O Estado do País 2017

Tópico em 'Off-Topic' iniciado por Orion 1 Jan 2017 às 19:57.

  1. guerrilla

    guerrilla
    Expand Collapse
    Cirrus

    Registo:
    4 Dez 2016
    Mensagens:
    99
    Local:
    Aveiro
    Voce sabe porque é que os juros a curto prazo são tão baixos? Se não sabe deveria saber, recorda-se dos "cofres cheios"? E de quanto isso foi criticado e ridicularizado na altura? Pois compare a caixa corrente do Estado que a Paf recebeu nas mãos que daria para o Estado sobreviver apenas uns meses à que a Geringonça recebeu nas mãos. Vá lá procurar os dados se perceber o que refiro e vá lá pesquisar o quanto se criticou essa almofada de segurança. Use o google. Como o país tem em caixa essa almofada os investidores de curto prazo sabem que há dinheiro no curto prazo. É por isso que os juros são esses

    E pois bem Centeno continuou essa "politica da direita", e muito bem, eu por ex pensava q iriam delapitar oarte dessa almofada dsegurança o que seria catastrófico. Não só continuaram essa estratégia vinda do governo anterior, do Estado ter uma boa almofada de liquidez, como até a reforçaram, em parte para acomodar a capitalização da CGD daí que a dívida publica tenha crescido muito mais do que é suposto pelo defice
    Já em prazos mais longos a conversa é outra


    Eu já tinha referido que o governo está de parabens, a forma como o conseguiram deixou-me muito espantado e agora ainda mais fico, foram "além da troika". Isto há uns anos atrás seria um escandalo de proporções biblicas por parte da extrema esquerda
    Mas não se entusiasme em demasia é preciso olhar com a lupa para a forma como esse defice foi conseguido, há infelizmente nuvens negras no horizonte

    Já agora o deixem trabalhar o homem é parecido com o rouba mas faz obra, fica-lhe mal, esta historia toda da administracao fracassada da CGD é incrivel e há uns anos atras se calhar diria outra coisa
     
    Collapse Signature Expand Signature
  2. ClaudiaRM

    ClaudiaRM
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    2 Dez 2009
    Mensagens:
    2,129
    Local:
    Viseu
    Collapse Signature Expand Signature
    Wessel1985 gostou disto.
  3. Orion

    Orion
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    5 Jul 2011
    Mensagens:
    10,872
    Local:
    Ponta Delgada, Açores
    Não pondo o que está a negrito em questão, a comparação está muito simplificada.

    Não obstante a monopolização da SATA durante anos a fio houve sempre voos charter (Air Berlin) por exemplo. Voos charter que se limitavam e continuam a limitar ao Verão. As várias companhias que de vez em quando demonstram interesse em voar para os Açores fazem-no pensando no Verão. Há pouco tempo a Ryanair reduziu os voos diretos em Londres e os Açores. Se desse lucro não o fazia. Mais, cá os cruzeiros raramente vêm no Verão. Vêm mais na Primavera e no Outono especialmente como paragem intermédia dos cruzeiros para as Caraíbas. Não há monopólios nem entraves no setor dos cruzeiros (quanto muito não há muitas infraestruturas mas isso tem sido gradualmente resolvido. A Madeira não tem cais de cruzeiros mas a malta continua a lá ir).

    No contexto nacional estás a comparar ilhas que pouco têm a ver entre si. Já escrevi que a ilha da Madeira tem a mesma população que os Açores inteiros e a densidade populacional e o clima interessa (mais abaixo volto a abordar isto). Não obstante Porto Santo estar ao lado da Madeira tem um tráfego aéreo muito reduzido. É assim de admirar que as 7 ilhas não principais dos Açores fiquem bastante isoladas?

