Anthimio de Azevedo em grande entrevista

Iceberg

Nimbostratus
Registo
5 Jun 2006
Mensagens
817
Local
Braga
Meus Amigos, não sei se alguém leu, ou se alguém aqui fez referência.

O nosso mestre Anthimio de Azevedo foi tema de capa na revista mais lida em Portugal.

NOTÍCIAS MAGAZINDE nº 794 de 12/08/2007

Uma edição para guardar para a posteridade.

Tenho enorme vontade em partilhar esta grande entrevista convosco, mas como não possuo scanner, vai levar algum tempo a conseguir realizar esse meu intento. No entanto, prometo colocar aqui essa edição da revista ou então, se alguém conseguir fazer essa partilha, está à vontade.

O título da Revista é "O tempo não está louco", e serve para reafirmar as ideias fortes deste grande climatologista que, numa entrevista de ler e voltar a reler inúmeras vezes, fugindo do tradicional tom monocórdico e conservador da meteorologia tradicional, expões as suas ideias de uma forma frontal, sincera e directa.

Ideia forte: já devríamos estar a entrar num novo e prolongado período frio, uma nova Idade do gelo, talvez o início da nova Glaciação, a temperatura deveria ser em média, já nesta altura, 5º C abaixo do que se regista actualmente, mas o aquecimento global tem atrasado esse início do novo período frio.

Isto e muito mais, para ler, reler e guardar.
Absolutamente A NÃO PERDER! :thumbsup:
 

Brigantia

Cumulonimbus
Registo
20 Jan 2007
Mensagens
2,204
Local
Norte de Portugal
Gostava de ler essa entrevista. Fico a aguardar...

Aqui fica a capa, falta o resto...
anthimiosr2.jpg
 

João Soares

Super Célula
Registo
23 Ago 2007
Mensagens
6,112
Local
Canidelo, Vila Nova Gaia
Ideia forte: já devríamos estar a entrar num novo e prolongado período frio, uma nova Idade do gelo, talvez o início da nova Glaciação, a temperatura deveria ser em média, já nesta altura, 5º C abaixo do que se regista actualmente, mas o aquecimento global tem atrasado esse início do novo período frio.



Estou confuso :huh: Nova idade do Gelo:huh: como???? nao percebo....
 

Gerofil

Super Célula
Registo
21 Mar 2007
Mensagens
9,755
Local
Estremoz (401 metros)
«A Revolução Industrial foi muito simpática, foi uma necessidade, mas infelizmente tem sido levada ao exagero. Quando o mundo está todo ao dizer que atmosfera já não aguenta tanta poluição, há uma série de indivíduos a dizer que há uma quantidade de petróleo para gastar.
Podemos deixar de fazer asneiras. Podemos parar a destruição das florestas da Amazónia, da Indonésia, da África Central... Mas enquanto houver povos que precisam de dinheiro para viver e povos ricos que compram a madeira dessas florestas, o clima só vai mudar para pior. Quem tem culpa? Os povos ricos, com certeza, que andam sistematicamente à procura de ter tudo de bom aos pés da cama.
A água irá faltar na Península Ibérica (Portugal e Espanha), no Norte da China e Manchúria, na Austrália, na Nova Zelândia e na Tasmânia. O deserto do Sara está a ampliar-se para o Sul da Europa – isto foi absolutamente verificado no início dos anos oitenta por equipas de meteorologistas de Portugal, Espanha, França, Itália, Grécia e Turquia no âmbito de um programa conjunto chamado MEDALUS (...); Já nessa altura se concluiu que a linha de risco em Portugal já passava a norte do Tejo (...).
A América do Sul e a Europa do Norte serão as únicas regiões que, em 2025, não terão problemas de falta de água. Os meus colegas climatologistas dão-nos informações de que o famoso anticiclone dos Açores apresenta tendência para se estabelecer com muito maior frequência a sul das Ilhas Britânicas ou entre os Açores e a Madeira. Qualquer destas posições irá constituir uma barreira, um bloqueio; o anticiclone, estendendo-se em crista para nordeste em direcção à Escandinávia e em crista para sudoeste em direcção à América Central, vai fazer com que as chuvas não venham directamente para o Sul de França, Espanha e Portugal e tenham de dar a volta, indo chover provavelmente na Alemanha, na Polónia, na Europa Central, no Leste da França.
Já devíamos estar a pensar em dessalinizadores. Veja o caso exemplar do Porto Santo. A ilha não tem água, praticamente não chove e, no entanto, ninguém morre à sede. No continente não se faz a conversão da água do mar; mas devíamos estar a investir nessa tecnologia.
Escandaliza-me que já todos tenham chegado à conclusão de que o petróleo é altamente poluidor e Portugal tenha anunciado que vai fazer prospecção de petróleo ao largo da costa, para o que tem de gastar 36 a 38 milhões de euros. Não seria melhor aplicar esse dinheiro em fontes energéticas menos poluentes? Escandaliza-me que o Algarve tenha três mil horas de sol por ano – que é o máximo de horas de sol em todo o Mediterrâneo – e não façamos nenhuma utilização disso. (...)»

Excerto da entrevista de Anthimio de Azevedo no Notícias Magazine de 12.Ago.2007

Fonte: claustro fobias
 

Jota 21

Cumulus
Registo
20 Set 2007
Mensagens
355
Local
Sintra
Excelente!
Obrigado ao Kraliv por nos ter proporcionado a leitura desta entrevista.
Eu, e penso que quase todos aqui, apreciamos assistir a fenómenos meteorológicos extremos mas nenhum de nós decerto gostará que estas previsões se venham a concretizar num futuro próximo.
Cumprimentos a todos
 

Fil

Cumulonimbus
Registo
26 Ago 2005
Mensagens
3,926
Local
Bragança (740 m)
Obrigado pelos scans Kraliv! É sempre bom ver uma entrevista dada por uma das referências da meteorologia no nosso pais, apesar de não concordar muito com as suas visões catastrofistas a curto prazo do nosso clima. Penso que transformações dessa ordem dão-se em centenas ou até milhares de anos, e não em algumas décadas.