O Estado do País 2017

Tópico em 'Off-Topic' iniciado por Orion 1 Jan 2017 às 19:57.

  1. frederico

    frederico
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    9 Jan 2009
    Mensagens:
    4,840
    Local:
    Porto
    Passarias a produzir o mesmo com menos area ocupada pois os restantes dois tercos nao produtivos acabariam.

    E importa salientar que o eucalipto ocupa terras agricolas com excelente potencial para outras culturas que ate poderia ser mais rentaveis e que poderiam criar mais emprego. Portugal, por exemplo, importa demasiada carne...
     
  2. frederico

    frederico
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    9 Jan 2009
    Mensagens:
    4,840
    Local:
    Porto
    As madeiras das nossas especies autocnes podem ter valor comercial se tivermos juizo. Os espanhois, por exemplo, exportam excelentes pecas de cozinha em madeira de oliveira ou mobiliario de carvalho...

    Se decadas atras tivessemos pensado apenas no lucro a curto prazo nao seriamos hoje o maior exportador de cortica do mundo. E que boa parte do montado actual foi plantado no tempo do Estado Novo...

    Acredito que recuperar o carvalhal e os soutos no Norte e Centro seria uma aposta segura a longo prazo.
     
    4ESTAÇÕES e MSantos gostaram disto.
  3. Orion

    Orion
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    5 Jul 2011
    Mensagens:
    10,191
    Local:
    Ponta Delgada, Açores
    As cooperativas continuariam a produzir o eucalipto porque o incentivo é basicamente o mesmo: Dinheiro rápido.

    A maior parte do Eucalipto espanhol está na Galiza. Porque será? Isso não se deve a melhor planeamento dos espanhóis (que também criticam o excessivo eucaliptal galego).

    O Eucalipto é cultura de preguiçoso. Mais, a agricultura no Norte está bastante condicionada pela orografia. Como tal, seria em termos laborais mais intensiva. Para PT ser a potência agrícola da PI terias que mudar radicalmente o clima do Alentejo. O setor agrícola espanhol está altamente dependente de Almeria. E é um país 4 vezes maior. Porque é que a Galiza não é um portento agrícola sendo que em teoria os espanhóis são muito mais inteligentes que os vizinhos?

    Pelo senso comum ninguém vai usar os piores solos para as culturas mais rentáveis. Pior ainda se aposta passa pelo cultivo de árvores só economicamente rentáveis após 30 ou 40 anos. Só mesmo com um generoso sistema de... subsídios.
     
  4. frederico

    frederico
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    9 Jan 2009
    Mensagens:
    4,840
    Local:
    Porto
    O Norte tem muitas areas planas com excelentes solos que foram ocupados pelo eucalipto, posso referir por exemplo a zona em torno da ria de Aveiro, no Grande Porto ha vales excelentes, que tambem estao muito estragados com o desordenamento urbanistico das ultimas decadas, portanto a orografia nao justifica tudo...

    Alem do mais essa mentalidade de que tudo tem de ser cultivado e uma coisa de gente atrasada que gosta de politicas autocratas. A ultima vez que tentamos ser auto-suficientes em termos agricolas foi na primeira metade do seculo XIX e o pais continuou pobre e atrasado. E ainda estoiramos os solos de extensas areas, foi das maiores catastrofes ecologicas de sempre! E ai entramos no problema da propriedade privada em Portugal, no que sucedeu aos baldios, no que sucedeu apos a vitoria dos Liberais na guerra civil e no facto de em Portugal menos de 3% da floresta ser publica, quando em paises bem capitalistas como os EUA tens 50% da floresta nas maos do Estado!

    Por isso digo e repito, o Ordenamento e o nosso maior problema estrutural e ninguem quer saber, so se fala da Justica ou da corrupcao, mas o Ordenamento esta na base de inumeros problemas ambientais e economicos.
     
    4ESTAÇÕES e MSantos gostaram disto.
  5. frederico

    frederico
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    9 Jan 2009
    Mensagens:
    4,840
    Local:
    Porto
    Gostaria de comparar a area ocupada pelo eucalipto na Galiza com a area ocupada no Litoral Norte e o tamanho medios das exploracoes. So com numeros poderemos comparar as duas realidades.

