Análise de Modelos, Previsões e Alertas - Julho 2010

Dan

Staff
Registo
26 Ago 2005
Mensagens
9,745
Local
Bragança (675m)
Regras deste tópico:
->Regras Análise Modelos, Previsão e Alertas
->Nota sobre a utilização dos dois tópicos de Previsões


Aviso MeteoPT
As análises, previsões ou alertas neste forum são apenas a opinião dos utilizadores que as proferem e são da sua inteira responsabilidade. Não são previsões ou alertas de entidades oficiais, salvo indicação em contrário, não devendo portanto ser usadas como tal.
Para previsões, avisos e alertas oficiais, consulte sempre os produtos do Instituto de Meteorologia, Protecção Civil ou outras entidades com essa função.
 

stormy

Super Célula
Registo
7 Ago 2008
Mensagens
5,117
Local
Lisboa
Boas tardes!:D

............Analise GFS/12z; ECMWF/00z..........


T0 a T+144h:

Até 5f continuamos sob influencia da crista anticiclonica do AA, que se estende para NE até á europa central, as temperatus adivinham-se elevadas, especialmente no interior centro e sul e nos pontos mais baixos do vale do douro.
Nas proximas horas, tambem, assistiremos a um aumento da actividade ciclónica no atlantico norte, com a formação de uma poderosa baixa a WSW da irlanda, fruto da interacção de uma baixa ocluida em ar maritimo com uma area de ciclogenese no seio de uma pluma tropical, a baixa atingirá maturidade no final desta semana, com pressões abaixo dos 970hpa.
A partir de 5f um sistema frontal, com origem no sistema acima referido, deverá progredir para E, no seio de um cavado.



Uploaded with ImageShack.us

A aproximação do cavado e da area divergente em altura, tal como a entrada de ar humido de origem atlantica deverá causar um aumento da instabilidade atmosferica, sendo que os dias de 5f e 6f serão caracterizados por tempo quente, especialmente no interior, ventos fracos de N/W e instabilidade durante a tarde no interior.
Já na noite de 6f- sabado, a frente fria em dissipação deverá roçar o norte/NW da PI, preveem-se portanto periodos de chuva ou aguaceiros, com possibilidade de ocorrencia de trovoadas dispersas a norte de sintra-estrela.


Uploaded with ImageShack.us

Ainda no dia de sabado o AA deverá voltar a deslocar-se para NE, enquanto o cavado de niveis altos será estrangulado, formando-se uma cut-off em altura a W, movendo-se para SSW.
Devido ao resurgimento do AA o fluxo nos niveis médios e baixos rodará para E/N, impedindo a progressão do sector frio da frente, portanto, Domingo espera-se uma subida de temperaturas associada á entrada de ar quente saariano, procedente de SE, nos niveis médios.
Na 2f teremos um dia quente, com ventos do quadrante leste, e com o AA a estender-se até frança e uma baixa no golfo de cadiz; em alura teremos o sistema de cut-off, a SW de sagres.
Eventualmente serão possiveis algumas trovoadas no interior e na zona do golfo de cadiz/ litoral SW nos dias de domingo, 2f e 3f.

http://img541.imageshack.us/img541/6416/gfsj.png



A partir de 3f, há algumas diveregencias....o GFS coloca um novo cavado, bastante mais pequeno e em interacção com a cut-off a SSW, mas de evolução similar ao anterior...embora tambem coloque o AA mais a W, o que levaria a uma descida de temperaturas especialmente a norte.
Enquanto o ECMWF coloca o AA a estender-se sobre o atlantico, com os sistemas frontais/cavados associados a norte dos 45ºN.

Na minha opinião, após as 144h, teremos uma situação mais estavel e talvez quente, com a cut-off a SW e o bloqueio a N/NW....parece-me esse cenario aquele que mais sentido faz, até porque a tendencia no curto e médio prazo é a de cortar tudo o que seja entradas maritimas de NW:thumbsup:
Finalmente, devo dizer que actualmente, o modelo que parece mais credivel no medio e longo termo é o ECMWF...esperemos que as actualizações de resolução e parametros fisicos do GFS ( que tem andado aos altos e baixos) venha a ter efeitos mais notórios...
 

