Monitorização Clima de Portugal - 2013

AnDré

Staff
Registo
22 Nov 2007
Mensagens
11,093
Local
Odivelas (140m) / Várzea da Serra (900m)
Precipitação acumulada dia 18 de Janeiro de 2013
(<=90,0mm)

dptcoagro.jpg


130,6mm - Cabril
125,4mm - V.N. Cerveira
101,7mm - Ponte de Lima, Escola Agrícola
96,8mm - Cabeceiras de Basto
90,0mm - Penhas Douradas
 

algarvio1980

Furacão
Registo
21 Mai 2007
Mensagens
10,714
Local
Olhão (24 m)
Alguém já viu o novo relatório mensal do IPMA? A estação de Faro (Aeroporto) já não aparece nos resumos mensais quando é assim é mais que certo o fim da estação. Agora, o Algarve tem a estação de Portimão como a principal. Mas eu continuo a incluí-la nos meus resumos mensais, embora com algumas falhas na precipitação, mas ainda vai registando alguma coisa, agora deixar a estação que é a referência do Algarve com médias climatológicas assim com essas falhas graves só em Portugal. Vergonhoso.

Antigamente, havia estações por todo o lado quando o país era mais pobre do que é agora, agora é lastimável que a maior parte das estações seja do IPMA, seja do INAG encontram-se completamente ao abandono. Mais valia, continuar com as velhas estações ir lá alguém registar os valores mas ao menos tínhamos as estações a funcionar, assim é mais a perda de um património rico que é a meteorologia. :mad:
 

Skizzo

Nimbostratus
Registo
24 Set 2007
Mensagens
1,389
Local
Porto (centro) - cerca de 7km da costa
O mesmo aconteceu com a Serra do Pilar, aqui do Porto. Era a principal, a mais antiga, a quem tem normas de vários periodos, e abandonaram-na durante vários anos, trocando-a por Pedras Rubras (que mesmo assim apresentava falhas constantes).

Não gostei do novo boletim, nem do novo quadro de resumos. Nem as médias das normas colocaram para fazermos uma comparação. E o quadro é hediondo...
 

Nickname

Cumulonimbus
Registo
2 Fev 2012
Mensagens
3,667
Local
Rio de Loba, Viseu (520m)
Precipitação acumulada dia 18 de Janeiro de 2013
(<=90,0mm)

dptcoagro.jpg


130,6mm - Cabril
125,4mm - V.N. Cerveira
101,7mm - Ponte de Lima, Escola Agrícola
96,8mm - Cabeceiras de Basto
90,0mm - Penhas Douradas

como consegues ver esses mapas diários de precipitação?
Eu só consigo descortinar mapas de valores mensais.
Tens privilégios que o comum dos mortais não tem, ou está disponivel para todos? :thumbsup:
 

AnDré

Staff
Registo
22 Nov 2007
Mensagens
11,093
Local
Odivelas (140m) / Várzea da Serra (900m)
como consegues ver esses mapas diários de precipitação?
Eu só consigo descortinar mapas de valores mensais.
Tens privilégios que o comum dos mortais não tem, ou está disponivel para todos? :thumbsup:

São mapas diários que estão disponíveis na secção da agrometeorologia.
 

Snifa

Furacão
Registo
16 Abr 2008
Mensagens
10,278
Local
Porto-Marquês:145 m Mogadouro:749 m
TORNADO NO LITORAL NORTE


2013-03-11 (IPMA)

Durante a tarde e noite do dia 9 de março de 2013, o estado do tempo em Portugal continental foi condicionado por uma depressão centrada a noroeste da península Ibérica, com expressão em níveis altos da troposfera e em deslocamento para Sueste. Esta depressão transportava na sua circulação uma massa de ar polar marítimo, moderadamente húmido, com sucessivas linhas de instabilidade embebidas. A circulação era intensa, geralmente de Sudoeste aos vários níveis. Uma corrente de jato com orientação geral sudoeste-nordeste, situava-se sobre o centro-sul do território, forçando o escoamento em níveis elevados em particular sobre a região norte. Neste contexto, e sobre a orla costeira da região, a atmosfera apresentava alguma instabilidade. Observações mostram que na área, à superfície, o vento era fraco a moderado do quadrante sul, mas que, na camada entre esta e os 1000m acima, intensificava fortemente e rodava para sudoeste. Este tipo de variação do vento na vertical, designada em meteorologia por “veering” (rotação da direção do vento na vertical, no sentido dos ponteiros do relógio), acompanhada pela referida intensificação, terá sido decisiva para organizar a atividade convectiva.