    Quando entramos na CEE Espanha ja tinha um terco de toda a area irrigada na Europa. Ainda hoje o Alentejo tem decadas de atraso no regadio que deveria ter avancado logo nas decadas de 50 ou de 60, embora o Estado Novo tenha feito alguma coisa. Mas temos tambem um problema, os portugueses sao doentiamente conservadores, as resistencias a mudanca e a modernizacao sao muitas... e os espanhois nao sao assim. O Norte da Peninsula nao tem clima para produzir o que se produz em Almeria mas tem clima para muita coisa que nao se produz no Sul.
     
    4ESTAÇÕES e MSantos gostaram disto.
  6. frederico

    frederico
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    9 Jan 2009
    Mensagens:
    4,840
    Local:
    Porto
    Portugal nunca teve uma verdadeira revolucao industrial e uma verdadeira urbanizacao da populacao e pagamos bem caro isso. O que se passa em parte no Norte e que as pequenas e micro propriedades de subsistencia familiar evoluiram para um urbanismo desorganizado ou para pequenas exploracoes de eucalipto. Nao houve verdade industrializacao com concentracao em cidades e modernizacao agricola com tudo o que isso implica: reducao da percentagem da populacao que se dedica a agricultura, monoculturas e aumento do tamanho da produtividade. Em parte por isso o Norte e uma regiao super pobre no contexto europeu...
     
    4ESTAÇÕES gostou disto.
  7. frederico

    frederico
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    9 Jan 2009
    Mensagens:
    4,840
    Local:
    Porto
    Na ultima vez que estive no Porto fui a varanda do Arrabida e avistei uma micro plantacao de eucalipto em pleno centro da cidade de Gaia! Junto ao rio Douro... achei tao... Terceiro Mundo! Enfim...
     
    4ESTAÇÕES gostou disto.
  8. Orion

    Orion
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    5 Jul 2011
    Mensagens:
    10,191
    Local:
    Ponta Delgada, Açores
  9. Orion

    Orion
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    5 Jul 2011
    Mensagens:
    10,191
    Local:
    Ponta Delgada, Açores
    Quando fores ao centro de saúde local e não houver papel higiénico devido às cativações o que fazes? Vais a correr para casa todo borrado contente que a austeridade acabou?

    Salvaguardando-se o acesso aos cabos de fibra de ótica essenciais (como por exemplo para os Açores) e outros pormenores que certamente não faço a mínima porque comunicação não faz parte dos meus interesses qual é o grande problema da aquisição? Quem garante que a Media Capital não despedirá malta nos próximos anos?

    A PT já é privada há alguns anos e foi rebentada pelos suspeitos do costume (e não 'políticas de direita').
     
    #444 Orion, 17 Jul 2017 às 01:05
    Última edição: 17 Jul 2017 às 01:30
  10. frederico

    frederico
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    9 Jan 2009
    Mensagens:
    4,840
    Local:
    Porto
    A pequena e micro propriedades segundo um livrinho espanhol antigo que tenho em casa sao das principais causa da pobreza historica da Galiza! Por isso emigravam em massa no passado...
     
    4ESTAÇÕES gostou disto.
  11. frederico

    frederico
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    9 Jan 2009
    Mensagens:
    4,840
    Local:
    Porto
    O actual dono da TVI esta ligado a Esquerda espanhola... e obvio que a Esquerda nao quer a Altice na TVI... teme mudancas na linha editorial informativa...
     
  12. frederico

    frederico
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    9 Jan 2009
    Mensagens:
    4,840
    Local:
    Porto
    A TDT apenas com 4 canais teve atrelada a si o objectivo de controlar a informacao... assim uma CMTV incomoda, por exemplo, nao pode chegar a todos os lares. A TVI nas maos da Altice pode deixar de estar domesticada!
     
