Furacão Pablo (#Atlântico AL18)

luismeteo3

Furacão
Registo
14 Dez 2015
Mensagens
17,112
Local
Fatima (320m)
Para mais tarde recordar... :D

77dae9e051b4ceeed30b4406212e0c35884a5477444ac05e06996c264e6d2d9e.png
 

FJC

Cumulus
Registo
14 Dez 2009
Mensagens
291
Local
Marinha Grande
No Sat24 o olho até parece estar a ficar maior e mais bem definido...

https://en.sat24.com/en/eu

Par

Desculpa, mas que isto significa?! Apesar da água fria, condições favoráveis a alimentar o sistema!? Apesar da água fria??

Na última imagem do sat24, até parece que a estrutura do furacão está maior, com diversas bandas em volta dele......

Pode ser o 2° furacão a formar-se tão a norte do Atlântico, mas o que está mais a norte e junto aos estados unidos, tem a temperatura da água acima desta zona.....
 

Orion

Furacão
Registo
5 Jul 2011
Mensagens
19,650
Local
Açores
Desculpa, mas que isto significa?! Apesar da água fria, condições favoráveis a alimentar o sistema!? Apesar da água fria??

Em geral, a previsão da intensidade dos ciclones tropicais continua a ser razoável. O cenário é ainda pior no que concerne aos CTs de reduzida dimensão (como o Pablo). E os modelos hoje em dia são muito superiores aos das passadas décadas.

Os CTs de reduzida dimensão podem ser extremamente resistentes. Na discussão do aviso especula-se que não obstante as águas mais frias (que normalmente enfraquecem os CTs), o ar frio nas camadas mais altas da atmosfera e o reduzido cisalhamento (que diminui a dissipação do calor levantado pela convecção) estão a favorecer a intensificação do CT.

Tendo em conta o cenário atual, em que uma conjugação rara de condições está a gerar mais um ciclone raro, acho que se pode incluir o Pablo no mesmo patamar que o Alex, Ophelia, Leslie e Lorenzo. O Vince está a deixar de ser uma anomalia isolada e climatologicamente inevitável. E isso é muito mau.
 
Última edição:

FJC

Cumulus
Registo
14 Dez 2009
Mensagens
291
Local
Marinha Grande
Em geral, a previsão da intensidade dos ciclones tropicais continua a ser razoável. O cenário é ainda pior no que concerne aos CTs de reduzida dimensão (como o Pablo). E os modelos hoje em dia são muito superiores aos das passadas décadas.

Os CTs de reduzida dimensão podem ser extremamente resistentes. Na discussão do aviso especula-se que não obstante as águas mais frias (que normalmente enfraquecem os CTs), o ar frio nas camadas mais altas da atmosfera e o reduzido cisalhamento (que diminui a dissipação do calor levantado pela convecção) estão a favorecer a intensificação do CT.

Tendo em conta o cenário atual, em que uma conjugação rara de condições está a gerar mais um ciclone raro, acho que se pode incluir o Pablo no mesmo patamar que o Alex, Ophelia, Leslie e Lorenzo. O Vince está a deixar de ser uma anomalia isolada e climatologicamente inevitável. E isso é muito mau.

Obrigado!
 

luismeteo3

Furacão
Registo
14 Dez 2015
Mensagens
17,112
Local
Fatima (320m)
000
WTNT33 KNHC 272031
TCPAT3

BULLETIN
Hurricane Pablo Advisory Number 9
NWS National Hurricane Center Miami FL AL182019
500 PM AST Sun Oct 27 2019

...PABLO STRENGTHENS A LITTLE MORE BUT IS EXPECTED TO WEAKEN SOON...

SUMMARY OF 500 PM AST...2100 UTC...INFORMATION
----------------------------------------------
LOCATION...44.7N 17.2W
ABOUT 650 MI...1050 KM NE OF LAJES AIR BASE IN THE AZORES
MAXIMUM SUSTAINED WINDS...80 MPH...130 KM/H
PRESENT MOVEMENT...NNE OR 20 DEGREES AT 25 MPH...41 KM/H
MINIMUM CENTRAL PRESSURE...977 MB...28.85 INCHES

Hurricane Pablo Discussion Number 9
NWS National Hurricane Center Miami FL
500 PM AST Sun Oct 27 2019

Pablo continues to have a remarkably impressive appearance for a
tropical cyclone over such cold waters. The hurricane's eye remains
evident in most satellite imagery channels, with a solid ring of
cloud tops colder than 50C surrounding it. This maintenance of the
deep convection can be attributed to an environment of very cold
temperatures aloft, which can allow for the hurricane to remain
intact over waters colder than those typically observed. The latest
subjective Dvorak intensity estimate from TAFB remains unchanged
from 6 hours ago, while the objective estimates from UW-CIMSS have
increased slightly. The initial advisory intensity has been
increased to 70 kt, and this could be a little conservative.
 
Última edição: