Dia Nacional da Água - 1 de Outubro de 2012

CptRena

Nimbostratus
Registo
16 Fev 2011
Mensagens
1,510
Local
Gafanha da Encarnação, Aveiro
Portugueses podem beber água
da torneira “com confiança”

Segundo um relatório divulgado hoje – Dia Nacional da Água –, 98 por cento das análises efectuadas cumprem os parâmetros de qualidade
Edição de:
Segunda, Outubro 1, 2012

realagua12.jpg


Autor da Imagem:
DR

O presidente da entidade reguladora da água defendeu, ontem, que os portugueses podem beber água da torneira “com confiança”, porque os parâmetros de qualidade atingem os 98 por cento, apesar de 30 a 40 concelhos apresentarem níveis abaixo do desejável.
“Em 2011, todos os sistemas de abastecimento de água tinham planos de controlo de qualidade e, das cerca de 700 mil análises efectuadas, 98 por cento cumpriam os parâmetros definidos”, disse à agência Lusa Jaime Melo Baptista.
A Entidade Reguladora dos Serviços de Água e Qualidade (ERSAR) divulga, hoje, o relatório anual “Controlo da Qualidade da Água para Consumo Humano”, porque se assinala o Dia Nacional da Água.


Ler notícia completa na edição em papel
in Diário de Aveiro (01 de Outubro de 2012)


Mas depois este é o resultado que aparece pela casa de banho

bocaltorneira.jpg
 

CptRena

Nimbostratus
Registo
16 Fev 2011
Mensagens
1,510
Local
Gafanha da Encarnação, Aveiro
Que raio :eek: , isso será provocado pelo quê ?

Foi também pela razão de tentar saber o que é isto que postei aqui no fórum a ver se alguém tem queixas semelhantes. Para mim poderá ser compostos (sais) provavelmente com origem nas quantidades mal controladas de cloro que é colocado na rede e depois reaje com o ferro dos tubos de transporte e forma cloreto de ferro III (http://en.wikipedia.org/wiki/Iron%28III%29_chloride), mas não posso afirmar, com certeza, sem respectivas análises. Mas que mete impressão e nojo, mete.
 

Agreste

Super Célula
Registo
29 Out 2007
Mensagens
9,996
Local
Aljezur (48m) - Faro (11m)
Acho que deves urgentemente ligar ou ir presencialmente aos SMAS de Ílhavo porque isso não é água para beber.
 

CptRena

Nimbostratus
Registo
16 Fev 2011
Mensagens
1,510
Local
Gafanha da Encarnação, Aveiro
Acho que deves urgentemente ligar ou ir presencialmente aos SMAS de Ílhavo porque isso não é água para beber.

Isto agora já não é nos SMAS, é na ADRA (Águas da Região de Aveiro).
Foi privatizado e desde então tem sido o descalabro total, pelo que me tem chegado aos ouvidos.
De qualquer modo, e obrigado pela preocupação, eu não bebo água da rede. Nunca gostei do sabor, e os meus pais sempre preferiram a água engarrafada.
Mas usamo-la para fazer o comer, o que pode ser perigoso.
Vou ter que averiguar o que será.

Vou aproveitar e também deixar aqui que a cloragem da água tem muito que se lhe diga, e estou a conspirar que será um dos motivos por que o cancro tem aumentado nos países desenvolvidos, entre outras porcarias que alimentam esse problema.

http://en.wikipedia.org/wiki/Chlorination#Drawbacks
 

David sf

Staff
Registo
8 Jan 2009
Mensagens
5,163
Local
Oeiras / VN Poiares
Isto pode ter alguma relação:

Perturbações na cor, cheiro e sabor da água – Esclarecimento aos Clientes da AdRA
Desde o passado dia 13 de agosto que a AdRA tem vindo a rececionar algumas reclamações relativas à qualidade da água distribuída (alteração das suas caraterísticas organoléticas como o cheiro, sabor e, por vezes, cor amarelada).

No controlo legal (PCQA) e no controlo operacional (PCQO), ambos efetuados pela AdRA, não foram detetados incumprimentos em nenhum parâmetro analisado, não existindo qualquer risco para a saúde do utilizador.

Após uma análise detalhada às situações reportadas, concluímos existirem alterações em algumas caraterísticas da água que é fornecida à AdRA pela Associação de Municipios do Carvoeiro, com origem no rio Vouga, no lugar de Carvoeiro. De acordo com informação daquela entidade, a presença de cor, cheiro e sabor na água, terá ficado a dever-se à ação biológica que ocorreu no leito do rio e que terá sido potenciada pela presença de algas no meio aquático. Foram tomadas medidas de controlo do problema, nomeadamente incidindo sobre o fitoplâncton e as cianobactérias, tendo sido efetuada a injeção de ar no leito do rio, por forma a controlar as condições desfavoráveis existentes.

Dada a relevância da situação para a qualidade do serviço prestado, a AdRA tomou, de imediato, as medidas necessárias para minimizar os impactos no Cliente através da colocação em funcionamento de captações alternativas. Simultaneamente, a AdRA efetuou análises complementares especificas tendo-se concluído não existirem problemas.

Esta situação abrangeu as seguintes zonas de abastecimento onde a água tem como origem o fornecimento do Sistema Regional do Carvoeiro:

Zona de Abastecimento Área Servida
ALB I Albergaria-a-Velha
ALB II S. João de Loure
ILH I Gafanha da Encarnação (Costa Nova) e Gafanha da Nazaré (Barra)
ILH II Gafanha do Carmo, Gafanha da Encarnação e Gafanha da Nazaré
ILH III Ílhavo (S. Salvador)
ILH IV Ílhavo (S. Salvador Moitinhos)
Vouga Macinhata do Vouga, e Valongo do Vouga (Águeda), Alquerubim, Angeja, Branca, Mouquim e Ribeira de Fráguas (Albergaria –a-Velha), S. Jacinto (Aveiro), Avanca, Beduído, Canelas, Fermelã, Pardilhó, Salreu e Veiros (Estarreja), Bunheiro, Monte, Murtosa e Torreira (Murtosa) Válega (Ovar)
AVR I Cacia e Estarreja
AVR II Glória e Vera-Cruz
AVR III Nariz
AVR IV Aradas, Eixo, Eirol, Esgueira, Glória, N.ª Sr.ª de Fátima, Oliveirinha, Requeixo, S. Bernardo, Santa-Joana e Vera-Cruz

A AdRA continuará a acompanhar a situação, mantendo as medidas de controlo adequadas, e informando os clientes com base na monitorização efetuada à qualidade da água fornecida.

http://www.adra.pt/content/index.ph...da-agua---Esclarecimento-aos-Clientes-da-AdRA