Fatima

Tópico em 'Off-Topic' iniciado por frederico 29 Abr 2017 às 14:29.

  1. frederico

    frederico
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    9 Jan 2009
    Mensagens:
    4,902
    Local:
    Porto
    Com a aproximacao da visita papal, urge discutir-se o maior fenomeno religioso que existe em Portugal. Apesar do tema ser algo tabu na nossa comunicacao social, nao poderemos ignorar que muitos milhares de portugueses vao anualmente em peregrinacao a Fatima. Num pais que se laiciza, que abandona o catolicismo praticante, Fatima e uma excepcao que se tornou um centro de peregrinacao de importancia global.

    Mas o que sucedeu naqueles meses de 1917? O que ocorreu realmente no dia do chamado "milagre do Sol", testemunhado por muitos milhares de pessoas num raio de 50 quilometros?
     
  2. camrov8

    camrov8
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    14 Set 2008
    Mensagens:
    2,148
    Local:
    Oliveira de Azeméis(278m)
    Não era para postar. Fátima não é um mistério é areia nos olhos, primeiro pelas ditas aparições.
    Francisco afirma nunca ter visto visto nada e que viu a irmã e prima a olhar para a oliveira a Jacinta diz só ter visto uma luz, foi Lúcia que diz ter visto tudo e os relatos dos primos foram relegados para segundo plano.
    Já o famoso milagre do sol é o mesmo nem toda a gente o viu em especial pessoas que não estando no local estavam muito perto, não esqueçamos que ainda há pouco tempo as pessoas ficaram comovidas quando repararam num halo solar, muito comum entre esta comunidade de amantes do clima, mas que passa ao lado de quem não olha para o ceu. Fátima é um acontecimento da sua época não esqueçamos que vivia-se a 1ªgrande guerra .
    Actualmente é um negocio que factura milhões para comerciante e para o santuário que nunca revelou os montantes que recebe todos os anos, no final como tudo é uma questão de crenças
     
  3. frederico

    frederico
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    9 Jan 2009
    Mensagens:
    4,902
    Local:
    Porto
    Sobre um local semelhante... quem e de Esquerda vai gostar... eu nao sou e gostei...

     
    Paelagius gostou disto.
  4. camrov8

    camrov8
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    14 Set 2008
    Mensagens:
    2,148
    Local:
    Oliveira de Azeméis(278m)
    visões existem em todo o lado os deuses aparecem em todo o lado é incrível quando a crença é céga
     
  5. Nando Costa

    Nando Costa
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    9 Jan 2016
    Mensagens:
    177
    Local:
    Alfena (São Vicente) - Valongo
    Fátima leva acento agudo no primeiro "a".
     
    AnDré gostou disto.
  6. frederico

    frederico
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    9 Jan 2009
    Mensagens:
    4,902
    Local:
    Porto
    Vivo fora e o meu pc nao tem teclado portugues.
     