    No contexto internacional, as Canárias são 7 ilhas mas têm 10 vezes a população (>2 milhões). As ilhas principais são todas maiores que S. Miguel:

    [​IMG]

    [​IMG]

    Escrito isto, e apesar de não saber os números concretos acho normal que hajam aumentos brutais relativos porque os números base não são muito grandes. É algo positivo para a região e há ainda muito para desenvolver e melhorar. Mas uma coisa que não tenho são expectativas irrealistas no que concerne ao crescimento e respetiva abrangência. Estruturalmente os fossos entre as ilhas dificilmente serão colmatados. Não dá votos dizer isto mas parece-me minimamente óbvio. Flores e S. Miguel distam entre si quase 600 quilómetros e a SATA às vezes faz várias paragens. Parece-me muito trabalho para ver uma ilha não só relativamente pequena como sem muita malta e respetivos serviços. Mercados de nicho porventura. Já turismo em massa...
     
    #183 Orion, 17 Fev 2017 às 17:35
    Última edição: 17 Fev 2017 às 17:47
  4. Hawk

    Hawk
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    26 Nov 2006
    Mensagens:
    224
    Local:
    Funchal
    Acho interessante que só muito recentemente se começou a debater a sério turismo em Portugal. Até dá nas notícias! Foi preciso Lisboa e Porto "entrarem nas contas" para que o turismo fosse levado como uma indústria a sério em Portugal, Lembro-me quando me diziam "lá na Madeira, só se vive do turismo não é?". Há muitas regiões do país que trabalham nisto a sério há dezenas de anos... Começam a ser poucas as famílias em Lisboa que não têm alguém na casa dos 20-40 anos a trabalhar directamente no turismo.

    Orion, o Verão de cruzeiros no Atlântico é geralmente fraco, não é uma particularidade dos Açores. O Porto do Funchal é dedicado apenas aos cruzeiros (a carga vai para o porto do Caniçal) e para Agosto tem apenas 3 escalas previstas. E para Novembro tem 49 escalas... Mas sempre foi assim. As companhias nesta altura investem muito forte no Mediterrâneo e Caraíbas. Mas como o Verão já é a época alta nas ilhas, os cruzeiros acabam por não fazer assim tanta falta. Além de que o impacto do turista de cruzeiro na economia local não é comparável à do turista que está hospedado.

    Nas ilhas mais pequenas dos Açores e no Porto Santo o turismo de cruzeiros pode ter um efeito mais considerável, mas os portos pequenos normalmente afugentam as grandes companhias. Desembarque de passageiros em baleeira (muitos deles já de alguma idade e de mobilidade reduzida) não "vende". Mas tenho pena que não haja alguém em Portugal que assuma o "risco" de fazer cruzeiros semanais ou quinzenais Madeira-Açores-Leixões-Lisboa-Portimão e que incluisse as ilhas mais pequenas no itinerário.
     
    Wessel1985 gostou disto.
  5. Orion

    Orion
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    5 Jul 2011
    Mensagens:
    10,872
    Local:
    Ponta Delgada, Açores
    Lituanos ultrapassam portugueses este ano

    Depois da Lituânia é a Estónia e a Polónia.
     
    #185 Orion, 18 Fev 2017 às 16:57
    Última edição: 18 Fev 2017 às 17:04
  6. Orion

    Orion
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    5 Jul 2011
    Mensagens:
    10,872
    Local:
    Ponta Delgada, Açores
    No seguimento de notícias como esta, que são muito giras como propaganda política mas na realidade o tópico é bem mais complexo, dei-me ao trabalho de criar uma tabela no PORDATA com os dados que acho mais relevantes para se fazer um resumo da situação do país. Números não mentem.

    [​IMG]

    Em suma, a margem de crescimento do país há muito que está a decrescer (o mesmo acontece no mundo desenvolvido em geral) ao mesmo tempo que os défices orçamentais persistem não obstante a estagnação da despesa total (desde 2009). Uma vertente da despesa que tem crescido explosivamente é com os velhotes, algo que nem tão cedo deve mudar. O controlo da despesa implica o que toda a gente sabe com as consequências óbvias. Como tal, só resta uma opção realista que é aumentar os impostos de forma mais ou menos descarada. Qualquer pessoa minimamente atenta já chegou à conclusão que os impostos indiretos são politicamente mais aconselháveis.

