1. Postagens no fórum Off-Topic
    Para combater registos que têm por único objectivo o de participar em tópicos controversos, o acesso às postagens está condicionado a membros com um número mínimo de 100 mensagens. Membros que não tenham esta quantidade de mensagens não poderão submeter mensagens ou criar tópicos nesta secção.
    Condições Gerais de Utilização do MeteoPT

O Estado do País 2019

Tópico em 'Off-Topic' iniciado por luismeteo3 4 Jan 2019 às 10:58.

  1. Pedro

    Pedro
    Expand Collapse
    Cumulonimbus

    Registo:
    15 Abr 2009
    Mensagens:
    4,934
    Local:
    Vila Chã de Sá - Viseu(441m)//Coimbra
  2. ClaudiaRM

    ClaudiaRM
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    2 Dez 2009
    Mensagens:
    5,383
    Local:
    Viseu
    Também é um facto. E também contribui muito para arredar algumas suspeitas sobre a influência da extrema direita nas forças policiais... Na verdade não é uma suspeita. A questão foi estudada e identificada.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    luismeteo3 gostou disto.
  3. frederico

    frederico
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    9 Jan 2009
    Mensagens:
    6,565
    Local:
    Porto
    Parte do aumento da dívida, convém frisar, deve-se à abertura irresponsável de pequenos negócios que não são rentáveis ou à má gestão de PMEs.

    Por isso defendo que em Portugal todos os cidadãos com mais de 18 anos deveriam ter rating da dívida como sucede em Inglaterra. Isso inibiria muita gente de abrir negócios sem ter capital ou para fazer vigarice (como deixar rendas em atraso que nunca são pagas). Como funcionaria o rating da dívida? Assim. Sempre que um cidadão ou empresa não pagasse uma factura da electricidade, água ou telefone, uma renda, um imposto ou uma prestação de um crédito num prazo de 3 meses ficaria essa informação registada numa base de dados do Banco de Portugal. Sempre que um cidadão tentasse abrir conta bancária, arrendar um imóvel ou ter um contrato de prestação de serviços essa informação poderia ser pedida. Assim, um proprietário poderia recusar o arrendamento a quem já tivesse um historial de rendas em atraso.

    Nem imaginam o que vai por aí de abre e fecha de cafés, restaurantes e lojas de pessoas sem tostão, que ficam com rendas em atraso, dívidas ao banco e a familiares, e com impostos em atraso.
     
  4. frederico

    frederico
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    9 Jan 2009
    Mensagens:
    6,565
    Local:
    Porto
    Sempre achei que o Vieira da Silva vive nos anos 70 e que essa pasta exige alguém das novas gerações aberto a reformas que foram feitas noutros países europeus.

    De uma forma geral em Portugal prevalecem as ideias dos anos 60 e 70. E até há quem pense como se pensava na Primeira República e no Estado Novo. As nossas elites políticas e universitárias em grande medida não entraram nunca nos anos 80.
     
    Pedro e Hawk gostaram disto.
  5. frederico

    frederico
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    9 Jan 2009
    Mensagens:
    6,565
    Local:
    Porto
    O Sócrates nos dois primeiros anos teve ideias interessantes. Falou-se na redução do número de municípios, na flexibilização da legislação laboral, no modelo sueco de pensões, na redução efectiva do número de funcionários público, tipo saem 4, entram só 3. Depois deixou-se capturar por interesses sórdidos e como é muito vaidoso e gosta de bens de luxo caiu na tentação e foi o que se viu. Se alguém da Direita tentasse as reformas que eu disse cairia o Carmo e a Trindade. Nem o Passos foi capaz de reformar com as circunstâncias extraordinárias que teve.
     
    Pedro e 4ESTAÇÕES gostaram disto.
  6. frederico

    frederico
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    9 Jan 2009
    Mensagens:
    6,565
    Local:
    Porto
    O sector da construção civil em Portugal tem uma força enorme que vem do Estado Novo. Mas há quem diga que é anterior a isso.

    Uma das formas de construir fortunas em Portugal baseou-se na especulação fundiária. É que em Portugal, ao contrário do que sucede noutros países europeus, as mais valias imobiliárias da passagem de solos de rústico a urbano não são públicas. Portanto, quem compra ou herda um terreno agrícola que depois é classificado como urbano ou é expropriado para uma obra pública pode enriquecer subitamente. Há quem considere que nos últimos 30 anos o Estado perdeu perto de 100 milhões de euros por não taxar as mais valias imobiliárias, o equivalente a quase METADE da nossa dívida pública. É neste contexto que surge a problemática do aeroporto. Porquê? Primeiro, porque tirar o aeroporto da capital permitiria a venda dos terrenos da Portela a privados, entrando no circuito da especulação e do mercado imobiliário. E a autarquia encaixaria muitos milhões. Mas mais que isso. Haveria uma valorização brutal de terrenos na Margem Sul, nas imediações do novo aeroporto. E quem tivesse acesso a informação com antecedência, poderia adquirir terrenos mais baratos e vendê-los depois a preço inflacionado. Há mais de 20 anos que se fala na Terceira Coroa de Lisboa, a expansão da área urbana na Margem Sul e até Mafra e Torres Vedras, para continuar a alimentar a fome insaciável de quem vive da especulação imobiliária. É em todo este contexto que surgem todas as manobras que se conhecem para tirar o aeroporto da Portela e fazer outras obras públicas megalómanas.
     