David sf

Staff
Registo
8 Jan 2009
Mensagens
5,164
Local
Oeiras / VN Poiares
Modelar cut-off's é a maior dificuldade dos modelos meteorológicos, e nos próximos dias ainda vamos ver saídas muito díspares, mas parece que a existência dessa cut-off, algures aqui perto é já quase certa. Agora, onde vai estar, durante quanto tempo, ainda é cedo para se saber.

Duas notas prévias:

1 - É raro haver tanta instabilidade nesta altura do ano, início de Julho, o normal é as trovoadas de calor ocorrerem na segunda metade de Agosto, e nós vamos para o segundo episódio convectivo numa semana.

2 - Aquele bloqueio na Europa central vai-nos trazer um verão animado. Aposto que as temperaturas ficarão na média, mas com grandes extremos, dias muito acima e outros muito abaixo da média. A precipitação deverá ficar acima da média. O bloqueio é semelhante ao que ocorreu o verão passado, mas o ano passado estava mais para leste, o que deu animação na Europa central e nada por estes lados.

Previsão do tempo nos próximos dias segundo a última saída do ECM (poderia ser qualquer outra, isto ainda está muito incerto, mas parece-me que esta está bastante credível):

ecm172.gif


A 72 h passagem de um cavado associado a uma depressão atlântica extremamente interessante para a altura do ano (pressão atmosférica a rondar os 970 mb), que isolará uma bolsa de ar frio, que no Sábado, já poderá deixar bastante instabilidade.

ecm196.gif


Até aqui é mais ou menos unânime, depois o ECM coloca a depressão em altitude no Golfo de Cadiz, o GFS põe-na mais a sul numa posição onde só mete calor e nenhuma instabilidade, eu prefiro a previsão do ECM:

ecm1120.gif


Mantém-se estacionária durante umas 24 horas, e depois é absorvida, não sem antes atravessar de novo o continente português de sul para norte, num dia que poderia ser deveras interessante:

ecm1168.gif


Por fim formava-se novo cavado, com descida das temperaturas:

ecm1192.gif


Claro que isto ainda vai dar muitas voltas, isto pode dar em só muito calor, em instabilidade generalizada, mas em princípio dará para as duas coisas. De qualquer modo, e a cumprir-se a previsão do ECM seria a Europa central e o Mediterrâneo espanhol a levar com uma boa onda de calor, estando a parte ocidental da PI a salvo da canícula.

ecm0240h.gif


Esperemos que ela acabe mesmo no Golfo de Cadiz, seria a melhor posição, mas o ano passado tivemos no mês de Agosto umas 4 ou 5 destas oportunidades e elas escaparam-se sempre para o Mediterrâneo ou para as Canárias.
 

Vince

Furacão
Registo
23 Jan 2007
Mensagens
10,624
Local
Braga
A saída de hoje das 12z do ECM também é bastante quente e o GFS entretanto também tirou aquele disparate dos quase 48ºC no Alentejo, agora já está mais racional, temperaturas talvez a rondar os 42ºC no interior centro-sul. Em relação à nortada, em princípio haveria alguma nortada suave, devido à fortes baixas térmicas no interior da PI, mas também vai depender da cutoff e desta se conseguir reflectir nos níveis baixos ou não, se conseguir neutralizaria a nortada.


Temp 850hPa


79306791.gif



De qualquer forma ainda falta bastante tempo e a colocação da cutoff a SW é fundamental, e sabemos como os modelos tem dificuldade em lidar com elas. Bastam ligeiras alterações e estas duas correias transmissoras de calor que a imagem documenta não se verificam, pelo menos desta forma tão intensa:


Temp 850hPa GFS



calorb.jpg
 

AndréFrade

Cumulonimbus
Registo
6 Jun 2009
Mensagens
4,621
Local
Lisboa (70m) / Montijo (10m)

Calor: Alerta amarelo em 6 distritos

A continuação de temperaturas altas levou a Direcção-Geral de Saúde (DGS) a colocar hoje em alerta amarelo seis distritos devido ao risco de efeitos na saúde das populações.

