1. Postagens no fórum Off-Topic
    Para combater registos que têm por único objectivo o de participar em tópicos controversos, o acesso às postagens está condicionado a membros com um número mínimo de 100 mensagens. Membros que não tenham esta quantidade de mensagens não poderão submeter mensagens ou criar tópicos nesta secção.
    Condições Gerais de Utilização do MeteoPT

O Estado do País 2018

Tópico em 'Off-Topic' iniciado por Orion 2 Jan 2018 às 16:14.

  1. ClaudiaRM

    ClaudiaRM
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    2 Dez 2009
    Mensagens:
    3,499
    Local:
    Viseu
    Nem todos podemos ter sempre intervenções de âmbito superior e feliz, não é?
     
    Collapse Signature Expand Signature
    4ESTAÇÕES gostou disto.
  2. Hawk

    Hawk
    Expand Collapse
    Cumulus

    Registo:
    26 Nov 2006
    Mensagens:
    417
    Local:
    Funchal
    A austeridade também moldou a sociedade portuguesa. Durante quantos anos o défice, os cortes e as contas do Estado entraram-nos pelas nossas casas como 1ª notícia? Como consequência, a sociedade em geral tornou-se mais sensível às questões económicas e financeiras mas, no geral, tornou-se uma sociedade muito mais fria do ponto de vista social e humano. Os números ganharam muito mais relevância, em detrimento da vida das pessoas. Do choque inicial rapidamente passou-se para os números e para quanto é que as tragédias iam custar ao Estado Português.

    Isto para dizer que, noutros tempos, as mortes nos incêndios teriam muito mais impacto na sociedade e o pedido para rolar cabeças seria muito mais generalizado. Mas, neste caso, soltou-se o chavão das "alterações climáticas" que pega sempre e ninguém quis saber o que têm as alterações climáticas a ver com alguém que liga 17 vezes para o 112, ninguém atende, e acaba por morrer queimado. Por falhas nos sistemas que são responsabilidade do Estado, por causa de pessoas erradas a desempenhar funções erradas em nomeações por motivos errados por parte to do Estado, e porque se quis poupar mais uns trocos mandando aviões e bombeiros embora mais cedo. Noutros tempos seria impossível um governo sobreviver a isto. Agora solta-se meia dúzia de números, devolve-se meia dúzia de trocos, e tudo o resto passa ao lado.
     
  3. Orion

    Orion
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    5 Jul 2011
    Mensagens:
    13,943
    Local:
    Ponta Delgada, Açores
    Também ajuda não ter 2 partidos permanentemente a chamar criminosos (entre muitos outros termos) ao governo.

    Bloco: erros nos incêndios foram causados por “preceitos neoliberais”
     
    Collapse Signature Expand Signature
  4. algarvio1980

    algarvio1980
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    21 Mai 2007
    Mensagens:
    8,513
    Local:
    Olhão (24 m)
    Collapse Signature Expand Signature
  5. Agreste

    Agreste
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    29 Out 2007
    Mensagens:
    9,032
    Local:
    Aljezur (48m) - Faro (11m)
    não há problema nenhum em mandar o governo do PS abaixo...

    o problema é que querem colocar um do PSD e isso não é possível.

    Fica este, é mau, não serve mas o outro é muito pior.
     
    Collapse Signature Expand Signature
    4ESTAÇÕES e luismeteo3 gostaram disto.
  6. Agreste

    Agreste
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    29 Out 2007
    Mensagens:
    9,032
    Local:
    Aljezur (48m) - Faro (11m)
    em "15 dias" de novo PSD já se encontraram pessoas com currículos falsos, outras com problemas na ordem dos advogados por onde passaram e outras mais que nós ainda não sabemos as trafulhices onde estiveram.

    o regresso não é possível.
     
    Collapse Signature Expand Signature
    4ESTAÇÕES e luismeteo3 gostaram disto.
  7. Orion

    Orion
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    5 Jul 2011
    Mensagens:
    13,943
    Local:
    Ponta Delgada, Açores
     
    Collapse Signature Expand Signature
    luismeteo3 gostou disto.
  8. luismeteo3

    luismeteo3
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    14 Dez 2015
    Mensagens:
    9,807
    Local:
    Fatima
    Portugal registou maior subida da UE na produção industrial em Janeiro
    A produção das fábricas portuguesas cresceu 2,5% em Janeiro, enquanto na Zona Euro este indicador recuou 1% e na UE 0,7%.

    14 de março de 2018 às 10:37


    A produção das indústrias portuguesas cresceu 2,5% em Janeiro face ao mês anterior, contrariando a tendência negativa dos parceiros europeus, revela o Eurostat esta quarta-feira, 14 de Março. Esta foi mesmo a maior subida entre os vários países da União Europeia.

    Segundo os dados divulgados, a produção industrial na Zona Euro desceu 1% em relação a Dezembro de 2017, sobretudo devido à produção de energia, que recuou 6,6%. Já na União Europeia a 28, este indicador desceu 0,7%.

    Entre os Estados-membros que compõem o bloco regional, as maiores quedas foram registadas nos Países Baixos (-5,7%), Roménia (-2,9%) e Espanha (-2,5%) e as maiores subidas em Portugal, Estónia (1,9%) e Dinamarca (1,8%).

    Em termos homólogos, contudo, a produção industrial em Portugal cresceu 2,3%, abaixo da média. Na Zona Euro este indicador avançou 2,7% face a Janeiro de 2017, enquanto na União Europeia o crescimento foi de 3%.