Com efeito, durante a tarde e noite do mesmo dia, diversos relatos documentados mostraram a ocorrência de diversos fenómenos do tipo tornado no litoral Norte em associação a algumas células convectivas que afetavam a região. Pelos estragos que foi possível verificar pela análise de diversos documentos, admite-se que a intensidade destes tornados se deverá ter situado na gama T0-T1 (escala de Torro) equivalente ao nível F0 (escala de Fujita), ou seja, tendo associados ventos máximos instantâneos até 119 km/h.

Embora a instabilidade atmosférica não tenha sido substancial, a variação do vento numa camada muito baixa e outros mecanismos forçadores em níveis mais elevados, favoreceram a formação deste tipo de fenómeno.

http://www.ipma.pt/pt/media/noticia...media/noticias/textos/tornado.09.02.2013.html
 

Duarte Sousa

Staff
Registo
8 Mar 2011
Mensagens
6,021
Local
Loures
Quantidade de precipitação em Portugal Continental em Março de 2013

Clima - precipitação 2013-04-03 (IPMA)

Março de 2013 foi o 7º março mais chuvoso em Portugal continental desde 1931.

O valor médio da quantidade de precipitação foi de 222 mm, 161 mm acima da média de 1971-2000.

O estado do tempo foi condicionado por uma região depressionária complexa, com núcleos principais centrados no Arquipélago dos Açores e perturbações frontais a ela associadas, com ocorrência de períodos prolongados com precipitação.

Observaram-se quantidades de precipitação muito elevadas, cerca de 2,5 a 5 vezes superiores aos valores médios, classificando-se este mês como muito chuvoso a extremamente chuvoso em todo o território.

Os valores agora observados ultrapassaram os registos de março desde 1941 em alguns distritos da Beira Interior, Estremadura, Ribatejo e Alentejo, nomeadamente em:

Penhas Douradas (523 mm)
Alvega (242 mm)
Portalegre (313 mm)
Lisboa/Geofísico (240 mm)Setúbal (195 mm)
Alvalade (159 mm)


e ainda, mas com observações apenas desde 1964:

Amareleja (155 mm)

De referir também:

2º valor mais alto em Vila Real de Santo António: (1º 212 mm em 1955)

3º valor mais alto em Beja: (1º 215 mm em 1947; 2º 171 mm em 1956)


O número de dias com precipitação (³ 1,0 mm) variou entre 15 e 25, em todo o território, sendo 2 a 4 vezes superior aos valores médios (1971-2000).
O número de dias chuvosos (precipitação ³ 10 mm) variou entre 3 e 15, sendo 2 a 8 vezes superior aos valores médios, em particular num grande número de estações das regiões do norte e centro, que registou mais de 10 dias chuvosos.
De referir ainda o elevado número de horas consecutivas com precipitação igual ou superior a 0,1 mm, em algumas estações meteorológicas:

51 horas em Penhas Douradas (das 13 horas do dia 4 às 16 horas do dia 6)
37 horas em Monção (da 1 hora do dia 11 às 14 horas do dia 12)
25 horas em Viseu (das 16 horas do dia 28 às 17 horas do dia 29)


e 20 horas em muitos locais das regiões centro e sul, nomeadamente:

Alvega (das 0 horas às 20 horas do dia 31)
Portalegre (das 0 horas às 20 horas do dia 31)
Setúbal (das 3 horas às 23 horas do dia 31)
Amareleja (da 1 hora às 21 horas do dia 31)
Évora (das 0 horas às 20 horas do dia 31)


Na Figura 1 apresenta-se a distribuição espacial da razão (%) entre a quantidade de precipitação registada em março de 2013 e a quantidade de precipitação média no mês (período de 1971-2000). Os números associados aos locais representam a posição na respetiva série de precipitação.
Em 31 de março de 2013 o conteúdo de água no solo apresentava valores superiores aos valores médios, estando o solo saturado em todo o território. Os valores da quantidade de precipitação acumulada no ano hidrológico (1 de outubro de 2012 a 31 de março de 2013) variam entre 105 e 190%.


A sequência de ocorrências de condições excecionalmente chuvosas originou numerosas situações de deslizamentos de terras, derrocadas, etc. Os elevados valores da precipitação registados fizeram subir consideravelmente o nível dos cursos de água, tendo ocorrido cheias nas principais bacias hidrográficas; para esta situação contribuiu também a precipitação ocorrida em Espanha e a correspondente necessidade de descargas das barragens.



