Urso-pardo de volta a Portugal?

Tópico em 'Biosfera e Atmosfera' iniciado por belem 9 Mai 2008 às 20:04.

  1. belem

    belem
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    10 Out 2007
    Mensagens:
    3,262
    Local:
    Sintra
    Recebi uma notícia de um investigador espanhol, que diz que os ursos-pardos provavelmente já entram em Portugal.
    Em 2005 foi avistado um urso-pardo adulto, bastante perto de Portugal, no Rio Sil, afluente do Rio Minho. Significa que a população está a aumentar e a colonizar novos territórios. Tendo em conta que a Peneda Gerês é uma continuidade da cordilheira cantábrica e que tanto do lado português como espanhol ainda restam vastas áreas remotas, com muita água, floresta, montanhas e uma população francamente crescente de cervídeos é fácil de entender o porquê deste acontecimento.
    Convém lembrar que outra espécie de grande mamífero fez o mesmo há uns anos no mesmo local, neste caso a Ibex ( Capra pyrenaica) que veio de Espanha e neste momento já está instalada no Gerês.
    Em Espanha as leis de caça permitem a caça deste magnífico ungulado.
     
    Collapse Signature Expand Signature
    #1 belem, 9 Mai 2008 às 20:04
    Editado por um moderador: 7 Mar 2013 às 13:53
  2. psm

    psm
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    25 Out 2007
    Mensagens:
    1,509
    Local:
    estoril ,assafora
    Re: Urso-pardo de volta à Peneda Gerês?

    Está a voltar para locais onde já esteve extinto.Pecorria todo norte e centro de portugal.
     
    Collapse Signature Expand Signature
  3. MSantos

    MSantos
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    3 Out 2007
    Mensagens:
    6,687
    Local:
    Figueira de Castelo Rodrigo (650m)
    Re: Urso-pardo de volta à Peneda Gerês?

    Ursos em Portugal :shocking: Já estão extintos à tanto tempo pelas nossas paragens, que nunca pensei que pudessem regressar:huh:. Será mesmo possível?
    O numero de cervideos tem vindo a aumentar um pouco por todo o país, tal como o numero de javalis. Também já tinha ouvido falar do regresso da cabra Ibérica ou cabra montesa ao Gerês, mas de ursos até agora ainda não...
     
    Collapse Signature Expand Signature
  4. psm

    psm
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    25 Out 2007
    Mensagens:
    1,509
    Local:
    estoril ,assafora
    Re: Urso-pardo de volta à Peneda Gerês?

    Vou corrigir o meu post;de facto o urso estava por todo pais,exemplo disso é a marca toponímica do sul de portugal como a serra da ossa.Dou mais duas localidades derivadas da palavra urso:lapadusso,usseira.
    Quero mencionar outra especie que se extinguiu em portugal e que deu o nome a um dos afluentes do Guadiana que era o esquilo, antigamente o nome esquilo era ardila, há outro afluente este pertencente ao Douro com o nome de arda .O que levou ao que o esquilo ou arda a desaparecer de portugal?Foi a destruição da floresta nativa de portugal (carvalhos) , a sua alimentação principal dos esquilos ou ardilas eram as bolotas.

    Ao que parece os esquilos estão tambem a entrar em portugal via espanha, isto devido tambem ao abandono da agricultura. Os carvalho voltam a conquistar os terrenos que eram deles
     
    Collapse Signature Expand Signature
  5. belem

    belem
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    10 Out 2007
    Mensagens:
    3,262
    Local:
    Sintra
    Re: Urso-pardo de volta à Peneda Gerês?

    Sim. Tenho também visto muitos carvalhais em progressão. E na mata da albergaria o número de veados é enorme. Embora duvide que os ursos escolham esse local. Devem estar em locais muito mais remotos e longe das estradas, tal como a ibex.
    Eu tenho um livro muito antigo ( mas muito antigo mesmo lool), que retrata a presença do urso-pardo junto a Beja!!
    Eu acredito plenamente na presença do urso-pardo por cá, pois em Espanha a sua protecção está a ser um sucesso e como deambulam já entre os 2 países...
    A águia imperial é outro exemplo, de um animal que graças a Espanha e seus esforços está a voltar de forma notória a Portugal.
     