    Nando Costa gostou disto.
  7. Nando Costa

    Nando Costa
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    9 Jan 2016
    Mensagens:
    177
    Local:
    Alfena (São Vicente) - Valongo
    A história não é bem assim como. Francisco sempre afirmou que ouvia Nossa Senhora, mas não a via, Jacinta via e ouvia mas não falava e a Lúcia é que foi a grande protagonista, já que via, ouvia e falava com a aparição. Isto é que ficou registado segundo o relato das 3 crianças. Os 3 concordaram que não contariam a ninguém o que tinham visto com medo de caírem no ridículo até aí tudo mais do que espectável, no entanto foi a Jacinta, a mais nova dos 3 videntes que deu com a língua nos dentes. Depressa o relato correu a aldeia e em poucos meses o país. A mãe da Lúcia, mostrou-se sempre descrente já que dizia que a filha era uma grande mentirosa. Já a sua irmã e portanto mãe do Francisco e da Jacinta, mostrou-se crente desde o início, já que sabia bem os filhos que tinhas e que estes não mentiam. Diga-se também, que a igreja ao início não deu importância ao fenômeno e até hostilizou as 3 crianças, daí os vários interrogatórios a que foram sujeitos. Foi a partir de julho, que o fenômeno começou a ganhar outros contornos. Foi novamente a Jacinta que afirmou que na aparição desse mês, Nossa Senhora revelou-lhes um segredo e que Nossa Senhora iria fazer um milagre em outubro para que todos acreditassem. E o milagre está aqui o facto de ser previsto 3 meses antes. Nos interrogatórios seguintes, a Lúcia questionada sobre a existência de tal segredo confirmou. Daí para a frente os miúdos e as suas famílias nunca mais tiveram sossego. A 13 de Agosto, os miúdos foram levados a Ourém pelo Administrador de Ourém, que os interrogou e fez pressão psicológica aos miudos, para que estes lhe contassem o segredo. Mesmo ameaçados de morte, os 3 nada revelaram e o curioso é que os 3 mantiveram sempre a mesma versão dos factos nunca se contradizendo. Em Outubro supostamente aconteceu o que toda a gente sabe. Estima-se que estavam presentes mais de 50 mil pessoas na Cova da Iria, crentes, não crentes, ignorantes, homens do saber, jornalistas, ateus e agnósticos. Muitos foram que de facto viram o sol a girar, também há relatos da época em que o fenômeno foi o visto a dezenas de quilômetros de Fátima, mas também é verdade que muitos não viram nada. Entre os que dizem ter visto, estava o jornalista do jornal "O Século", que foi quem tirou as fotos a multidão. Este na altura optou por tiras fotos à multidão, porque se tirasse ao o sol, o fenômeno não seria minimamente perceptível e portante sem grande interesse no que ao jornalismo diz respeito, optando assim por retratar as expressões dos fiéis. Quanto ao fenômeno em si, muito se estudou ao longo destes anos, mas o facto é que a ciência não chegou a nenhuma conclusão, a não ser que seria impossível o facto de ser o sol a girar com todas as consequências apocalíticas que isso traria. Avançou-se com a possibilidade de ter existido uma excessiva excitação das células da retina ao olhar fixamente para o sol durante longo período de tempo, mas essa hipótese foi afastada pelo facto que estava tempo de chuva nesse dia 13 de outubro. Depois disso avançou-se com a hipótese de alucinação em massa, mas pelo facto de tanta gente que afirmou ter visto exatamente o mesmo fenômeno, inclusive ateus e pelo facto de que a ocorrência do suposto milagre ter sido previsto pelas crianças para aquele dia e para aquela hora, colocou de parte essa hipótese. Daí para a frente pode-se dizer que Fátima nunca mais foi posta em causa a sério. Agora acredita quem quer, Fátima não é dogma de fé. Pessoalmente, acredito nas crianças, por várias razões, eram humildes, analfabetas e porque não ganhavam nada em mentir muito pelo contrário. :)

    Quanto ao negócio, infelizmente é verdade, mas é assim em todo o lado e só lá vai quem quer, só é explorado quem quer.
     
    #7 Nando Costa, 2 Mai 2017 às 10:40
    Última edição: 2 Mai 2017 às 10:57
    Aristocrata gostou disto.
  8. ClaudiaRM

    ClaudiaRM
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    2 Dez 2009
    Mensagens:
    2,274
    Local:
    Viseu
    Collapse Signature Expand Signature
  9. Orion

    Orion
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    5 Jul 2011
    Mensagens:
    11,314
    Local:
    Ponta Delgada, Açores
    Fátima é um tópico denso e a veneração de Maria tem um excessivo peso na doutrina católica. As posições extremadas são previsíveis que variam desde a aceitação acrítica até a uma certa arrogância em desconsiderar as experiências dos outros mediante a inferência implícita de que o conhecimento adquirido pelas gerações seguintes os torna de certa forma mais sábios/superiores que as anteriores.

    Não vou discutir as aparições/visões porque o meu conhecimento é bastante limitado (há alguns aspetos interessantes como por exemplo a altura da personagem - 1 metro).

    Apenas deixo algumas questões...

    Qual é o lugar mais santo do Cristianismo? Certamente a maioria não saberá e dou uma dica: Não é o Vaticano.

    O Papa é bastante popular mesmo entre liberais. O que está mal na fotografia?

