RTPN e RTP Memória na Mux A da TDT

Tópico em 'Off-Topic' iniciado por Flaviense21 20 Jun 2009 às 18:14.

  1. Flaviense21

    Flaviense21
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    28 Jan 2007
    Mensagens:
    3,690
    Local:
    Oeiras /Chaves / Vilardevós - GZ
    Está à vista de todos que a oferta minimalista da TDT portuguesa, previsivelmente, não está a despertar grande interesse nos portugueses. Depois do aparente abandono das emissões partilhadas no Canal HD (nunca chegaram a concretizar-se) e da incerteza quanto ao 5º Canal generalista, a oferta da TDT gratuita resume-se a RTP1, RTP2, SIC e TVI (mais a RTP Açores e RTP Madeira nos arquipélagos). Ou seja, em termos de oferta televisiva a TDT não está a oferecer nada de novo aos portugueses, nem se perspectiva uma alteração desta situação a curto prazo.

    Como se não basta-se, a somar à paupérrima oferta de canais, a nossa TDT tem ainda contra si o preço elevado dos adaptadores necessários, resultado da escolha da norma MPEG-4/H.264.

    No caso português, é caso para dizer que nunca uma nova tecnologia ofereceu tão pouco em troca de tanto dinheiro. Pelo andar da carruagem, vai mudar alguma coisa para que tudo fique na mesma.

    Em 2004, aquando do lançamento dos canais RTPN e RTP Memória, foi dada como justificação para a sua não difusão na rede analógica de televisão a falta de espectro (espaço) radioeléctrico. Os canais, apesar de classificados de interesse público, foram directamente para as plataformas de canais pagos (cabo e satélite).


    A RTP gastou recentemente bastante dinheiro com a sua restruturação e mudança da imagem corporativa, tendo-se nitidamente "inspirado" na BBC e na RTVE. Pena que não tenha também seguido o exemplo desses operadores públicos e salvaguardado espaço na TDT para disponibilizar novos canais.

    Agora que a TDT oferece o espaço necessário para a emissão desses canais, muitos portugueses recordam o que foi dito na altura e reclamam a inclusão da RTPN e RTP Memória na oferta gratuita da televisão digital terrestre. E com razão!

    Tomando o exemplo da RTP Memória. Como se justifica que este canal, em que quase toda a programação tem origem no arquivo da RTP que ao longo de décadas foi pago pelos contribuintes portugueses através da taxa de televisão e dos impostos, seja um exclusivo da televisão por assinatura?

    A própria RTP parece pouco interessada em alterar esta situação ou discutir este assunto. Tão pouco é possível encontrar informação contabilística que discrimine de forma autónoma os custos e proveitos dos canais RTPN/RTP Memória. No entanto no Relatório e Contas da RTP de 2007, está escrito:

    «Face ao impacto na população portuguesa e as obrigações de serviço público que Ihe estão cometidas, a RTP, enquanto operador de serviço público, pretende ter um papel activo neste processo de evolução tecnológica e de alargamento da capacidade de oferta de serviços do sector audiovisual de forma a ser possível desenvolver uma verdadeira plataforma multimédia na TDT em Portugal.

    A exemplo de outros países e das experiências mais recentes de TDT na Europa, 0 papel do Serviço Publico de Televisão (e concretamente as exigências em matéria de inovação e de cobertura universal de Portugal) pode ser decisivo para um switch-off mais rápido, quer através da qualidade e diversidade dos serviços de programas oferecidos, quer ainda pelo desenvolvimento de novos serviços ligados ao desenvolvimento da Sociedade da informação (informação, educação, etc.).»

    Como é reconhecido pela RTP, pelo Governo e por vários estudiosos destas matérias, a oferta de novos programas na TDT é um factor muito importante, senão mesmo crucial para uma rápida adesão à plataforma e o seu sucesso. Em toda a Europa, a TDT portuguesa, que é das últimas a serem implantadas, tendo portanto um dos períodos de transição/adaptação mais curtos, é também das que têm uma oferta de canais gratuitos mais reduzida!

    Por todos estes motivos solicitamos a vossa participação na petição "Pela emissão da RTPN e RTP Memória na TDT em canal aberto"

    Aqui: http://www.peticao.com.pt/tdt-canal-aberto

    Lembrem-se, são serviços pagos por todos nós e que apenas alguns têm acesso, e porque temos direito a ver estes canais gratuitamente, PARTICIPEM!
     
