MONSANTO - Uma severa ameaça à saúde humana

Mário Barros

Furacão
Registo
18 Nov 2006
Mensagens
12,501
Local
Cavaleira (Sintra)
Manipulação genética - Acontece desde o inicio da espécie na raça humana e a raça humana fá-lo com as plantas. Daqui a 200 ou 300 anos até acredito que as mulheres deixem de andar grávidas ou que seja preciso dois para gerar um filho como é até aqui, será tudo seleccionado a nível de características e gostos de quem quer criar "alguém" em empresas próprias. Actualmente já se está muito perto de aperfeiçoar ou corrigir o ADN e seleccionar aquilo que é melhor em quem está para nascer.

Hormonas de crescimento - Até existem para atletas para ficarem maiores e terem maior rendimento, logo é mais que lógico que tem que existir para plantas e animais, criam efeitos secundários (raros), mas há 50 anos era bem pior.

Herbicidas - Ainda bem que existem, caso contrário era mais de meio mundo com fome, muitíssimo mais que hoje.

Engenharia genética - Vai existir até ao fim da raça humana.

Severas consequências na saúde humana - No inicio da revolução industrial as pessoas viviam até aos 50 anos, tinha em média 1.50 m nos homens e 1.40 m nas mulheres, morria-se com uma simples diarreia ou constipação. Hoje somos fortes saudáveis e inteligentes, mais altos e vivemos muito mais, graças ás evoluções da ciência, muitos inventores morreram ás mãos das suas invenções, as consequências para a raça humana irão sempre existir em algo que ainda não está totalmente aperfeiçoado, aquilo que se passou nos anos 40 e 50 é perfeitamente normal, se assim não fosse hoje não tínhamos as tecnologias e cuidados de saúde que temos hoje.

Se as velhas espécies agrícolas são fracas e não dão rendimento venham os transgénicos :thumbsup:.
 

Gerofil

Super Célula
Registo
21 Mar 2007
Mensagens
9,755
Local
Estremoz (401 metros)

ecobcg

Cumulonimbus
Registo
10 Abr 2008
Mensagens
4,862
Local
Sitio das Fontes e Carvoeiro (Lagoa - Algarve)
Documentário "Seeds of Death"...relacionado com a Monsanto e o "bem" que esta faz ao Mundo...(não sei como é que alguém pode defender este tipo de empresas...!)


PS: não estou agora a encontrar, mas vi há uns tempos um outro documentário relacionado com produtos que causam doenças cancerígenas (pesticidas, produtos alimentares "de plástico", etc... - Monsanto e outras empresas), em que se mostrava que essas mesmas empresas, para além de produzirem esse tipo de produtos, depois detêm umas "subsidiárias" que fabricam os medicamentos para tratar essas mesmas doenças....um facto deveras perturbante! A ver se o encontro para colocar aqui também).
 
Editado por um moderador:

Gerofil

Super Célula
Registo
21 Mar 2007
Mensagens
9,755
Local
Estremoz (401 metros)
Uma questão que deverá tornar-se pertinente será o de alertar a opinião pública para a necessidade das instituições europeias tornarem obrigatório aa identificação desse género de produtos na cadeia alimentar.

Eu nem quero pensar que 70 % da soja transgénica produzida no Paraguai seja para alimentar gado dos países europeus... Afinal, o que é que andamos a comer todos os dias? :intrigante:
 

Danilo2012

Nimbostratus
Registo
18 Abr 2010
Mensagens
761
Local
Japao,Nagano 720m 36N
Ótimo tópico !
E de suma importância as pessoas irem começando entender que o lobby feito no congresso e estritamente prejudicial à saúde publica, e também de importância que as pessoas percebam que o governo e que toda media vem encobrindo diversas informações.

Empresas com produtos altamente questionável (como a Monsanto) que devido ao poder monetário consegue se infiltrar no governo e botar seus produtos maléficos no mercado.
Os alimentos GMO`s feito na atualidade são altamente questionáveis e a Monsanto é uma empresa criminosa que deve ser fechada e muitos de seus empresários devem ser presos por tantas atrocidades cometidas.

Aqui cabe porem entender que na economia atual o único voto que realmente importa é o monetário.

E sobre a questão dos herbicidas estarem ajudando na produção de alimentos isso e um disparate!
Os agrotóxicos vem poluindo e destruindo o solo arável do planeta, e a fome no mundo nunca foi resultado da falta de alimento e sempre foi devido a ma utilização da tecnologia e o descaso com a vida em geral e sem contar que a economia do mundo moderno e um ecogenocídio imenso.