    Não é segredo que a Igreja está numa batalha pela sua relevância e tem vindo a alterar a sua postura. Como tal, pergunto eu: O que é que se está a defender? A mensagem ou a instituição?

    Haver um Papa que basicamente nega a fé da igreja que lidera seria algo escandaloso/herético há poucas dezenas de anos. Há pouco tempo o Chico disse que a fé em Deus é facultativa bastando que se siga a consciência. Sinais dos tempos.

    O Papa faz parte de uma das fações mais poderosas - mas menos faladas - da IC: os jesuítas. São as 'tropas de choque' do Vaticano acumulando ao longo da sua história uma longa lista de atrocidades. Para se perceber melhor, os jesuítas são a CIA do Vaticano. A certa altura o seu poder foi tanto que foram extintos (isto foi revertido algum tempo depois). Os servos são agora os reis. O que não deve ser discutido naqueles corredores... :rolleyes:

    Quer se queira quer não, a civilização ocidental tem 2 pilares: o cristianismo e, especialmente, a reforma protestante. O que veio depois são apenas add-ons.
     
    #9 Orion, 8 Mai 2017 às 21:50
    Última edição: 8 Mai 2017 às 22:00
    frederico e Fernanda Pereira gostaram disto.
  10. Aristocrata

    Aristocrata
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    28 Dez 2008
    Mensagens:
    4,891
    Local:
    Paços de Ferreira, 292 mts
    Os aproveitadores andam por aí.
    Os vendilhões do templo andam aí.
    Os padres abusadores andam aí.
    O homem anda aí...

    Percebo a luta de pequena parte da população. Mas...
    É este "mas" que interessa discutir.
    Respeite-se quem critica, quem expõe a sua visão sobre a temática relacionada com "Fátima".
    O que está errado é tomarem "a parte pelo todo".
    A pequena percentagem que usa, abusa, idolatra o fenómeno "Fátima", não representa a maioria dos que acreditam nas aparições (podem chamar visões se quiserem) de Fátima, aqueles que peregrinam porque acreditam, aqueles que confiam em Nossa Senhora, os CRENTES.
    Que são também muitos dos que deixaram de ir à Missa por uma ou outra razão, mas que sentem Fátima um local especial, que rezam, que muitas vezes dão "dádivas" porque lhes aliviam a alma, que fazem sacrifícios físicos e psicológicos em prol de algo em que acreditam.
    Nem tudo está bem, mas muito está como deve estar.
    As pessoas são convidadas a ir a um lugar Santo - mesmo os não crentes são bem recebidos, sentem-se bem por lá.
    A FÉ faz parte da natureza humana, uma necessidade, uma procura constante de uma razão de ser, de estar, de sentir e de fazer parte de algo mais grandioso do que o próprio espaço pessoal.
    A mensagem continua a ser a mesma, actual como há 2 mil anos ou mais. Obviamente a forma de a transmitir tem de ser mais actual. É essa procura de a transmitir que cria aqui e ali clivagens entre os membros da igreja e aqueles que ou estão de fora ou estão com "um pé dentro e outro fora". Este debate pode e deve ser feito na base do respeito e não na agressão como tem sido tão habitual nos últimos tempos.
    A igreja não se pode fechar em concha, por isso se aceita críticas, afinal um motor que nos leva a crescer enquanto civilização.
     
    Collapse Signature Expand Signature
  11. ClaudiaRM

    ClaudiaRM
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    2 Dez 2009
    Mensagens:
    2,274
    Local:
    Viseu
    @Aristocrata Não tenho qualquer intenção de discutir o que, para mim, não tem discussão. O crer em alguma coisa (desde que não prejudique ou magoe) não me incomoda nada. Quando assim não é, e muitas vezes assim não é, já são outros quinhentos. Há quem acredite em Fátima, há quem acredite em possessões demoníacas, há quem acredite na leitura das cartas, dos búzios, das folhas de chá, no livro de S. Cipriano, em homenzinhos verdes e viscosos, em espiritismo, em Deus, em Alá, em Buda, em Iemanjá, etc. Nada disso me incomoda. Respeito todos os crentes. Só me irritam se me vierem bater à porta para me tentarem evangelizar à força, particularmente se eu estiver a dormir. Daí até acreditar, é um passo enorme. Mas às vezes até gostava. Acho que a vida é mais simples para quem tem fé. Simplesmente não consigo.
     
