Resultados da pesquisa

  1. K

    Urso-pardo de volta a Portugal?

    Caro Trevinca Obrigado pelo texto. Continuo a dizer que nada disto é novidade para nós. A data que saiu é errada, já sabemos. Foi um lapso (há algum livro que não tenho um erro?). Um lapso que será corrigido na 2º edição. A história do urso de Coucieiros conheço-a há muito o tempo. Desde o...
  2. K

    Urso-pardo de volta a Portugal?

    Trevinca, nessa listagem, encabeçada por Montesinho, não aparece nenhum dado sobre o território português. Tudo Espanha!! É o mesmo que apresentar uma listagem de observaç ões (ainda por cima casuais e desfasadas no tempo) colocar o Gerês à cabeça e depois nomear uma série de locais nas...
  3. K

    Urso-pardo de volta a Portugal?

    Trevinca, Para sua informação o dado da morte do urso de 1946 (e não 1948) já tinha sido citado por mim na revista Tribuna da Natureza e vem também citado no "Iberia Selvagem" de Paulo Caetano, em 2003.. Não era novidade no artigo de Álvares e Domingues. Aliás quem passou o dado a FA fui eu. O...
  4. K

    Urso-pardo de volta a Portugal?

    Obrigado e boa sorte
  5. K

    Urso-pardo de volta a Portugal?

    Tenho estado a ler as mensagens deste tópico desde o início. Li metade mas o suficiente para comparar alguns destes membros (ALGUNS) a lunáticos em busca de discos voadores.
  6. K

    Urso-pardo de volta a Portugal?

    Uma sugestão ao Belém : se não leu o livro (e recusa a ler) também não sabe o que lá vem escrito. Mas se tiver curiosidade (já vi que não é o seu forte) venha assistir à apresentação e coloque as suas dúvidas. Ou em alternativa faça uma publicação com todos esses dados sobre os ursos de...
  7. K

    Urso-pardo de volta a Portugal?

    Concordo plenamente Uma sugestão ao Belém : se não leu o livro (e recusa a ler) também não sabe o que lá vem escrito. Mas se tiver curiosidade (já vi que não é o seu forte) venha assistir à apresentação e coloque as suas dúvidas. Ou em alternativa faça uma publicação com todos esses dados...
  8. K

    Urso-pardo de volta a Portugal?

    Concordo plenamente
  9. K

    Urso-pardo de volta a Portugal?

    Ursus1900 (aliás FA). Não fiz insinuação nenhuma. A interpretação está errada. Desejo sinceramente que termines o teu trabalho e o publiques rapidamente. Ficamos todos a ganhar
  10. K

    Urso-pardo de volta a Portugal?

    Acho os comentários do Ursus 1900 e do Belem perfeitamente surrealistas! E como tal nem vou comentar. Apenas dois pequenos apontamentos: ao Ursus 1900 quero dizer que, a partir de agora, vou estar à espreita de livros sobre fauna que sejam interessantes para depois escrever um sobre o mesmo tema...
  11. K

    Urso-pardo de volta a Portugal?

    Obrigado. Na verdade não tenho andado muito por estes lados. Tenho andado um pouco ocupado com a preparação de um livro. Mas, também tenho andado atento à evolução da população do urso! E de outros animais.. De qualquer das formas já fiz aquilo que pretendia. Como este fórum também trata do...
  12. K

    Urso-pardo de volta a Portugal?

    Situação actual? Ou antiga? Situação actual: não há ursos perto da fronteira, quando muito poderá chegar um ou outro a poucas dezenas de Km da fronteira.Sempre com o risco de ser atropelado. Antiga: último urso morto em Portugal: Dezembro de 1843, na Mourela, actual Parque Nacional da...
  13. K

    Urso-pardo de volta a Portugal?

    Caros Só para informar que nos próximos dias 29 de Novembro e 1 de Dezembro vai decorrer em Lisboa e no Porto, respectivamente, lançamento do livro sobre o Urso-pardo em Portugal.
  14. K

    Biodiversidade

    A águia-real (do coelho) chegou ao centro de recuperação do Gerês (vinda do zoo da Maia) por 1987. Tinha sido capturada, juvenil, num ninho do Douro. A foto foi feita no ano seguinte ou dois anos depois. Essa águia (uma fêmea) esteve no Gerês até 1994. Encontra-se nos arredores de Lisboa na...
  15. K

    Biodiversidade

    Belém, por qualquer motivo o texto escrito por mim referente à utilização ilegal das fotos (as fotos em cativeiro e em Montesinho) apareceu em itálico. Espero que não cause confusão a terceiros. KodiaK
  16. K

    Biodiversidade

    De facto a zona é sobrevoada de quando em quando por um ou outra águia-real. Há dias uma bióloga que trabalha nesta região com o lobo (está a fazer capturas e a seguir uma alcateia via satélite) enviou-me pela net cinco fotos de um sub-adulto na Peneda e uma vigilante do PN fotografou um adulto...
  17. K