    Não é com crescimentos inferiores a 2% que o abismo é evitado. Nas últimas previsões do PS - que alegadamente vão ser revistas em alta - o crescimento ia ser 1.5% em 2017. Não é possível aumentar impostos permanentemente com algumas despesas a crescer exponencialmente.

    Criticar políticos e viver de acordo com a propaganda política é fácil. E que tal ver o problema que têm em mãos?
     
    #186 Orion, 18 Fev 2017 às 17:50
    Última edição: 18 Fev 2017 às 17:57
    frederico gostou disto.
  7. Orion

    Orion
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    5 Jul 2011
    Mensagens:
    10,872
    Local:
    Ponta Delgada, Açores
    Acrescentei às receitas do estado as receitas de capital (aumentando o valor total e equivalendo à despesa total) e a despesa com os juros para comparar com as despesas com os velhotes. Comparativamente, as despesas com os velhotes estão descontroladas:

    [​IMG]
     
    #187 Orion, 18 Fev 2017 às 18:10
    Última edição: 18 Fev 2017 às 18:16
    Prof BioGeo gostou disto.
  8. Orion

    Orion
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    5 Jul 2011
    Mensagens:
    10,872
    Local:
    Ponta Delgada, Açores
    [​IMG]

    Tirando o facto de que não faz muito sentido os EUA terem uma base naval nas Lajes volta-se à polémica habitual que com o Trump assume contornos mais alarmistas.

    O secretário da defesa dos EUA ameaça com menos apoio se os países não pagarem mais pela sua defesa. Mais interessante que a reação dos alemães, que vieram dizer que a ajuda financeira também contribui para a paz e têm gradualmente assimilado os exércitos dos países vizinhos (Balticos, Holanda), é mesmo a reação do Juncker (que em parte vai fazer falta já que alegadamente não se vai recandidatar):

    O Putin está numa situação desconfortável. Há que agradar a oligarquia ao mesmo tempo que não se deve esforçar demasiado a população.

    [​IMG]

    RIR

    A instabilidade na Europa e nos EUA permite ao Putin desafogar certas áreas.

    O Putin é o exemplo maior da substituição da 'democracia' pela 'estabilidade' e 'previsibilidade' que está a ganhar adeptos ingénuos nos territórios mais a oeste mas isso é compreensível tendo em conta as circunstâncias. Tudo o que lhe permita manter a oligarquia é positivo.
     
    #188 Orion, 18 Fev 2017 às 22:08
    Última edição: 18 Fev 2017 às 22:18
  9. algarvio1980

    algarvio1980
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    21 Mai 2007
    Mensagens:
    7,570
    Local:
    Olhão (24 m)
    http://24.sapo.pt/atualidade/artigo...o-comissao-que-desrespeite-constituicao-e-lei

    As comissões de inquérito só é do interesse quando referem-se à direita, quando metem a esquerda ao barulho, é contra a Constituição, as leis de Marte e a influência de Saturno.

    Portugal vive uma pseudo-democracia, a democracia só existe para alguns para outros a democracia é balofa e este episódio da CGD é sinónimo disso, só não vê quem não quer, a CGD é um excelente banco para padrinhos e outras artimanhas, que o Contribuinte é que paga.