  13. Orion

    Orion
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    5 Jul 2011
    Mensagens:
    10,191
    Local:
    Ponta Delgada, Açores
    DN

    Em suma:

    - A culpa é toda de um downburst ou pum meteorológico, estando a PJ ainda hoje capaz de identificar a vegetação culpada da ignição. Neste caso a malta de esquerda não se importa se houver discriminação descarada contra seres vivos não-indígenas como o eucalipto;

    - O SIRESP só consegue ter 'falhas pontuais' e é tão bom que não se usa para não estragar;

    - Os telemóveis pessoais são uma ferramenta crítica para o combate aos fogos. Quem os usou vai ter que esperar pelo ano que vem para ter o reembolso já que as cativações não são austeridade e apesar de a redução do défice não ser um objetivo do Costa o seu cumprimento dá sempre direito a uma celebração efusiva;

    - Para a Desproteção Civil tudo está sempre bem e a utilização simultânea de vários sistemas não provoca nenhum tipo de descoordenação. As falhas do sistema de emergência são sempre geríveis quando há um telemóvel pessoal na proximidade e o autarca não só é mentiroso como é um traidor já que em vez de estar sentado deveria estar a ajudar os bombeiros;

    - A Desproteção Civil está de parabéns já que desta vez não se enganou nos despenhamentos. Será que o comando descobriu por si mesmo o que aconteceu ou foi preciso o piloto pedir o telemóvel de um transeunte?

    - O aproveitamento político de tragédias é SEMPRE mas SEMPRE aberrante, nojento, indigno, insensível...

    [​IMG]
     
    #448 Orion, 17 Jul 2017 às 04:21
    Última edição: 17 Jul 2017 às 05:12
    MSantos gostou disto.
  14. luismeteo3

    luismeteo3
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    14 Dez 2015
    Mensagens:
    3,063
    Local:
    Fatima
    Sondagem: quem esteve melhor e pior em Pedrógão Grande e Tancos?
    A Aximage perguntou aos portugueses quem deve ser responsabilizado pelo roubo de armas em Tancos e quem teve o pior comportamento operacional e político na reacção à tragédia de Pedrógão Grande.
    [​IMG]


    [​IMG]
    Nuno Aguiar
    naguiar@negocios.pt15 de julho de 2017 às 16:30


    Os inquiridos não são duros com a actuação Governo. Em relação a Tancos, acham que a culpa está essencialmente junto dos militares, enquanto na reacção ao incêndio de Pedrógão dão nota positiva ao primeiro-ministro e vêem com maus olhos o comportamento da oposição.



    No primeiro caso, a pergunta é directa: quem tem maiores responsabilidades pelo roubo das armas? A resposta dos inquiridos também é clara. 60,5% diz que os comandantes e os militares de Tancos são os principais responsáveis, colocando em segundo lugar o Chefe de Estado Maior do Exército (16,9%). Em terceiro lugar surge um representante do Governo – o ministro da Defesa – com 13,6%. Além disso, 3,4% dizem que todos têm "responsabilidade por igual".
    ...

    A Aximage quis também saber como é que os portugueses avaliam o comportamento dos líderes da oposição, tendo encontrado, neste caso, respostas mais negativas. À pergunta "sobre o assunto dos fogos florestais, como tem actuado o líder do PSD?", 60,2% dos inquiridos responderam "mal" e apenas 12% disseram "bem". A pontuação de Assunção Cristas também é negativa: 44,7% responderam que a líder do CDS esteve mal, 21,2% que esteve bem.

    Recorde-se que Pedro Passos Coelho foi criticado pelas suas declarações sobre falta de acompanhamento psicolológico às vítimas do incêndio, que teria levado algumas pessoas a colocar "termo à vida".
    http://www.jornaldenegocios.pt/econ...de-e-tancos?ref=HP_DestaquesdebaixoNegociosTV
     
  15. Paulo H

    Paulo H
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    2 Jan 2008
    Mensagens:
    2,920
    Local:
    Castelo Branco 386m(489/366m)
    Há coisas que o Estado podia começar desde já a fazer diferente, pois fazer o mesmo e esperar resultados diferentes é insano!

    Parte da rede SIRESP na zona de Pedrogão é composta de cabo/fibra de vidro, enfim.. Já todos chegamos à conclusão que que arde bem!

    Parece que já andam a substituir os postes de comunicações (lado a lado com os postes queimados), isto mesmo sabendo que em algumas estradas até
    existe passagem subterrânea destinada a comunicações (tampas com marca PT). Quando se tenta saber quem decide estas coisas, ficamos um pouco confusos: parece que a ASCENDI é responsável pela manutenção das infraestruturas, mas a Estradas de Portugal refere que o uso da infraestrutura de cabos subterrâneos só pode ser autorizada pelo estado.
     
    Collapse Signature Expand Signature

Utilizadores a ler este tópico (Membros: 1, Visitantes: 0)

  1. vitamos

Partilhar esta Página