1. Postagens no fórum Off-Topic
    Para combater registos que têm por único objectivo o de participar em tópicos controversos, o acesso às postagens está condicionado a membros com um número mínimo de 100 mensagens. Membros que não tenham esta quantidade de mensagens não poderão submeter mensagens ou criar tópicos nesta secção.
    Condições Gerais de Utilização do MeteoPT

Descontruir a Lady Gaga: Uma Nova Perspectiva

Tópico em 'Off-Topic' iniciado por frederico 28 Mai 2011 às 20:39.

  1. frederico

    frederico
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    9 Jan 2009
    Mensagens:
    7,687
    Local:
    Porto
    Madonna há uns anos assinou um contrato com a Interscope. A mesma companhia onde está a Lady Gaga.

    O intervalo da Superbowl de 2012 marcou o regresso de Madonna ao mercado norte-americano. Bateu recordes de audiências e foi visto em um terço dos lares norte-americanos. As críticas foram favoráveis, e a cantora já tem novo álbum, que será lançados no final do mês.

    Ora para o average Joe o espectáculo resumiu-se ao facto extraordinário de uma mulher de 53 anos dançar como se tivesse 20, ao lado das novas estrelas da indústria discográfica. Para os entendidos noutras matérias, tratou-se de uma sucessão de simbologia propositadamente lá colocada com um fim específico.

    Madonna foi apresentada ao público como uma espécie de deusa-mulher.



    Tratou-se de um feito extraordinário onde as massas ignorantes cumpriram o seu simples papel. ahaha
     
    #76 frederico, 4 Mar 2012 às 19:09
    Editado por um moderador: 21 Set 2014 às 03:52
  2. Scan_Ferr

    Scan_Ferr
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    8 Ago 2010
    Mensagens:
    1,116
    Local:
    Maceda (Ovar)
    Se se interessam por estes assuntos, visitem o blog:

    www.so-me-apetece-cobrir.blogspot.com

    Não é meu, mas gosto bastante de lá ir e de ler os artigos. Vejam com atenção, especialmente para o frederico :)
     
  3. Mário Barros

    Mário Barros
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    18 Nov 2006
    Mensagens:
    12,501
    Local:
    Cavaleira (Sintra)
    Indonésia cancela concerto de Lady Gaga, a "satânica"
     
  4. frederico

    frederico
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    9 Jan 2009
    Mensagens:
    7,687
    Local:
    Porto
    Volta e meia alguns da música apresentam publicamente alter-egos. É uma prática antiga, e a sua descrição embarca numa temática complexa que envolve Medicina, Filosofia e Religião.

    David Bowie e o alter-ego Ziggy Stardust


    [​IMG]

    Beyoncé e e o alter-ego Sasha Fierce

    [​IMG]

    Nicki Minaj e o alter-ego Roman Zolanski

    [​IMG]

    Madonna e o alter-ego Dita

    [​IMG]

    Stefani Germanota e o alter-ego Lady Gaga


    [​IMG]


    Alguns artistas têm mesmo vários alter-egos. Regra geral, um dos alter-egos concentra todos os «defeitos» do músico: é materialista, sexual, ambicioso, maquiavélico, etc. Caso de Beyoncé e o seu lado negro, Sasha Fierce.

    Para o zé-povinho (massas ignorantes) isto não passa de uma brincadeira ou de uma estratégia de marketing. No entanto, há razões muito profundas para este tipo de comportamentos, que lidam com conhecimentos herdados da Antiguidade, e explorados pela psiquiatria, psicanálise e psicologia modernas.
     
  5. Teles

    Teles
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    7 Dez 2007
    Mensagens:
    2,210
    Local:
    Rio Maior
    Nos dias de hoje o que não falta é gente a precisar de ajuda quer psicológica e psiquiatra :thumbsup:
     
  6. stormy

    stormy
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    7 Ago 2008
    Mensagens:
    5,116
    Local:
    Lisboa
    Olá...aqui o Average Joe tem uma questão para te colocar, Frederico.