    Em entraves e mais entraves, vão aproveitando para limpar mais uns quantos. Viva a pseudo-democracia. Se fosse a direita, já tinha caído o Carmo e a Trindade, mas agora está tudo bem, porque é a esquerdalha que governa. :uau:
     
    Collapse Signature Expand Signature
  10. frederico

    frederico
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    9 Jan 2009
    Mensagens:
    4,845
    Local:
    Porto
    Não é só Portugal que em termos relativos está mais pobre. A Grécia empobreceu muito mais que Portugal. Nos final dos anos 60 a Grécia tinha quase o dobro do nosso PIB, a Espanha também. Agora os gregos já são ligeiramente mais pobres que Portugal. Entretanto a Espanha tem vindo a crescer e a França mesmo sem grandes reformas tem um PIB idêntico ao do Reino Unido, que tem uma economia menos regulada. Contudo a Itália esta estagnada há muitos anos. Isto demonstra que o problema está dentro dos países, que antes disfarçavam as ineficiências estruturais desvalorizando moeda. Não está no euro, como dizem os populistas de Esquerda e os nacionalistas.
     
  11. Orion

    Orion
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    5 Jul 2011
    Mensagens:
    10,872
    Local:
    Ponta Delgada, Açores
    A desvalorização da moeda está no mesmo patamar que defender paraísos fiscais para atrair investimento. A Alemanha tolera isso em países periféricos como a Irlanda mas quando o RU começa a querer fazer o mesmo vem o autoritário do costume dizer que não é um bom caminho. Não é possível permanecer no euro e querer implementar paraísos fiscais. Não há independência para isso.

    Qual é o país que não faz desvalorização cambial face a choques na economia? O que é o QE? Instabilidade mínima no euro é bom para a Alemanha.

    A Europa é um colosso disfuncional. O centro enriquece e a periferia empobrece (uns mais que outros). Para que houvesse o mesmo dinamismo laboral que há nos EUA era preciso que houvessem coisas simples como uma língua em comum. Não há.



    Do meu conhecimento a malta de leste não está a vir para a Europa ocidental nem a malta da Europa ocidental está a ir para leste. O euro fortalece mais ainda as dinâmicas económicas vigentes que, nas palavras do autoritário, são muito boas para a Alemanha.

    O desemprego oficial e não oficial continua em níveis críticos no sul que terão repercussões em termos das contas do estado daqui a não muito tempo. Quer tudo uma união europeia mas isso implica que a Alemanha socialize os prejuízos. Como não quer só resta a outra opção que é continuar a andar como zombies para a beira do abismo. Quando se lá chegar não há outro remédio se não tomar uma posição definitiva. Uma coisa é certa. A Alemanha não vai querer perder a ZCL e o papão nazi continuará a definir a política alemã.
     
    #191 Orion, 19 Fev 2017 às 19:44
    Última edição: 19 Fev 2017 às 19:49
  12. MSantos

    MSantos
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    3 Out 2007
    Mensagens:
    7,279
    Local:
    Leiria (Guimarota) - 50m
    Collapse Signature Expand Signature
  13. Maria Papoila

    Maria Papoila
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    27 Set 2011
    Mensagens:
    821
    Local:
    Ericeira + Lisboa (Marquês de Pombal)
    "António Costa desencontrou-se com a verdade pelo menos por três vezes ao longo do debate. Num dos casos, o mais grave, tentou refazer a história. Na verdade, mentiu sobre a Caixa. Um primeiro-ministro que permaneça muito tempo a distorcer e a manipular os factos para além do que é aceitável em política não costumava ter grande futuro. Mas no tempo da política da “pós-verdade” e dos “factos alternativos” talvez seja uma garantia de longevidade."

    http://observador.pt/2017/02/22/cronica-a-criacao-de-factos-alternativos-de-facto/
     
  14. Agreste

    Agreste
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    29 Out 2007
    Mensagens:
    8,403
    Local:
    Aljezur (48m) - Faro (11m)
    a caixa está resolvida... infelizmente com casos chocantes como o de uma empresa imobiliária na quinta do lago registada com 50 mil euros de capital social e ter conseguido financiamento bancário exclusivo de 300 milhões.
     
  15. Maria Papoila

    Maria Papoila
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    27 Set 2011
    Mensagens:
    821
    Local:
    Ericeira + Lisboa (Marquês de Pombal)
    A sério??? Chegou Dom Sebastião?
     

Partilhar esta Página