Norilsk - Uma das cidades mais frias do mundo

Fernando

Cumulus
Registo
13 Fev 2007
Mensagens
175
Local
Bragança / Lisboa
Caros amigos,

Tenho andado a ler bastante sobre a peculiar cidade de Norilsk, entalada no norte da Sibéria. Será talvez uma das cidades com dimensão (cerca de 150.000 habitantes) mais frias e isoladas do mundo. Além do seu clima extremo, tem outras particularidades que aguçam o meu interesse em consumir tudo o que encontro sobre esta cidade.

Numa altura em que aqui por Portugal já toda a gente anseia neve, deixo-vos uma foto-reportagem em Norilsk:

http://pigovina.livejournal.com/40735.html

E um vídeo com a compilação de fotos da tempestade de neve por altura da passagem de ano 2007/2008:


Fica também o link para uma webcam (a única que encontrei):

http://www.polarwebcam.com/

A cidade segue neste momento com -39ºC. Bem acima dos -55ºC que habitualmente atinge no Inverno.
 
Editado por um moderador:

Gil_Algarvio

Nimbostratus
Registo
23 Mar 2009
Mensagens
1,772
Local
Manta Rota - Algarve
Isso é um clima que para nós é demasiado exigente... É muito dificil para nós suportarmos essas temperaturas. Eles estão habituados a isso. hehehe
 

belem

Cumulonimbus
Registo
10 Out 2007
Mensagens
4,323
Local
Sintra/Carcavelos/Óbidos
Muito interessante e até espectacular...
Claro que não vou estar à espera que caia neve aqui, quanto mais nessa quantidade, senão bem podia esperar sentado que nem com todos os frigoríficos abertos isso ia acontecer. :lmao:
 

Pirata

Cirrus
Registo
18 Set 2010
Mensagens
80
Local
Ipswich - UK
Isso é um clima que para nós é demasiado exigente... É muito dificil para nós suportarmos essas temperaturas. Eles estão habituados a isso. hehehe

Nao existe nenhum ser humano que se habitue a estas temperaturas! Axo que eles devem e ser uma especie de hibridos humanos geneticamente modificados pelo governo russo por experiencias durante a guerra fria!

axo que ando a ver filmes demais :lmao::lmao::lmao::lmao:


Agora mais a serio, ao ver o video fez-me lembrar que se um dia voltarmos a ter uma nova idade do gelo, todas essas fotos podem muito bem vir a ser tiradas em qualquer parte da europa! Um pensamento um pouco arrepiante sem duvida!
 
Última edição:

Paulo H

Cumulonimbus
Registo
2 Jan 2008
Mensagens
3,159
Local
Castelo Branco 386m(489/366m)
É claro que não estamos habituados nem fazemos idéia do que é experimentar tais temperaturas na pele. :S

Mas a nível de índice de conforto, até é tolerável estar na rua com -40C desde que a %HR seja baixissima <10%, e com vento nulo! Aguenta-se bem.. :)

Mas digamos que se atirassemos água a ferver para o ar, cairia no estado sólido como borralho de cinza..

Depois também a população deve ter hábitos estranhos, desde o uso de roupa, a alimentação reforçada, álcool (não em demasia) e deixar os automóveis a trabalhar enquanto dormem para que peguem no outro dia. O sistema de abastecimento de água também deve ser peculiar, ou subterrado a mais de 3m de profundidade (o suficiente para que não seja permafrost). Os próprios medicamentos devem ser adequados às temperaturas. E o óleo de alimentação deve ser manteiga.. :) não usam azeite como nós ("congela" abaixo dos 7C).
 

Pirata

Cirrus
Registo
18 Set 2010
Mensagens
80
Local
Ipswich - UK
Realmente nem sei como e que os veiculos trabalham naquela zona... o combustivel normal congela aos -8 graus, aqueles ali devem usar 99% anti congelante e 1% gasolina :shocking:.
 

Aristocrata

Super Célula
Registo
28 Dez 2008
Mensagens
6,186
Local
Paços de Ferreira, 292 mts
lol.. :)
Sei que na Finlândia e Noruega, deixam os carros a trabalhar de noite! Mas enfim, são países ricos..
É habitual nestas cidades siberianas deixarem os carros ligados durante todo o dia para que possam regressar a casa.
A Rússia também não deve nada no que concerne ao combustível - são um dos maiores produtores de petróleo e ali é barato abastecer...:rolleyes:
O facto de deixaremos carros ligados tanto tempo é que provoca altíssimos níveis de poluição atmosférica, mais ainda conjugado com os nevoeiros permanentes e quase ausência de ventos durante largos períodos.