Projecto Gripenet

Tópico em 'Ciência Geral, Tecnologia e Energia' iniciado por Agreste 1 Dez 2011 às 19:15.

  1. Agreste

    Agreste
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    29 Out 2007
    Mensagens:
    8,028
    Local:
    Aljezur (48m) - Faro (11m)
    Apenas para dar a conhecer o projecto Gripenet no qual todos podem participar. :)

    «A ideia de monitorizar a epidemia sazonal de gripe, utilizando a Internet e com base na participação voluntária dos cidadãos, nasceu na Holanda, em 2003. Rapidamente constituiu-se num caso de sucesso de comunicação de ciência e de promoção da saúde. O projecto holandês, entretanto alargado à Bélgica que fala flamengo, motivou investigadores do Instituto Gulbenkian de Ciência (IGC) a encetar uma colaboração internacional que veio dar lugar, em 2005, ao Gripenet português.

    Acompanhando a actividade esperada da gripe, o Gripenet recolhe dados de Novembro a Maio. É com base nesses dados, recolhidos em questionários on-line, que é feita a monitorização da epidemia sazonal. Contudo, o site www.gripenet.pt, que serve de suporte ao projecto, está activo durante todo o ano de forma a fornecer informação sobre a doença e as temáticas com ela envolvidas. O site do Gripenet é o maior repositório de conteúdos on-line em língua portuguesa sobre a gripe.

    Todos podem participar na monitorização Gripenet. Basta residirem em território nacional e possuir endereço de correio electrónico. Depois de se registarem no site, os participantes recebem semanalmente uma newsletter com curiosidades e notícias sobre a gripe e são convidados a preencher, em alguns segundos, um pequeno questionário sobre os sintomas gripais (ou ausência deles) da semana anterior. A recolha de dados tem por objectivo monitorizar, em tempo real, a evolução da epidemia.

    Desta forma, qualquer cidadão pode contribuir com informação pertinente para o desenvolvimento de modelos epidemiológicos sobre a gripe.

    Esta informação não concorre com a que é obtida pelos métodos de vigilância das entidades de saúde, a cargo do Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge. Tratam-se de metodologias e amostras diferentes, susceptíveis, isso sim, de se complementarem, para um melhor retrato da gripe em Portugal. Por isso, desde a primeira hora, o Gripenet tem contado com a colaboração daquele Instituto e da Direcção-Geral de Saúde.

    Devido às suas características, o sistema Gripenet possibilita uma detecção precoce de eventuais anomalias, e uma captação de pessoas que recuperam da gripe sem recorrer aos serviços de saúde, com uma assinalável economia de recursos. Características potencialmente úteis em caso de uma eventual pandemia.

    Os dados são analisados por investigadores do IGC e a informação fica disponibilizada no site sob a forma de curvas de incidência, projecção geo-referenciada em mapas de diferentes escalas, bases de dados para fins de investigação, etc. Este trabalho é acompanhado pelo desenvolvimento de modelos matemáticos e plataformas computacionais com capacidade para simular a propagação da gripe em Portugal e avaliar cenários de intervenção.

    O projeto Gripenet é financiado pela Fundação Calouste Gulbenkian e pelo mecenato científico. Como parceiro do projeto Epiwork , o Gripenet participa ativamente na construção de uma rede europeia de monitorização da gripe através da Internet.

    Em 2009, o Gripenet foi distinguido pela Agência para a Modernização Administrativa (AMA) como exemplo de "boas práticas" de serviço ao cidadão. Foi ainda incluído na Rede Comum de Conhecimento.»

    É simples e a participação semanal não implica mais que 1 minuto a preencher o inquérito semanal cujo o link é enviado para a vossa caixa de correio electrónico.
     
  2. Agreste

    Agreste
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    29 Out 2007
    Mensagens:
    8,028
    Local:
    Aljezur (48m) - Faro (11m)
    A edição deste ano está quase a começar...

    GripeNet: Recolha de dados recomeça em Novembro.

    Em meados de Maio, interrompemos, como habitual, a recolha de dados sobre síndrome gripal. Durante a época de 2011/12, que se prolongou durante 26 semanas, recolhemos mais de 20 mil questionários de sintomas, que nos ajudaram a compreender a epidemia. Em breve iremos divulgar os resultados nesta página. A todos os participantes, o nosso obrigado!
    Entretanto, continuamos a receber novos voluntários para a próxima época de monitorização, que recomeçará em Novembro. Se ainda não é um ‘gripómetro’, registe-se e preencha o seu questionário de adesão. Se quiserem saber o que se passou na última época, vejam as Newsletters publicadas.

