Tornado? Tufão? Furacão?

Tópico em 'Aprendizagem e Formação' iniciado por Angelstorm 21 Out 2006 às 13:47.

  1. Angelstorm

    Angelstorm
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    11 Out 2005
    Mensagens:
    318
    Local:
    Entroncamento e Linhaceira (Tomar)
    Dada a grande confusão dos midia, que foi identificarem o fenómeno atmosférico observado no dia 18 de Outubro (tornado), fiz uma pequena pesquisa, para esclarecimento do que são tornados, furacões, tufões, ciclones.


    O QUE É TORNADO?
    Tornado pode ser definido de maneira geral com sendo um fenomeno natural no qual uma coluna de ar gira violentamente entre uma nuvem convectiva e a superfície da Terra. É a mais destrutiva de todas as tempestades na escala de classificação dos fenômenos atmosféricos. Pode ocorrer em qualquer parte do mundo, desde que existam condições favoráveis, entretanto observa-se com uma maior freqüência nos Estados Unidos numa área confinada entre as Montanhas Rochosas (a oeste) e os Montes Apalaches (a leste).

    Os tornados podem ser medidos pela escala Fujita, que é a escala que mede a intensidade dos tornados, baptizada com este nome em homenagem ao falecido cientista de tornados, Dr. Ted Fujita da Universidade de Chicago.

    Os tornados são medidos pela quantia de estrago que eles causam, e não pelo seu tamanho físico. Também é importante lembrar-se de que o tamanho de um tornado não é necessariamente uma indicação de sua ferocidade. Tornados grandes podem ser fracos, e tornados pequenos podem ser violentos.

    Escala Fujita

    A escala Fujita vai de F0 (Fujita-0 abreviado) até F6 (Fujita-6 abreviado):

    * Tornado F0: Velocidades de vento inferiores a 117 km/h. Normalmente causam poucos danos.

    * Tornado F1: Velocidades de vento entre 117 e 180 km/h. Até mesmo estes tornados podem levantar telhas e mover carros em movimento para fora da estrada. Trailers podem ser tombados e barracos podem desmoronar.

    * Tornado F2: Velocidades de vento entre 182 e 252 km/h. Os telhados de algumas casas começarão a levantar e os trailers/casas móveis que estiverem no caminho do tornado serão demolidos. Este tornado também pode soprar vagões de trem para fora de seus trilhos.

    * Tornado F3: Velocidades de vento entre 253 e 333 km/h. Árvores pesadas serão levantadas com raiz e tudo, e paredes e telhados de edifícios sólidos serão arrancados como palitos de fósforos. Isto é um tornado severo.

    * Tornado F4: Velocidades de vento entre 334 e 419 km/h. Motores de trens e caminhões de 40 toneladas serão arremessados como brinquedos. Haverá devastação total.

    * Tornado F5: Velocidades de vento entre 420 e 511 km/h. Tornados com esta intensidade destroem tudo em seu caminho. Os carros são arremessados como pedras para centenas de metros, e edifícios inteiros podem ser levantados do chão. A força é semelhante à de uma bomba atômica.

    * Tornado F6: Velocidade acima de 511 Km/h este tipo de tornado era considerado apenas em simulações (chamado de Tornado Inconcebivel)foi possivelmente registrado em 1999, no chamado Tornado de Oklahoma onde a velocidade do vento chegou bem perto dos 533 Km/h (320 Mph).




    Mas o que é um furacão? O que é um ciclone? Um tufão? Um tornado? Todo o furacão é um ciclone. No Hemisfério Sul, os ciclones giram no sentido do relógio, o sentido horário. No Hemisfério Norte, eles giram em sentido anti-horário.

    Mas se todo furacão é ciclone, nem todo ciclone é furacão. Para ser chamado de furacão, o ciclone precisa de se formar no oceano atlântico, próximo à Linha do Equador, região de clima mais quente. Quando se forma longe dessas áreas, em águas frias, ele é chamado de ciclone extratropical.

    E um tufão? Tufão é um ciclone tropical, como os furacões, mas ele tem esse nome se ocorrer no pacifico ocidental, mais concretamente no mar da China. Isto quer dizer que nunca se vai ouvir falar de um furacão na China ou de um tufão nas caraibas.

    E o que é um tornado? Furacões podem gerar tornados, mas o contrário não acontece. Furacões são fenômenos enormes, que só podem ser vistos de cima, por satélites, porque têm centenas de quilômetros de diâmetro.

    os maiores tornados têm, no máximo, dois quilômetros, e podem ser vistos em terra, porque têm o formato característico de funil. Quando esse funil toca o chão, ganha o nome de tornado. Quando toca uma superfície de água, ele chama-se tromba d'água.

    A intensidade dos furacões é medida por uma escala chamada Saffir-Simpson. O Katrina, para falar do mais mediático, atingiu o grau máximo nessa escala: cinco.

    Outra curiosidade sobre os furacões e tempestades tropicais é a origem dos nomes. O primeiro fenomeno do ano ganha obrigatoriamente um nome que começa com a letra "A". E os nomes são, alternadamente, masculinos e femininos. Por exemplo, dDepois do furacão Katrina, houve a tempestade tropical Lee, masculino.

    Se alguém quiser acrescescentar alguma coisa, ou fazer alguma correcção. faça o favor...:)
     
    Collapse Signature Expand Signature
  2. joao matias

    joao matias
    Expand Collapse
    Cirrus

    Registo:
    16 Set 2006
    Mensagens:
    21
    Local:
    Quinta do Conde/Sesimbra
    Concordo com tudo o que disseste mas relativamente aos ciclones girarem no sentido horário e os furacões no sentido anti-horário no hemísferio norte, este ano foi uma excessão, ou seja, designações de furacões deslocaram-se no sentido horário.
    Seria a designação de furacão que estava mal dáda ou houve de facto fenomenos pouco comuns, designados furacões que tomaram rotas menos prováveis mais especificamente no atlantico nordeste?
     