    Collapse Signature Expand Signature
  2. Flaviense21

    Flaviense21
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    28 Jan 2007
    Mensagens:
    3,690
    Local:
    Oeiras /Chaves / Vilardevós - GZ
    Evolução TDT

    A todos os Algarvios do Sotavento, provávelmente já se aperceberam que os canais de TV Espanhois desapareceram da TV (sinal analógico).

    Começou o apagão analógico! Agora só com sinal digital, o emissor de Huelva (PUNTA UMBRIA) já só emite TDT! :rolleyes:

    [​IMG]
     
    Collapse Signature Expand Signature
  3. joseoliveira

    joseoliveira
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    18 Abr 2009
    Mensagens:
    2,889
    Local:
    Loures (Moninhos) 128m
    Olá

    Daqui a algum tempo, mais propriamente em 2012 (previsão) será a vez de Portugal.
    Depois muitos dirão: Então e agora? :(
    Quem está ligado a redes de cabo ou satélite está salvaguardado, mas e os outros? Confesso que não tenho estado muito atento a possíveis novidades nesse sentido, mas deduzo que a informação ao público e de forma eficaz é ainda muito escassa! Estarei errado? :unsure:
     
    Collapse Signature Expand Signature
  4. Flaviense21

    Flaviense21
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    28 Jan 2007
    Mensagens:
    3,690
    Local:
    Oeiras /Chaves / Vilardevós - GZ
    TDT Galiza, aqui tão perto!

    Lá se vai o sinal analógico! :(:D:w00t:

    Verín ha empezado su apagón analógico y recibirá solo la TDT antes de diciembre

    Después de la puesta en servico a finales de la semana pasada de la TDT en Cortegada (Riós), empieza ahora la primera fase del desmontaje de los reemisores de los canales analógicos en las comarcas de Ourense Este (que incluye Verín y Trives), que finalizará el 30 de noviembre, según anunció ayer. Así lo confirmaba ayer Rogelio Martínez, delegado territorial. Un total de 16 municipios dejarán finalmente de ver la televisión analógica. A partir de este jueves,Terroso (Vilardevós) y Servoi (Castrelo do Val) serán los siguientes en recibir únicamente la señal de la TDT, y hasta el próximo 30 de noviembre se pondrán en marcha los centros emisores de Matamá (Laza), Campobecerros (Castrelo do Val), A Veiga y Castrelo de Abaixo (Riós), Langullo (Manzaneda), Ermitas (O Bolo), Valdín (A Veiga), A Mezquita, Feces y Mandín (Verín), Fornelos y Humoso (Viana do Bolo), Vilardevós y Rexosende (Vilardevós) y Pradoalbar (Vilariño de Conso). Recordemos que es un apagón que estaba inicialmente previsto para el pasado 30 de junio, y que debido a la falta de infraestructuras y problemas técnicos «ha obligado a que este se retrase, al igual que en otras zonas de Galicia, debido a que cuando llegamos a la Xunta no se había trabajado nada en relación con la TDT», puntualizaba el subdirector xeral de Enxeñería e Planificación.

    Muita gente vai perder a TVG muito assistida nesta região! :(
    Melhora e muito a cobertura digital do lado luso, com transmissores em Feces e Mandin!:thumbsup:

    Devido à TDT Portuguesa também já disponível em Chaves, houve alterações de canais do lado de lá da raia - MUX 67 (Cuatro, CNN+, 40 Latino e La Sexta): passou-se a emitir no canal 35 UHF.
    - MUX 69 (A3 A3 Nova, A3 Neox e Gol TV): passou-se a emitir no canal 38 UHF.

    Canais diponíveis:

    http://www.tdt1.com/canales-television-ourense.php?dem=verin

    TDT Portuguesa: 4 canais!:disgust:
     
    Collapse Signature Expand Signature
  5. gatoboy

    gatoboy
    Expand Collapse
    Cirrus

    Registo:
    26 Jan 2010
    Mensagens:
    1
    Local:
    Chaves
    Boas eu moro em chaves, e já voltei a sintonizar os canais TDT espanhois e não encontro os canais 35 e 38.

    Podes confirmar se estão activos, ou será para depois?

    obrigado
     

Partilhar esta Página