Análise de Modelos, Previsões e Alertas - Janeiro 2011

Mário Barros

Furacão
Registo
18 Nov 2006
Mensagens
12,501
Local
Cavaleira (Sintra)
Regras deste tópico:

->Regras Análise Modelos, Previsão e Alertas
->Nota sobre a utilização dos dois tópicos de Previsões


Aviso MeteoPT
As análises, previsões ou alertas neste forum são apenas a opinião dos utilizadores que as proferem e são da sua inteira responsabilidade. Não são previsões ou alertas de entidades oficiais, salvo indicação em contrário, não devendo portanto ser usadas como tal.
Para previsões, avisos e alertas oficiais, consulte sempre os produtos do Instituto de Meteorologia, Protecção Civil ou outras entidades com essa função.
 

Gerofil

Super Célula
Registo
21 Mar 2007
Mensagens
9,755
Local
Estremoz (401 metros)
Açores: depressão vai provocar esta noite e amanhã ventos muito fortes

06.01.2011.JPG

MetOffice

O Serviço Regional de Protecção Civil e Bombeiros dos Açores informa que, segundo o Instituto de Meteorologia, uma depressão centrada a NE do Arquipélago dos Açores, irá provocar vento MUITO FORTE nos Grupos Ocidental e Central e um aumento da agitação marítima em todas as ilhas.

Assim prevê-se:

Para o Grupo Ocidental
No período entre as 23 horas locais de 2011-01-05 e as 14 horas locais de 2011-01-06 VENTO com velocidade média entre os 65 e 74 Km/h e rajada entre os 85 e 100 Km/h Direcção de Oeste
AGITAÇÃO MARÍTIMA relativo a Altura Significativa das Ondas No período entre as 11 horas locais de 2011-01-05 e as 23 horas locais de 2011-01-07
Ondas de Oeste passando a Noroeste de 4 a 5 metros

Para o Grupo Central
No período entre as 08 horas locais de 2011-01-06 e as 17 horas locais de 2011-01-06 VENTO com velocidade média entre os 65 e 74 Km/h e rajada entre os 85 e 100 Km/h Direcção de Oeste; No período entre as 11 horas locais de 2011-01-05 e as 23 horas locais de 2011-01-07 Ondas de Oeste passando a Noroeste de 4 a 5 metros

Para o Grupo Oriental
No período entre as 23 horas locais de 2011-01-05 e as 23 horas locais de 2011-01-07 Ondas de Oeste de 4 a 5 metros

O Serviço Regional de Protecção Civil e Bombeiros dos Açores recomenda que sejam tomadas as precauções habituais em situações desta natureza.

Fonte: GaCS
 

stormy

Super Célula
Registo
7 Ago 2008
Mensagens
5,117
Local
Lisboa
A situação de frio intenso a partir de dia 21, será devida á chegada de um cavado de NE, com uma perturbação em altura embebida....sobre terra as condições para a ocorrencia de precipitação são reduzidas, mas neste post vou colocar um cenario passivel de criar precipitação ( em parte sob forma de neve a cotas baixas)..

A carta de superficie:


Uploaded with ImageShack.us

Dá para ver um grande embolsamento em altura, e a formação de um nucleo depressionario nos niveis baixos a NW...gradualmente todo o sistema se isolaria do cavado que o originou, e tambem da fonte de ar muito frio a NE/E...á medida que caminha para WNW.
A formação do nucleo á superficie é importante, pois poderá criar uma advecção maritima na região Centro e Sul, especialmente no litoral...tal poderia criar condições de instabilidade...

A carta de Tpot e Dwpt:


Uploaded with ImageShack.us

Outro mecanismo que seria necessario era uma area de instabilidade, em que houvesse uma zona onde se gerasse forcing vertical....tal é demonstrado nesta carta de fluxo vertical nos 700hpa:


Uploaded with ImageShack.us

A conjugação perfeita destes parametros poderia gerar uma linha de aguaceiros, alimentados pelo gradiente vertical de temperatura, por uma advecção maritima e por mecanismos de forcamento vertical associados ao vortice em altitude.
Um outro factor iportante seria o ar seco nos niveis medios....esse ar não seria perturbado pela intrusão maritima á superficie e manteria um ambiente termodinamicamente favoravel á manutenção dos flocos de neve, maximizando as hipoteses de cotas baixas.

.....................................

Acontece que o ensemble não mostra grande probabilidade de precipitação...e mesmo o frio não está totalmente consolidado, pelo menos com a virulencia que algumas run´s e perturbações do ensemble teem mostrado....há que esperar:)

Mais á frente....o afastamento da ULL para WNW poderá leva-la de encontro á zonal...sendo depois integrada por uma perturbação no jet ( ja o referi no topico das previsões), acontece que é nesse momento que talvez tenhamos algumas esperanças de ver neve nas cotas medias...já que uma possibilidade é a formação de um cavado de NW poderia conduzir a um regime de aguaceiros e tempo fresco...nessas condições talvez nevasse nos montes do Norte e Centro...mas nunca no litoral ou a cotas ridiculamente baixas;)
 

Mário Barros

Furacão
Registo
18 Nov 2006
Mensagens
12,501
Local
Cavaleira (Sintra)
Tempo frio para os próximos dias

De acordo com o Centro de Previsão do IM, prevê-se para os próximos dias no continente, uma diminuição gradual da temperatura, fundamentalmente na temperatura mínima, com maior significado nos dias 20 a 22 de Janeiro. A partir de dia 22 verifica-se uma tendência para a ocorrência de céu geralmente limpo e continuação de tempo frio. Este arrefecimento será devido à advecção de uma massa de ar frio com trajecto continental.

