Seg. Previsão do Tempo e Modelos - Junho 2015

Tópico em 'Seguimento Meteorológico' iniciado por Vince 1 Jun 2015 às 08:04.

  1. Vince

    Vince
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jan 2007
    Mensagens:
    10,624
    Local:
    Braga
    Aviso MeteoPT.com

    Leia com atenção as condições de utilização do fórum.
    A participação neste tópico, além das condições gerais, está sujeita a condições específicas.

     
  2. Joaopaulo

    Joaopaulo
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    28 Dez 2013
    Mensagens:
    3,705
    Local:
    Rechousa - VNGaia (174m)
    Bem olhando para a previsão do GFS , Quarta e Quinta feira vão ser dias bastante quentes principalmente nas regiões interiores do Centro e Sul.:calor:
    Nas zonas próximas do litoral não deve aquecer devido às brisas marítimas.

    Com a cut-off ali na zona de Marrocos , o fluxo vai ser de Leste / SE , e deverá trazer uma alguma poeirada do deserto:mad:

    [​IMG]

    Temperaturas de 20ºC pelos 1500m
    [​IMG]

    Portanto temperaturas perto dos 40ºC são de esperar..
    [​IMG] [​IMG]
    Vamos ver é se isto muda de figura... parece que para a próxima semana a instabilidade deve regressar :w00t::trovao:
    [​IMG]
     
  3. Lightning

    Lightning
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    25 Jul 2008
    Mensagens:
    3,984
    Local:
    Corroios
    Alguma é dizer... :surprise:

    [​IMG]
     
  4. StormRic

    StormRic
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jun 2014
    Mensagens:
    10,151
    Local:
    Carcavelos (praia) alt.20m / Póvoa de Sta.Iria
    Atenção ao alarmismo, não é este parâmetro da carga total que interessa para efeitos de se perceber o impacto que pode ter à superfície! Este dará, claro, a coloração espectacular ao céu, mas a poeira que sentiremos à superfície será esta:
    [​IMG]

    Aquele máximo de 126,9 microgramas por metro cúbico é o que está previsto apenas no interior do Alto Alentejo, penso que coincide com a região do maciço de Portalegre. É um valor significativo que pode ser sentido nas vias respiratórias das pessoas mais sensíveis. É de notar que ainda é uma previsão a grande distância, 126 horas e pode alterar-se.
    Para o restante território as concentrações à superfície não atingem valores tão significativos e não carecem de aviso especial.

    Já agora fica aqui o mapa das anomalias das temperaturas superficiais oceânicas da semana passada. É precisamente a mesma sequência evolutiva da semana anterior, a anomalia positiva central do Atlântico reforça-se notavelmente, aqueles três graus a manterem-se vão com certeza trazer consequências ao nível de potenciar situações convectivas; também a anomalia a sul da península.
    [​IMG]
     
    #4 StormRic, 2 Jun 2015 às 03:07
    Última edição: 2 Jun 2015 às 03:14
  5. rubenpires

    rubenpires
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    13 Abr 2010
    Mensagens:
    172
    Local:
    Castelo Branco (400)
    Atenção ao quarto minguante com instabilidade e essas anomalias + vão se fazer sentir.
     
    Collapse Signature Expand Signature
    Joaopaulo gostou disto.
  6. guisilva5000

    guisilva5000
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    16 Set 2014
    Mensagens:
    2,743
    Local:
    Belas, Sintra | Lisboa
    Essa anomalia a sul parece manter a depressão que nos traz o calor
     
    Collapse Signature Expand Signature
    StormRic gostou disto.
  7. stormy

    stormy
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    7 Ago 2008
    Mensagens:
    5,100
    Local:
    Lisboa-Encarnação // Lagoa de sto André
    Boas noites...

    Para amanhã são possíveis alguns aguaceiros ou trovoadas em partes do norte e centro

    Analise/Sinóptica


    Em altura uma dorsal reforça-se no Med. Ocidental, enquanto que um campo de vorticidade e diminuição dos geopotenciais se estabelece a NW da Península.
    Fluxo sinóptico de leste e sueste começa a surgir nos níveis médios e altos.

    Á superficie dá-se um reforço do anticiclone a norte, com reforço do fluxo de leste e convergência no oeste da Península...forte aquecimento diurno é esperado, com retorno de humidade junto ás frentes de brisa durante a tarde, onde o CAPE deverá superar os 1000J/Kg na mesoescala, e as temperaturas convectivas serão atingidas.