Não existe falta de alimento o que existe e esse modelo económico que destrói a sustentabilidade.
Hoje em dia já existem muitos métodos de produção agrícolas que não necessitam de pesticidas.
O que falta e planejamento, esse mundo esta de ponta cabeça.

Esse conceito de que a industrialização veio a alimentar a vida isso e verdade em partes antes da revolução industrial talvez os humanos seriam mais frágeis ou mais debilitados.
Mais devemos refinar o fato que a pelo menos uns 10 mil anos o homem vem vivendo de forma irregular de forma não natural.

Sobre no passado muitas doenças não terem cura isso também e um argumento que realmente depende do ponto de vista. E sabido que a civilização antiga foi pegando certas doenças devido a vários fatores e o mau habito talvez seja o principal motivo de tais enfermidades.

Vide os índios que viviam de forma muito mais natural e certos tipos de doenças simplesmente não existiam.
E as plantas de poder sempre estava presente para ajudar na cura.
O que acontece e que a civilização não entendeu ainda que desmatando a natureza vivendo tudo amontoado em cidades causa muitos desequilíbrios no planeta e nas pessoas e isso seja a principal causa de todos os males quer seja psicológicos e físicos um depende do outro.

Viva comendo apenas alimentos vegetais orgânicos grãos cereais bebendo agua cristalina se exercitando, num lugar rodeado de natureza aonde as pessoas podem ter o seu próprio espaço com rios gramados espaço etc. Não comendo animais ou evitando tudo que seja de origem animal. Viva assim que chegara até aos 100 e não parecerá ter mesmo ter 50!( vide essa mulher http://forum.antinovaordemmundial.com/Topico-mulher-sem-idade-vegetariana-de-70-anos-aparenta-ter-30). E as doenças não o afetarão. Com uma mente saudável e um psico saudável o físico também e saudável, a saúde física depende da alimentação também e comendo carnes e produtos de origem animais o corpo se acidifica e se debilita aparecendo então as doenças somando ainda o fato de vivermos do jeito que vivemos juntando tudo pronto temos a receita magica para doenças físicas mentais espirituais aí não há remédio ou tecnologia que ajude-nos nunca se ataca a raiz da doença sempre suas consequências...

Ainda e de suma importância citarmos que pesticidas hoje já são encontrados nos principais testes ate mesmo em bebes recém - nascidos... Será que isso vale a pena ?

E essa legião de cancerígenos obesidade todas essas doenças modernas.

Do que adianta viver ate os 80 se chegara nessa idade se rastejando de tanto stress comida adulterada entre outros...

A sociedade do jeito que ela vem estruturada deis de além tempo ela que gera a redução do tempo de vida.
 
Editado por um moderador:

dahon

Nimbostratus
Registo
1 Mar 2009
Mensagens
1,646
Local
Viseu(530m)
O Supremo Tribunal dos EUA proibiu o registo de patentes de sequências de ADN, mas aprovou o registo de produtos alterados feitos a partir destas sequências. A decisão aplica-se a ADN humano e não humano.

O Tribunal estava a decidir sobre a legitimidade da Myriad Genetics em registar duas sequências responsáveis pelo cancro da mama, o BRCA1 e o BRCA2. Esta companhia tinha registado as sequências para poder ter o monopólio nos testes para a cura desta forma de cancro.

Alguns especialistas afirmam que esta decisão vai ter efeitos imprevisíveis no segmento, noticia a NewScientist. As áreas da medicina e da biotecnologia poderão sofrer o impacto deste julgamento.

«Não se preocuparam com as implicações maiores (…) Não tenho dúvidas de que esta decisão vai ter um efeito disruptivo», acusa Hans Sauer, especialista em propriedade intelectual.

O Supremo Tribunal determinou que as sequências naturais de ADN não podem ser registadas, mas que o cADN, ou ADN complementar, pode ser considerado propriedade intelectual.

Até agora, alguns testes vendidos aos consumidores finais usavam sequências de genes que estavam patenteadas e cuja utilização implicava o pagamento de royalties. Agora, com esta decisão, o panorama pode mudar e a utilização destes genes passa a ser gratuita.