    Mesmo que essas estruturas geométricas tenham algum tipo de significado, ou, como referiste no ultimo post, muitos artistas tenham alter-egos com uma missão de expor algum tipo de simbologia satanica ou maçónica, qual é o beneficio ou efeito que se pretende na restante sociedade?
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  7. frederico

    frederico
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    9 Jan 2009
    Mensagens:
    7,687
    Local:
    Porto
    A questão dos alter-egos não tem nada de maçónico ou satânico. É assunto da Ciência, da Medicina, da Psicologia. Curiosamente, não é um tema muito abordado perante o público, ao contrário de outros temas ligados à saúde.

    Adiante.

    Pelo que entendo perguntas qual a função dos artistas pop. A resposta é muito complexa... mas vamos lá a isto.

    Os EUA, como todas as nações, são brutalmente parciais nos seus interesses. Porém, não demonstrá-lo é benéfico, tal como ser amado e admirado, desde que ser amado não seja considerado o principal objectivo. Dar quantias significativas de auxílio a África serviria o objectivo de melhorar a imagem da América. Numa década durante a qual os EUA vão precisar de gastar centenas de milhares de milhões de dólares em Defesa, gastar 10 ou 20 mil milhões de dólares no auxílio a África seria uma tentativa proporcional e sensata de comprar admiração (...); o gesto resultaria em benefício da América e teria um custo relativamente baixo.

    O facto de um presidente nunca poder tirar os olhos da guerra não significa que não possa ser inteligente em relação a ela ao mesmo tempo. Uma das questões que Maquiavel salienta é que o bem resulta da procura implacável do poder e não d tentar ser bom. Contudo, se praticar algum bem simplesmente a convencer a Europa a enviar mais tropas para a próxima intervenção dos EUA, então vai ser um investimento no qual vale a pena apostar.


    George Friedman


    Na América, que não é uma república mas uma plutocracia, o poder é sinónimo de propriedade. Quem não tem propriedade, não existe. A grande e única preocupação é controlar a acção do governo sobre a propriedade, mesmo que aquele se limite a lembrar que a sua existência tem como fim o bem-comum.(...) A Europa não é, como os EUA, uma empresa ou um conglomerado de empresas. Os negócios e o tipo de regime económico são, para a Europa, um dos muitos aspectos da vida colectiva. Depois, a Europa não foi inventada e não teve de se inventar para se justificar. O patriotismo americano é postiço de cima a baixo. Tudo ali está preso à artificialidade: as fronteiras talhadas a régua e esquadro, as "tradições", as instituições. Do mero copismo adolescente dos pais fundadores - que foram buscar à "romanidade" romântica as imagens de que careciam para engrandecer uma bem prosaica realidade colonial - ficou o que é a América.

    Miguel Castelo Branco, blogue Combustões


    Nos anos 80, Michael Jackson e Lionel Richie escreveram o single We Are The World, uma das músicas mais vendidas de sempre. Michael Jackson, desde muito jovem, fooi controlado pelo pai e pela indústria discográfica. A infância e a juventude perdida de Michael levou a toda uma série de distúrbios psicológicos que culminaram na morte precoce do artista. No álbum HIStory Michael Jackson recorda a sua juventude perdida:



    Mais de quarenta artistas americanos juntaram-se para gravar o single. O grupo ficou conhecido como «USA For Africa». A iniciativa pretendia doar dinheiro para ajudar a combater a fome na Etiópia. Os críticos na altura referiram que o dinheiro angariado foi parar às mãos dos militares que controlavam o poder e que nãoo chegou às populações.

    We Are The World foi lançado pela Columbia Records.

    [​IMG]




    Ora o mesmo país que dissemina a guerra e o terror em África, invadindo a Líbia, vendendo armas a grupos terroristas, derrubando governos e colocando ditadores e políticos corruptos ou fundamentalistas religiosos no poder salta depois com estas campanhas de solidariedade para enganar a opinião pública global. É tudo uma fantochada, uma hipocrisia.

    Os ditos artistas pop são controlados por agentes, produtores, gente das companhias discográficas que não dá a cara. Parte da tua pergunta tem aqui uma resposta stormy, esta é uma das funções das estrelas pop, andar a defender causas que caem bem na opinião pública global para ajudar a limpar a imagem dos EUA.
     