    4ESTAÇÕES gostou disto.
  7. frederico

    frederico
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    9 Jan 2009
    Mensagens:
    6,565
    Local:
    Porto
    Na última vez que estive em Portugal fui a uma estação de correios enviar dinheiro pela Western Union para pagar uns dias do arrendamento de um quarto em casa de um conhecido e sinceramente saí de lá incomodado com todo o processo. Pediram-me a identificação, o que é normal nestes casos, mas depois foi-me feito um questionário com estas perguntas:

    - Onde arranjou este dinheiro?
    - Conhece pessoalmente a pessoa para quem vai transferir?
    - Por que motivo esta a enviar o dinheiro, o que vai pagar?
    - Qual é a sua profissão? Onde trabalha?

    Estava a mandar 200 euros...

    Em Inglaterra já mandei dinheiro para Portugal para os meus pais e não me perguntaram absolutamente nada, só pediram a minha identificação. Achei todo estes questionário uma intromissão desnecessária na vida pessoal dos cidadãos e sai-se dali com a sensação que somos todos uns potenciais trafulhas. É cada vez mais assim que o cidadão comum é tratado em Portugal. Isto não vai acabar bem.
     
    MSantos e 4ESTAÇÕES gostaram disto.
  8. frederico

    frederico
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    9 Jan 2009
    Mensagens:
    6,565
    Local:
    Porto
    Em Portugal quando se transfere dinheiro para qualquer país da UE também temos de dizer qual é o destino do dinheiro, ou seja, no que é que vai ser gasto... já me aconteceu no BCP. Em Inglaterra, por outro lado, não perguntam absolutamente nada. Não gosto destas intromissões na vida pessoal, são desnecessárias e por vezes até humilhantes, ainda mais quando se tratam de montantes baixo.

    Já agora, as taxas de conversão que se praticam em Portugal são um roubo.

    Outro facto interessante. Quando se troca dinheiro em Inglaterra, não nos pedem a identificação nem dados pessoais. Em Portugal é comum pedirem identificação e registarem os nossos dados pessoais. Em Inglaterra não fazem isto. Qual é a necessidade de fazerem isto para alguém que sei lá, troque 100 euros por dólares ou libras?
     
    4ESTAÇÕES gostou disto.
  9. ClaudiaRM

    ClaudiaRM
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    2 Dez 2009
    Mensagens:
    5,383
    Local:
    Viseu
    Isso é só para quem vai na cantiga.
    Uma vez o meu pai vendeu um carro. Pediu-me para pegar no sinal (poucos milhares de euros) e depositar na minha conta até o comprador do carro pagar o restante. Assim fiz. Quando a transação ficou tratada na totalidade fui ao banco levantar o dinheiro para dar ao meu pai e ele juntar ao restante e depositar na conta dele. Primeiro disseram que não tinham o dinheiro na totalidade (ah ah ah! Eu disse que esperava lá até ao banco fechar se fosse preciso) e depois perguntaram para que era o dinheiro e eu respondi que ia mudar de carreira e que pretendia o dinheiro para comprar um rebanho de ovelhas. Eles ficaram a saber o mesmo e eu diverti-me imenso.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  10. luismeteo3

    luismeteo3
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    14 Dez 2015
    Mensagens:
    14,274
    Local:
    Fatima
    Só tu! :lol::lol::lol:
     
    ClaudiaRM e 4ESTAÇÕES gostaram disto.
  11. ClaudiaRM

    ClaudiaRM
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    2 Dez 2009
    Mensagens:
    5,383
    Local:
    Viseu
    Eles só fazem farinha com quem deixa!
    É isso e taxas e taxinhas e manutenções não sei de quê. Banco onde eu tenha dinheiro a prazo, não me cobra nada disso. Já tentaram mas devolveram porque de imediato eu disse que era para levantar tudo (a prazo e à ordem) para levar para o banco CTT. Muda logo a cantiga. Só pago a anuidade do cartão. E os meus pais nem isso porque têm mais dinheiro do que eu, claro, e outro poder negocial, digamos assim.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  12. frederico

    frederico
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    9 Jan 2009
    Mensagens:
    6,565
    Local:
    Porto
    Eu também tirei as minhas taxas. Para um cartão quiserem cobrar-me 18 euros no BCP e eu disse que não precisava de cartão. Uso o banco online e se levantar dinheiro uso as novas caixas onde se acede com os dados do banco online. 18 euros por um pedaço de plástico é um abuso.
     
    MSantos, Pedro, 4ESTAÇÕES e 1 outra pessoa gostaram disto.
  13. ClaudiaRM

    ClaudiaRM
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    2 Dez 2009
    Mensagens:
    5,383
    Local:
    Viseu
    Eu, anuidade do cartão ainda pago e vou tolerando. Dá jeito para fazer compras. Antigamente era mesmo essencial para fazer compras online. Agora uso sempre que é possível PayPal e vai-se tornando mais dispensável. Um assunto a equacionar no futuro.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
  14. frederico

    frederico
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    9 Jan 2009
    Mensagens:
    6,565
    Local:
    Porto
    Os portugueses deveriam pensar duas vezes antes de gozar com a ignorância da malta dos EUA. Já agora, este canal de humor é excelente.

     
    Pedro gostou disto.
  15. Orion

    Orion
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    5 Jul 2011
    Mensagens:
    15,407
    Local:
    Ponta Delgada, Açores
    Se calhar é mesmo por causa disso que o RU é um dos principais centros mundiais de lavagem de dinheiro.

    A malta não sabe o que quer. Fim dos paraísos fiscais mas total anonimato das transações bancárias.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura

Partilhar esta Página