Funnel-cloud (possível tornado) monsanto/lisboa 22 setembro 2014

vitamos

Staff
Registo
11 Dez 2007
Mensagens
5,433
Local
Estarreja
Sim, este foi bem formado e documentado, mas formou-se na zona plana do Mar da Palha e ao entrar em Lisboa dissipou-se, claro.

Penso que a célula de dia 22 se estivesse sobre terreno mais plano teria formado efectivamente um tornado com rasto ao nível do solo.

Não, a verdade é que não se dissipou, houve estragos bem documentados na altura já em terra... A tromba de água efectivamente tocou o solo e ainda se deslocou alguns km.

O tópico relativo a esse tornado encontra-se aqui: http://www.meteopt.com/forum/topico/tornado-no-tejo-lisboa-14-abril-2010.4490/
 
  • Gosto
Reactions: StormRic

StormRic

Furacão
Registo
23 Jun 2014
Mensagens
14,197
Local
Póvoa de S.Iria (alt. 140m)
A estação meteorológica de Monsanto, Lisboa acumulou 54,8 mm:rain:
Esta será a estação que estava mais próxima

Também é essa a minha opinião. Mesmo assim vou tentar localizá-lo porque se tiver tocado o solo parece ter sido na zona de Monsanto em local apenas arborizado onde na altura não havia pessoas. Será que há algum vestígio nalgum ponto da mata de Monsanto?

Os registos em Lisboa nesse dia são muito lacónicos, quatro das 6 estações RUEMA estavam inoperacionais.

Os únicos testemunhos visuais são a foto de Miguel Lory publicada na TVI e as fotos e vídeo publicadas agora aqui por aisa43.

Cruzando as direcções das tomadas de vista (a primeira desde algures na Costa do Castelo para o Bairro Alto e as segundas desde a doca de Alcântara para a Ajuda/Monsanto, temos uma localização aproximada sobre Monsanto. É aí que se devem procurar vestígios, na mata.
 

StormRic

Furacão
Registo
23 Jun 2014
Mensagens
14,197
Local
Póvoa de S.Iria (alt. 140m)
Não, a verdade é que não se dissipou, houve estragos bem documentados na altura já em terra... A tromba de água efectivamente tocou o solo e ainda se deslocou alguns km.

O tópico relativo a esse tornado encontra-se aqui: http://www.meteopt.com/forum/topico/tornado-no-tejo-lisboa-14-abril-2010.4490/

Dissipou-se em terra, eu não disse antes de entrar em terra, portanto claro que fez estragos em terra até onde poude. O que eu apontei foi que se formou fora da cidade, na zona plana do Tejo. Mas este do dia 22 não veio de uma zona plana, esteve quase a formar-se sobre Monsanto.
 
  • Gosto
Reactions: jonekko

aisa43

Cirrus
Registo
22 Jan 2013
Mensagens
6
Local
Estoril / Alcantâra-Mar
Boa noite a todos e obrigada pelas opiniões, a "funnel cloud " desceu mas quando comecei a filmar desintegrou-se como podem ver ,a parte de baixo no minuto2:09 por cima da parede amarela do edifício continuava a rodar e o funil começou a recolher, não foi possível ver se tocou no solo mas as duas partes tinham rotação a olho nu.
 
  • Gosto
Reactions: StormRic

StormRic

Furacão
Registo
23 Jun 2014
Mensagens
14,197
Local
Póvoa de S.Iria (alt. 140m)
Boa noite a todos e obrigada pelas opiniões, a "funnel cloud " desceu mas quando comecei a filmar desintegrou-se como podem ver ,a parte de baixo no minuto2:09 por cima da parede amarela do edifício continuava a rodar e o funil começou a recolher, não foi possível ver se tocou no solo mas as duas partes tinham rotação a olho nu.

Graças às suas imagens e vídeo consegui cruzar as direcções de avistamento com as da única foto, que eu conheça, que também captou o fenómeno (publicada pela TVI, autor Miguel Lory). Delineei assim um polígono de terreno sobre o qual terá ocorrido a funnel cloud sem no entanto termos ainda qualquer verificação de que tenha tocado o solo (ou apenas as árvores).
k8V9Lc5.jpg


A imprecisão é no entanto bastante grande, em especial porque é difícil comparar os instantes de observação. As linhas amarelas delimitam os limites de observação desde Alcântara; as linhas a vermelho aqueles limites que são compatíveis no tempo em ambas as observações, isto tudo, claro, baseado apenas na minha discutível observação e interpretação das imagens...
 
Última edição:
  • Gosto
Reactions: MSantos e aisa43

stormy

Super Célula
Registo
7 Ago 2008
Mensagens
5,117
Local
Lisboa
Correcto! Mas apenas porque está sobre a água. Não há diferença no mecanismo dinâmico.

Na nomenclatura cientifica o termo "tromba" deve ser traduzido para o Ingles "Spout", um Spout-type tornado ou non-mesociclonic tornado é um fenomeno que é da familia dos dust devils,a sua genese ocorre em correntes ascendentes intensas em que por algum motivo, geralmente a indução de vorticidade pela convergencia do fluxo horizontal na base do updraft, se formam estruturas rotativas que podem atingir até uma intensidade equivalente a EF3.

