Trovoada e granizo dão cabo de culturas e casas

Tópico em 'Media' iniciado por Dan 31 Ago 2008 às 18:34.

  1. Dan

    Dan
    Expand Collapse
    Staff

    Registo:
    26 Ago 2005
    Mensagens:
    8,530
    Local:
    Bragança (675m)
    http://jn.sapo.pt/paginainicial/pai...20Moncorvo&Option=Interior&content_id=1006794
     
    Collapse Signature Expand Signature
  2. belem

    belem
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    10 Out 2007
    Mensagens:
    3,262
    Local:
    Sintra
    Aqui está uma prova da diferença entre produzir azeitona no planalto transmontano e no vale do Douro.
    O planalto é sempre muito mais inconstante... O que não quer dizer que uma surpresa ou outra não aconteça num vale, mas é muito mais raro...
     
    Collapse Signature Expand Signature
  3. Dan

    Dan
    Expand Collapse
    Staff

    Registo:
    26 Ago 2005
    Mensagens:
    8,530
    Local:
    Bragança (675m)
    No caso de trovoadas não vejo grande diferença no facto de ser planalto ou vale.
     
    Collapse Signature Expand Signature
  4. belem

    belem
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    10 Out 2007
    Mensagens:
    3,262
    Local:
    Sintra
    Falando na precipitação, acha que não?
    E no granizo? O vento?
    O que destruiu a azeitona não foi a trovoada...:);)
     
    Collapse Signature Expand Signature
  5. Dan

    Dan
    Expand Collapse
    Staff

    Registo:
    26 Ago 2005
    Mensagens:
    8,530
    Local:
    Bragança (675m)
    Os estragos foram provocados por uma violenta saraivada que foi originada por uma trovoada. Trata-se de um fenómeno muito localizado e bastante raro. Felizmente, a maior parte das trovoadas não origina saraivadas assim tão intensas e mesmo aquelas onde tal acontece, o fenómeno fica normalmente limitado a um pequeno sector. Como são fenómenos com uma frequência de ocorrência tão baixa, parece-me difícil estabelecer, na mesma região, uma diferenciação apenas em função da localização topográfica.
     
    Collapse Signature Expand Signature
  6. *Dave*

    *Dave*
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    29 Jun 2008
    Mensagens:
    1,912
    Local:
    ASM (Idanha-a-Nova) - Covilhã
    Por aqui já aconteceu várias vezes as culturas estragarem-se devido ao granizo... por outro lado a trovoada em si não faz mal, pelo contrário, fixa azoto na terra que é uma substância importantíssima para o crescimento da vegetação.

    Claro que a trovoada está associada muita chuva, etc..., e isso sim danifica praticamente todas as culturas que não estejam protegidas se for em demasia.


    Abraço:thumbsup:
     
    Collapse Signature Expand Signature
  7. belem

    belem
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    10 Out 2007
    Mensagens:
    3,262
    Local:
    Sintra
    Apenas se referiu que zonas mais expostas sofrem mais com o vento, a saraivada e as intempéries, ou ainda acha que não???
    Numa zona exposta com maior altitude a probabilidade de queda de precipitação é maior, pelo simples facto das nuvens se condensarem em maior quantidade no seu topo. Acredito que saiba isto, afinal roça um pouco o incontestável e até o senso comum.
    Por alguma coisa chove mais,geralmente, nas zonas montanhosas em Portugal, exemplos flagrantes são a montanha do Pico nos Açores ou a Serra de Monchique no algarve. E menos, em locais como os vales abrigados do Douro ou no interior do Alentejo.
    Mesmo perante fenómenos raros ou localizados, a tendência é a mesma, devido simplesmente à disposição de relevo.
    Os mapas de precipitação, que descrevem o Alto Douro, fazem aliás claramente essa distinção.
     
    Collapse Signature Expand Signature
  8. belem

    belem
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    10 Out 2007
    Mensagens:
    3,262
    Local:
    Sintra
    É verdade.
    Embora as trovoadas secas tb sejam algo comuns.
     
    Collapse Signature Expand Signature
  9. Dan

    Dan
    Expand Collapse
    Staff

    Registo:
    26 Ago 2005
    Mensagens:
    8,530
    Local:
    Bragança (675m)
    Claro que a precipitação aumenta com o aumento da altitude, também o relevo, em determinadas circunstâncias, pode potenciar as correntes ascendentes favorecendo assim o desenvolvimento das nuvens de trovoada. Mas depois de formada a nuvem de trovoada o problema é saber onde esta vai “descarregar”. Tanto pode ser próximo do local onde foi originada como a 10, 20 ou 50km a jusante desse local.

    Se existissem locais onde fenómenos desta violência ocorressem todos os anos ou mesmo em cada dois anos nunca poderiam ser áreas agrícolas e até mesmo a vegetação natural teria dificuldade em sobreviver.
     
    Collapse Signature Expand Signature
  10. belem

    belem
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    10 Out 2007
    Mensagens:
    3,262
    Local:
    Sintra
    Pois, mas como são fenómenos raros e algo aleatórios , tal não acontece.
     
    Collapse Signature Expand Signature

Partilhar esta Página