Nota: Para mais informação poderá consultar o boletim climatológico de Março que será disponibilizado na página Web do IPMA www.ipma.pt até ao final desta semana.

img.mrrpe201303.jpg

http://www.ipma.pt/pt/media/noticia...pt/media/noticias/textos/clima.marco2013.html
 

stormy

Super Célula
Registo
7 Ago 2008
Mensagens
5,117
Local
Lisboa
Os dados do CPC para Lisboa ( anomalias da Temperatura) estão todos errados.

Primeiro, eles usam dados do GC, e o GC não tem normais, só o Geofisico tem normais...não faço ideia onde eles vão buscar as normais para comparar com as temperaturas.

Depois...há claramente uma discrepancia enorme entre as anomalias que o CPC tem e aquelas que obtemos ao comparar a synop com as médias que o IPMA disponibiliza.

Reparem nas synops para Lisboa Geof http://www.mundomanz.com/meteo_p/yearrep?countr=PORTUGAL&ind=08535&year=2013&action=display

Janeiro com média de 12.5ºC está com anomalia de +1.2 face a 71-00 e +0.9 face a 81-10, eno CPC aparece uma anomalia de uns +1.5.

Se formos a ver a anomalia a 90 dias ( 1 jan-1Abr), temos anomalis de cerca de -0.26 face a 71-00 e -0.60 face a 81-10, mas segundo o CPC a anomalia é de +0.28.

E isto tendo em conta o Geof, porque o GC ainda é mais fresco umas boas décimas...

ALGO DE ERRADO SE PASSA :confused::confused::mad:
 

Aristocrata

Super Célula
Registo
28 Dez 2008
Mensagens
6,186
Local
Paços de Ferreira, 292 mts
Epá, calma...isto não é bem assim!:D

A precipitação na minha zona não é nem de perto, nem de longe 500% superior ao normal.
Quando muito teria de rondar os 250%, pois o normal é de cerca 200 mm (ou um pouco superior). No total por aqui tivemos perto dos 500 mm (491 mm).

Para um valor de 400% (+/-) teríamos de ir ao mês de março de 2001, altura em que a estação do INAG no concelho registou 890 mm aproximadamente.

Penso que esta realidade aplica-se a grande parte da zona assinalada com valores de 500% no interior do litoral norte.;)
 

AnDré

Staff
Registo
22 Nov 2007
Mensagens
11,093
Local
Odivelas (140m) / Várzea da Serra (900m)
Epá, calma...isto não é bem assim!:D

A precipitação na minha zona não é nem de perto, nem de longe 500% superior ao normal.
Quando muito teria de rondar os 250%, pois o normal é de cerca 200 mm (ou um pouco superior). No total por aqui tivemos perto dos 500 mm (491 mm).

Para um valor de 400% (+/-) teríamos de ir ao mês de março de 2001, altura em que a estação do INAG no concelho registou 890 mm aproximadamente.

Penso que esta realidade aplica-se a grande parte da zona assinalada com valores de 500% no interior do litoral norte.;)

Aristocrata, Março tem perdido muita, mas muita precipitação.

Para teres ideia, em Portugal Continental, só Leonte e São Bento da Porta Aberta é que ultrapassam os 200mm (201,3 e 201,0mm respectivamente).

Na tua região, a estação de Fafe (259m) tem de média (71-00) para Março de 120,2mm e Penafiel (175m) 105,3mm.
 

Aurélio

Cumulonimbus
Registo
23 Nov 2006
Mensagens
4,335
Local
Faro
Aristocrata, Março tem perdido muita, mas muita precipitação.

Para teres ideia, em Portugal Continental, só Leonte e São Bento da Porta Aberta é que ultrapassam os 200mm (201,3 e 201,0mm respectivamente).

Na tua região, a estação de Fafe (259m) tem de média (71-00) para Março de 120,2mm e Penafiel (175m) 105,3mm.

Oh André imaginando a zona mais chuvosa a norte tenha de média por exemplo 200 mm, para ter ultrapassado em 500% como mostra essa figura tinhamos alguns sitios tinham que ter tido mais de 1000 mm de precipitação o que de certeza não obtiveram.
Penso que o máximo em precipitação poderá porventura ter chegado aos 500 mm e já estou a esticar muito .....
Algo de muito errado existe com esse mapa !