Seguimento Moçambique 2012

Tópico em 'Brasil e outros países de expressão portuguesa' iniciado por Gerofil 21 Jan 2012 às 14:36.

  1. Gerofil

    Gerofil
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    21 Mar 2007
    Mensagens:
    8,554
    Local:
    Estremoz (401 metros)
    Intense tropical cyclone Funso struck Mozambique as a tropical cyclone at about 06:00 GMT on 21 January

    Madagascar SAT24.com

    Intense tropical cyclone Funso struck Mozambique as a tropical cyclone at about 06:00 GMT on 21 January.
    Data supplied by theUS Navy and Air Force Joint Typhoon Warning Centersuggest that the point of landfallwas near 18.0 S, 37.7 E.
    Funso brought 1-minute maximum sustained winds to the region of around138 km/h (86 mph). Wind gusts in the area mayhave beenconsiderably higher.

    [​IMG]
    TSR

    According to the Saffir-Simpson damage scale the potential property damage and flooding from a storm ofFunso'sstrength (category 1)at landfall includes:

    •Storm surge generally 1.2-1.5 metres (4-5 feet) above normal.
    •No real damage to building structures.
    •Damage primarily to unanchored mobile homes, shrubbery, and trees.
    •Some damage to poorly constructed signs.
    •Some coastal road flooding and minor pier damage.

    There is also the potential for flooding further inland due to heavy rain.

    The information above is provided for guidance only and should not be used to make life or death decisions or decisions relating to property. Anyone in the region who is concerned for their personal safety or property should contact their official national weather agency or warning centre for advice.
    This alert is provided by TropicalStorm Risk (TSR) which is sponsored by Benfield, Royal & SunAlliance,Crawford & Company and University College London (UCL). TSR acknowledges thesupport of the UK Met Office.

    AlertNet
     
  2. Gerofil

    Gerofil
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    21 Mar 2007
    Mensagens:
    8,554
    Local:
    Estremoz (401 metros)
    Le Mozambique frappé par le cyclone Funso

    Après un début de saison assez calme, les phénomènes cycloniques se multiplient ces derniers jours dans l’ouest de l’océan Indien. Déjà, la semaine dernière, une onde tropicale avait apporté de très fortes précipitations sur la capitale du Mozambique, Maputo avec des inondations.
    Cette onde tropicale s’est dissipée au contact des premiers reliefs mozambicains, mais un autre phénomène s’est formé à proximité des mêmes régions. Il s’agit cette fois d’un cyclone, prénommé Funso. Il est actuellement en catégorie 3, avec des vents supérieurs à 180 km/h. Funso se situe ce samedi à proximité de la côte du Mozambique, dans la région Quellimane et de Probane. Sa trajectoire est fiabilisée : la côte sud mozambicaine connaît actuellement de violentes rafales de vent combinées à de très fortes précipitations. Les services de sécurité ont d'ailleurs décrété l'alerte maximale concernant ce phénomène. Or il faut rappeler que cette région n’est que peu affectée par les cyclones traditionnellement et donc assez peu préparée à subir ce genre d'événement extrême.

    Actualité Météo
     
  3. Gerofil

    Gerofil
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    21 Mar 2007
    Mensagens:
    8,554
    Local:
    Estremoz (401 metros)
    Zambézia e Sofala sob ameaça de ciclone

    O CICLONE tropical “Funso” pode afectar hoje o estado do tempo ao longo de toda a faixa costeira da Zambézia e nos distritos de Marromeu, Cheringoma e Muanza, em Sofala, com aguaceiros e chuvas em regime forte (mais de 75 milímetros de precipitação em 24 horas), acompanhas de ventos ciclónicos (superiores a 120km/hora) dentro das próximas 6 a 36 horas, segundo previsão avançada na noite de ontem, no Maputo, pelo Instituto Nacional de Meteorologia (INAM). Os dados do INAM referem, porém, que às 16.00 horas de ontem o ciclone “Funso” de categoria 3, encontrava-se quase estacionário, a cerca de 100 quilómetros da costa de Quelimane, com ventos de 120km/h e rajadas até 165km/h, deslocando-se em direcção à costa norte de Sofala a 5km/h.
    De acordo com a mesma fonte, aguaceiros e chuvas em regime moderado a forte (30 a 50mm em 24 horas) poderão também afectar a faixa costeira da província de Inhambane (distritos de Massinga, Vilankulo, Inhassoro e Govuro) e Sofala (distritos de Machanga, Búzi, cidades da Beira e Dondo) com ventos moderados (inferiores a 50km/h) a partir de amanhã. Este cenário levou já as autoridades nacionais a equacionar a necessidade de mobilizar meios e proceder a evacuação de pessoas das zonas de risco, em caso de agravamento da situação das calamidades, sobretudo pelo impacto esperado do ciclone tropical “Funso”.
    O Conselho Coordenador de Gestão das Calamidades, sobre a presidência do Primeiro-Ministro, Aires Ali, esteve reunido ontem para avaliar o cenário e considerou que até então a situação estava sob controlo, requerendo, todavia, a contínua monitoria e tomada de atenção aos alertas emitidos pelas autoridades gestoras das calamidades. A Ministra da Administração Estatal, Carmelita Namashulua, vice-presidente daquele órgão de gestão de calamidades, disse que a preocupação do Executivo centra-se no impacto que o ciclone tropical “Funso” poderá ter sobre a região centro do país, em particular para as províncias da Zambézia e Sofala.
    Refira-se que no sistema de alerta em vigor, um ciclone de categoria 3 significa grande perigo para as pessoas, podendo ocorrer a destruição de casas de construção precária, arrebatamento de chapas pelo vento e destruição de culturas e árvores. Neste momento, as autoridades estão em estado de prontidão (alerta laranja) e em caso de deterioração da situação activa-se o vermelho que implica a evacuação compulsiva das pessoas em salvaguarda da vida humana.
    Segundo Carmelita Namashulua, a outra grande preocupação está relacionada com os níveis dos rios da zona sul do país, nomeadamente o Limpopo, Incomati e Umbeluzi que atingiram o alerta e com tendência de subir. A governante indicou que o balanço actualizado aponta para seis mortos e 1700 pessoas afectadas na zona sul do país, das quais 700 ainda têm as respectivas residências inundadas, particularmente na cidade do Chókwè, em Gaza. Foram disponibilizadas tendas e distribuídos bens alimentares básicos para a fase de transição.

