Protecção para sensor com sistema de circulação de ar

Tópico em 'Instrumentos Meteorológicos' iniciado por *Dave* 6 Ago 2009 às 15:21.

  1. *Dave*

    *Dave*
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    29 Jun 2008
    Mensagens:
    1,912
    Local:
    ASM (Idanha-a-Nova) - Covilhã
    Este esquema foi desenhado e pensado para que se possa aplicar em sensores da estação 4-LD1558 da digi-tech (pode funcionar noutras cujo LED não pisque, se alguém estiver interessado post em baixo;)).

    Estes sensores (que também pode acontecer com outros...) têm um LED que pisca sempre que envia os dados para a consola.

    A ideia (que penso ter sido conseguída) é colocar um motor eléctrico de 3V (pode ser encontrado em brinquedos, escovas de lavar os dentes, ...), com uma hélice ponta do seu eixo rotativo que fará com que o ar circule dentro de um RS ou até mesmo de uma caixa feita em esferovite (por exemplo).
    Assim, sempre que o LED acende o motor vai arrancar e estará a trabalhar até que o LED se apague, ou seja, o motor estará a trabalhar cerca de 2s por cada minuto (1s de funcionamento de 30 em 30s). O tempo suficiente para que o ar circule por entre o "túnel" de esferovite onde se localiza o sensor.

    No esquema 1 mostra onde ligar os fios e como deve ficar tudo disposto (o LED1 pertence ao sensor).

    O que acontece é que quando o Led acende, o transístor Q1 vai permitir a passagem da tensão oriunda da pilha de 9v e vai fechar o relé. Este ao estar fechado, irá permitir também a passagem de corrente da bateria de 3v em direcção o motor e faz com que este comece a girar.

    Todos os componentes podem ser comprados numa casa da especialidade ou (como eu faço) encomendando pela internet (preço total a rondar os 5 euros, não incluindo o motor nem a protecção em si).

    Qualquer dúvida que surja, é só colocar que eu terei todo o prazer em responder.

    [​IMG]
    Esquema 1

    Quem estiver interessado, contacte-me que eu posso fornecer a lista dos materiais necessários (que não serão tantos quantos os apresentados no esquema, mas eu tive de me "remediar" assim)


    Espero ter contribuído com mais alguma coisa útil :unsure:.

    --------------------------

    Este circuito tem muitas vantagens quando comparado com um RS com a circulação forçada ar durante 24h.
    Permite a igual circulação de ar e o consumo de energia é relativamente baixo. No caso do RS, seria necessário uma bateria a debitar constantemente energia para o motor, coisa que não acontece com este sistema.
    Pode-se dizer que como a distância entre cada arranque é de 30s (ou até mais) a pilha tem tempo para "repousar"... imaginem um mp3 a pilhas, que a certa altura se desliga. Se mais tarde o tentarem ligar vão conseguir! O mesmo pensamento pode ser utilizado aqui.


    "Em carácter, em comportamento e em todas as coisas, a suprema excelência está na simplicidade" - Longfellow, Henry


    Abraço ;)
     
    Collapse Signature Expand Signature
  2. *Dave*

    *Dave*
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    29 Jun 2008
    Mensagens:
    1,912
    Local:
    ASM (Idanha-a-Nova) - Covilhã
    Aqui ficam algumas fotos do meu abrigo a funcionar em pleno com o sistema de circulação de ar.

    Espero que gostem e comentem! Os erros detectam-se com a ajuda de todos. Se houver algo que possa ser melhorado DIGAM-NO! ;)

    Nota: o sensor ainda é o antigo, pois o novo não chegou ainda.

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    Deu-me algum trabalho :D nesta última foto podem ver o na testa uma prova disso :hehe:.


    Abraço! :thumbsup:
     
    Collapse Signature Expand Signature
  3. ALBIMETEO

    ALBIMETEO
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    25 Abr 2008
    Mensagens:
    14,287
    Local:
    CASTELO BRANCO (382m)
    Boas Dave,o primeiro RS caseiro que eu tive,foi precisamente com essas tampas de abertura,mas maiores que fiz uma caixa mais ou menos igual,pendurada num tubo no quintal por lá residiu ainda durante dois anos,e que está por aqui guadarda:thumbsup:.
     
