salario meteorologista

Tópico em 'Fórum e Comunidade' iniciado por twister 6 Jun 2010 às 19:22.

  1. twister

    twister
    Expand Collapse
    Cirrus

    Registo:
    23 Mai 2007
    Mensagens:
    10
    Local:
    famalicao
    salario meteorologista

    --------------------------------------------------------------------------------

    Bom dia/tarde

    Queria saber o salario de um professional exercendo meteorologia no inicio e fim de carreira em Portugal?

    Obrigado!

    ;)
     
  2. Jorge_scp

    Jorge_scp
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    17 Fev 2009
    Mensagens:
    644
    Local:
    Sesimbra/Amadora
  3. Paulo H

    Paulo H
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    2 Jan 2008
    Mensagens:
    2,844
    Local:
    Castelo Branco 386m(489/366m)
    Um meteorologista em início de carreira, se trabalhar no instituto nacional de meteorologia, irá entrar como técnico superior de 2a classe (estagiário) no 1o escalão, recebendo à volta de 1100Eur líquidos, podendo ser superior caso o funcionário seja obrigado a trabalhar por turnos rotativos (subsídio nocturno). Ou seja, ganha o mesmo que qualquer licenciado que vá desempenhar funções num instituto público, ou na administração local, é igual, entra no 1o escalão e só depois poderá subir, se houver vagas e se obtiver bom desempenho. Também poderá entrar directamente para o quadro interno, mas de igual forma entra no 1o escalão da sua classe. Não poderá exercer desde o início cargos de chefia (chefe de divisão), uma vez que estes são concursos internos, é necessário que primeiro esteja no quadro. Em fim de carreira, é difícil de dizer, existe uma tabela de escalões para cada classe, mas uma vez que a progressão na carreira não é automática, mas sim por "mérito" e desde que se abra concurso para vaga. Mas na teoria, basta consultar esta tabela de remunerações e retirar o valor do último escalão.
     
    Collapse Signature Expand Signature
  4. Chingula

    Chingula
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    16 Abr 2009
    Mensagens:
    326
    Local:
    Lisboa
    Se entretanto a crise e a vontade de alguns (anti-Institutos do Estado) não fecharem a Instituição...
     
  5. ]ToRnAdO[

    ]ToRnAdO[
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    29 Ago 2006
    Mensagens:
    2,554
    Local:
    Vila Real de Sto António
    Caro Chingula,

    Penso que isso seria irreal... curtar alguns fundos sim e adiar projectos de pesquisa tambem agora dai essa realidade só com o calendario Maia no dia 21 de Dez de 2012 se for verdade...:D Acho que so nessas condições,caso contrario impossivel... :)
     
    Collapse Signature Expand Signature
  6. Paulo H

    Paulo H
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    2 Jan 2008
    Mensagens:
    2,844
    Local:
    Castelo Branco 386m(489/366m)
    ToRnAdO, sem querer acertaste na muche!! :) :D
    Lá para 2012 as coisas devem melhorar.. Como sabem a relação entrada/saída de quadros era de 1:2, depois passou de 1:3, depois durante uma semana passou para 1:5, e agora estão congeladas as entradas, excepto com a permissão do sr ministro das finanças teixeira dos santos. Mas nem tudo é o fim, o que o estado faz para reduzir o número de funcionários, é subcontratar técnicos através de empresas de trabalho temporário. Tem a vantagem de esconder os números de contratados do estado, os funcionários têm as mesmas regalias (35h semanais e outras da função pública) e ordenado equivalente, mas tem a desvantagem de ter de pagar uma boa % à empresa de trabalho temporário e a desvantagem de ser difícil contabilizar quantos funcionários o estado tem e quantos funcionários subcontrata. É complicado.. Abre-se um concurso para admissão de pessoal, depois contrata-se, depois renova-se mais 2x e depois abre-se novo concurso outra vez e faz-se uma entrevista entre colegas a brincar! Mas pronto, quem tiver "bom desempenho" lá consegue entrar por algum buraco nestes anos difíceis que se avizinham!
     
    Collapse Signature Expand Signature
  7. Chingula

    Chingula
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    16 Abr 2009
    Mensagens:
    326
    Local:
    Lisboa
    Infelizmente muita gente neste País não é da opinião "...serviço extremamente necessário"...e o caminho que a Administração Pública em geral e o I.M. em particular tem tido e sofrido nos últimos anos, não augura nada de bom...omeletas sem ovos, não é possível...e quem decide ou tem poder de decisão, não conhece...e quem não conhece não pode ter estima...A visão meramente economicista não é compatível com a Ciência.
     

Partilhar esta Página