Transportadores param à meia-noite

Tópico em 'Off-Topic' iniciado por Gil_Algarvio 13 Mar 2011 às 16:42.

  1. Gil_Algarvio

    Gil_Algarvio
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    23 Mar 2009
    Mensagens:
    1,477
    Local:
    Lisboa / Altura - Algarve
    Transportadores param à meia-noite.


    As associações portuguesas de empresas transportadoras de mercadorias e passageiros anunciaram uma paralisação, que se iniciará às 0h00

    Em declarações à Agência Lusa, Pedro Morais, presidente da Associação de Transportadores de Terras, Inertes, Madeiras e Afins, apelou a que os camiões «fiquem parados nos parques durante a iniciativa de contestação», uma vez que as associações não se podem responsabilizar por eventuais piquetes espontâneos que possam vir a surgir.

    De referir que, no encontro que deu origem a esta paralisação, estiveram também as associações Nacional das Transportadoras Portuguesas, Nacional de Transportes Rodoviários de Mercadorias, Portuguesa de Operadores Expresso e Rodoviária de Transportadores Pesados de Passageiros.

    Das negociações entre as associações que representam os transportadores rodoviários de mercadorias e o Governo já tinham ficado acordadas quatro medidas de apoio ao sector, que dizem respeito ao abate de veículos e à possibilidade de majoração das despesas com combustível até 140%, entre outras.

    Entre as reivindicações das empresas, que agora iniciam esta paralisação ainda sem final anunciado, estavam descontos nas antigas SCUT e a criação do chamado gasóleo profissional, exigências que o Governo informou não ser possível satisfazer.

    Fonte:
    Auto Motor
    http://news.automotor.xl.pt/?s=12&n=31332&nivel=3
     
    Collapse Signature Expand Signature
  2. trepkos

    trepkos
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    10 Out 2008
    Mensagens:
    1,409
    Local:
    Eborae
    Pode ser que o combustivel baixe. Agora começa a correria ao combustivel ate esgotar.
     
  3. Knyght

    Knyght
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    10 Mai 2009
    Mensagens:
    2,013
    Local:
    Madeira - Funchal
    Eu já estava admirado eles estarem quietinhos...
    Temos é de fazer o mesmo acabei de deitar 98 a 1.57€... É a loucura!!!
     
    Collapse Signature Expand Signature
  4. frederico

    frederico
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    9 Jan 2009
    Mensagens:
    4,715
    Local:
    Porto
    Os pequenos e médios empresários estão à beira de entrar em ruptura, é impossível suportar estes preços de combustíveis, electricidade, higiene e segurança no trabalho, impostos, etc. Algum dia terá de haver uma revolta, caso contrário as empresas fecharão e teremos o desemprego acima de 15%.

    Por exemplo, as empresas do sector alimentar são obrigadas a pagar a uma empresa de higiene e segurança, ora por que razão o Estado não emite anualmente um guia com regras a cumprir? Ficaria muito mais baratos aos restaurantes, pastelarias e padarias, do que pagar obrigatoriamente centenas ou milhares de euros por ano às empresas de higiene alimentar.

    Depois a caça à multa é sufocante, basta um erro na hora da descarga da mercadoria para haver coima ou mesmo apreensão do veículo.

    Se há pessoa que concorda com uma vigilância das condições de higiene nas nossas empresas do sector alimentar sou eu, mas há exageros óbvios que só servem para sufocar os empresários.

    Sublinho que os preços dos combustíveis e da electricidade poderão subir ainda mais com o novo PEC. Os portugueses não resistem mais, sabe-se que em média um português recebe pouco mais de 700 euros por mês, mas gasta mais que isso em alimentação, alojamento, vestuário, água, electricidade, saúde e gás, ou seja, o básico. Não sobra nada para lazer ou cultura, a maioria dos portugueses já chega ao fim do mês com saldo negativo.