  4. *Dave*

    *Dave*
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    29 Jun 2008
    Mensagens:
    1,912
    Local:
    ASM (Idanha-a-Nova) - Covilhã
    Quanto a mim resta-me esperar para ver quanto tempo irá durar... :lmao:.

    Sinceramente (e podem chamar-me louco) eu prefiro construir estas coisas do que as comprar...
    Eu diverti-me imenso a montar todo o abrigo assim como o sensor, já para não falar em tudo o que aprendi!

    Abraço :thumbsup:
     
    Collapse Signature Expand Signature
  5. Knyght

    Knyght
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    10 Mai 2009
    Mensagens:
    2,013
    Local:
    Madeira - Funchal
    Está porreirito. :thumbsup:
     
    Collapse Signature Expand Signature
  6. *Dave*

    *Dave*
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    29 Jun 2008
    Mensagens:
    1,912
    Local:
    ASM (Idanha-a-Nova) - Covilhã
    Mais uma opção que pode ser usada.

    O esquema abaixo mostra como podem ter o motor a rodar sempre que o sensor envia os dados para a consola, mas só durante o dia.
    Assim que começar a escurecer o sistema desliga-se e assim permanece até ao amanhecer.

    Este método tem a vantagem de poder poupar energia (de noite a típica "aragem" é suficiente para ir arrefecendo o sensor) e de, no meu caso, durante a noite não ouvir o relé a fechar e a abrir, assim como o motor.

    NOTA: Um LDR (Light Dependent Resistor) é um tipo de resistência cuja resistência varia conforme a intensidade de radiação electromagnética do espectro visível que incide sobre ele.
    Quanto mais luminosidade houver menos resistência o LDR oferece à passagem de corrente.
    O símbolo electrónico não é o apresentado no esquema, mas é o mais semelhante que encontrei.

    Cá fica o esquema (onde diz R1 tem de ligar ao - da pilha de 9):

    [​IMG]

    Foto do LDR já instalado no abrigo:

    [​IMG]
     
    Collapse Signature Expand Signature
  7. *Dave*

    *Dave*
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    29 Jun 2008
    Mensagens:
    1,912
    Local:
    ASM (Idanha-a-Nova) - Covilhã
    Obrigado ;)
     
    Collapse Signature Expand Signature
  8. Pedro

    Pedro
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    15 Abr 2009
    Mensagens:
    4,574
    Local:
    Vila Chã de Sá - Viseu(441m)//Coimbra
    Bem, mas é preciso ter material, jeito, genica e muita paciência...

    Mas desde já, os meus paarbéns...:D
     
  9. stormy

    stormy
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    7 Ago 2008
    Mensagens:
    5,100
    Local:
    Lisboa-Encarnação // Lagoa de sto André
    Gostava de saber como é que o sistema reconhece que o LED se acendeu?
    Obrigada
     
    Collapse Signature Expand Signature
  10. joseoliveira

    joseoliveira
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    18 Abr 2009
    Mensagens:
    2,889
    Local:
    Loures (Moninhos) 128m
    Olá Dave...

    Deduzo que os sensores divergem muito quanto à sua detecção de temperatura e humidade dependendo do número e formato dos orifícios.
    A ideia aqui exemplificada não está muito longe do que idealizava o que até a complementa e por isso desde já te agradeço pelo que considero ser uma grande dica, sobretudo quanto à concepção da caixa.
    Acho que por exemplo o meu sensor para além de obviamente ser sensível à forte radiação dada à existência de muitos brancos junto à minha casa, que também é branca, a sensibilidade deste na captação da “Hr” parece estar muito dependente da existência do vento e sua velocidade que conjugado com a radiação são factores que me levam a que habitualmente só apresente registos a partir do final de cada tarde, porque também ainda não arranjei um abrigo para ele, o que espero resolver muito em breve!
     