    #82 frederico, 18 Mai 2012 às 19:52
    Editado por um moderador: 21 Set 2014 às 03:52
  8. frederico

    frederico
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    9 Jan 2009
    Mensagens:
    7,687
    Local:
    Porto
    Mas há mais funções.

    No filme Metropolis, é criado um robot feminino que seduz os homens da elite. Na cidade imaginada por Fritz Lang, existem dois grandes grupos sociais, os pensadores, a elite, e os trabalhadores manuais.

    A pedido da elite, é criado um robot, Maria, que perverte as massas, os trabalhadores manuais, conduzindo à revolta social, ao caos. No fim, tal justifica a intervenção da elite, acabando por haver um acordo entre os dois grupos sociais.

    Os operários vivem em condições desumanas, trabalhando como escravos, e reclamam por direitos sociais.

    Bem, vê o filme, se gostares. Para mim, é provavelmente o melhor filme de sempre, cheio de metáforas e referências mitológicas e bíblicas.

     
    #83 frederico, 18 Mai 2012 às 20:15
    Editado por um moderador: 21 Set 2014 às 03:52
  9. frederico

    frederico
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    9 Jan 2009
    Mensagens:
    7,687
    Local:
    Porto
    Um das maiores referências de sempre para a indústria discográfica e cinematográfica é Marilyn Monroe.

    Não foi propriamente uma cantora ou actriz talentosa, apesar da beleza incontestável. Então por que é um ícone recordado até à exaustão, acima de Marlene Dietrich, Grace Kelly ou de outras actrizes mais talentosas e também belas.

    M. Monroe, sublinhe-se, morreu em circunstâncias estranhas. Nunca foi apurada a causa da morte. E andou ligada ao poder político e nas mãos de handlers (com quem casou, aliás). M. Monroe tinha vários distúrbios psicológicos e um passado obscuro. O seu verdadeiro nome era Norma Jeane.

    [​IMG]

    Mais tarde ou mais cedo, os grandes nomes femininos da indústria discográfica acabam por fazer referência a Marilyn Monroe.

    Aqui temos Madonna:






    Madonna é aliás uma artistas pop mais obcecadas com a imagem da Marilyn Monroe.

    Recentemente, no seu novo disco, Nicki Minaj lançou uma música chamada Marilyn Monroe:



    Nicki Minaj é o protótipo perfeito da artista controlada pela indústria. Mudou de nome e fez plásticas antes de ser famosa. Tem alter-egos e surge constantemente em poses fotográficas e videoclips recheados de simbologia.


    Agora, espero que neste momento já tenhas a resposta completa.

    Algumas artistas pop são um intermediário. Difundem a promoção do materialismo, da promiscuidade sexual e de outros valores negativos. Tal como o robot de Metropolis, geram o caos que ajuda uma certa plutocracia a manter o poder.
     
    #84 frederico, 18 Mai 2012 às 20:29
    Editado por um moderador: 21 Set 2014 às 03:52
  10. stormy

    stormy
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    7 Ago 2008
    Mensagens:
    5,116
    Local:
    Lisboa
    Frederico...penso que o que referes é uma verdade de La Palice...suponho que toda a gente saiba que em geral todos os artistas empregam na sua arte varias mensagens que querem deixar aos restantes...no fundo é a sua maneira de exprimirem aquilo em que acreditam, os seus ideais..etc

    Não vejo no entanto a necessidade de se criar uma história com uma teia tão densa de elementos mitologicos, referencias a elementos politico-economicos, e todo o conjunto de simbologias que maior parte das pessoas não entende.
    Para que serve criar todo esse mundo de simbolismos se depois no final a ideia principal que se quer passar á população deixa de ser preceptivel?

    Não seria mais facil ser-se mais directo e transparente...não seria mais eficaz?
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  11. frederico

    frederico
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    9 Jan 2009
    Mensagens:
    7,687
    Local:
    Porto
    Stormy, a tua pergunta é muito interessante. Espero que consiga responder, pois a resposta é complexa. Mas há uma resposta.

