Geotermia atinge marca histórica

fablept

Nimbostratus
Registo
12 Nov 2008
Mensagens
1,311
Local
Ponta Delgada - Açores
A produção das duas centrais geotérmicas de S. Miguel, nos Açores, ultrapassou em abril, pela primeira vez, a que foi gerada pela central termoelétrica em funcionamento nesta ilha, revelou hoje a Eletricidade dos Açores (EDA).

Os dados da elétrica açoriana indicam que, em abril, a produção geotérmica de S. Miguel atingiu 16 MWh, enquanto a Central Termoelétrica do Caldeirão produziu 15,7 MWh.

A energia geotérmica e a hidroelétrica foram responsáveis por 54 por cento do abastecimento de eletricidade em S. Miguel no mês de abril.

Nos primeiros quatro meses deste ano, segundo os dados da EDA, as centrais geotérmicas e hídricas de S. Miguel registaram crescimentos de 22 e 16 por cento, verificando-se uma quebra na produção termoelétrica de 17 por cento.

O Governo Regional dos Açores definiu como meta que a produção de eletricidade no arquipélago a partir de energias renováveis represente 75 por cento do total em 2018, devendo atingir 50 por cento já em 2014.

No ano passado, os dados oficiais indicam que as fontes de energia renovável representaram 28 por cento da produção de eletricidade nos Açores, revelando aumentos ao nível das centrais geotérmicas, hídricas e eólicas que funcionam no arquipélago.

A energia geotérmica aumentou 7,3 por cento no ano passado, enquanto a eólica cresceu 8,4 por cento e a hídrica aumentou 39,4 por cento.

Em termos globais, em 2010, as fontes geotérmicas foram responsáveis por 20,4 por cento da produção de energia no arquipélago, enquanto a hídrica e a eólica, no seu conjunto, representaram 7,6 por cento do total produzido.

No primeiro trimestre deste ano, cerca de um terço da produção de eletricidade nos Açores foi assegurada pelo recurso a energias renováveis, refletindo acréscimos de rendimento das centrais geotérmicas e hídricas.

fonte: http://www.acorianooriental.pt/noticias/view/215831
 

fablept

Nimbostratus
Registo
12 Nov 2008
Mensagens
1,311
Local
Ponta Delgada - Açores
Numa ilha com 130 mil habitantes, mais de 50% da produção vir de renováveis já é uma excelente marca :)

Uma conclusão podemos tirar disto..o complexo vulcânico do Fogo está bem vivo, à cerca de duas semanas passei pela central Geotérmica, o barulho e a quantidade de vapor que saía da central só me fazia pensar que estava com os pés em cima de uma gigantesca panela de pressão:shocking:
 

actioman

Cumulonimbus
Registo
15 Fev 2008
Mensagens
2,052
Local
Elvas (~300m)
Uma pergunta, e a electricidade por lá é baratinha? Como é em grande parte proveniente de renováveis...
 

Knyght

Cumulonimbus
Registo
10 Mai 2009
Mensagens
2,042
Local
Madeira - Funchal
Uma pergunta, e a electricidade por lá é baratinha? Como é em grande parte proveniente de renováveis...

É pelo menos dinheiro que circula internamente garantido o pagamento aos salários da população afeta na Elétrica Açoreana.
 

fablept

Nimbostratus
Registo
12 Nov 2008
Mensagens
1,311
Local
Ponta Delgada - Açores
Sou a favor da exploração geotérmica, mas como todas as explorações energéticas, tambem tem as suas desvantagens.

Sismo na Suíça pode ter sido causado por experiências geotérmicas

Um sismo de magnitude 3,6 que foi registado neste sábado na Suíça poderá ter sido causado por perfurações de grande profundidade feitas no âmbito de um projecto geotérmico. O sismo afectou uma área da zona leste do país, segundo anunciou inicialmente o Serviço Sismológico do país citado pela AFP.

Agora, de acordo com novas informações avançadas num comunicado conjunto do Serviço Sismológico da Suíça e da Escola Politécnica Federal de Zurique, o sismo poderá ter tido origem em experiências geotérmicas recentes que tiveram lugar naquela zona.

“Nos próximos dias, não se pode excluir a ocorrência de novos sismos”, diz o comunicado, que recorda que o abalo foi sentido às 5h30 (4h30 de Lisboa) na cidade de St. Gallen e a quatro quilómetros de profundidade.

“O sismo está provavelmente ligado aos ensaios e actividades de estimulação realizados com perfurações de um projecto de geotermia em St. Gallen, onde muitos microssismos tinham já sido registados nos últimos dias”, lê-se na nota, que diz que o abalo foi “largamente sentido” em toda a região.

Quanto a consequências, as autoridades admitem que, perante a magnitude e profundidade do abalo, não são de excluir pequenos danos nos edifícios daquela zona. O Serviço Sismológico da Suíça registou um outro sismo de magnitude 3,8 no cantão Appenzell Rhodes-Extérieures, perto de Herisau, precisamente à mesma hora.

Os responsáveis pelo projecto também já fizeram uma conferência de imprensa onde anunciaram a interrupção temporária dos trabalhos naquela zona até analisarem todos os dados e estabilizarem a perfuração. O engenheiro responsável pelo projecto adiantou que o abalo pode ter origem nas injecções de água feitas na sexta-feira para bloquear a saída de gases que surgiram de forma imprevista.

A Suíça é uma região com uma actividade sísmica considerada moderada. Todos os anos, entre 500 a 800 sismos são registados no país mas, em média, apenas dez são suficientemente fortes para serem sentidos.

Fonte:Publico.pt