    Collapse Signature Expand Signature
  11. *Dave*

    *Dave*
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    29 Jun 2008
    Mensagens:
    1,912
    Local:
    ASM (Idanha-a-Nova) - Covilhã
    Ora muito obrigado a todos pelas opiniões e pela "força" :thumbsup:.

    Agora por partes:
    *Pedro, de facto é necessário algum material... mas veja-se que não é nada de muito difícil arranjar. Por exemplo (para o esquema 1) precisa de um carro de brincar com motor, um rádio estragado, uma pilha de 9v e mais 2 de 1,5v. O mais difícil de arranjar "em casa" é sem dúvida o relé, mas na minha opinião é muito mais cómodo encomendar tudo.
    Ex: transístor - 0,30€; relé - 2€; -> para fazer o 1º esquema é só (mais as pilhas e o motor que em casa deverá ter).
    O 2º esquema é mais complexo, pois é necessário um divisor de tensão que tem de ser calculado, bla bla bla...
    Eu optei pelo 2º porque o meu pai não conseguía dormir com o motor a trabalhar, mas só por isso, porque até os dados ficariam mais viáveis com o 1º.
    Ah, sobre a paciência... é preciso ter alguma também :D. Ontem cheguei tarde a casa e comecei a montar o LDR, mas há sempre qualquer coisa que escapa ou fica mal soldado, ..., conclusão, eram 2h15 quando terminei e fui para a caminha :confused:.
    Mas o resultado compensa!

    *stormy, já vamos ver o problema no próximo post :thumbsup:.

    *joseoliveira, deduz muito bem! Eu notei uma grande diferença, mas quando vier o novo sensor, depois faço um teste entre a diferença de dados e coloco aqui no fórum.
    Para a construção da caixa, necessita apenas de uma placa de esferovite e aqueles respiradores de persianas podem ser comprados em qualquer drogaria ou loja de materiais para construção.
    Quando tentar fixar as placas, depois de cortadas, faça-o com cola quente (daquelas pistolas que se vendem nos chineses). É um óptimo isolador e segura muito bem todas as partes!
    O resto é imaginação...


    abraço:thumbsup:
     
    Collapse Signature Expand Signature
  12. *Dave*

    *Dave*
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    29 Jun 2008
    Mensagens:
    1,912
    Local:
    ASM (Idanha-a-Nova) - Covilhã
    Boas,

    Tem de se ligar dois fios ao LED.
    O fio do lado positivo liga-se à base do transístor e o fio do lado negativo, liga-se ao negativo da pilha de 9v.

    Assim, sempre que o LED acende, o transístor liga a pilha de 9v ao relé, que faz com que este fique magnetizado e feche o circuito bateria de 3v - motor.

    Fiquei na dúvida se terei respondido ao que me pediu ou se interpretei mal. Se for esse o caso, esclareça aqui um pouco mais :cool:.



    STAY:thumbsup:
     
    Collapse Signature Expand Signature
  13. stormy

    stormy
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    7 Ago 2008
    Mensagens:
    5,100
    Local:
    Lisboa-Encarnação // Lagoa de sto André
    mas o LED é um transistor?? eu pensava que era um diodo....
     
    Collapse Signature Expand Signature
  14. *Dave*

    *Dave*
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    29 Jun 2008
    Mensagens:
    1,912
    Local:
    ASM (Idanha-a-Nova) - Covilhã
    :confused:

    Um LED é um díodo que emite luz (Diodo Emissor de Luz).

    Esse LED está dentro da protecção do sensor, ou seja, dentro da caixa...

    Como está escrito em cima, o LED pertence ao sensor! Tudo o resto é que já é montagem.

    Primeiro:
    Segundo:

    ;)
     
    Collapse Signature Expand Signature
  15. stormy

    stormy
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    7 Ago 2008
    Mensagens:
    5,100
    Local:
    Lisboa-Encarnação // Lagoa de sto André
    Mas que transistor?
    So mais uma coisa, para que serve o relé?
     
    Collapse Signature Expand Signature

Partilhar esta Página