Um tornado propriamente dito é um fenomeno diferente, depende ( ao contrario das trombas) de estruturas convectivas bem organizadas do tipo supercelular.
A genese de um tornado prende-se não com a ingestão de vorticidade pela cloluna de ar ascendente, mas sim pela indução de vorticidade pela presença de shear rotacional...ou seja, a presença de uma rotação gradual do fluxo desde a superficie até á media ou alta troposfera.
Uma célula que surja nestas circunstancias é "moldada" pelo shear rotacional e formam-se varios vortices no updraft, esses vortices tendem a ser horizontais ( gerados pela diferença de rumo do vento nas varias camadas) , mas quando a corrente ascendente é forteo suficiente, os vortices horizontais são esticados na vertical e geram um updraft rotativo e posteriormente um mesociclone.

Portanto...trombas e tornados são fenomenos distintos, embora na nossa lingua haja alguma ambiguidade..
 
  • Gosto
Reactions: CptRena e StormRic

Agreste

Furacão
Registo
29 Out 2007
Mensagens
10,015
Local
Aljezur (48m) - Faro (11m)
não é assim muito fácil saber por onde passou... dava jeito que fosse mesmo em monsanto, nas tais árvores porque se podiam encontrar vestígios.
 

StormRic

Furacão
Registo
23 Jun 2014
Mensagens
14,197
Local
Póvoa de S.Iria (alt. 140m)
Na nomenclatura cientifica o termo "tromba" deve ser traduzido para o Ingles "Spout", um Spout-type tornado ou non-mesociclonic tornado é um fenomeno que é da familia dos dust devils,a sua genese ocorre em correntes ascendentes intensas em que por algum motivo, geralmente a indução de vorticidade pela convergencia do fluxo horizontal na base do updraft, se formam estruturas rotativas que podem atingir até uma intensidade equivalente a EF3.

Um tornado propriamente dito é um fenomeno diferente, depende ( ao contrario das trombas) de estruturas convectivas bem organizadas do tipo supercelular.
A genese de um tornado prende-se não com a ingestão de vorticidade pela cloluna de ar ascendente, mas sim pela indução de vorticidade pela presença de shear rotacional...ou seja, a presença de uma rotação gradual do fluxo desde a superficie até á media ou alta troposfera.
Uma célula que surja nestas circunstancias é "moldada" pelo shear rotacional e formam-se varios vortices no updraft, esses vortices tendem a ser horizontais ( gerados pela diferença de rumo do vento nas varias camadas) , mas quando a corrente ascendente é forteo suficiente, os vortices horizontais são esticados na vertical e geram um updraft rotativo e posteriormente um mesociclone.

Portanto...trombas e tornados são fenomenos distintos, embora na nossa lingua haja alguma ambiguidade..

:thumbsup: Obrigado pelo esclarecimento e correcção de uma ideia que tinha e afinal estava errada! :)

No entanto pergunto, o "tornado" de Lisboa de 2010 era efectivamente um tornado?
 

StormRic

Furacão
Registo
23 Jun 2014
Mensagens
14,197
Local
Póvoa de S.Iria (alt. 140m)
não é assim muito fácil saber por onde passou... dava jeito que fosse mesmo em monsanto, nas tais árvores porque se podiam encontrar vestígios.

Vou tentar passar por lá, em particular na estrada do Alvito, do lado sul da A5.

Acho que a primeira mensagem de abertura deste tópico deverá ser a primeira mensagem inserida pela aisa43 na noite do dia 22 mas que pelos vistos teve pouca atenção:
http://www.meteopt.com/forum/topico...entro-setembro-2014.7824/page-138#post-446082

;)
 

Vince

Furacão
Registo
23 Jan 2007
Mensagens
10,624
Local
Braga
Já por causa dessa ambiguidade que eu para mim são tornados, e pronto. Em Portugal há ainda a outra razão, já muitas vezes falada aqui, que na gíria popular uma tromba de +agua é uma bátega de água, e não E muita gente pensa da mesma forma
Na nomenclatura cientifica o termo "tromba" deve ser traduzido para o Ingles "Spout", um Spout-type tornado ou non-mesociclonic tornado é um fenomeno que é da familia dos dust devils,a sua genese ocorre em correntes ascendentes intensas em que por algum motivo, geralmente a indução de vorticidade pela convergencia do fluxo horizontal na base do updraft, se formam estruturas rotativas que podem atingir até uma intensidade equivalente a EF3.

Um tornado propriamente dito é um fenomeno diferente, depende ( ao contrario das trombas) de estruturas convectivas bem organizadas do tipo supercelular.
A genese de um tornado prende-se não com a ingestão de vorticidade pela cloluna de ar ascendente, mas sim pela indução de vorticidade pela presença de shear rotacional...ou seja, a presença de uma rotação gradual do fluxo desde a superficie até á media ou alta troposfera.
Uma célula que surja nestas circunstancias é "moldada" pelo shear rotacional e formam-se varios vortices no updraft, esses vortices tendem a ser horizontais ( gerados pela diferença de rumo do vento nas varias camadas) , mas quando a corrente ascendente é forteo suficiente, os vortices horizontais são esticados na vertical e geram um updraft rotativo e posteriormente um mesociclone.