Dois desses distritos, Évora e Beja merecem também um aviso amarelo por parte do Instituto de Meteorologia (IM) - o segundo numa escala crescente de quatro níveis de gravidade - por estar prevista uma temperatura máxima para hoje de 37 graus Celsius naquelas duas cidades.

Além dos distritos do Alentejo, estão sob alerta amarelo da DGS, o segundo numa escala de três, os de Castelo Branco, Santarém, Portalegre e Setúbal, com previsões de temperatura máxima de 34º (Castelo Branco e Portalegre) e de 32º para os restantes.

Diário Digital / Lusa
 

Vince

Furacão
Registo
23 Jan 2007
Mensagens
10,624
Local
Braga
Mais um dia de modelos. As coisas vão ficando definidas para os próximos dias.
Dos modelos de referência, quanto ao calor o ECMWF continua um pouco mais moderado que o GFS, mas falamos de calor em ambos.

Por acaso é bastante estranha a divergência num prazo tão curto como 24 horas (ver primeiro quadro em baixo), amanhã já saberemos quem exagerou um pouco ou subestimou. Analisando as sondagens de Gibraltar e Madrid das 12z, em Gibraltar estão ambos bem mas em Madrid o GFS está mais acertado.


Temperatura aos 850hPa ECMWF vs GFS

modsm.png



Ora bem, e estas cartas traduzem-se em que ? Parece-me que no ECMWF temperaturas na ordem dos 40ºC nalgumas zonas do Alentejo, Ribatejo e Beira Baixa e uns 42ºC no GFS, no ECM o dia mais quente a ser Domingo moderando ligeiramente depois, e no GFS a ser Domingo, 2ªfeira e mesmo 3ªfeira. Atenção ao vale do Tejo/Ribatejo pois aí podermos ver temperaturas a rivalizar com o Alentejo nalguns dos dias, à semelhança do que aconteceu em finais de Agosto do ano passado.

Isto falando dessas zonas mais quentes, pois a distribuição do calor será obviamente distinta pelo país, com as zonas litoral oeste mesmo junto à costa e norte a serem um pouco poupadas. Na 2ªfeira deveremos ter uma madrugada com mínimas altas interessantes. Na 4ªf/5ªf já entraria alguma frescura por noroeste, mas as regiões do interior sul permanecem razoavelmente quentes mesmo assim.


Trovoadas


Quanto a trovoadas, para já o melhor dia parece ser 3ªfeira, a humidade disponível será o maior problema, mas no GFS já tem mais do que tem estado nas saídas dos últimos dias.



CAPE/LI 3ªfeira

gfspicape102.png


Humidade 700hPa

gfspih700102.png
 

Mário Barros

Furacão
Registo
18 Nov 2006
Mensagens
12,501
Local
Cavaleira (Sintra)
Subida da temperatura máxima a partir de sábado

No primeiro fim-de-semana de Julho, para muitos portugueses o início de férias, é esperado um aumento da temperatura máxima a partir de sábado, de acordo com o Instituto de Meteorologia.

O meteorologista José Duarte avançou, esta sxeta-feira, à TSF as previsões do estado do tempo para este fim-de-semana, que marca para muitos portugueses o início das férias de Verão.

«Para o início de sábado há ainda a possibilidade de aguaceiros fracos até meio da manhã, mas com uma melhoria para a tarde e um aumento da temperatura. O que será mais significativo este fim-de-semana será no domingo, devido ao vento rodar para nordeste, uma nova subida de temperatura», adiantou.

«Vamos, por isso, ter um fim-de-semana que dará início a uma semana que começará muito quente, mas que nas zonas do interior, na segunda-feira, poderá haver condições de instabilidade com aguaceiros e trovoadas», concluiu o meteorologista.

TSF
 

Vince

Furacão
Registo
23 Jan 2007
Mensagens
10,624
Local
Braga
Umas saídas de modelos de mesoescala quanto a temperaturas, comparando o WRF da meteoblue (alimentado com GFS) aos modelos do IM.

