Actividade Vulcânica 2021

Pek

Cumulonimbus
Registo
24 Nov 2005
Mensagens
3,908
Local
Menorca
Ainda não percebi como havia pessoas tão próximas do local do início da erupção? Foi sorte que o local eruptivo apesar de poucas centenas de metros de residências, foi numa zona de baixa densidade populacional..mas não houve ordem de evacuação nos últimos dias? Ou mesmo hoje quando a sismicidade voltou a intensificar se após 2 dias mais calmos?

Sim, ontem de manhã, após a intensificação da sismicidade, houve uma ordem de evacuação para as pessoas com mobilidade reduzida e para o gado, mas não para a população em geral. Embora estivesse a ser efectuado um controlo preciso, os acontecimentos acabaram por precipitar se mais rapidamente do que as instituições pensavam.
 

Pisfip

Cumulus
Registo
8 Fev 2008
Mensagens
244
Local
Batalha, Leiria
Ainda não percebi como havia pessoas tão próximas do local do início da erupção? Foi sorte que o local eruptivo apesar de poucas centenas de metros de residências, foi numa zona de baixa densidade populacional..mas não houve ordem de evacuação nos últimos dias? Ou mesmo hoje quando a sismicidade voltou a intensificar se após 2 dias mais calmos?
Bom dia,
Ontem de manhã tinham feito nova reunião de emergência com o comité de especialidade após os sismos da madrugada terem aumentado de intensidade. Concluiram elevar para alerta amarelo com suspensão da caça, atividades ao redor e com o fecho de alguns caminhos e estradas em redor de um perimetro de segurança. Desde essa altura, pode-se dizer que o desenrolar foi rápido. Tinha sido falado entre eles de uma localização onde foi verificada a degradação do solo ontem de manhã e mais tarde constata-se que a primeira boca tinha eruptido a apenas 300 metros desse local. Isso é notável e tem sido destacado pela comunidade científica na televisão.
Foi um processo rápido mas os sinais já vinham desde 2017 com a incidencia maior desde o passado dia 11 de Setembro. Podia ter sido pior, mas creio que era do conhecimento de todos o que vinha por aí. Os jornalistas falam que o plano de evacuação correu como vinha sendo desenhado. Até ao momento não foi alcançada a marca das 10.000 pessoas do plano de evacuação traçado.
Fala-se ainda de uma previsão de 11 milhões de metros cúbicos de lava acumulada. Pode levar dias, semanas ou até mais.
Resta aguardar e esperar calmamente. Acredito que é o momento de apreciar a mão da natureza que está sem dúvida a moldar de novo aquele lugar.
Imagino que até em questões do turismo, a ilha pode contar com um aumento de visitantes nos próximos meses. De salientar que o maior sinal de confiança que foi passado até ao momento foi o facto de o espaço aéreo não ter sido fechado.
 

Pek

Cumulonimbus
Registo
24 Nov 2005
Mensagens
3,908
Local
Menorca
E_t2Q_jXMAQmuvC
 

Pek

Cumulonimbus
Registo
24 Nov 2005
Mensagens
3,908
Local
Menorca
Bom dia,
Ontem de manhã tinham feito nova reunião de emergência com o comité de especialidade após os sismos da madrugada terem aumentado de intensidade. Concluiram elevar para alerta amarelo com suspensão da caça, atividades ao redor e com o fecho de alguns caminhos e estradas em redor de um perimetro de segurança. Desde essa altura, pode-se dizer que o desenrolar foi rápido. Tinha sido falado entre eles de uma localização onde foi verificada a degradação do solo ontem de manhã e mais tarde constata-se que a primeira boca tinha eruptido a apenas 300 metros desse local. Isso é notável e tem sido destacado pela comunidade científica na televisão.
Foi um processo rápido mas os sinais já vinham desde 2017 com a incidencia maior desde o passado dia 11 de Setembro. Podia ter sido pior, mas creio que era do conhecimento de todos o que vinha por aí. Os jornalistas falam que o plano de evacuação correu como vinha sendo desenhado. Até ao momento não foi alcançada a marca das 10.000 pessoas do plano de evacuação traçado.
Fala-se ainda de uma previsão de 11 milhões de metros cúbicos de lava acumulada. Pode levar dias, semanas ou até mais.
Resta aguardar e esperar calmamente. Acredito que é o momento de apreciar a mão da natureza que está sem dúvida a moldar de novo aquele lugar.
Imagino que até em questões do turismo, a ilha pode contar com um aumento de visitantes nos próximos meses. De salientar que o maior sinal de confiança que foi passado até ao momento foi o facto de o espaço aéreo não ter sido fechado.

Concordo basicamente, embora com uma nuance:

- O nível amarelo do semáforo já tinha sido activado há vários dias, ontem de manhã foi simplesmente decretado o encerramento de trilhos e pistas e a proibição da caça nas áreas mais próximas da hipotética erupção. À medida que o dia avançava, após o último terramoto de 4.2, foi ordenada a evacuação das pessoas com mobilidade reduzida e do gado, embora o nível do semáforo tenha permanecido amarelo. Aproximadamente 3 horas mais tarde, o processo eruptivo começou. O nível vermelho só foi activado algum tempo depois de as fissuras e bocas começarem a vomitar lava.
 