    Biodiversidade

    Já há muito que não entro aqui mas agora fiquei curioso. Uma foto de águia-real com um coelho e uma foto com crias. Pode saber-se onde foram tiradas e em que ano? Uma correcção: a população de águia-real não é exactamente a que dizem embora a espécie esteja extinta como nidificante. Com efeito...
  18. K

    Energia Eólica: Que impactos causa ao ambiente

    Então está tudo esclarecido. É que não tenho por costume ofender ninguém. Obrigado pela resposta.
  19. K

    Energia Eólica: Que impactos causa ao ambiente

    Não percebo porque é que desapareceu o meu comentário ao post de Icewordl. Gostava de uma resposta.
  20. K

    Energia Eólica: Que impactos causa ao ambiente

    Não é uma questão de preferência. É uma questão de ordenamento. Cada "coisa" no seu lugar. A questão é que não houve a preocupação inicial de definir as áreas de exclusão para as eólicas. E agora assistimos a um assédio permanente das empresas. Não estou a falar por falar. Trabalho numa área...
  21. K

    Biodiversidade

    E viva a Utopia. Acrescenta aí: uma revolução no Ministério do Ambiente. Independentemente disso fico satisfeito por ainda haver gente disponível para a luta. Conta comigo.
  22. K

    Energia Eólica: Que impactos causa ao ambiente

    Não se trata de uma mariquice ambientalista mas de uma questão de ordenamento. Neste país continuam a fazer-se as coisas sem primeiro pensar onde e de que maneira devem ser feitas. Com os parques eólicos passa-se exactamente o mesmo. Cometem-se atropelos em nome da exploração do vento, rasgam-se...
  23. K

    O lugar mais quente

    Só agora vi este tópico e reparei que o Vale da Morte foi aqui referido. Há uns anos aventurei-me 15 dias pelo deserto de Mojave e visitei naturalmente aquele vale. Posso garantir que as temperaturas em Setembro são muito elevadas.
  24. K

    Urso-pardo de volta a Portugal?

    Re: Urso-pardo de volta à Peneda Gerês? É interessante essa questão do Lynx lynx. De facto é certo, ou quase certo, que a espécie existiu no Noroeste peninsular em épocas históricas. Tudo aponta para isso. E é claro que era muito mais possante que o lince-ibérico. Existe um ou outro relato de...
  25. K

    Biodiversidade

    Psm Mudando para este tópico o assunto das faias de Sintra, Pois a mim parece-me que existindo um núcleo de faias em Sintra rodeado de acácias é uma boa ocasião para estudar o comportamento de umas e de outras. Quem vencerá a luta? A faia trava os fogos a acácia arde com facilidade. Porque...
  26. K

    Urso-pardo de volta a Portugal?

    Re: Urso-pardo de volta à Peneda Gerês? Relativamente à questão florestal concordo com tudo o que foi dito. Parece-me no entanto que uma das vias é reorganização da floresta utilizando quer espécies autóctones de crescimento lento, quer espécies de crescimento mais rápido (excluindo o...
  27. K

    Urso-pardo de volta a Portugal?

    Re: Urso-pardo de volta à Peneda Gerês? Frederico, Quando referi o litoral centro queria dizer toda a região costeira entre Aveiro, e a região do Oeste. Relativamente ao facto do Pinus pinaster ser endémico, parece-me que não existem dúvidas,pelo menos nesta região. Uma referência:"Florestas...
  28. K

    Urso-pardo de volta a Portugal?

    Re: Urso-pardo de volta à Peneda Gerês? Sim à substituição dos eucaliptos por espécies autóctones mas com contra-peso e medida. Proponho as seguintes receitas tendo por base as espécies mencionadas Nas montanhas do noroeste, de feição atlântica: carvalhos, azevinhos e teixos, acompanhados, nas...
  29. K

    Urso-pardo de volta a Portugal?

    Re: Urso-pardo de volta à Peneda Gerês? Sobre os cães assilvestrados, Eu percebi a ideia. O que eu queria dizer é que os cães não competem com os lobos, porque onde existem alcateias estáveis quase não existem cães. Nas zonas onde não existem lobos, ou existem muito poucos lobos...
  30. K

    Urso-pardo de volta a Portugal?