O comparativo não se refere às máximas mas à temperatura às 15z
Nos primeiros dois dias, começando hoje, é comparado o WRF (mesoescala) contra o Aladin do IM, depois é comparado ao ECMWF do IM (modelo global), pois o Aladin (modelo mesoescala) apenas corre até às 48 horas.

Chamo a atenção que os últimos 2 quadros do ECMWF à direita (3ªf e 4ªf) já não se referem às 15z mas às 18z, inclui-os apenas para orientação pois nesses dias já não está disponível a carta das 15z, mas optei mesmo assim por incluir a das 18z para mostrar o retrocesso do calor nesses dias no ECMWF.

É possível que os modelos estejam a sobrestimar um pouco a máxima nalgumas zonas, tal como no Inverno inicialmente há alguma inércia térmica a vencer e o frio à superfície é sobrestimado por vezes nos modelos, nesta primeira semana de Julho penso que também pode ocorrer isso, mas não sei sinceramente.

tempsg.jpg
 

AndréFrade

Cumulonimbus
Registo
6 Jun 2009
Mensagens
4,621
Local
Lisboa (70m) / Montijo (10m)
Incêndios: Accionado alerta amarelo em todo o Continente


A Autoridade Nacional de Protecção Civil vai acionar o alerta amarelo para incêndios florestais em todos os distritos do continente entre as 08:00 de domingo e as 20:00 de terça feira, devido à previsão de subida da temperatura.

Segundo um comunicado daquela força de segurança e socorro, o Instituto de Meteorologia admite a possibilidade de, durante este período, se registar temperaturas elevadas, acima dos 35 graus centígrados.

A Protecção Civil apela, por isso, à tomada de medidas de precaução e lembra que nas áreas florestais é proibido fumar ou fazer lume, acender queimadas ou fogueiras, queimar matos ou sobrantes de exploração, lançar balões com mecha acesa ou outro tipo de foguetes e usar equipamentos que não tenham dispositivos de retenção de faúlhas.

Diário Digital / Lusa
 

Mário Barros

Furacão
Registo
18 Nov 2006
Mensagens
12,501
Local
Cavaleira (Sintra)
Onda de calor invade Europa

Os distritos de Guarda, Castelo Branco, Santarém, Portalegre e Faro estão hoje, domingo, sob o aviso de risco máximo de incêndio do Instituto de Meteorologia. A onda de calor invade também vários países europeus.

No distrito de Santarém, são oito os municípios colocados neste nível, o mais elevado de uma escala de cinco (Mação, Sardoal, Abrantes, Constância, Chamusca, Vila Nova da Barquinha, Tomar e Ferreira do Zêzere) e os restantes municípios estão, na sua maioria, sob risco muito elevado.

Numa situação semelhante encontram-se, segundo o site do IM, os distritos de Castelo Branco e Guarda, onde estão em risco máximo, respectivamente, os concelhos de Covilhã, Penamacor, Sertã, Vila de Rei, Vila Velha de Ródão e Proença-a-Nova e de Gouveia, Manteigas, Almeida e Sabugal.

O nível mais elevado de aviso está ainda atribuído a três municípios de Portalegre (Gavião, Nisa e Castelo de Vide) e a três de Faro (Aljezur, Monchique e São Brás de Alportel, o único concelho do país que já estava sob este aviso no sábado).

O risco de incêndio determinado pelo IM engloba cinco níveis, que variam entre reduzido e máximo.

Em todo o território continental, o número de concelhos no primeiro nível não ultrapassa hoje, domingo, uma dezena e Viana do Castelo, Braga e Porto são os únicos distritos sem nenhum município em risco máximo de incêndio.

Segundo a Protecção Civil, que colocou todo o continente sob alerta amarelo de incêndios florestais entre hoje e terça-feira, no sábado, ocorreram 77 incêndios, para os quais foram mobilizados 1050 bombeiros e 253 viaturas.

O dia de hoje vai ficar marcado por uma subida das temperaturas, com os máximos a atingirem os 32 graus célsius no Porto, 34 em Lisboa e 31 em Faro.

Ponta Delgada deverá chegar aos 23 graus e o Funchal aos 25.

