Faleceu Anthímio de Azevedo

ecobcg

Cumulonimbus
Registo
10 Abr 2008
Mensagens
4,879
Local
Sitio das Fontes e Carvoeiro (Lagoa - Algarve)
Faleceu hoje Anthímio José de Azevedo, um dos maiores profissionais portugueses de meteorologia e grande divulgador da meteorologia e da física do clima. O desaparecimento de Anthímio de Azevedo deixa a meteorologia nacional de luto, e em especial o Instituto Português do Mar e da Atmosfera onde desenvolveu uma grande parte da sua atividade profissional, e onde foi um dirigente relevante.

Por indicação da família solicitamos contudo que a privacidade seja assegurada, neste momento difícil para todos, em que parte aquele que foi para muitos a cara da meteorologia portuguesa.

Nota Biográfica



Anthímio José de Azevedo nasceu em Ponta Delgada, na Ilha de São Miguel, Açores, a 27 de Abril de 1926. Frequentou o Liceu Antero de Quental e a Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, onde se formou em Ciências Geofísicas. Meteorologista de profissão, tornou-se um dos rostos mais conhecidos da televisão, tendo dado a cara pela meteorologia portuguesa na televisão pública desde 1 de Novembro de 1964 a 1967, de 1971 a 1977, e de 1981 a 1990, altura em que este serviço foi interrompido pela primeira vez, apesar dos protestos dos espetadores.

Anthímio de Azevedo teve um extenso percurso profissional no Serviço Meterorológico Nacional e no Instituto Nacional de Meteorologia e Geofísica, predecessores do atual Instituto Português do Mar e da Atmosfera. Foi diretor do Serviço Meteorológico da Guiné de 1967 a 1971 e de 1976 a 1977, neste período como perito da Organização Meteorológica Mundial, tendo coordenado a organização do novo Serviço Nacional e a formação dos seus quadros. Foi ainda Delegado Nacional ao Grupo de Códigos da Organização Meteorológica Mundial (1975-1990) e ao Grupo de Meteorologia do Comité Militar da OTAN (1986-1992). O último cargo institucional foi o de diretor do Serviço Regional dos Açores, na sua terra de nascimento e de coração.

Ao longo da sua atividade profissional acompanha a modernização da meteorologia moderna, transformada numa atividade essencialmente assente em observação da Terra, modelação numérica e análise. Numa entrevista dada em Setembro de 2010 considera: “Deu-se um grande salto no tempo de análise e previsão. Quando começamos a trabalhar com análise e previsão por computador, com as observações das 18h TUC tínhamos a previsão, para o dia seguinte, por volta das 04h. Agora, por volta das 04hTUC, temos a previsão para 4 dias e, um pouco mais tarde, para 10 dias e a 30 níveis na atmosfera. Os coeficientes de acerto no Centro Europeu de Previsão a Médio Prazo, que pode orgulhar-se da qualidade das suas previsões em áreas de previsão de outros centros, são de 96 % para 24 h, de 75% para o quarto dia e de 30% para o décimo dia”.

Após a aposentação do serviço público manteve intensa atividade de divulgação da previsão meteorológica, em particular na TVI entre 1992 e 1996. Dedicou-se à escrita e tradução de livros científicos, com foco na meteorologia e climatologia e interesse particular pela ciclogénese, os fenómenos de tempo adverso e a mudança climática. Participou em inúmeras palestras, entrevistas e ações de divulgação, sempre disponível. Anthímio de Azevedo foi durante toda a vida um apaixonado pela Meteorologia, um grande comunicador e um grande profissional.
http://www.ipma.pt/pt/media/noticias/newsdetail.html?f=/pt/media/noticias/textos/anthimio.html

Uma notícia triste para a meteorologia.:(
Paz à sua alma!
 

Microburst

Nimbostratus
Registo
10 Set 2009
Mensagens
855
Local
Laranjeiro-Feijó (Almada)
Um grande professor, um grande meteorologista que tornou a Meteorologia mais acessível ao comum dos cidadãos, e sobretudo uma pessoa boa que hoje se despediu de nós. Recordo-me de o ter visto várias vezes, bem pequeno e ao colo da minha mãe, na escola secundária Emídio Navarro aqui em Almada em palestras sobre Meteorologia, sobretudo fenómenos de tempo adverso da qual era um estudioso e admirador. Que descanse em paz.
 

Agreste

Furacão
Registo
29 Out 2007
Mensagens
10,015
Local
Aljezur (48m) - Faro (11m)
Não tenho feitio para despedidas. Gosto sempre de guardar o que de bom ficou.

Trabalhou com muito menos tecnologia e com muito mais incerteza do que hoje. Manteve sempre a simplicidade em explicar uma matéria nem sempre fácil, onde era preciso ir além do "borda d'agua" ou das "arremedas" do tempo. Cativou muitas pessoas e isso é o que temos de melhor.

Meteorologia, matemática, física... Não é fácil.
 

duncan

Cumulus
Registo
24 Set 2006
Mensagens
150
Local
palmela
Foi um grande profissional na área da meteorologia, lembro-me quando era pequeno de o ouvi-lo na Televisão, recordo-me que toda as pessoas tomavam atenção ás explicações dele. Ele era um bom comunicador e transmitia algo magico a esta ciência. Nunca vai ser esquecido.
 

Fernando Costa

Cumulus
Registo
2 Ago 2014
Mensagens
197
Local
Alfena - Valongo (Porto)
Grande Senhor este que nos deixa. Um monstro da meteorologia. Tenho pena de não ter nascido uns anos mais cedo (nasci em 1994). Se assim fosse teria a feliz oportunidade de ver as suas previsões na tvi (na altura a quatro). É sem dúvida um dia triste para esta ciência que nós adorámos. Descansa em paz Anthímio!! :(

Deixo aqui o link de um dos seus magníficos boletins meteorológicos.
 
Última edição: