A erupção do vulcão Eyjafjallajökull na Islândia

Tópico em 'Sismologia e Vulcanismo' iniciado por AnDré 21 Mar 2010 às 14:27.

  1. Vince

    Vince
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jan 2007
    Mensagens:
    10,624
    Local:
    Braga
    Volcanic Ash Advisory (para a aviação)
    Previsão próximas horas.


    [​IMG]


    Dióxido de Enxofre (SO2) pelas 06:48z:

    [​IMG]


    Sismos
    Mantém-se a actividade sísmica no Eyjafjallajökull. Em relação ao Katla cuja caldeira fica por debaixo do glaciar Mýrdalsjökull (ver mapa), permanece sossegado em termos sísmicos

    [​IMG]
     
  2. Mário Barros

    Mário Barros
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    18 Nov 2006
    Mensagens:
    12,501
    Local:
    Cavaleira (Sintra)
    Assunto: Pluma de cinzas vulcânicas - Actualização
     
  3. Vince

    Vince
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jan 2007
    Mensagens:
    10,624
    Local:
    Braga
    Olhando para a localização da webcam e a altitude dela, penso que o glaciar Mýrdalsjökull que cobre a caldeira do Katla nem se consegue ver pelas imagens, talvez muito ao longe no horizonte que tem estado sempre com neblina, e isto presumindo que a webcam está mesmo apontada para lá.

    [​IMG]
    http://www.ruv.is/katla/
     
  4. Mário Barros

    Mário Barros
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    18 Nov 2006
    Mensagens:
    12,501
    Local:
    Cavaleira (Sintra)
    Interessante e espectacular :D

     
    #139 Mário Barros, 6 Mai 2010 às 13:34
    Editado por um moderador: 21 Set 2014 às 03:52
  5. Gerofil

    Gerofil
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    21 Mar 2007
    Mensagens:
    9,754
    Local:
    Estremoz (401 metros)
    Nuvem de cinzas medida sobre Évora desde quarta feira graças a equipamento único em Portugal

    O equipamento, que está a fornecer as primeiras medições reais sobre Portugal, não apenas dados de projeções meteorológicas, é um sistema RAMAN LIDAR (Light Detection And Ranging) multicanal. O LIDAR está no Centro de Geofísica (CGE) da Universidade de Évora e mede o perfil vertical dos aerossóis, partículas sólidas ou líquidas, com propriedades muito variadas, em suspensão na atmosfera e com influência no sistema climático.
    O equipamento - emite um laser que é refletido nos constituintes atmosféricos, em vários comprimentos de onda, o que permite detetar as diversas partículas - integra a rede europeia EARLINET (European Aerosol Research LIDAR NETwork), que tem 30 destes sistemas, em 14 países europeus. O CGE já esperava, depois da primeira erupção do vulcão Eyjafjöll, a 14 de abril, que alguns aerossóis da pluma chegassem a Portugal continental e pudessem ser medidos.
    Com o vulcão ainda em atividade, uma nova nuvem de cinzas foi libertada esta terça feira e provocou o encerramento temporário do espaço aéreo da Escócia e da Irlanda. Frank Wagner, responsável da estação do CGE na EARLINET, revelou hoje à agência Lusa que na quarta feira à tarde as imagens proporcionadas pelo LIDAR mostraram, pela primeira vez, "algumas cinzas vulcânicas" na atmosfera, sobre Évora.
    "Podemos ver aerossóis a uma altitude de cerca de três a quatro quilómetros", disse, referindo, baseado num modelo meteorológico concebido para calcular a trajetória, que as partículas "vieram do norte". O responsável mostrou ainda à Lusa, em imagens de computador com as medições do LIDAR, que as cinzas ainda hoje são visíveis sobre Évora, mais ou menos à mesma altitude.
    Contudo, por serem "pequenas concentrações" de cinzas, pelo menos de momento, Frank Wagner garantiu não existirem implicações para o tráfego aéreo em Portugal. Devido às suas características, os aerossóis das cinzas vulcânicas têm "implicações no clima" e "quando caem para a superfície terrestre, na biosfera e na saúde".
    "Quando a concentração é baixa, como é agora o caso de Portugal, as implicações são pequenas. Mas, na Escócia, onde a concentração é maior, as implicações são maiores", frisou. Se o vulcão islandês continuar com erupções e estas forem de "maior intensidade", realçou o investigador alemão, "mais partículas chegarão a Portugal" e aí, "em princípio, poderão existir mais implicações".
    Por exemplo, em termos climáticos, estes aerossóis, por refletirem a luz solar, fazem com que menos radiação chegue à superfície: "O vulcão Pinatubo, em 1991, provocou maiores impactos na atmosfera global, que arrefeceu meio grau". Já quanto à natureza, o positivo é que "as cinzas vulcânicas têm componentes fertilizantes para as plantas", mas, ao mesmo tempo, na ótica negativa, "muitos vulcões emitem sulfato de óxido que, com água, dá ácido sulfúrico, o que é prejudicial".
    Os sistemas LIDAR, como o de Évora, são “muito importantes para verificar se as projeções meteorológicas da trajetória da pluma vulcânica estão corretas”, de forma a alertar o tráfego aéreo, e “identificar as propriedades das cinzas”, para “calcular o seu impacto no clima, nas nuvens e na qualidade do ar”, rematou.