Os meteorologistas prevêem para o continente céu pouco nublado ou limpo, apresentando-se temporariamente muito nublado durante a tarde e em condições favoráveis à ocorrência de aguaceiros e trovoadas, sobretudo na região Sul.

A onda de calor atinge também vários países europeus. Bruxelas teve ontem o seu diz mais quente desde 1976, atingindo 40 graus em alguns locais da capital belga. (????)

Em França, na zona de Bordéus, as temperaturas subiram aos 37 graus. Já na Alemanha e em Itália, muita gente se refrescou nas fontes da cidade.

JN
 

Geiras

Cumulonimbus
Registo
16 Jun 2010
Mensagens
4,247
Local
Qta. do Conde / Sintra
O IM meteu até ao final da tarde de amanha os distritos de Braga, Setúbal, Santarém e Lisboa em alerta laranja


avisos.gif

http://www.meteo.pt/pt/
 

Lightning

Cumulonimbus
Registo
25 Jul 2008
Mensagens
4,114
Local
Corroios
O IM meteu até ao final da tarde de amanha os distritos de Braga, Setúbal, Santarém e Lisboa em alerta laranja


avisos.gif

http://www.meteo.pt/pt/


A conclusão que tiro, analisando os avisos laranja que o IM lançou, as temperaturas máximas em Lisboa poderão atingir entre os 38 a 40 graus, em Setúbal entre os 40 e 42 graus, em Braga entre 37 a 38 graus e em Santarém entre 42 e 43 graus.

Isto, dado que é o que os critérios de emissão do aviso laranja dizem. :)
 

Mário Barros

Furacão
Registo
18 Nov 2006
Mensagens
12,501
Local
Cavaleira (Sintra)
Calor até ao final da semana

O calor que se faz sentir em todo o território de Portugal Continental parece ter vindo para ficar, pelo menos até ao final da semana. Hoje, em Lisboa, os termómetros marcaram 39º e no Alentejo chegaram aos 40º. Mas as temperaturas aumentaram um pouco por todo o mundo.

Para terça-feira o Instituto de Meteorologia (IM) prevê a continuação de tempo quente com céu pouco nublado ou limpo. Em Lisboa os termómetros poderão chegar aos 36º mas será Castelo Branco o distrito mais quente com temperaturas a rondar os 39º.

Na quarta-feira o calor mantém-se, no entanto poderão surgir aguaceiros e condições favoráveis à ocorrência de trovoada, em especial nas regiões do Interior. Para o final da semana o IM prevê uma ligeira descida da temperatura máxima.

Em Espanha estão em alerta laranja 16 províncias, onde os termómetros podem alcançar os 40º. Em Londres a temperatura máxima chegou aos 28º e céu pouco nublado. Já do outro lado do mundo, na China, os termómetros também marcam pelo menos 35º em 13 províncias e regiões.

A Direcção Geral de Saúde (DGS) salienta que a exposição continuada a temperaturas elevadas pode provocar desidratação e agravamento de doenças crónicas, sendo especialmente vulneráveis as crianças nos primeiros anos de vida, idosos, doentes crónicos, pessoas medicadas com anti-hipertensores, antiarrítmicos, diuréticos, antidepressivos e neurolépticos.

Estão também mais sujeitos aos efeitos do calor na saúde as pessoas que trabalham expostas ao Sol ou ao calor e quem possui más condições de habitação.

Para prevenir danos das altas temperaturas, a DGS recomenda o aumento da ingestão de água e de sumos de fruta natural sem açúcar, evitar bebidas alcoólicas, procurar manter-se em ambientes frescos nos momentos de maior calor e utilizar roupa larga, chapéu e óculos com proteção contra a radiação UVA e UVB.

SAPO
 

Mário Barros

Furacão
Registo
18 Nov 2006
Mensagens
12,501
Local
Cavaleira (Sintra)
Massa de ar quente do Norte de África aquece Portugal

O Centro de Previsão do Instituto de Meteorologia explicou hoje que o estado do tempo em Portugal Continental está a ser influenciado por uma corrente de Leste que transposta uma massa de ar quente e seco do Norte de África e do interior de Espanha.