    Collapse Signature Expand Signature
  6. frederico

    frederico
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    9 Jan 2009
    Mensagens:
    4,705
    Local:
    Porto
    Re: Urso-pardo de volta à Peneda Gerês?

    Penso que há registos da presença de ursos no Algarve há uns séculos atrás...
     
  7. Zoelae

    Zoelae
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    11 Nov 2005
    Mensagens:
    702
    Local:
    Vinhais (775m),Bragança/Porto
    Re: Urso-pardo de volta à Peneda Gerês?

    A ser verdade esse relato, posso dizer-te que os ursos estaram então mais perto do Parque Natural de Montesinho do que do PNPG, já que esse rio, afluente do rio Minho e com mais caudal que este, nasce nos montes Cantábricos, passa em Ponferrada e a norte da Serra da Cabrera, mais conhecida por Sanábria, se se estenderem para a Sanábria, brevemente estarão em Montesinho.

    Os ursos existiram até por volta do século XVI salvo erro, nos bosques e montanhas da maior parte da península.
     
    Collapse Signature Expand Signature
  8. frederico

    frederico
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    9 Jan 2009
    Mensagens:
    4,705
    Local:
    Porto
    Re: Urso-pardo de volta à Peneda Gerês?

    A extinção das grandes espécies de mamíferos nas montanhas de Marrocos e na Península Ibérica é uma página lamentável dos nossos povos...
     
  9. trepkos

    trepkos
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    10 Out 2008
    Mensagens:
    1,409
    Local:
    Eborae
    Re: Urso-pardo de volta à Peneda Gerês?

    De facto é um erro lamentável, ali em Monfurado existiam ursos, lobos, abutres e linces ibéricos, hoje não há nada... Continuam a existir algumas espécies de animais que devem ser protegidas como a lontra, os ginetos ou os morcegos, há que se apostar na preservação.
     
  10. belem

    belem
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    10 Out 2007
    Mensagens:
    3,262
    Local:
    Sintra
    Re: Urso-pardo de volta à Peneda Gerês?

    Eu não sei se o urso-pardo fêmea foi visto, mais perto do parque de Montesinho, mas se for até fico mais satisfeito e esperançado, pois acho que é o parque natural com melhores condições para albergar estes animais, neste momento, em Portugal.;)
     
    Collapse Signature Expand Signature
  11. frederico

    frederico
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    9 Jan 2009
    Mensagens:
    4,705
    Local:
    Porto
    Re: Urso-pardo de volta à Peneda Gerês?

    Não é só o urso pardo que devia ser reintroduzido, mas também o lince-ibérico, o quebra-ossos e o lobo-ibérico (a sul do Douro). A política de biodiversidade está morta no nosso país, o estado pouco ou nada investe nesta área, os sapais e zonas húmidas continuam a ser secados, muitos cursos de água continuam a ser betonizados, não há reflorestação com espécies autócnes, florestas públicas nem vê-las, projectos urbanísticos em áreas sensíveis, sei que é um pouco falacioso o que vou dizer, mas tanto património natural destruído nos últimos anos em nome do desenvolvimento económico e o país afinal de contas continua sempre com os mesmos problemas económicos...

    Um exemplo flagrante é a construcção da Barragem do sabor, ainda tenho alguma esperança que o projecto não avance...
     
  12. belem

    belem
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    10 Out 2007
    Mensagens:
    3,262
    Local:
    Sintra
    Re: Urso-pardo de volta à Peneda Gerês?

    Eu também não acredito no avançar da Barragem do Sabor.
    Quanto ao urso-pardo, a sua reintrodução é um tema algo complexo no contexto português, pois é uma espécie perigosa e que requer muito espaço...
    Acredito mais depressa que ele volte para cá pelo próprio pé do que outra coisa.
    O lince-ibérico, já esteve pior, pois neste ano vai ter em Silves o primeiro centro de reprodução em cativeiro em Portugal.
    O lobo-ibérico está muito mal a sul do rio Douro, porque simplesmente foi quase exterminado, pois já existem áreas adequadas e cheias de presas, situação que só mais recentemente tem sido registada.
    As espécies extintas que espero que voltem são o castor, o galo-silvestre ou tetraz grande ( uma relíquia das épocas glaciárias) e o gipaeto-barbado ( ou quebra-ossos).
    O galo silvestre, não está provado como extinto na íntegra, mas há fortes indícios que sim. Poderá ser criado em cativeiro tal como foi a perdiz-cinzenta, com êxito.
    O urso-pardo penso que é uma questão de tempo e ele poderá voltar assim como o gipaeto-barbado, mesmo sem intervenção humana.
    Mas penso que mesmo nestes casos é necessária ajuda humana.
    O auroque é uma possibilidade também, mas só daqui a mais tempo, se houver interesse e investimento.:D
     
    Collapse Signature Expand Signature
  13. frederico

    frederico
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    9 Jan 2009
    Mensagens:
    4,705
    Local:
    Porto
    Re: Urso-pardo de volta à Peneda Gerês?

