1. Postagens no fórum Off-Topic
    Para combater registos que têm por único objectivo o de participar em tópicos controversos, o acesso às postagens está condicionado a membros com um número mínimo de 100 mensagens. Membros que não tenham esta quantidade de mensagens não poderão submeter mensagens ou criar tópicos nesta secção.
    Condições Gerais de Utilização do MeteoPT

O Estado do País 2019

Tópico em 'Off-Topic' iniciado por luismeteo3 4 Jan 2019 às 10:58.

  1. Pedro

    Pedro
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    15 Abr 2009
    Mensagens:
    5,046
    Local:
    Vila Chã de Sá - Viseu(441m)//Coimbra
    Já se falou aqui das prospeções de lítio na Beira Alta? Isto está a parecer-me que vai dar barraca
     
  2. ClaudiaRM

    ClaudiaRM
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    2 Dez 2009
    Mensagens:
    5,717
    Local:
    Viseu
    Não me parece que haja alguém que tenha dois neurónios funcionais que não perceba que uma taxa de natalidade muito baixa é preocupante. Já agora, o mesmo se aplica a taxas de natalidade demasiado elevadas. Não há pessoas a menos no mundo. Pelo contrário. Estão é 'mal distribuídas'. Na verdade, baixas taxas de natalidade são preocupantes pela vertente financeira, da sustentabilidade, porque não vejo qual o motivo pelo qual o planeta precise de mais gente...
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    "Charneca" Mundial e 4ESTAÇÕES gostaram disto.
  3. 4ESTAÇÕES

    4ESTAÇÕES
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    30 Dez 2010
    Mensagens:
    1,303
    Local:
    Marinha Grande/Leiria/Fátima/Lisboa
    Ia responder. Trabalho poupado.
    Uma das bandeiras do Portugal Pro Vida era voltar ao tempo em que os casais tinham 5, 10 filhos. Sempre a somar, a somar, a somar. Haja fé na existência de um mundo celestial para caber tanta gente.
     
    ClaudiaRM gostou disto.
  4. Hawk

    Hawk
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    26 Nov 2006
    Mensagens:
    1,009
    Local:
    Funchal
    Exacto. É como o sucessivo lançar de foguetes pelo aumento da esperança de vida. Será motivo de regojizo? No tempo de Jesus Cristo, morria-se antes dos 40 anos, e o planeta era sustentável. Será que as práticas levadas a cabo pelo SNS para extensão de vida de idosos são sustentáveis? Numa lógica humanista, até deveríamos dar lugar a outros (mas não permitindo nascerem muitos também claro).

    Campanhas de redução de sal e açucar na alimentação? Ao mesmo tempo que se reduz os passes sociais? Isto não é contraditório em termos de sustentabilidade? Pensava que a meta era reduzir a esperança média de vida. Tudo em nome da sustentabilidade.

    Maduro é o único que pensa na sustentabilidade a longo prazo. Mata já uma porção da população à fome. Também morrem grávidas, mas isso são danos colaterais em nome de um bem comum. E não há ninguém, além do PCP, que se chegue à frente para lhe deixar um honesto obrigado em nome do planeta.
     
  5. Orion

    Orion
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    5 Jul 2011
    Mensagens:
    15,538
    Local:
    Ponta Delgada, Açores
    A dispersão da população, em parte, reflete a distribuição dos recursos naturais.

    É justo os europeus importarem africanos, tenho em conta o número de filhos médio por mulher nas 2 regiões?

    O custo associado ao desenvolvimento dos medicamentos modernos é colossal (o caso recente da vacina da hepatite C é um excelente exemplo). Muitas doenças ficam por investigar porque o número de casos é reduzido (economicamente inviável).

    Os gastos em publicidade por parte das farmacêuticas em muitos casos excedem o custo do desenvolvimentos dos medicamentos.

    Como se vê pelos EUA, não há grande benefício em ter uma medicina maioritariamente privada. Contudo, os países ditos socialistas não conseguirão evitar a enorme despesa na saúde (com retorno cada vez menor tendo em conta a situação laboral dos idosos).

    As medidas da natalidade geralmente propostas são geralmente insuficientes. Um filho é um investimento de mais de uma década e meia. Não há simplesmente margem orçamental para subsidiar um aumento da criançada.