    Collapse Signature Expand Signature
    Aristocrata gostou disto.
  12. Aristocrata

    Aristocrata
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    28 Dez 2008
    Mensagens:
    4,891
    Local:
    Paços de Ferreira, 292 mts
    Collapse Signature Expand Signature
    Fernanda Pereira e ClaudiaRM gostaram disto.
  13. ClaudiaRM

    ClaudiaRM
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    2 Dez 2009
    Mensagens:
    2,274
    Local:
    Viseu
    @Aristocrata A decência nada tem a ver com religiões. Pode ser-se um filho da mãe crente ou não crente. Fazer o bem aos outros (ou pelo menos não fazer mal), ter valores é parte personalidade e muito educação. Esperar que sejam as religiões a incutir nas pessoas o que tem de ser a consciência, a educação dá mau resultado. O motivo pelo qual não sou crente é porque sou céptica (genericamente falando). O que não faz sentido... E as religiões, crendices, etc, não fazem sentido. Mas nada tenho contra quem encontra sentido. Acho, até, de certa forma, consolador. Acho que é uma muleta, um escape, um apoio, um consolo. A realidade pode ser muito dura. O sofrimento, as perdas, a angústia podem ser atenuadas se acreditarmos em alguma coisa superior a nós. É nesse sentido que por vezes tenho pena de não ter fé. Mas é daquelas coisas que ou se tem ou não se tem. Costumo dizer na brincadeira que nasci sem dois 'genes': o da fé e o da adição. Para além de não ter fé também não sou dependente de nada. Não bebo, não fumo, não me drogo, não jogo, etc. Gosto muito de algumas coisas (café, por exemplo), mas depender delas, ter de consumir todos os dias, não funcionar sem elas, não. Conto comigo mesma e com as pessoas que me são importantes. E pronto. As religiões podem e devem discutir-se. A fé acho que não faz sentido. Sente-se ou não. Um pouco como o futebol. :)
    Dito isto, consigo ver emoção em Fátima. Não pela religião em si mas acho sempre tocante ver uma grande quantidade de pessoas reunidas devido a um mesmo motivo. Já me aconteceu emocionar-me com eventos desportivos, concertos, etc. Mas também há coisas que me irritam profundamente. Quando vejo crianças a fazerem aquele percurso de joelhos, algumas demasiado jovens, sequer, para terem a noção do que é aquilo, acho inadmissível. E acho que se Deus existisse, parto do pressuposto que fosse um ser bom. Duvido que quisesse sofrimento, dor, sacrifício. Acho que sermos seres humanos decentes seria mais do que suficiente. Oh well, filosofias da madrugada.
    Boa noite.
     
    Collapse Signature Expand Signature
  14. Paelagius

    Paelagius
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    27 Set 2013
    Mensagens:
    1,334
    Local:
    Porto - Campo Alegre
    O canal HISTÓRIA esteve a gravar um documentário, intitulado “As Faces de Fátima”, que passa por Fátima, Porto, Santarém, Coimbra, Leiria e Lisboa. O objetivo é dar a conhecer diferentes versões de um elenco de especialistas, um total de 23 portugueses de diferentes áreas, desde religião, teologia, economia, filosofia, sociologia, antropologia, psicologia, medicina ou matemáticas, que permitisse obter essa visão geral daquele dia 13 de maio de 1917.

    Próximas emissões: Terça, 09/05/2017 10:58h; Quarta, 10/05/2017 15:02h; Sábado, 13/05/2017 22:00h; Domingo, 14/05/2017 01:09h; Domingo, 14/05/2017 10:23h

     
  15. Orion

    Orion
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    5 Jul 2011
    Mensagens:
    11,314
    Local:
    Ponta Delgada, Açores
    Para a malta do FlightRadar e afins:

    Pelos preços praticados em Fátima mais vale ignorar o simbolismo da data e ir ver o Papa numa audiência papal gratuita na Praça de S. Pedro :hehe:
     

Partilhar esta Página