Portanto...trombas e tornados são fenomenos distintos, embora na nossa lingua haja alguma ambiguidade..


A ambiguidade é muita, já falámos disso toneladas de vezes ao longo dos anos. E ainda é mais ambíguo do que referes, há trombas de supercélulas para ajudar à confusão. E como vimos nos últimos anos, não raras vezes em Portugal supercélulas formam-se no mar e deslocam-se dezenas ou mesmo centenas de quilómetros até à Beira interior ou mesmo Espanha, o(s) Tornado(s) de 7 Dezembro 2010 são um bom exemplo. E essa confusão que já é muita tem levado cada vez mais gente a simplesmente adoptar o termo Tornado, seja água seja terra. Em Portugal temos ainda outra agravante que também já discutimos muita vez, que é o termo "tromba d'água" estar fortemente enraizado na população como uma forte bátega de água e não o tipo de fenómeno de que falamos aqui. Mais uma razão porque eu raramente falo de trombas, é um tornado, e pronto. Para mim, claro...


Graças às suas imagens e vídeo consegui cruzar as direcções de avistamento com as da única foto, que eu conheça, que também captou o fenómeno (publicada pela TVI, autor Miguel Lory). Delineei assim um polígono de terreno sobre o qual terá ocorrido a funnel cloud sem no entanto termos ainda qualquer verificação de que tenha tocado o solo (ou apenas as árvores).
...

A imprecisão é no entanto bastante grande, em especial porque é difícil comparar os instantes de observação. As linhas amarelas delimitam os limites de observação desde Alcântara; as linhas a vermelho aqueles limites que são compatíveis no tempo em ambas as observações, isto tudo, claro, baseado apenas na minha discutível observação e interpretação das imagens...


Bom trabalho, ia tentar fazer esse exercício mas antecipaste-te. Temos portanto um cenário de eventualmente ter ocorrido um Tornado numa zona florestal do Monsanto e ninguém ter dado por eventuais danos. O cenário até parece plausível, ao chegar ao vale de Alcântara o(s) vortice(s) se terem desfeito dado a súbita descontinuidade que ocorre, não só orográfica, maior distância até à base da nuvem, mas se calhar também do regime ventos na superfície na zona.
 
  • Gosto
Reactions: StormRic

StormRic

Furacão
Registo
23 Jun 2014
Mensagens
14,197
Local
Póvoa de S.Iria (alt. 140m)
Bom trabalho, ia tentar fazer esse exercício mas antecipaste-te. Temos portanto um cenário de eventualmente ter ocorrido um Tornado numa zona florestal do Monsanto e ninguém ter dado por eventuais danos. O cenário até parece plausível, ao chegar ao vale de Alcântara o(s) vortice(s) se terem desfeito dado a súbita descontinuidade que ocorre, não só orográfica, maior distância até à base da nuvem, mas se calhar também de ventos e temperatura na zona.

Obrigado, foi realmente isso, um exercício.
Observando bem as imagens do vídeo estou na dúvida quanto ao lado da A5. A referência é sem dúvida a torre de telecomunicações sobranceira à auto-estrada (como era conhecida): a mim parece-me que passou a sul da torre, logo a sul da A5 e isso está de acordo com a direcção de avistamento desde a baixa. A alternativa de passar sobre a torre ou a norte não é tão compatível com as direcções; a alternativa de passar mesmo no vale da A5 tê-la-ia feito notar-se pelos automobilistas, mas claro só se efectivamente desceu até ao solo, caso contrário não teria sido avistada. O que me faz confusão, e a mais pessoas, é porque não há mais nenhum registo visual.
 

thunderboy

Cumulonimbus
Registo
27 Nov 2008
Mensagens
2,030
Local
Alcanena/Aveiro
Extraí a imagem de radar do dia 22/09/2014, às 14:30, a partir da animação fornecida na noticia da precipitação intensa no site do IPMA e isolei a cor que mais se aproximava ao roxo (por baixo da seta verde).

1zz3n14.jpg


PS: Lembro-me de tirar uma foto há uns dias que me pareceu suspeita: Amanhã a postarei.
 
  • Gosto
Reactions: StormRic

rozzo

Staff
Registo
11 Dez 2006
Mensagens
2,470
Local
Alcochete/Lisboa
No entanto pergunto, o "tornado" de Lisboa de 2010 era efectivamente um tornado?

Eu penso que sim, que pelo que me recordo, terá sido originário de um mesociclone, portanto tromba do tipo tornádico, e não simples waterspout. Mas naturalmente posso estar a fazer confusão.

Quanto a este episódio recente de dia 22, e com as devidas reticências dado não haver mais imagens, ou mais próximas, independentemente de ter ou não tocado o solo, parece-me também claramente funil do tipo tornádico, e não do tipo landspout, mais uma vez.
 
  • Gosto
Reactions: StormRic