    Nem um estado social relativamente generoso poderá reverter a tendência para redução da população indígena e basta ver a projeção finlandesa:

    [​IMG]

    Quanto à imigração como solução... Ainda não aprenderam nada?
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    #2810 Orion, 13 Mai 2019 às 09:33
    Última edição: 13 Mai 2019 às 09:47
  6. 4ESTAÇÕES

    4ESTAÇÕES
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    30 Dez 2010
    Mensagens:
    1,303
    Local:
    Marinha Grande/Leiria/Fátima/Lisboa
    E viva o precipício! Tudo para o buraco! Menos os mercados e os estados policiais, Estado Policial em vez de Social.

    As migrações são algo necessário, real, que faz parte da Humanidade e do seu desenvolvimento e progresso.
    O aumento da esperança de vida saudável é perfeitamente conciliável com a natalidade moderada (2,1). Uma troca.
     
  7. Orion

    Orion
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    5 Jul 2011
    Mensagens:
    15,538
    Local:
    Ponta Delgada, Açores
    Por mero acaso, África e o Médio Oriente tem algo em comum: O que não faltam são conflitos étnicos em disputa de recursos e poder. Os africanos são também 'istas'? Quem diria?

    De resto, qualquer um (ou uma para não ser machista) pode fazer afirmações generalistas como estas:

    Percebo, aumenta a auto-estima pensar que se é muito virtuoso. Contudo, e no fim do dia, trabalha-se com o que se tem e com o que se sabe.

    Onde é que isso está a ser implementado? Se calhar em lado nenhum porque é mais fácil dizer do que fazer (à semelhança de tantas outras coisas).

    Se os estados sociais são em parte um esquema ponzi, como se garante a sustentabilidade quando a base da pirâmide está rapidamente a encolher?

    Até se está numa fase preliminar do problema. Daqui a uns 15/20 anos vai ser muito pior em quase todo o lado.

    Não esquecer que há uma quantidade finita de 'ricos' a quem se pode confiscar.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    #2812 Orion, 13 Mai 2019 às 10:23
    Última edição: 13 Mai 2019 às 10:31
  8. 4ESTAÇÕES

    4ESTAÇÕES
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    30 Dez 2010
    Mensagens:
    1,303
    Local:
    Marinha Grande/Leiria/Fátima/Lisboa
    Quem disse que os africanos não podem ser “istas”? Não podem ter ideais é? Não são gente também?
    Gente boa e pessoas más existem em todo o lado.
    Vários países da Europa têm um índice sintético de fecundidade bom acompanhado de excelente esperança media de vida saudável. A Suécia.
    A Suécia é o melhor modelo social a seguir. Estado social sustentável. Acolhimento das migrações. Política educativa e de bem-estar social que fazem as pessoas perderem a fé em algo abstrato.
    O troco = Criminalidade e consequente Reação Fascista
    Solução = Educar e Secularizar as novas gerações filhas de migrantes.
    É um trabalho de alguns anos.
    Até lá combater a criminalidade total sem pré-julgar por grupo étnico. Caucasianos, negros, árabes. Todos são gente, pessoas, com as suas qualidades e defeitos.
     
  9. Pedro

    Pedro
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    15 Abr 2009
    Mensagens:
    5,046
    Local:
    Vila Chã de Sá - Viseu(441m)//Coimbra
    As migrações são parte da solução se forem espontâneas e se vierem de culturas minimamente semelhantes. As migrações dentro da UE pouca polémica dão, tirando o caso dos imigrantes de leste no início do século. São pessoas civilizadas, a maioria deles altamente trabalhadoras e com uma capacidade de harmonia e aproximação da cultura local sem apagar a sua cultura de origem. É o caso dos portugueses do Luxemburgo ou em França onde a terceira geração de imigrantes já pouca ligação tem com Portugal e não anda aí a fazer explodir igrejas nem mesquitas. É o caso das migrações entre os países nórdicos ou entre os países de leste. Agora achar que se podem importar aos magotes hordas de populações africanas e do médio oriente e esperar que o sistema educativo e social consiga por decreto esbater um impacte cultural tão grande é um bocado infantil.
    E não é assim que se resolvem as baixas taxas de natalidade, porque a nível indígena pouca alteração trará, leva sim a uma substituição populacional progressiva. Uma boa parte dos migrantes destes países são pessoas pobres, sem formação académica ou skills laborais específicas. Temos que ser pragmáticos: refugiados de guerra têm que ser acolhidos como a lei internacional e o bom senso mandam, mas refugiados económicos têm que ir para a fila das fronteiras como os que querem entrar pelas vias legais, e entra quem tiver condições de entrar.
    A Europa não pode ser uma fortaleza impenetrável mas também não é a Santa Casa da Misericórdia, e os tratados europeus são bem claros quanto à defesa das fronteiras externas, ainda que poucos levem está preocupação a sério. Só há segurança interna com segurança externa, e todos os países devem estar coordenados quanto a quem entra onde e porquê.
    O problema da natalidade resolve-se com a diminuição da carga tributária e flexibilização laboral, não com experiencias sociais de tubo de ensaio
     
    #2814 Pedro, 13 Mai 2019 às 11:17
    Última edição: 13 Mai 2019 às 11:58
  10. Orion

    Orion
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    5 Jul 2011
    Mensagens:
    15,538
    Local:
    Ponta Delgada, Açores
    :D

    Muito gostaria eu de saber os pormenores desse plano.