No mês passado foram contabilizadas 8703 registos de patentes de genes humanos e não humanos. Mais de metade destas diz respeito à agricultura, produção de alimentos e bebidas, enzimas industriais e biotecnologia.

http://exameinformatica.sapo.pt/noticias/ciencia/2013-06-14-eua-justica-proibe-patentes-de-sequencias-de-adn
 

ecobcg

Cumulonimbus
Registo
10 Abr 2008
Mensagens
4,862
Local
Sitio das Fontes e Carvoeiro (Lagoa - Algarve)
Quimicos usados pela Monsanto encontrados na urina dos Europeus

Chemical, used by Monsanto, found in urine of Europeans - study

Residents of 18 European states have been tested positively to traces of glyphosate, a globally used weed killer, the study says. It remains unclear how the chemical used on Monsanto GMO crops got in people’s bodies.

It turns out that 44 per cent of volunteers had it in their urine, but it is yet unclear how the herbicide got into their systems.


“These results suggest we are being exposed to glyphosate in our everyday lives,” Adrian Bebb, spokesperson of environmental group Friends of the Earth (FoE) said in a statement.


The study, carried out between March and May 2013, showed that proportions of positive samples varies between countries, with Malta (90 per cent) , Germany (70 per cent), UK (70 per cent) and Poland being “the most positive samples” and Macedonia and Switzerland – “the lowest”.


"Our testing highlights a serious lack of action by public authorities across Europe and indicates that this weed killer is being widely overused,” the group said.


Glyphosate is essentially used on plants including grasses, sedges, broad-leaved weeds and woody plants as well as great variety of genetically modified crops. Glyphosate is the active ingredient in Monsanto's herbicide Roundup, which is sprayed in large amounts on genetically engineered, so-called "Roundup Ready," crops.


“It is crucial for growing genetically modified (GM) crops, many of which are modified to withstand glyphosate,” FoE said.


All volunteers, who provided their urine samples, are people from European cities; they had no contact with glyphosate or used products containing it in the run-up to the tests.

However, after testing volunteers’ samples the group still cannot say “where it is coming from, how widespread it is in the environment, or what it is doing to our health.”


This study is the first of its kind because despite being widely used in farming and gardening, there is little monitoring of glyphosate in food, water or the wider environment. Commonly tests with glyphosate are conducted with rats, dogs, mice, and rabbits in studies lasting from 21 days to two years.


The FoE members are concerned that the problem many increase as “14 new GM crops designed to be cultivated with glyphosate are currently waiting for approval to be grown in Europe.”

“Approval of these crops would inevitably lead to a further increase of glyphosate spraying in the EU,” the group concluded.


Despite considered relatively non-toxic, there are groups of scientists concerned that glyphosate may disrupt the human hormone system, be an 'endocrine disruptor', cause DNA damage and even cancer. One of the recent reviews, conducted by MIT, also highlighted dangerous health effects of glyphosate, including increased cancer risk, neurotoxicity, and birth defects, as well as eye, skin, and respiratory irritation, but still said that more independent research is needed to prove their findings.


We “have hit upon something very important that needs to be taken seriously and further investigated,” Stephanie Seneff, PhD, lead author and research scientist at MIT, told Reuters in May, shortly after the review was made.


At the same time, the UK scientists who reviewed most recent FoE’s study said its findings were "unreliable", according to Farmers Weekly magazine.


"As it stands, this press release is completely insubstantial, it is not scientific, and cannot be taken seriously by anyone," the magazine quoted Alison Haughton, head of the pollination ecology group at Rothamsted Research, as saying.


US biotech giant Monsanto, which insists it “does not pose any unacceptable risk to human health or the environment".


"It is not surprising to find glyphosate in urine should a person ingest food with low residues of glyphosate. Glyphosate is not metabolized by the human body but excreted into the urine and faeces. This is a well-known aspect of glyphosate that contributes to its comprehensive safety assessment," Monsanto’s spokesperson told the magazine.


“We always take any allegation seriously and would like to know more,” he added.

http://rt.com/news/weed-killer-urine-european-study-720/
 

camrov8

Cumulonimbus
Registo
14 Set 2008
Mensagens
3,288
Local
Oliveira de Azeméis(278m)
isso do bacalhau é um lobby dos países grandes, porque só Portugal é que salga o bacalhau e essa m****a que querem por no bacalhau é um conservante que prejudica o processo português. pois aumenta a humidade e aumenta o tempo que leva a secar. E por sermos antiquados e usarmos um método antigo que esta mais que comprovado mas que só nos usamos