    Re: Urso-pardo de volta à Peneda Gerês? Sobre os cães assilvestrados. Os cães assilvestrados não são um problema nas regiões onde existem populações de lobos estabilizadas. Pelo contrário, os lobos é que são um problema para os cães vadios, mesmo em matilha. Há um ditado que diz mais ou...
  31. K

    Seguimento Litoral Norte - Abril 2009

    Em Leonte,Gerês (cerca de 900m) hoje pelas 18 horas começou a nevar com alguma intensidade.
  32. K

    Porquê tantos incêncios no Inverno/Primavera em Portugal

    Os incêndios que acontecem em pleno Inverno são, regra geral, provocados pelos pastores que acreditam na renovação "eterna" das pastagens. Trata-se de uma prática ancestral comum sobretudo nas regiões montanhosas do Norte e do Centro e que leva a perda de enormes áreas florestais todos os anos...
  33. K

    Biodiversidade

    Mas se a vegetação dessas ribeiras desaparceu como é que vai funcionar como corredor ecológico para o lince? Não restou mesmo nada? Acho estranho a vegetação autóctone desaparecer por completo após um incêndio. a não ser que o meio seja muitíssimo árido. Quando há um fogo nos carvalhais, por...
  34. K

    Biodiversidade

    Bem, mas é um facto que em condições normais se deixarmos um habitat evoluir sem a intervenção humana as espécies autóctones acabarão por vencer, pelo menos no caso dos carvalhais frente aos pinhais. E a prova disso são esses tais sobreiros e azinheiras da lagoa de Santo André que só não vingam...
  35. K

    Biodiversidade

    É normal que os carvalhos cresçam à sombra de pinheiros e eucaliptos. São espécies nativas. Em qualquer pinhal do Minho, por exemplo, é frequente observarem-se pequenos carvalhos a surgirem do nada (é provável que as bolotas tenham sido deixadas pelos gaios). Se por hipótese deixarmos o pinhal...
  36. K

    Biodiversidade

    Os maiores dispersores são os homens, infelizmente. Mas falando deste assunto há um caso muito interessante, a relação entre o teixo e uma série de espécies animais. O teixo todo ele é venenoso, excepto nos frutos, adocicados e de uma intensa coloração vermelha. No fim do Verão os frutos fazem...
  37. K

    Biodiversidade

    Sim, as áreas de carvalho negral estão a aumentar em alguns locais do interior, concretamente em Trás-os-Montes. Mas no caso da aldeia que desapareceu (e não só) os carvalhais em expansão são de carvalho-alvarinho Quercus robur, com todo o seu elenco florístico. E essa é a parte mais...
  38. K

    Biodiversidade

    Se existem antigas explorações agrícolas ou pecuárias com espécies estranhas é porque foram lá colocadas. A política florestal portuguesa é uma política errada. Continuam-se a plantar grandes áreas de espécies exóticas como o eucalipto e o resultado são os grandes incêndios florestais. Nos...
  39. K

    Biodiversidade

    Depende de que passado estamos a falar. Finais do século dezanove, quando os serviços florestais iniciaram a plantação dos baldios com pinheiro bravo? Meados do século vinte? Décadas de sessenta e setenta do século vinte? Neste último período de facto o território ardia bastante menos, cerca de...
  40. K

    Biodiversidade

    Os galegos e os asturianos, e de uma forma geral os espanhóis do noroeste, têm os mesmos hábitos culturais dos portugueses, no que diz respeito ao uso do fogo. São hábitos com séculos e séculos. São detestáveis e revoltantes porque levam à destruição do património. Vale a pena comparar no...
  41. K

    Biodiversidade

    Por si só o combate não chega, mas é fundamental sobretudo se for rápido. Nos últimos anos gastou-se muito dinheiro, mas algum dele tem sido bem aplicado. Refiro-me, sobretudo, às brigadas de sapadores da GNR. Os membros da GNR são disciplinados. não vacilam no ataque ao fogo e sabem o que...
  42. K

    Biodiversidade

    Os habitantes das montanhas do Norte e em particular do Noroeste acreditam na renovação "eterna" das pastagens pelo fogo. Daí a origem da maioria dos incêndios. Para além disso usam o fogo para dar largas a vinganças e como represália. É um hábito criminoso e detestável. Mas é uma realidade...
  43. K

    Biodiversidade

    A Mata de Albergaria não esteve em perigo iminente de desaparecer. Seria muito difícil desaparecer dada a área abrangida e o facto de muitas das suas parcelas apresentarem um grau muito auto de humidade. Independentemente desta questão a Mata continuava a arder hoje ao príncípio da noite...
  44. K

    Urso-pardo de volta a Portugal?

    Re: Urso-pardo de volta à Peneda Gerês? Trevinca, Obrigado pela referência. Vai dando mais notícias
  45. K

    Os lugares mais frios de Portugal

    Vi este tópico e achei interessante, sobretudo, a interrogação sobre o comportamento dos seres vivos face às diferenças de temperatura (julgo que é do Belem). Há anos interessei-me, e ainda me interesso, pela distribuição das plantas. Investiguei por exemplo o caso do zimbro da espécie...
  46. K

    Lobo Ibérico

    Frederico, Basicamente existem duas subpopulações de lobo em Portugal. A do Norte com perto de 50 alcateias e a situada a sul do rio Douro com um máximo de 10 alcateias. A subpopulação do norte encontra-se intimamente ligada aos grupos (alcateias) da Galiza com ligação às Astúrias...