    Nas regiões montanhosas e onde a frente de brisa for mais activa, alguns focos convectivos deverão surgir, mas o ambiente de shear fraco manterá a actividade fora dos parâmetros severos.

    [​IMG]
     
    Collapse Signature Expand Signature
  8. JoaoCodeco

    JoaoCodeco
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    10 Abr 2012
    Mensagens:
    513
    Local:
    Vila Praia de Âncora, Caminha, Viana do Castelo
    Venha de lá umas trovoadas :pray:
     
    guisilva5000 e Joaopaulo gostaram disto.
  9. stormy

    stormy
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    7 Ago 2008
    Mensagens:
    5,100
    Local:
    Lisboa-Encarnação // Lagoa de sto André
    Boas..

    Para amanhã espera-se actividade convectiva, em especial no interior norte, onde se poderá dar um evento significativo.

    Analise/Sinóptica


    Em altura, uma short wave aproxima-se de oeste, assim como a região de entrada de um jet de níveis médios e altos, que se move pela Galiza.
    Espera-se algum arrefecimento em altura, e divergência na entrada do jet, levando a um ambiente de forçamento dinâmico adequado.
    O aumento do fluxo nos níveis altos, em especial durante a tarde e noite, face ao fluxo quase estagnado nos níveis baixos, deverá criar algum shear, até 10-20m/s aos 8-10km.

    Nos níveis baixos o fluxo é fraco de componente sul, e durante a tarde espera-se um retorno de humidade ao longo da frente de brisa que entra de oeste e de sudoeste.
    As observações dos ultimos dias teem demonstrado que junto da frente de brisa os pontos de orvalho teem atingido valores bastante robustos, até superiores a 15ºC, pelo que amanhã, com o forte aquecimento diurno e arrefecimento em altura, teremos valores de SB/MUCAPE até 1000-2000J/kg em algumas áreas.

    Está garantida assim iniciação convectiva durante a tarde, em especial sobre terreno montanhoso e junto da frente de brisa....a convecção que surgir deverá beneficiar de fortes gradientes térmicos e de humidade nos níveis médios, com condições muito favoráveis á formação de granizo que poderá ser de grandes dimensões.

    O shear não é particularmente forte, manifestando-se mais em altura, exibindo um carácter unidireccional e paralelo á convergência da brisa, neste tipo de contexto há favorecimento de situações de training, ou até organização de MCS lineares..os modelos mesoescalares apontam no sentido de se poderem formar 1 ou 2 linhas/MCS durante o final da tarde...precipitação excessiva, granizo por vezes significativo e rajadas associadas a down/microbursts deverão acompanhar esta actividade á medida que ela se desloca lentamente pare leste e nordeste.

    Durante a noite e madrugada de 6a continuará a haver energia disponível em especial logo acima da camada limite, pelo que se espera a continuação da actividade, embora com tendência a algum enfraquecimento.

    [​IMG]
     
    Collapse Signature Expand Signature
  10. StormRic

    StormRic
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jun 2014
    Mensagens:
    10,151
    Local:
    Carcavelos (praia) alt.20m / Póvoa de Sta.Iria
    As previsões mais recentes diminuiram a concentração à superfície abaixo dos 50 microgramas por metro cúbico em qualquer local do território do continente. Não se espera assim que afecte mesmo as pessoas mais sensíveis.
    Seguir aqui: http://forecast.uoa.gr/LINKS/DUST/dust.php?field=zoomdconc&lan=en
     
    guisilva5000, Joaopaulo e Thomar gostaram disto.
  11. irpsit

    irpsit
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    9 Jan 2009
    Mensagens:
    2,057
    Local:
    Entre Mortágua e Tondela
    A previsão parece dar bastante calor hoje e amanhã, com convexão amanhã e sexta, mas somente eventos pontuais, nada à escala nacional. Depois parece arrefecer, Sábado, pois uma depressão nas ilhas britânicas irá puxar algum ar fresco.