Prevê-se para este período uma diminuição na temperatura mínima de cerca de 7ºC em média, nas regiões do interior Norte e Centro, e de cerca de 4ºC em média, no litoral Oeste e região Sul.

É de realçar que a partir de dia 21 se prevêem condições para a formação de geada, em particular nas regiões do interior, e para o aumento na intensidade do vento, que pode ser forte nas terras altas.

O IM sugere o acompanhamento desta situação através da sua Página WEB

IM
 

NunoBrito

Cumulus
Registo
7 Abr 2008
Mensagens
345
Local
Parede - Cascais
ALERTA AZUL: Descida da Temperatura Mínima – Tempo Frio
De 20 de Janeiro, às 20h00, até dia 25 de Janeiro, às 20h00.

De acordo com a informação do Instituto de Meteorologia (IM) prevê-se descida da temperatura mínima do ar, com efeito já a partir desta quinta-feira, dia 20 de Janeiro, e até Terça-feira, dia 25 de Janeiro, em particular no Norte e interior Centro, mas afectando também o litoral, sentindo-se sobretudo durante o final das madrugadas. A sensação de desconforto térmico poderá acentuar-se com vento forte do quadrante leste. É possível a formação de geada no interior.

A Autoridade Nacional de Protecção Civil recomenda a tomada de algumas medidas de precaução, relativamente a:

· Piso rodoviário escorregadio em caso de formação de geada;

· Intoxicações por inalação de gases, por inadequada ventilação, em habitações onde se utilizem aquecimentos com lareiras e braseiras;

· Incêndios em habitações, resultantes da má utilização de lareiras e braseiras ou avarias em circuitos eléctricos;

· Danos para a saúde, em particularmente dos cidadãos mais debilitados e/ou com condições crónicas que os tornem mais vulneráveis às temperaturas baixas;

Todos estes cenários podem ser prevenidos se, atempadamente, forem tomadas medidas que anulem ou minimizem os seus efeitos.

A ANPC recomenda à população a tomada das necessárias medidas de prevenção e precaução, tomando especial atenção:

1. Às informações do Instituto de Meteorologia e indicações adicionais da Protecção Civil e Forças de Segurança, mantendo-se atentos à situação;

2. À prática de condução defensiva, acautelando a existência de pisos escorregadios;

3. À adequada ventilação das habitações sempre que se utilizem aquecimento com recurso a combustão, como lareiras, braseiras ou outros com recurso a gás, e, no caso de utilização de lareiras, garantir adequado isolamento que impeça faúlhas de saltar para fora da lareira;

4. À verificação do bom estado de conservação e operação de aparelhos eléctricos para aquecimento;

5. À escolha de várias camadas de vestuário em detrimento de uma única peça ou casaco;

6. À manutenção de uma rede de contactos com vizinhança e familiares que permita um contacto rápido em caso de doença súbita ou agravamento de doenças já existentes;

7. Às actividades físicas intensas que não devem realizar-se em momentos de desconforto térmico;

8. À vigilância de sintomas de hipotermia (arrepios, adormecimento de extremidades, alterações de memória e da fala, sonolência) e especial atenção a grupos de risco acrescido (idosos, crianças e cidadãos sem-abrigo).

A Autoridade Nacional de Protecção Civil, através do Comando Nacional de Operações de Socorro, continuará a acompanhar permanentemente a situação em estreita articulação com o Instituto de Meteorologia, os Agentes de Protecção Civil e demais Entidades relevantes para a situação em apreço, emitindo os Comunicados Técnicos Operacionais que se julguem necessários.


Fonte: http://www.prociv.pt
 

miguel

Furacão
Registo
4 Fev 2006
Mensagens
13,487
Local
Setúbal
Uma depressão vai se formar a Este da Madeira no dia 26 alguns modelos a cavam rapidamente numa espécie de pequena ciclogenese explosiva!! é o exemplo do hirlam!

Atenção a precipitação apesar de estar prevista cair no mar! valores impressionantes neste modelo :surprise:



Aqui o possivel a intensificação rápida da depressão!



Para o Continente destaque para os dias entre 27 e 30! principalmente dia 28 em que poderia nevar a cotas médias ou até baixas! O problema é o de sempre a pouca precipitação!! ainda assim ela é muito provável de ocorrer no Norte e centro dias 27 e 28 mas muito pouca!

Temperatura a 500hpa dia 28:


850hpa:
 

Gerofil

Super Célula
Registo
21 Mar 2007
Mensagens
9,755
Local
Estremoz (401 metros)
PORTUGAL CONTINENTAL: Tempo frio

31_01_2011_12h00.JPG

Fonte: MetOffice

A conjugação de uma faixa de altas pressões, que se estende desde o Arquipélago dos Açores até ao interior do continente europeu, e uma área de baixas, localizada sobre o Mediterrâneo, irá causar uma corrente de leste, seca e muito fria, a partir de hoje e que será responsável pelo tempo muito frio em Portugal Continental.
Assim, a partir de hoje o estado do tempo em Portugal Continental será caracterizado pelo predomínio de céu pouco nublado ou limpo, com vento fraco a moderado de nordeste e acentuado arrefecimento nocturno, com formação de geada nas regiões do interior.
Esta situação de tempo seco e muito frio, em especial nas regiões do interior, deverá permanecer até à próxima Sexta-feira. Na maior parte das regiões do interior será previsível o registo contínuo de temperaturas mínimas negativas ao longo de todos os dias da semana.