    Os povos da Antiguidade utilizavam uma linguagem simbológica para transmitir ensinamentos. Perceberam desde cedo que a população não aceitava de bom grado que certas verdades ou informações fossem transmitidas de modo directo. Os mitos da Grécia Antiga são uma forma muito interessante de transmitir sabedoria, tal como as fábulas, as lendas ou os contos tradicionais.

    Quando Cristo esteve na Terra, falou por parábolas. Sempre que disse directamente o que pensava foi condenado. Até o crucificaram. E se leres o Novo Testamento, verás que ele foi condenado por defender a igualdade entre os homens, sem distinção de raça ou credo, a generosidade, o amor ao próximo, etc.

    Por outro lado, dar certas informações é dar poder. E a História prova que o poder nas mãos erradas normalmente acaba em catástrofe.

    Na Antiguidade percebeu-se o poder do símbolo, que é percebido pelo nosso inconsciente. Ou seja, quando não estamos preparados para filtrar e perceber certos símbolos e informações, eles actuam no nosso inconsciente, e sem que consigamos perceber moldam o nosso comportamento. Mudamos sem que percebamos.

    Imagina que a Madonna fazia uma conferência de imprensa quando começou a ser famosa. Durante e conferência dizia a todos os fãs que ir às compras era uma forma de sermos felizes. Que deveriam consumir imenso, para tapar os vazios internos e para compensar frustrações. No final, provavelmente, seria altamente criticada, e a carreira ficaria por um fio.

    Mas não foi isso que sucedeu. A editora deu-lhe uma letra para ela gravar, que se chamava Material Girl. A música ficou na cabeça de milhões de pessoas. A maior parte das músicas pop são earworms. Está provado cientificamente que algumas músicas ficam gravadas na nossa memória e não param de «tocar» dentro da nossa mente, levando em última instância a que o nosso comportamento seja moldado. Depois, Madonna gravou um videoclip muito famoso, onde homenageava a Marilyn Monroe. Ser uma material girl ficou então na moda nos EUA. Milhões de raparigas adolescentes queriam ser iguais à Madonna, o seu ídolo. Queriam ser também material girls.
     
  12. David sf

    David sf
    Expand Collapse
    Staff

    Registo:
    8 Jan 2009
    Mensagens:
    4,325
    Local:
    Oeiras / Portel
    OK, concordo. Mas parece-me que a pergunta do Stormy se referia aos símbolos do oculto (pirâmides, pentagramas, etc), que para 99,9% da população não são entendíveis, logo não cumprem o objectivo de passar qualquer mensagem. Quando alguém do povão vê o pentagrama em que medida é que se altera o seu comportamento?

    E no extremo oposto à Material Girl, temos várias músicas pop deste tipo:



    Em que se expõem a ridículo essas "material girls". O que a indústria conspiratória achará disto?
     
    #87 David sf, 22 Mai 2012 às 09:08
    Editado por um moderador: 21 Set 2014 às 03:52
  13. frederico

    frederico
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    9 Jan 2009
    Mensagens:
    7,687
    Local:
    Porto
    David, há artistas mais independentes.

    Mas se te reparares, alguns são constantemente notícia e outros não. Quando abro os jornais de manhã, volta e meia, está a Lady Gaga, a Madonna ou a Nicki Minaj algures em destaque...

    Quanto aos símbolos actuam no inconsciente.
     
  14. Mário Barros

    Mário Barros
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    18 Nov 2006
    Mensagens:
    12,501
    Local:
    Cavaleira (Sintra)
    Inconsciente (zona dos desejos e impulsos de natureza sexual).

    Subconsciente (zona intermédia entre o consciente e o inconsciente).

    [​IMG]

    :rolleyes::rolleyes:
     
  15. amando96

    amando96
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    16 Fev 2010
    Mensagens:
    966
    Local:
    Düsseldorf
    Mas como é que actuam no subconsciente se não soubermos o significado da simbologia?

    Se calhar a letra é bem mais responsável pela "inception" que aqui anda do que um pentagrama ou um quadrado no video clip.

    Acho isto tudo no mínimo forçado...
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura

Partilhar esta Página