    Já houve castores em Portugal?
     
  14. belem

    belem
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    10 Out 2007
    Mensagens:
    3,262
    Local:
    Sintra
    Re: Urso-pardo de volta à Peneda Gerês?


    Sim, já. E está dado como extinto.

    http://www.iucnredlist.org/details/4007

    Uma espécie de tempos modernos que também fez parte da nossa fauna e foi extinta pelo Homem, foi o bisonte-europeu.
    Em Portugal, só conheço um centro de reprodução em cativeiro, que fica no Parque Biológico de Gaia.
    Para os grandes bovídeos e outra megafauna voltar, era preciso investir, em diversos sectores ( económico-sociais, ecológicos,etc...)e nomeadamente na criação de corredores ecológicos entre o Gerês, o Montesinho e quem sabe até ao Douro internacional, por exemplo.
    Os ganhos com a presença destes animais seriam enormes, por diversas razões, sobretudo, a nível de ecoturismo.
     
    Collapse Signature Expand Signature
  15. Kodiak

    Kodiak
    Expand Collapse
    Cirrus

    Registo:
    7 Fev 2009
    Mensagens:
    92
    Local:
    Braga
    Re: Urso-pardo de volta à Peneda Gerês?

    Oficialmente o urso-pardo desapareceu em 1650. Mas este registo baseia-se num animal que foi abatido junto à casa da neve, na serra Amarela (PNPG). O local ficou (ou já tinha) o nome de Quelha da Ursa. Mas é bem provável que a existência do urso no Gerês e em Portugal se tenha prolongado pelas décadas seguintes. Com efeito, existem algumas (muito poucas) referências de ursos nas montanhas do Alto Minho no século XIX. Nesta altura a ocorrência da espécie seria absolutamente casual - provavelmente exemplares errantes oriundos do norte da Galiza e (ou) do sul das Astúrias. Finalmente, o último urso morto na Peneda-Gerês (um urso meio perdido vindo provavelmente do Norte) sucedeu em 1946 em Padrenda, Galiza, no sopé do planalto de Castro Laboreiro. Circulava para cá e para lá, provocando, parece, estragos no gado. Foi abatido por um lavrador chamado Camilo Loves com a ajuda da guarda-civil. O homem que ainda vivia há 5 anos foi tratado no hospital de Melgaço, de ferimentos provocados pelo urso. Um outro homem partiu uma perna quando fugia do animal.

    Não me parece que o urso regresse a Portugal nos tempos mais próximos(décadas). O que resta das florestas portuguesas é pouco para sustentar uma população viável. Os carvalhais galaico-portugueses estão profundamente retalhados (apesar de tudo, em melhor estado que nos séculos XVIII, XIX e primeira metade do século X).
    O mesmo para o galo-montês (Tetrao urogallus) aqui referido. Aliás não existem provas credíveis da sua existência. Receio mesmo que o único dado conhecido, uma referência encontrada num manuscrito setecentista da região do Gerês, enferme num erro de transcrição.
    De qualquer das formas é provável tenha existido no Gerês, onde existem topónimos provavelmente ligados ao galo, mas isto, como disse, no tempo em que a composição e sobretudo a extensão do coberto vegetal permitia a existência da ave.
    Finalmente de pouco vale reproduzir o galo em cativeiro quando as condições do meio não permitem a sua sobrevivência. Por outor lado seria necessário reunir um grupo de fundadores (reprodutores) da subespécie do noroeste da Península (diferente do galo das montanhas do nordeste, na estrutura do bico, porte etc. e mais adaptado aos pinhais de pinheiro silvestre) e não me parece que as autoridades espanholas estivessem de acordo depois do episódio da cabra-montês do Gerês.
     

Partilhar esta Página