    Collapse Signature Expand Signature
  3. kimcarvalho

    kimcarvalho
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    19 Nov 2005
    Mensagens:
    1,775
    Local:
    Elvas
    Muito bem Angelstorm, já tinha lido esta explicação na net, mas sempre é bom recordá-la!;) :thumbsup:
     
  4. Minho

    Minho
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    6 Set 2005
    Mensagens:
    4,091
    Local:
    Melgaço
    Uma nota ao nome dos furacões no Atlântico Norte.

    Enquanto se mantiver como Depressão Tropical não é batizada com o referido nome, sendo antes identificada por um número sequencial. O nome só é atribuído quando a perturbação tropical passa para Tempestade Tropical.

    Quando a lista dos nomes se esgota, recorre-se a às letras do alfabeto grego. Esta situação aconteceu na temporada dos furacões de 2005/2006 que utilizou as 6 primeiras letras do alfabeto grego.
     
    Collapse Signature Expand Signature
  5. Minho

    Minho
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    6 Set 2005
    Mensagens:
    4,091
    Local:
    Melgaço
    E para acabar nada como ilustrar um tornado e um furacão:

    Tornado

    [​IMG]

    Furacão (Katrina em pleno Golfo do México - imagem de satelite)

    [​IMG]
     
    Collapse Signature Expand Signature
  6. dj_alex

    dj_alex
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    14 Dez 2005
    Mensagens:
    1,913
    Local:
    Lisboa
    Melhor explicação do que estas imagens nao há... :D :D
     
    Collapse Signature Expand Signature
  7. Dan

    Dan
    Expand Collapse
    Staff

    Registo:
    26 Ago 2005
    Mensagens:
    8,529
    Local:
    Bragança (675m)
    Há algum registo de um Furacão ou depressão no hemisfério norte com um giro no sentido dos ponteiros do relógio:huh: :huh: ?
     
    Collapse Signature Expand Signature
  8. Rog

    Rog
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    6 Set 2006
    Mensagens:
    4,515
    Local:
    Norte Madeira (500m)
    Este ano não foi excessão, porque no Hemisfério Norte a circulação dos ventos num furacão é sempre anti-horaria, porque a circulação que nos referimos é à rotação sobre si próprio.
    Quanto ao trajecto, esse foi mais irregular do que o habitual com deslocação mais para Leste devido à predominância dos ventos de Oeste mais fortes.
    Situações como as deste ano, não são assim tão invulgares comparando várias décadas.
    Os ventos no Hem. Norte quando circulam no sentido horário criam os anti-ciclones!
     
    Collapse Signature Expand Signature
  9. Zoelae

    Zoelae
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    11 Nov 2005
    Mensagens:
    702
    Local:
    Vinhais (775m),Bragança/Porto


    Exato RogPacheco, não podemos confundir o sentido dos ventos nos vórtice de um ciclone, com o trajecto k este leva!
     
    Collapse Signature Expand Signature
  10. kimcarvalho

    kimcarvalho
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    19 Nov 2005
    Mensagens:
    1,775
    Local:
    Elvas
    A lei física que lhe dá o sentido chama-se Força de Coriolis. ;)
    Ou seja desde o furacão até à água que se escoa num ralo de um lavatório, tudo gira no sentido anti-horário no H. Norte e sentido horário no H. Sul. :)
    Isto dáva-se na geografia do 11º ou 12º ano? Já não me recordo.
     
  11. Dan

    Dan
    Expand Collapse
    Staff

    Registo:
    26 Ago 2005
    Mensagens:
    8,529
    Local:
    Bragança (675m)
    Eu até falo disso já no 7º :)
     
    Collapse Signature Expand Signature
  12. Rog

    Rog
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    6 Set 2006
    Mensagens:
    4,515
    Local:
    Norte Madeira (500m)
    E faz muito bem, não sei se faz parte do curriculo, mas ainda que faça, a maneira como um professor expõe esta e outras matérias, pode ser decisivo no interesse posterior dos alunos pelas áreas das ciências.:)
     
    Collapse Signature Expand Signature
  13. dj_alex

    dj_alex
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    14 Dez 2005
    Mensagens:
    1,913
    Local:
    Lisboa
    Isso não é bem assim Kim...o escoamento no ralo de um lavatório é tão pequeno que a força de coriolis não tem qualquer efeito..,é uma questão de fazer analise de escala nas equações do movimento... ;) ;) ;) :D
     
    Collapse Signature Expand Signature
  14. Rog

    Rog
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    6 Set 2006
    Mensagens:
    4,515
    Local:
    Norte Madeira (500m)
    Por acaso tem, repara na tendência da água ao escorrer, tende sempre a rodar (ainda que ligeiramente) no sentido anti-horario, e quem fala no lavatório fala em tanques e outros de maiores dimensões onde este é mais significativo e visível. No lavatório se forçares a água a uma rotação horário por e simplesmente esta deixa de fazer rotação, ao contrário a rotação intensifica-se e é visivel o ralo ao centro.
    Mas que esse efeito existe, existe...;)
     
    Collapse Signature Expand Signature
  15. dj_alex

    dj_alex
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    14 Dez 2005
    Mensagens:
    1,913
    Local:
    Lisboa

    Não tem ..nem faz diferença nenhuma.... da mesma maneira que ao atirares uma bola em linha recta ela não vai desviar para a direita...Por isso...
     
    Collapse Signature Expand Signature

Partilhar esta Página