MSantos

Staff
Registo
3 Out 2007
Mensagens
9,670
Local
Azambuja / Mte. Barca (Coruche)
Bem, a erupção em La Palma acabou por se desencadear mais rápido do que eu pensava! :eek:

Infelizmente há várias casas no caminho que a lava está percorrer até ao mar que irão muito provavelmente ser destruídas. Nota-se que a lava é mais viscosa do que a lava do vulcão islandês que temos acompanhado nos últimos meses, mas ainda assim é suficientemente fluida para escoar sem provocar domos na fissura, ainda bem que assim é.
 

Pek

Cumulonimbus
Registo
24 Nov 2005
Mensagens
3,908
Local
Menorca
Situação actual do rio de lava principal (marcador azul):

E_uBRLCWQAUi01N


LAVA1.jpg
LAVA2.jpg

LAVA3.jpg
LAVA4.jpg

P.S.: 130 casas destruídas



A erupção fissural estromboliana continua. Lava de viscosidade notável, de movimento lento, que facilita grandes espessuras nos rios derivados (6-8 metros).
 
Última edição:

Orion

Furacão
Registo
5 Jul 2011
Mensagens
19,657
Local
Açores
-> http://vaac.meteo.fr/advisory/ + https://volcanism.wordpress.com/2009/12/04/how-to-read-a-volcanic-ash-advisory/

2021-09-20 (IPMA)
Depois de 8 dias de crise sísmica intensa, verificou-se a partir de 19 de setembro a erupção do vulcão “La Cumbre Vieja” com pelo menos sete fontes de lava. Medições de interferometria radar pelo satélite SENTINEL apontam para uma inflação de cerca de 15 cm, como resultado de uma intrusão magmática perto da superfície.
Pelo menos 5000 pessoas foram já retiradas da zona próxima, estando o Instituto Volcanológico das Canárias e a Agência Estatal de Meteorologia de Espanha a acompanhar o impacto da erupção.
De acordo com o Instituto Volcanológico das Canarias as primeira avaliações da descargas de lava apontam para valores de 700 m/hora com temperaturas superiores a 1000 Celsius. As emissões de dióxido de enxofre são agora avaliadas entre 6000 e 9000 toneladas/dia. A anomalia térmica mais intensa foi avaliada em 2828 MW, tendo decrescido a partir de ontem.
No que diz respeito à Região Autónoma da Madeira, irá manter-se até quarta-feira vento do quadrante norte, pelo que o transporte de CO2 e SO2 não deverá ser significativo. Contudo, a partir de quarta-feira está previsto a rotação do vento, que passará para o quadrante sul pelo, pelo que poderão ocorrer alterações da qualidade do ar.
A ultima erupção do Cumbre Vieja ocorreu em 1971 e teve a duração de 24 dias, entre 26 de outubro e 18 de novembro. Contudo, erupções anteriores apresentaram durações mais significativas.
 
Última edição:

Snifa

Furacão
Registo
16 Abr 2008
Mensagens
10,250
Local
Porto-Marquês:145 m Mogadouro:749 m

IPMA​

É "muito pouco provável" que cinzas das Canárias afetem Madeira nos próximos dias​


As cinzas do vulcão em erupção nas Canárias muito dificilmente vão afetar a Madeira, pelo menos nos próximos dias, atendendo às previsões meteorológicas atuais, disse esta segunda-feira a meteorologista Maria João Frade, do IPMA.

"Em termos do que se prevê para o arquipélago da Madeira nos próximos dias, será muito pouco provável, não é impossível, mas é muito pouco provável, que as cinzas vulcânicas que estão neste momento sobre a região das Canárias tenham impacto no arquipélago da Madeira", disse à Lusa Maria João Frade, do Instituto Português do Mar e da Atmosfera.

A meteorologista explicou que a previsão para a Madeira para os próximos dias é de vento norte ou nordeste e uma vez que as Canárias ficam a sul da Madeira, "não é provável" que cheguem cinzas vulcânicas às ilhas portuguesas, situadas a menos de 500 quilómetros de La Palma, a ilha espanhola onde está o vulcão que entrou em erupção no domingo.

Esta previsão para a Madeira deve-se a um anticiclone que está localizado a noroeste da Península Ibérica e que é "relativamente intenso" e "também relativamente estacionário" e "pelo menos até dia 23 ou 24 esse anticiclone vai estar posicionado a noroeste da Península Ibérica", acrescentou Maria João Frade.

"Portanto, não é provável que tenha impacto de facto na Madeira, a não ser que haja uma mudança muito significativa destas previsões. Portanto, o mais provável é que tenha impacto nenhum", reiterou.

Segundo a meteorologista, na quarta-feira, ao final do dia, "e mesmo no início de quinta-feira, dia 23, há uma possibilidade de se aproximar uma depressão, mas isto é apenas a muita altitude, nos níveis muito altos", que tem "uma componente de su-sudoeste", mas mesmo assim, continuará a ser "muito pouco provável" algum efeito na Madeira.

Para que as cinzas vulcânicas das Canárias chegassem à Madeira ou fossem empurradas neste sentido, "era preciso que houvesse uma densidade significativa de cinzas nessa altura, era preciso que as cinzas que estão neste momento sobre a região do vulcão conseguissem penetrar até estes níveis tão altos e que o vulcão provavelmente continuasse em erupção", explicou Maria João Frade.

"Há aqui uma série de fatores, é uma conjuntura que era necessária para que apenas com uma componente de sul nos níveis altos da atmosfera as cinzas pudessem chegar à Madeira. Portanto, é muito, muito, pouco provável", sublinhou a meteorologista.