    Se calhar um bom ponto de partida seria a URSS :D

    [​IMG]
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    Pedro gostou disto.
  11. Orion

    Orion
    Expand Collapse
    Furacão

    Registo:
    5 Jul 2011
    Mensagens:
    15,538
    Local:
    Ponta Delgada, Açores
    E já de vez... :D

    [​IMG]

    Como toda a gente sabe:

    A Jihad é espiritual e um elemento exótico no Islão.

    O nazismo é uma ideologia de paz porque a maioria dos neo-nazis não pratica atos de violência.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    #2816 Orion, 13 Mai 2019 às 11:35
    Última edição: 13 Mai 2019 às 11:40
    Pedro gostou disto.
  12. Hawk

    Hawk
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    26 Nov 2006
    Mensagens:
    1,009
    Local:
    Funchal
    Maior precipício do que uma sociedade actual se acha legítima proprietária do planeta, onde é mais importante que não nasçam muitos para que eu possa viver até aos 120 anos com qualidade de vida num planeta sustentável? O que seria verdadeiramente insustentável seria que a humanidade convergisse para tais níveis de egoísmo e egocentrismo.
     
  13. ClaudiaRM

    ClaudiaRM
    Expand Collapse
    Super Célula

    Registo:
    2 Dez 2009
    Mensagens:
    5,717
    Local:
    Viseu
    Resumindo: branquinhos europeus é na boa que são gente civilizada, pacífica e amiga do seu amigo. Castanhos e pretos vamos lá com calma que são pobres e burros e quando damos por eles estão a comer com as mãos e a cometer crimes.
     
    Collapse Signature Expandir Assinatura
    4ESTAÇÕES gostou disto.
  14. 4ESTAÇÕES

    4ESTAÇÕES
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    30 Dez 2010
    Mensagens:
    1,303
    Local:
    Marinha Grande/Leiria/Fátima/Lisboa
    Proposta: Não apenas legalizar a Eutanásia como torná-la compulsória para o dia em que cada ser humano completar 62 anos e 6 meses.
    Solução racional (?humanista?) que acabaria com um monte de problemas.

    É muito bonito dizer que se tem “bom senso” e se é “civilizado” quando a vida lhe corre bem, mas lá fora existe todo um mundo degradante, em termos sociais e ambientais.

    Sabiam que o salário mínimo para quem se esfola na restauração (boa parte imigrantes que até fazem horas extra sem pagamento para conseguirem visto de residência) é 20% inferior aos regulares 600€?
    Depois temos um setor privado de serviços monstruoso suportado por Telemarketing em que se procuram de modo selvagem e inútil resultados, tudo em nome do lucro. Quem vende mais coisas e mudanças inúteis ganha mais.
    Empresas gigantes e muito lucrativas que se valem da miséria, da desgraça, que existe. Coitadinhas, são asfixiadas.
    Pelo meio desperdiça-se tempo e recursos que seriam melhor empregues em funções mais úteis.
    Para se esfolarem a trabalhar não é preciso, mas para entrar neste jogo capitalista tem que se ser “legalizado”.

    Eu não sou comunista mas há muita coisa que me faz confusão. Eu não aceito esta sociedade onde vale tudo.
     
  15. Hawk

    Hawk
    Expand Collapse
    Nimbostratus

    Registo:
    26 Nov 2006
    Mensagens:
    1,009
    Local:
    Funchal
    Não é a proposta que defendo. Para quem não percebeu, a minha ironia era para quem fica feliz com taxas de natalidade cada vez mais reduzidas porque significa que vão viver com melhor qualidade de vida e num planeta sustentável até cada vez mais tarde. Essa forma de estar na vida, de olhar para o seu umbigo de uma forma egoísta e egocentrista, achando que direito a viver a tender para infinito é um direito maior do que o direito a nascer e o direito a não dar lugar a outros por uma questão de "sustentabilidade", é algo desprezível para mim. Interessante que vem quase sempre das mesmas pessoas.
     

Partilhar esta Página