    O Eurostat justifica a subida na região da moeda única com o aumento de 8,5% da produção de bens de capital e de 5,1% de bens intermédios.

    Na União Europeia, as maiores subidas homólogas registaram-se na Roménia (8,5%), Estónia (7,7%) e Suécia (7,1%) e os maiores decréscimos nos Países Baixos (-6,6%), Malta (-1,7%) e Grécia (-1,6%).
    http://www.jornaldenegocios.pt/empr...-em-janeiro?ref=HP_DestaquesdebaixoNegociosTV
     
  9. ClaudiaRM

    ClaudiaRM
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    2 Dez 2009
    Mensagens:
    3,499
    Local:
    Viseu
    Eu já nem falo da parolice de inventar coisas para pôr no CV. Mas depois de ler isto, não posso deixar de me indignar por tanta gente com habilitações superiores, com cultura, mérito,saber e empenho no desemprego, enquanto estes analfabetos funcionais bem relacionados têm sempre tacho garantido graças às mamas partidárias. Se eu escrevesse assim no nono ano, chumbava à disciplina.

    [​IMG]
     
    Collapse Signature Expand Signature
  10. ClaudiaRM

    ClaudiaRM
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    2 Dez 2009
    Mensagens:
    3,499
    Local:
    Viseu
    Já me ri só de pensar neste pobre diabo se tivesse o meu orientador. Uma vez enviei ao meu orientador um capítulo da tese onde, por lapso, tinha escrito 'sériamente', com acento. Ele corrigiu, meteu no envelope de correio verde que eu sempre lhe enviava e colocou no correio (ele exigia ver os capítulos em papel e corrigia tudo a vermelho). Quando recebi, abri o envelope com o receio do costume e, logo na página de título do capítulo, estava escrito a vermelho e sublinhado: 'É candidata a mestre. Os advérbios de modo nunca são acentuados. É bom que se tenha tratado de um lapso único pois a repetir-se será boa ideia começar a procurar outro orientador. Continuação de bom trabalho.'
    Toma e embrulha! :lol:
     
    Collapse Signature Expand Signature
  11. ClaudiaRM

    ClaudiaRM
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    2 Dez 2009
    Mensagens:
    3,499
    Local:
    Viseu
    E eu a pensar que em Português era mau...

    [​IMG]

    Já tive de corrigir muita porcaria, na minha vida, em teses, relatórios, papers e afins mas isto é toda uma nova dimensão. As vírgulas, meu Deus, as vírgulas! :lol:

    [​IMG]
     
    Collapse Signature Expand Signature
    luismeteo3 e 4ESTAÇÕES gostaram disto.
  12. 4ESTAÇÕES

    4ESTAÇÕES
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    30 Dez 2010
    Mensagens:
    823
    Local:
    Marinha Grande/Leiria/Fátima/Lisboa
    Mas quem é o senhor?
     
    luismeteo3 gostou disto.
  13. ClaudiaRM

    ClaudiaRM
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    2 Dez 2009
    Mensagens:
    3,499
    Local:
    Viseu
    Sei lá! É um fulano qualquer que o Rui Rio teve a infelicidade de escolher para não sei quê.
     
    Collapse Signature Expand Signature
    4ESTAÇÕES e luismeteo3 gostaram disto.
  14. luismeteo3

    luismeteo3
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    14 Dez 2015
    Mensagens:
    9,807
    Local:
    Fatima


    É preciso ter azar! :lol:
     
    ClaudiaRM gostou disto.
  15. luismeteo3

    luismeteo3
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    14 Dez 2015
    Mensagens:
    9,807
    Local:
    Fatima
    Conselho de Finanças Públicas estima menos défice do que Governo e excedente a partir de 2020
    O Conselho de Finanças Públicas (CFP) estima um défice de 1%, em 2017, e de 0,7%, em 2018, abaixo dos previstos pelo Governo, assumindo que, com as políticas em vigor, Portugal terá um saldo orçamental positivo já em 2020.

    15 de março de 2018 às 12:42


    No relatório Finanças Públicas: Situação e Condicionantes 2018-2022 divulgado hoje, o CFP projecta um défice de 1% em 2017, de 0,7% este ano e o último em 2019, de 0,3% do Produto Interno Bruto (PIB).

    A partir de 2020, de acordo com as projecções do Conselho, Portugal passa a ter um excedente orçamental, de 0,1% nesse ano, de 0,8% em 2021 e de 0,6% do PIB em 2022.

    De acordo com o primeiro-ministro, António Costa, o défice orçamental deverá ficar perto dos 1,1% em 2017 (o valor é divulgado pelo Instituto Nacional de Estatística na final da próxima semana) e dos 1,1% este ano, tendo em consideração as medidas de resposta aos incêndios.

    Este é um cenário que "há muito pouco tempo consideraríamos impossível", admitiu a presidente do CFP, Teodora Cardoso.

    Em Setembro, na actualização do relatório Finanças Públicas: Situações e Condicionantes 2017-2021, o CFP previa que um défice orçamental de 1,4% do PIB em 2017, de 1,3% em 2018, de 1% em 2019, de 0,8% em 2020 e de 0,2% em 2021.
    http://www.jornaldenegocios.pt/econ...-excedente-a-partir-de-2020?ref=DestaquesTopo
     
    4ESTAÇÕES gostou disto.

Partilhar esta Página