    Depois o AA instala-se lá e surge uma boa corrente de leste, o que espero que vá dar a primeira vaga de calor do ano; assim voltará a aquecer bastante no inicio da próxima semana, com máximas a rondar os 37ºC em grande parte do interior na terça dia 9. Felizmente os modelos dão uma depressão térmica e trovoadas nos dias 10 e 11 (vamos a ver se se concretiza). Os dias que seguem (12 a 16) parecem ser mais frescos e húmidos especialmente no norte (nortada, possível chuva fraca). Mas depois os modelos colocam a continuação do AA paa o final do mês.

    O accuweather prevê isso: um verão quente para a Península Ibérica, sem ser extraordinário. Prevêm um Junho com algum chuva no litoral norte, e depois secura e vagas de calor Julho e Agosto. O accuweather prevê que o calor mais extremo deste ano seja nos Balcãs.
     
    Collapse Signature Expand Signature
    guisilva5000 e Thomar gostaram disto.
  12. StormRic

    StormRic
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jun 2014
    Mensagens:
    10,151
    Local:
    Carcavelos (praia) alt.20m / Póvoa de Sta.Iria
    Verificação das temperaturas previstas pelo GFS, AROME e ALADIN para as 15 utc de hoje:
    [​IMG]

    Run das 00h de hoje:
    [​IMG]
    [​IMG]


    Run das 12h:
    [​IMG]

    Mesmo a 3 horas de distância o GFS não consegue modelar as temperaturas com desvios aceitáveis, há diferenças de 3ºC em algumas zonas, o detalhe do modelo não é suficiente portanto.
    Nenhum modelo conseguiu uma boa aproximação geral.

    Mas há modelos muito mais imperfeitos:
    [​IMG]
     
    #12 StormRic, 3 Jun 2015 às 17:11
    Última edição: 3 Jun 2015 às 17:23
    vamm, guisilva5000, Thomar e 1 outra pessoa gostaram disto.
  13. vitamos

    vitamos
    Expand Collapse
    Staff

    Registo:
    11 Dez 2007
    Mensagens:
    4,564
    Local:
    Lisboa; Costa da Caparica
    StormRic isso não é propriamente um defeito do modelo mas sim uma característica do mesmo. O GFS é um modelo global com inerente malha larga. O Aladin e o Arome são mesoscalas, com uma malha muito mais apertada. Mal seria se os dois últimos não conseguissem prever localmente melhor as temperaturas. No geral: Modelos globais são bons a prever numa grande área, os mesoscalas são modelos úteis para situações de detalhe. Atenção contudo a um pormenor: se os mesoscala são mais certeiros na previsão, são também mais sujeitos a falhas locais (colocam muitas vezes algo certo, no sítio errado (um pouco mais ao lado))
     
    Joaopaulo, Thomar e StormRic gostaram disto.
  14. StormRic

    StormRic
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jun 2014
    Mensagens:
    10,151
    Local:
    Carcavelos (praia) alt.20m / Póvoa de Sta.Iria
    Concordo, era essa a ideia quando disse que o detalhe do modelo não é suficiente.
     
  15. Vince

    Vince
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jan 2007
    Mensagens:
    10,624
    Local:
    Braga
    Já agora não olhem para as temperaturas em dias muito quentes do WRF que está no portal , percebemos naquele último evento que o modelo tem um problema qualquer, subestima bastante. O WRF do Meteociel parece mais certinho:
    http://www.meteociel.fr/modeles/wrfnmm.php?ech=3&mode=0&map=8

    Em relação ao que disse o Vitamos, acrescento que um global é para ter uma ideia geral das coisas.

    Mesmo em trovoadas por exemplo, dá para ter uma ideia que pode haver trovoadas e precipitação, mas só muito raramente um global consegue modelar uma célula e ter por exemplo 20, 30 ou 50 mm de precipitação intensa duma célula severa. As células são em geral pequenas demais para a malha de um modelo global. Só quando o modelo acerta com uma célula na malha é que já é diferente, ou naqueles casos em que prevê sistemas convectivos de mesoescala, de maior dimensão.

    Por outro lado, os mesoescala de boa resolução como o AROME do IPMA prevêm as próprias células com pormenor, mas como referiu o Vitamos, se por acaso o modelo se enganou em pequenos pormenores as diferenças podem ser significativas, quer na intensidade quer na localização de coisas, ou mesmo a sua formação.
    Imaginem um telescópio a focar um planeta distante, vemos tudo com grande detalhe, mas se há um erro mínimo, não vemos nada.
     
    StormRic gostou disto.

Partilhar esta Página