"Anticiclones Cavados"

vitamos

Staff
Registo
11 Dez 2007
Mensagens
5,433
Local
Estarreja
Re: "Anticlones Cavados"

se calhar estou a dizer um grande palavrão mas a ideia é a seguinte:

existe "anticiclones cavados"? ou seja aumento substancial da pressão num curso espaço de tempo, o inverso da tempestade Gong

Pode existir um aumento de pressão relativamente rápido mas o termo nunca seria cavar. O cavamento representa uma queda de pressão. Considera-se explosivo se corresponder a uma queda superior a X hectopascais num espaço de tempo, sendo que esse X varia consoante a latitude. Um aumento de pressão não é classificado por um motivo simples. A caracterização de fenómenos depende da importância desses mesmos fenómenos. Uma queda rápida de pressão tem consequências ao nível do fenómeno depressão. Já um aumento de pressão corresponde a uma estabilização das condições atmosféricas. Ao nível das consequências uma pressão demasiado alta acaba por só ser importante pela sua duração, quer esta se reflicta em fenómenos de ausência de precipitação pr longos períodos de tempo (seca) quer pelo fenómeno particular de temperaturas elevadas no Verão, com as consequências tragicamente conhecidas no nosso país.
 

fishisco

Cumulus
Registo
7 Jan 2013
Mensagens
350
Local
Celorico de Basto
Re: "Anticlones Cavados"

ou seja!

qd foi do caso de uma depressão a pressão em algumas horas pode passar de 1000 para 955 , mas pode acontecer no mesmo espaço de tempo a pressão passar de 1000 para 1050? eu ando a seguir a meteorologia a pouco tempo e ainda não vi nenhum caso assim.


eu usei o termo cavado para me fazer entender :)
 

vitamos

Staff
Registo
11 Dez 2007
Mensagens
5,433
Local
Estarreja
Re: "Anticlones Cavados"

ou seja!

qd foi do caso de uma depressão a pressão em algumas horas pode passar de 1000 para 955 , mas pode acontecer no mesmo espaço de tempo a pressão passar de 1000 para 1050? eu ando a seguir a meteorologia a pouco tempo e ainda não vi nenhum caso assim.


eu usei o termo cavado para me fazer entender :)

Sim, não é comum a pressão aumentar tanto num curto espaço de tempo. De qualquer forma apenas salientei que cavar é exactamente o fenómeno inverso de aumento de pressão.
 

Paulo H

Cumulonimbus
Registo
2 Jan 2008
Mensagens
3,159
Local
Castelo Branco 386m(489/366m)
Esquecendo as baixas térmicas ou baixas pressões relativas, podemos considerar que acima de 1012 mbar é anticiclone, e abaixo é depressão.
Ora, se uma depressão muito cavada se encontra nas proximidades de um anticiclone, então podemos observar que as isobaras são relativamente estreitas (elevado gradiente de pressão), mesmo na área já pertencente ao anticiclone!

Por este ponto de vista, podemos concluir que também num anticiclone podem existir isobaras muito próximas umas das outras, e o resultado à semelhança de uma depressão é a intensidade elevada do vento!
 

fishisco

Cumulus
Registo
7 Jan 2013
Mensagens
350
Local
Celorico de Basto
Re: "Anticlones Cavados"

Sim, não é comum a pressão aumentar tanto num curto espaço de tempo. De qualquer forma apenas salientei que cavar é exactamente o fenómeno inverso de aumento de pressão.

eu percebi e sei que é mas não sabia e pelos vistos não há um nome próprio para um aumento acentuado dos valores da pressão e o voltar ao "normal" num curto espaço de tempo.
 

fishisco

Cumulus
Registo
7 Jan 2013
Mensagens
350
Local
Celorico de Basto
Esquecendo as baixas térmicas ou baixas pressões relativas, podemos considerar que acima de 1012 mbar é anticiclone, e abaixo é depressão.
Ora, se uma depressão muito cavada se encontra nas proximidades de um anticiclone, então podemos observar que as isobaras são relativamente estreitas (elevado gradiente de pressão), mesmo na área já pertencente ao anticiclone!

Por este ponto de vista, podemos concluir que também num anticiclone podem existir isobaras muito próximas umas das outras, e o resultado à semelhança de uma depressão é a intensidade elevada do vento!


sim mas a minha duvida era se havia um fenómeno onde a pressão ia de 1012 para 1085 e voltava a 1012 num espaço curto de horas!
 

Paulo H

Cumulonimbus
Registo
2 Jan 2008
Mensagens
3,159
Local
Castelo Branco 386m(489/366m)
sim mas a minha duvida era se havia um fenómeno onde a pressão ia de 1012 para 1085 e voltava a 1012 num espaço curto de horas!

Não creio.. A evolução dos anticiclones é muito mais lenta no tempo, embora mais persistente, quando comparados às depressões. Resultam de grandes acumulações de ar frio à superfície ou de grandes acumulações de ar quente em altitude, e isso leva tempo.. São também muito maiores, o que implica uma maior inércia, que por vezes quase ficam estagnados.
 

stormy

Super Célula
Registo
7 Ago 2008
Mensagens
5,117
Local
Lisboa
Ás vezes há conjugações em que por exemplo uma crista da dorsal subtropical se extende sobre massas de ar muito frias e secas ( estaveis) á superficie.

A crista transporta ar Tropical vindo do Equador em altura, que depois desce, e ao encontrar ar muito frio á superficie, esse mecanismo é facilitado.

Então num dado momento tens ar muito denso junto ao solo que está a divergir e por cima deste está a descer em grande quantidade massas de ar de origem Tropical, isso gera um aumento rápido da pressão...que num espaço de 24h pode passar de 1015 para uns 1045hpa, ou até mais.

Isso geralmente não gera nada de muito grave...em alguns casos pode originar ventos catabaticos ou de densidade fortes, mas não é sempre.
 

Chingula

Cumulus
Registo
16 Abr 2009
Mensagens
326
Local
Lisboa
Na Meteorologia sinóptica e em Portugal, perante um determinado campo isobárico diz-se que existe um cavamento, num ponto ou numa região, quando a pressão atmosférica diminui e de forma inversa diz-se que se dá um enchimento quando a pressão atmosférica sobe. O campo isalobárico que define o comportamento da tendência da pressão atmosférica, transmite-nos a trajectória dos centros de pressão (Altas pressões e Baixas pressões). O tempo associado a qualquer das situações carece de outras considerações. Por exemplo no episódio de 18/19 de Janeiro de 2013, a intensidade do vento foi tão grave (em termos de efeitos causados) na fase de aproximação da depressão, como na fase de afastamento com subida brusca da pressão atmosférica...