Até quarta-feira, prevê-se que a temperatura do ar se mantenha acima dos valores normais, continuando a registar-se valores da ordem dos 40.º C no Alentejo, Ribatejo, Estremadura, Beira Baixa e Alto Minho.

Prevê-se, contudo, que a partir de amanhã haja um aumento gradual das condições de instabilidade nas regiões Centro e Sul que se generalizarão a todo o território nos dias 7 e 8, com probabilidade de ocorrência de aguaceiros e trovoadas.

A partir de sexta-feira, a acção de uma depressão centrada junto à costa de Marrocos vai estender-se para norte até ao território do Continente, originará numa diminuição bastante significativa dos valores da temperatura.

DN
 

Mário Barros

Furacão
Registo
18 Nov 2006
Mensagens
12,501
Local
Cavaleira (Sintra)
Guarda e mais oito distritos sob aviso devido ao calor

Apesar de o Instituto de Meteorologia (IM) prever para hoje a possibilidade de aguaceiros, mantém-se o aviso laranja devido ao calor no distrito da Guarda e o amarelo para oito distritos, menos cinco do que na terça-feira

A ocorrência de temperaturas elevadas em todo o país durante três dias levou, na terça-feira, a Direcção Geral da Saúde (DGS) a colocar em alerta vermelho, o mais alto da escala e que define o risco de graves problemas para a saúde devido ao calor, os distritos de Lisboa, Santarém, Portalegre, Évora, Setúbal e Beja.

A DGS salienta que a exposição continuada a temperaturas elevadas pode provocar desidratação e agravamento de doenças crónicas, sendo especialmente vulneráveis as crianças nos primeiros anos de vida, idosos, doentes crónicos, pessoas medicadas com anti-hipertensores, antiarrítmicos, diuréticos, antidepressivos e neurolépticos.

Estão também mais sujeitos aos efeitos do calor na saúde as pessoas que trabalham expostas ao Sol ou ao calor e quem possui más condições de habitação.

Sob aviso amarelo do IM, o terceiro mais grave numa escala de quatro e que alerta para «situação de risco para determinadas actividades dependentes da situação meteorológica», estão hoje os distritos de Braga, Vila Real, Bragança, Viseu, Castelo Branco, Portalegre, Évora e Beja.

Segundo o IM, e para hoje, a «massa de ar quente e seco» que está a influenciar Portugal continental leva a uma previsão de temperatura máxima de 35 graus Celsius para a Guarda, cujo distrito está em alerta laranja, o segundo mais grave da escala e que corresponde a «situação meteorológica de risco moderado a elevado».

Para Braga, Vila Real, Viseu e Portalegre a previsão do IM aponta para uma máxima de 36º, de 35º para Bragança e de 37º para Castelo Branco, Évora e Beja.

Na região norte, o IM aponta para céu pouco nublado ou limpo, que pode evoluir para temporariamente nublado a partir da tarde, com aguaceiros e ocorrência de trovoada, em especial nas regiões do interior.

A mesma previsão meteorológica inclui as regiões centro e sul, com o IM a estimar uma pequena descida de temperatura no litoral, em todo o país continental.

Em Lisboa, a máxima prevista é de 33º, e de 31º para o Porto e Faro. Em Ponta Delgada, os termómetros vão chegar aos 24º, prevendo-se 25º para o Funchal.

Para prevenir danos das altas temperaturas, a DGS recomenda o aumento da ingestão de água e sumos de fruta natural sem açúcar, evitar bebidas alcoólicas, procurar manter-se em ambientes frescos nos momentos de maior calor e utilizar roupa larga, chapéu e óculos com protecção contra a radiação UVA e UVB.

Em risco muito alto, o quarto numa escala de cinco níveis crescentes de gravidade, estão, segundo o IM, as regiões de Bragança, Coimbra, Faro, Funchal, Penhas Douradas, Viana do Castelo, Santa Cruz e Ponta Delgada.

A exposição à radiação ultravioleta do Sol pode conduzir a problemas agudos e crónicos para a saúde, nomeadamente ao nível da pele (cancro), olhos (cataratas) e sistema imunitário, alerta o IM.

Lusa / SOL