    Neste momento a maior parte da Europa está a crescer. Nós sofremos sim com a crise internacional, mas o que se está a passar é acima de tudo culpa da nossa crise interna! Das más políticas que temos seguido desde que houve o 25 de Abril. Começou tudo com o PREC, depois a má aplicação dos fundos europeus, e de seguida o endividamento desmesurado. Há mais de dez anos que se diz que isto iria suceder, por muito menos nos anos 90 o Canadá e a Suécia tiveram crises do seu estado social, e na altura fizeram reforma que incluíram o despedimento de centenas de milhar de funcionários públicos ou flexibilização laboral.

    Agora nos próximos meses é a ruptura.

    O Estado tem de optar.

    Que escolha.

    Ou avança o TGV, o novo aeroporto, não despede funcionários públicos e não mexe nas leis laborais e do arrendamento.

    Ou então acaba com os governos civis, com parte das juntas de freguesia e das câmaras, com fundações, institutos, comissões, despede 100 ou 200 000 funcionários públicos, reforma a justiça, acaba com as rendas congeladas, etc.

    Alguém terá de sofrer. E é preferível que sofra uma minoria do que a maioria.
     
  5. iceworld

    iceworld
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    18 Dez 2007
    Mensagens:
    1,051
    Local:
    coimbra ( 85m )
    Concordo com estas paralisações dos transportadores, mas o problema mantém-se para todos os outros que não pertençam a estas associações.

    É que caso o governo se sinta apertado negoceiam apenas com as transportadores enquanto que o cidadão "normal" vai continuar a pagar estes balúrdios, impostos pelas grandes empresas com a conivência do estado.

    Faço cerca 35.000 kms ano.:hehe::huh:
     
  6. frederico

    frederico
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    9 Jan 2009
    Mensagens:
    4,715
    Local:
    Porto
    Nos últimos anos o aumento das despesas do empresários das PME tem sido tão elevado que nalguns casos há meses em que os patrões ganham tanto quanto um empregado, e com menos regalias, pois muitos dos donos destas empresas não têm férias nem fim-de-semana livre há vários anos. Cobrar uma dívida é quase impossível, há casos em que clientes têm dívidas de 5, 10 ou 15 mil euros e passeiam-se em bons Mercedes ou BMW's, e exibem telemóveis do modelo mais recente! Mas que raio de Justiça temos em Portugal? Tudo com leis apenas a favor dos empregados, dos caloteiros, dos ladrões? Não se consegue pôr na rua um inquilino com a renda em atraso, não se consegue cobrar um dívida! Imaginem que têm um terreno, se um vizinho fizer lá uma casa, têm de chamar testemunhas para provar que o terreno é vosso, os documentos da Conservatória não são suficientes, e ainda se arriscam a perder a vossa propriedade! Mas que leis são estas? Portugal tem de se livrar do sistema imposto pela escumalha comunista e socialista!
     
  7. frederico

    frederico
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    9 Jan 2009
    Mensagens:
    4,715
    Local:
    Porto
    Acha que o Governo vai perder o dinheiro dos impostos? Tem de optar, ou são mantidos 700 000 funcionários públicos, pavilhões municipais a cada esquina, auto-estradas e universidade à porta de casa, ou então reduz a despesa do Estado, e isso a Esquerda não quer!
     
  8. Gil_Algarvio

    Gil_Algarvio
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    23 Mar 2009
    Mensagens:
    1,477
    Local:
    Lisboa / Altura - Algarve
    Só de pensar que a GALP teve lucros de 45 milhões...
     
    Collapse Signature Expand Signature
  9. frederico

    frederico
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    9 Jan 2009
    Mensagens:
    4,715
    Local:
    Porto
    Eu nem ligo aos lucros, o que me preocupa são outras coisas, os impostos e o seu destino, a falta de concorrência, e ainda o que teremos de pagar das energias alternativas.
     
  10. Agreste

    Agreste
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    29 Out 2007
    Mensagens:
    8,049
    Local:
    Aljezur (48m) - Faro (11m)
    Ou então assume que está falido e renegoceia a dívida. Quem tem mais medo do default: os devedores os credores?
     