    Até breve.

    http://www.gripenet.pt/
     
  3. Agreste

    Agreste
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    29 Out 2007
    Mensagens:
    8,028
    Local:
    Aljezur (48m) - Faro (11m)
  4. Agreste

    Agreste
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    29 Out 2007
    Mensagens:
    8,028
    Local:
    Aljezur (48m) - Faro (11m)
  5. Agreste

    Agreste
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    29 Out 2007
    Mensagens:
    8,028
    Local:
    Aljezur (48m) - Faro (11m)
  6. Agreste

    Agreste
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    29 Out 2007
    Mensagens:
    8,028
    Local:
    Aljezur (48m) - Faro (11m)
    Estamos de novo a monitorizar a gripe. Neste Outono/Inverno ajude-nos a saber onde pára a epidemia, em tempo real. Se ainda não é voluntário, registe-se aqui. Basta ter e-mail e residir no continente ou nas Regiões Autónomas. Convide os seus amigos e familiares. Crie o seu grupo doméstico. Ao longo de 24 semanas queremos saber como vai a sua saúde. Alie-se a esta causa de cidadania. Todos juntos vamos vencer mais esta batalha contra a gripe sazonal!
     
  7. cubensis

    cubensis
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    18 Abr 2010
    Mensagens:
    669
    Local:
    Japao,Nagano 720m 36N
    Eu nao quero ser chato mais depois que eu parei de comer carne e passei a me alimentar de vegetais nunca mais fiquei gripado ja tem 2 anos quase!

    Entao eu descobri que a origem das gripes e devido ao Karma da carne!

    Eu nao digo que sou imune mais o virus so consegue infectar pessoas que nao comem direito

    Fica ai o relato/dica!
     
    Collapse Signature Expand Signature
  8. amando96

    amando96
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    16 Fev 2010
    Mensagens:
    963
    Local:
    Düsseldorf
    Já me tentei registar, depois de preencher o formulário enorme deu-me erro...

    Eu não quero ser chato, mas karma? really?
     
    Collapse Signature Expand Signature
  9. camrov8

    camrov8
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    14 Set 2008
    Mensagens:
    2,036
    Local:
    Oliveira de Azeméis(278m)
    karma da carne? eu como muita carne e não sou pessoa de gripes ou doenças
     
  10. cubensis

    cubensis
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    18 Abr 2010
    Mensagens:
    669
    Local:
    Japao,Nagano 720m 36N
    Gente qual e, comer a carne e errado perante as leis de causa e efeito e luxuria! um animal não precisa ser sacrificado para que possamos viver.
    Agente pensa que matar um humano e uma coisa maligna mais matar animais nao. Isso pode ter sentido para nos humanos mais nao que seja realmente verdade.

    Quem causa dor acaba invariavelmente recebendo o troco de alguma forma essa e a lei do universo!
     
    Collapse Signature Expand Signature
  11. amando96

    amando96
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    16 Fev 2010
    Mensagens:
    963
    Local:
    Düsseldorf
    Não há nada que faças que não afecte algo ou alguém de forma negativa, não é deixar de comer carne que deixas de matar animais, quantos animais foram mortos para dar espaço para plantar os vegetais que comes? e quantos mais morrem devido a causas relacionadas com as plantações(pesticidas, etc)?

    Mas enfim, já estamos a afastar-nos do tópico.
     
    Collapse Signature Expand Signature
  12. camrov8

    camrov8
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    14 Set 2008
    Mensagens:
    2,036
    Local:
    Oliveira de Azeméis(278m)
    Apoiado.
     
  13. Agreste

    Agreste
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    29 Out 2007
    Mensagens:
    8,028
    Local:
    Aljezur (48m) - Faro (11m)
    DGS prepara resposta para possível surto de gripe mais violento

    Prevê-se que o principal vírus da gripe que vai circular este Inverno seja de uma estirpe mais agressiva, sobretudo para os idosos e doentes crónicos: a estirpe H3N2. Para minimizar a mortalidade devido à gripe serão tomadas uma série de medidas que incluem a melhoria do acesso aos serviços de saúde, para além da promoção da vacinação e de cuidados de higiene.

    Estas medidas foram apresentadas pela Direcção-Geral da Saúde e pelo Ministério da Saúde no 'Plano de Prevenção e Resposta para o Outono/Inverno – Infecções Respiratórias'. Entre as medidas preventivas constam: permitir mais consultas sem marcação nos Centros de Saúde, diminuir o tempo de espera nas urgências, e libertar camas nos Hospitais para poder internar mais pessoas e reduzir a permanência de macas nos corredores.O secretário de Estado Adjunto da Saúde, Fernando Leal da Costa, apelou também à vacinação das pessoas a partir de 65 anos (para quem a imunização é gratuita nos Centros de Saúde e não requer receita médica), dos profissionais de saúde, dos cuidadores de crianças ou idosos, assim como de todos aqueles que estejam nos chamados grupos de risco (com doenças crónicas dos pulmões, coração, rins ou fígado, diabetes ou outras doenças que diminuam a resistência às infecções).

    A subdirectora-geral da Saúde, Graça Freitas, reforçou também a importância dos cuidados de higiene, dentro e fora dos hospitais e centros de saúde, a que designaram de 'etiqueta respiratória'. Nomeadamente, evitar espirrar e tossir para as mãos e lavar as mãos frequente e correctamente.

    Foi ainda feito o apelo a que os cidadãos evitem aglomerados nos serviços de saúde, ligando primeiro para a Linha Saúde 24 (808 21 24 24).

    http://www.publico.pt/sociedade/not...par-surto-de-gripe-mais-forte-1679720?page=-1
     

Partilhar esta Página