    Destak
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  6. Vince

    Vince
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jan 2007
    Mensagens:
    10,624
    Local:
    Braga
    O último relatório de hoje:

    [​IMG]




    Esta manhã:

    [​IMG]
     
  7. Profetaa

    Profetaa
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    20 Jan 2009
    Mensagens:
    329
    Local:
    Febres -Cantanhede(altitude 57m)
    Segundo esta imagem divulgada ás 00h00 de 7 Maio pelo Centro Consultivo de Cinzas Vulcânicas de Londres, a pluma de cinzas vulcanicas do vulcao na Islandia, irá colocar-se sobre a zona de Lisboa ás 12h de dia 7, será que esta poderá condicionar o trafego aereo nacional? Principalmente o aeroporto de Lisboa?

    [​IMG]


    http://meteofebres.blogspot.com/
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  8. Vince

    Vince
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jan 2007
    Mensagens:
    10,624
    Local:
    Braga
    No sensor satélite pelas 1945z já aparecem elevadas concentrações de SO2 próximo de Portugal


    (experimental and for testing purpose only)

    [​IMG]
     
  9. Vince

    Vince
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jan 2007
    Mensagens:
    10,624
    Local:
    Braga
    Um pequeno time-lapse que fiz esta manhã, pouco antes do tempo encobrir na webcam da Vodafone

     
    #144 Vince, 7 Mai 2010 às 09:08
    Editado por um moderador: 21 Set 2014 às 03:52
  10. under

    under
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    20 Fev 2009
    Mensagens:
    116
    Local:
    coimbra (130 metros)
    Segundo o IM as 13 horas devera chegar a Extremadura :unsure:
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  11. cardu

    cardu
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    25 Nov 2008
    Mensagens:
    707
    Local:
    Tomar e Arganil
    à tarde o aeroporto de lisboa corre o risco de encerrar??
     
  12. Vince

    Vince
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jan 2007
    Mensagens:
    10,624
    Local:
    Braga
    Deve depender da localização da nuvem e a altitude a que se encontra, e se afecta todas as rotas ou alguma pode ser utilizada nas aproximações e descolagens. A decisão cabe à Navegação Aérea de Portugal.


    Ultimo VAAC:

    [​IMG]
     
  13. hugomau

    hugomau
    Expand Collapse
    Cirrus

    Registo:
    19 Abr 2010
    Mensagens:
    2
    Local:
    Lisboa
    Olá,

    qual é a fonte desta imagem?

    Obrigado,

    Hugo
     
  14. MSantos

    MSantos
    Expand Collapse
    Staff

    Registo:
    3 Out 2007
    Mensagens:
    9,592
    Local:
    Azambuja / Mte. Barca (Coruche)
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  15. Vince

    Vince
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    23 Jan 2007
    Mensagens:
    10,624
    Local:
    Braga
    http://satepsanone.nesdis.noaa.gov/pub/OMI/OMISO2/

    Refere-se ao SO2 (dióxido de Enxofre), julgo que é de um sensor do satélite Aura, mas como diz na página, o produto é experimental. E apresenta alguns problemas, com umas faixas em branco devido a um problema num sensor. Além disso não é geoestacionário, é preciso aguardar que faça uma passagem pela zona. Outro problema que detectei é que as imagens mudam de hora apesar de se manterem iguais, por exemplo a imagem que está neste momento apesar de ter uma hora desta madrugada na verdade ainda é a mesma de ontem à tarde pelo que não se percebe bem a que horas de facto se referem, suponho que seja preciso procurar no site informação adicional sobre as passagens, para quem tem tempo.

    (ontem)
    [​IMG]
     

Partilhar esta Página