  11. Mário Barros

    Mário Barros
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    18 Nov 2006
    Mensagens:
    12,479
    Local:
    Cavaleira (Sintra)
    Concordo em pleno :thumbsup:
     
  12. frederico

    frederico
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    9 Jan 2009
    Mensagens:
    4,715
    Local:
    Porto
    E não faz reformas cá dentro?

    Temos que assumir que a classe média portuguesa tem um estilo que vida insustentável e consome desenfreadamente.

    Ora vou comparar os jovens portugueses com os jovens de outros países europeus.

    Por cá, nas classes médias:

    - carro antes dos 25 anos;
    - vive-se em apartamentos enquanto se estuda, conheço vários casos de jovens que pagam de renda 500 euros por um T1 porque se recusam a partilhar casa;
    - quase ninguém trabalha em part-time enquanto estuda;
    - elevado nível de reprovação no ensino superior
    - noitadas à terça e à quinta, festas académicas, queimas, praxes, festivais de música, etc.

    Na Holanda, na Alemanha ou no Reino Unido:

    - anda-se mais de transporte público ou de bicicleta, não se vê muitos jovens com carro, e muito menos com carro novo;
    - os estudantes vivem em residências, onde com frequência partilham WC e cozinha com dezenas de outros estudantes (já estive numa residência universitária assim em Londres);
    - comum trabalhar-se em part-time, nem que seja na própria universidade;
    - sai-se à noite à sexta ou ao sábado, e está-se cedo em casa antes das duas;
    - os horários são produtivos, entra-se às oito, sai-se cedo, sem furos pelo meio, e por vezes apenas com meia hora de almoço.

    A nossa juventude de classe média tem uma qualidade de vida e um desafogo que não se vê noutros países mais ricos que Portugal.
     
  13. Knyght

    Knyght
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    10 Mai 2009
    Mensagens:
    2,013
    Local:
    Madeira - Funchal
    Há muita geração à rasca a precisar de acordar...

    Mas reformas neste país? Unidade? Matam quem demonstrou ser capaz de ser líder desta nação e querer um país normal.
     
    Collapse Signature Expand Signature
  14. Paulo H

    Paulo H
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    2 Jan 2008
    Mensagens:
    2,844
    Local:
    Castelo Branco 386m(489/366m)
    Tens toda a razão, nem sei se é uma questão de cultura, até porque os nossos pais eram bem poupados (também com aquelas taxas de juro nos vinte e tal %, quem se atreveria a endividar-se?), mas também fomos mal habituados, ou melhor fomos enganados pelos sucessivos governos fazendo-nos pensar que era tudo de borla e que um dia não iríamos pagar tudo!

    Mas pronto, como diz o outro.. "é a vida.." :) Agora para descontraír: um filho de um emir de um país rico, foi estudar para uma universidade na alemanha, e ao fim de algum tempo queixou-se ao pai que se sentia mal com os colegas por este andar sempre de limusine de casa para as aulas e de volta para casa, pois os colegas preferiam andar de comboio! Ora o pai preocupado com o filho, responde-lhe "filho, não andarás mais de limusine, a partir de agora passarás a andar também de comboio que brevemente te irei oferecer!" :D
     
    Collapse Signature Expand Signature
  15. frederico

    frederico
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    9 Jan 2009
    Mensagens:
    4,715
    Local:
    Porto
    Nós temos há séculos problemas culturais por resolver, mas não temos gente nas elites que diga isto aos portugueses. O Presidente da República disse umas banalidades que toda a gente com uma inteligência dentro da média sabe e vieram logo umas virgens ofendidas, entre socialistas e socialistas encapotados dizer que era um discurso duro! Caramba, discurso duro aquilo? Façam-se homens!

    Mas como estava a dizer, temos problemas culturais por resolver, e não vale a pena termos gente iluminada a governar, porque enquanto não mudarmos o nosso estilo de vida e a nossa forma de estar Portugal estará sempre na cauda da Europa.
     

Partilhar esta Página