    notícias
     
  4. Gerofil

    Gerofil
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    21 Mar 2007
    Mensagens:
    8,554
    Local:
    Estremoz (401 metros)
    lserpa gostou disto.
  5. Gerofil

    Gerofil
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    21 Mar 2007
    Mensagens:
    8,554
    Local:
    Estremoz (401 metros)
    Tempestades causaram 25 mortes no centro e sul do país

    O número de vítimas das tempestades "Dando", que assola o sul, e "Funso", que atinge o centro de Moçambique, subiu para 25, anunciaram hoje as autoridades moçambicanas. A diretora do Centro Nacional Operativo de Emergência (CENOE), do Instituto Nacional de Gestão de Calamidades (INGC), Dulce Chilundo, confirmou a morte de 16 pessoas na província da Zambézia, no centro do país, e nove em Gaza, no sul de Moçambique. Segundo Dulce Chilundo, "quando (a tempestade) ´Funso` passou deixou rastos e população desabrigada", pelo que "a situação (das cheias no país) é crítica".

    Destak



    matvonline
     
    #5 Gerofil, 24 Jan 2012 às 14:41
    Editado por um moderador: 21 Set 2014 às 03:52
  6. Gerofil

    Gerofil
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    21 Mar 2007
    Mensagens:
    8,554
    Local:
    Estremoz (401 metros)
    Novo ciclone ameaça costas do centro e do sul do país

    As autoridades moçambicanas estão a seguir atentamente a trajetória do ciclone "Giovanna, que se dirige para o Canal de Moçambique, depois de ter causado destruição e, pelo menos, um morto em Madagáscar.
    Em declarações aos jornalistas, uma meteorologista do Instituto Nacional de Meteorologia de Moçambique (INAM) previu que o "Giovanna" atinja as costas de Sofala, no centro, e de Inhambane, no sul, no próximo sábado mas os efeitos do ciclone deverão fazer-se sentir naquelas regiões já na quinta-feira.
    O "Giovanna", que em Madagáscar desencadeou ventos sustentados de 170 quilómetros por hora, será o terceiro ciclone a afetar Moçambique em 2012, depois de, em janeiro, as tempestades tropicais "Funso" e "Dando" terem causado 40 mortos e afetado milhares de pessoas no centro e sul do país.

    Destak
     
  7. Ronaldo Coutinho

    Ronaldo Coutinho
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    16 Fev 2006
    Mensagens:
    316
    Local:
    São Joaquim/ 1345 m Brasil
    pelos modelos poderá perder força logo, logo, felizmente.
     
    Collapse Signature Expand Signature
  8. Felipe Freitas

    Felipe Freitas
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    11 Fev 2012
    Mensagens:
    3,251
    Local:
    Florianópolis, Santa Catarina, Brasil
    Giovanna deve fazer um segundo landfall no sul da Ilha de Madagáscar a partir de hoje (18). Atualmente a tempestade mantém ventos sustentados em 88 km/h e desloca-se lentamente na direção sudeste. A previsão e que Giovanna se dissipe totalmente na segunda-feira (20).
     
  9. Gerofil

    Gerofil
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    21 Mar 2007
    Mensagens:
    8,554
    Local:
    Estremoz (401 metros)
    2 mortos e 150 casas destruídas por vendaval em Maputo

    Duas pessoas morreram e outras sete ficaram feridas na sequência de um vendaval que ocorreu no fim de semana (semana passada) na capital moçambicana, informaram hoje as autoridades municipais de Maputo.
    Uma nota do Conselho Municipal de Maputo enviada à Lusa refere que a tempestade do sábado causou dois óbitos, vítimas de naufrágio, e afetou parcial ou totalmente cerca de 150 casas. Em consequência do temporal, cinco escolas, três igrejas, cerca de 20 quilómetros de rede de transporte de energia e árvores em vários pontos da cidade foram danificadas, indica a nota, que assinala que as chuvas e ventos "arrastaram ainda solos e pedras para vias em várias artérias da cidade".
    "Para mitigar os danos, o Conselho Municipal de Maputo decidiu efetuar o levantamento das necessidades com vista à reparação urgente das infraestruturas e à prestar assistência imediata às famílias afetadas", assegura a edilidade. O município de Maputo garante que "90 por cento" da rede de transporte de energia elétrica "já está restabelecida" e que irá intensificar o trabalho de varredura e recolha de resíduos sólidos na capital do país.

    DN
     
    lserpa gostou disto.
  10. Felipe Freitas

    Felipe Freitas
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    11 Fev 2012
    Mensagens:
    3,251
    Local:
    Florianópolis, Santa Catarina, Brasil
    Como o ciclone Giovanna não ameaça Moçambique darei continuidade ao assunto no tópico África - 2012.
     
  11. João Pedro

    João Pedro
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    14 Jun 2009
    Mensagens:
    2,504
    Local:
    Porto, Campo Alegre (50m)
    Descobri este vídeo que deve corresponder a esta tempestade em Maputo. Verdadeiramente impressionante!
     
    Collapse Signature Expand Signature

Partilhar esta Página