com tendências para aumentar significativamente se se tiver em atenção que há 30 mil desaparecidos. Só na localidade de Bogalay, no sudoeste do país foi 10 mil o número de mortos.
    O ciclone Nargis vindo do lado do estreito de Bengala com ventos que atingiam os 200km/hora atravessou o país entre sexta-feira passada e sábado. As autoridades e os socorros ainda não conseguiram chegar a algumas regiões interiores que se encontram completamente inundadas o que aumenta os receios de que o número de vítimas mortais poderão ainda vir a aumentar significativamente neste país paupérrimo em que grande parte da população não tem casa e vive ao ar livre. São centenas de milhares os sem-abrigo neste país que outrora se chamou Birmânia.
    A tragédia foi de tal monta que, ao contrário do que aconteceu com o Tsunami em Dezembro de 2004, em que a junta militar que governa o país com mão de ferro recusou a ajuda internacional, as autoridades birmanesas viram-se forçadas a apelar à comunidade internacional e a aceitar a ajuda internacional para socorrer uma população agonizante. A ajuda internacional às vítimas do ciclone que devastou a Birmânia será aceite pela junta militar mas as equipas que se dirigirem ao país para proceder à distribuição dessa ajuda terá de negociar com o regime a sua entrada no território segundo anunciou um ministro birmanês. “As equipas de peritos internacionais que venham cá (à Birmânia) deverão negociar com o ministério dos Negócios Estrangeiros e as mais altas instâncias” declarou Maung Maung Swe, ministro para a Protecção Social durante uma conferência de imprensa em Rangun.
    O ciclone devastou toda uma região de arrozais onde vivem 24 milhões de birmaneses em situações muito precárias. As imagens transmitidas pela televisão estatal são devastadoras. Imensas regiões inundadas juncadas de cadáveres, culturas completamente destruídas, um cenário que a organização cristã “World Vision” presente em Rangun definiu como aterrador.
    As equipas das Nações Unidas já começaram a inspeccionar as regiões mais atingidas mas já deram a conhecer que a distribuição dos bens provenientes dos apoios internacionais às populações atingidas será “um grande desafio” que terá de ser vencido.
    A junta militar marcou para este sábado um referendo nacional para uma nova constituição que poderá abrir portas à realização de eleições legislativas que possam normalizar a vida deste país amordaçado. Anunciou entretanto e devido à situação de catástrofe em que o país se encontra, que a data do referendo se mantém embora em algumas regiões – as 47 localidades mais atingidas pelo ciclone Nargis –, o referendo foi adiado para o próximo dia 24 de Maio.
    A agência da ONU para a prevenção de catástrofes lamentou esta terça-feira a ausência de um alerta precoce que poderia ter permitido salvar inúmeras vidas humanas do ciclone Nargis. Já na passada segunda-feira, Laura Bush, mulher do presidente norte-americano George W. Bush, tinha acusado o regime militar birmanês de não ter alertado a população da chegada do ciclone ao território.
    Eduardo Caetano, RTP
     
  12. Vince

    Vince
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jan 2007
    Mensagens:
    10,624
    Local:
    Braga
  13. MSantos

    MSantos
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    3 Out 2007
    Mensagens:
    6,688
    Local:
    Figueira de Castelo Rodrigo (650m)
    Tem que se tomar medidas, as populações têm que ser avisadas do perigo que correm.
    Como não existem radios e televisões, as populações deviam ser informadas recorrendo a panfletos largados por avião, ou outro metodo qualquer, mas tem de ser avisadas...
     
    Collapse Signature Expand Signature
  14. Gerofil

    Gerofil
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    21 Mar 2007
    Mensagens:
    8,554
    Local:
    Estremoz (401 metros)
    :intrigante:
    Onda gigante matou a maior parte das 22.500 vítimas de ciclone em Mianmar (Notícia no FOLHA ONLINE). Alguém avança uma explicação científica que torne plausível a versão da onda ? Deveu-se apenas ao Ciclone ? ...
     

Partilhar esta Página